3 de janeiro de 2014

Chá de Sumiço - Marian Keyes

Lido em: Dezembro de 2013
Título: Chá de Sumiço - Família Walsh #5
Autora: Marian Keyes
Editora: Bertrand
Gênero: Chick Lit
Ano: 2013
Páginas: 644
Nota:
Sinopse: Helen Walsh não vive um bom momento. O trabalho como detetive particular não vai bem, o apartamento foi tomado por falta de pagamento e um ex- namorado surge com uma proposta de trabalho: encontrar o desaparecido músico da Laddz, a boy band do momento. Precisando do dinheiro, ela se vê forçada a aceitar, o que causa uma confusão em sua cabeça ao conviver com o ex e precisar acalmar o atual namorado. Ao tentar seguir suas próprias regras, Helen será arrastada para o mundo complexo, perigoso e glamoroso do showbiz, percebendo que seu pior inimigo ainda está por surgir. Irresistível, comovente e muito engraçado, Chá de sumiço é diferente de todos os romances do gênero, e a protagonista – corajosa, vulnerável e dona de uma língua afiadíssima – é a heroína perfeita para os novos tempos.
Resenha: Chá de Sumiço é o 5º e último livro escrito por Marian Keyes acerca das irmãs da Família Walsh que começou com Melancia (contando a história de Claire), seguido por Férias (contando a história de Rachel), Los Angeles (Maggie) e Tem Alguém Aí? (Anna), todos lançados pela Bertrand. Em Chá de Sumiço temos Helen, a irmã caçula, como protagonista. No quarto livro da série, Tem Alguém Aí?, apesar de a história ser focada em Anna, Helen tem um papel super bacana onde inicia sua carreira no meio das investigações se tornando uma detetive particular hilária e que sempre se metia em confusões, e dessa vez, mesmo que alguns anos tenham se passado, ela continua trabalhando nesse ramo. Porém, a vida de Helen já não é mais toda aquela festa cheia de brincadeiras e curtições em que quase nada era levado a sério, e ela não está vivendo em nenhum mar de rosas. Problemas financeiros e dificuldades no trabalho são fatores que fizeram com que ela deixasse de ter condições de pagar o financiamento de seu apartamento e Helen teve que recorrer a casa dos pais para seu desgosto. Até que seu ex namorado, Jay Parker, aparece cheio de dinheiro lhe oferecendo um novo trabalho em que Helen teria que investigar o desaparecimento de Wayne Diffney, um dos integrantes da popular banda Laddz, e descobrir seu paradeiro. Helen apesar de relutar e achar que o trabalho seria a maior furada pois não confia nada em Jay, principalmente pela forma como o namoro deles terminou, acaba aceitando por causa da grana.
Helen já está num relacionamento ótimo com Artie, um cara mais maduro que também trabalha com investigações e já é pai de três filhos, mas o reaparecimento de Jay abala suas emoções, principalmente quando ela adentra pelo mundo da fama e se vê cercada de sujeira, e quando se dá conta de que está afundando na obscuridade da própria mente...

Vou ser sincera em assumir que depois de ter lido os quatro livros da família Walsh, a personagem que mais gostava era a Helen, então um livro só para ela era o que eu mais esperava e ansiava. Sarcástica, teimosa, maluca, sem educação, engraçada, bonita e despreocupada com a vida eram algumas das características que definiam Helen em suas aparições nos livros anteriores, mas em Chá de Sumiço, essa Helen não existe mais. Aqui nos deparamos com uma mulher que passou dos 30, bem mais madura e com problemas sérios de depressão e tendências suicidas super graves, que faz tratamento com psiquiatras e é dependente de remédios e mais remédios, além da Coca zero...

Quando me dei conta de que aquela Helen de quem eu era super fã, a ponto de colocá-la em primeiro lugar no hall dos meus personagens literários favoritos devido a sua personalidade e atitudes marcantes, tinha simplesmente sumido e sido substituída por outra totalmente diferente, me bateu aquela tristeza, e apesar de continuar lendo a história para saber como ela iria lidar com sua depressão ao mesmo tempo que investigava um desaparecimento, Chá de Sumiço não superou minhas expectativas como imaginei. O livro é bem escrito, a leitura flui maravilhosamente bem, apesar das mais de 600 páginas com capítulos curtos (71 capítulos + prólogo), a história poderia ter a mesma qualidade se contada de forma mais rápida, com menos detalhes e pensamentos repetitivos, como por exemplo, a insistência, que pra mim foi super irritante, de Helen sempre achar que está sendo aproveitadora usufruindo do conforto, da luz, da água e etc, e que deve repor todas as Cocas zero geladinhas que toma enquanto está na casa de Wayne investigando, como se estivesse roubando do cara.

A questão que envolve a resolução de um mistério chega a ser clichê, pois a investigação, como sempre, se arrasta por todo o livro em que todas as explicações são guardadas pro final. Juro que fiquei com vontade de pular as páginas pra saber logo o fim de tudo, o que raios tinha acontecido com Wayne e como ela daria jeito em todos os obstáculos que se deparou, mas me contive, e por um bom motivo: Marian Keyes é o tipo de autora que sabe lidar com temas fortes e ao mesmo tempo delicados, como é o caso do vício em drogas, o abandono, a morte, com a violência e afins, de uma forma muito natural e que não deixa o leitor abismado e em choque. Às vezes ela se estende além da conta deixando o livro mais grosso do que nunca, mas acredito que seja para poder frisar nos mínimos detalhes os pensamentos dos personagens que sofrem com algum dos problemas abordados de forma exaustiva, com intenção de passar para o leitor toda a emoção sentida no momento, como se quisesse que ele sentisse tudo aquilo na pele. E como pra mim "depressão" é um assunto delicado, mesmo que tenha alguns toques de humor e por mais natural que a história tenha sido narrada, ficar relembrando situações e pensamentos ruins através de um personagem fictício foi algo que me incomodou, principalmente porque nos livros anteriores Helen esbanjava alegria e maluquices por onde passava.

No mais, é um bom livro para quem quiser se aventurar num mistério sobre um sumiço bastante complexo que envolve muito mais coisas do que se pode imaginar, e principalmente, pra aqueles que querem saber mais sobre a depressão e como quem sofre com ela se vê um mundo sem cor e sem graça.

23 comentários

  1. Estou com o livro "Casório" da Marian para ler, comecei "Melancia" e abandonei, não consegui seguir em frente...
    Mas Chá de Sumiço, parece ser uma estória que prende melhor o autor, espero em breve ter a oportunidade de ler outros titulos da autora e gostar...
    Amei a resenha
    Beijos, Thaynara
    http://livroscombolinhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que coisa :o
    Odeio quando eu tendo a gostar de um personagem e ele se mostrar diferente com o passar do tempo. Eu não entendo a necessidade de ser esse bitelo de livro se não tem um mistério tangível, mas vai saber...
    Pelo menos o livro tem lá sua importância e passa uma mensagem boa. Eu desanimei um pouco, mas ainda quero comprar Férias numa promo bacana e ler os livros da Família Walsh.
    Beijuuu, flavia!

    ResponderExcluir
  3. Estou lendo Cheio de Charme e acho os livros de Keyes sempre muito bem humorados!
    Agora, precisamos de atenção e paciência mesmo!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eu encontrei Férias e Melancia numa banca e estava querendo ler. Vi muitas resenhas positivas de fãs da autora e quase comprei, mas que adianta começar a ler mas não conseguir por causa do resto da coleção?
    Ótima resenha Flávia e até mais.

    ResponderExcluir
  5. Eu comecei a ler Melancia da autora, acho que no ano retrasado, mas acabei abandonando. A escrita dela não me pegou, nunca mais tentei ler nada e de acordo com a sua resenha, este não entrará na minha lista hehehe. Desse tipo de livro quem ganhou meu coração foi a Sophie Kinsella, amo os livros dela.

    Beijos

    http://livrosecafelatte.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Flavinha, fico encantada com essas capas, um toque muito belo. Li Melancia e adorei... mas não continuei... espero conseguir, pois a escrita é muito boa, divertida e bem fluida.
    DEve ser hilária essa investigadora. Sempre tem que ter um ex pra abalar as estruturas né, hihi.
    Bem, acho que essa tua decepção se intalou, pois tu esperava uma Helen que todos viam, mas acontece que ela não é aquela fortaleza que todos acham, ela tem problemas também, quem sabe se o livro repetiu muito isso, sem ser muito criativo, deve ter sido uma pena. Bjs mil.

    ResponderExcluir
  7. Que pena que o livro caiu bastante e no último! Uma série com uma pessoa com uma personalidade e depois se transformar em outra pessoa deve ser frustrante. Não li nenhum livro, já vi comentários e tudo mais que é ótima série, mas uma pena o último livro, justo no último, ocorrer algo assim.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não tinha lido nenhum desta autora mas este não me chamou atenção. Achei uma pena o livro não ter atingido suas expectativas e a personagem ter mudado tanto! Vou começar a ler os anteriores, parecem ser melhores rs
    beijos ♥
    quemprecisadetvparaverbeyonce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Dela só li 2 livros..Casorio e É agora ou nunca..mas tenho vontade de ler os outros livros dela...esse já ta incluso na listinha desse ano.Gosto de personagem assim marcante nos outros livros mas é Freud a autora ter se perdido um pc com relação a personagem..

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. eu to lebndo o livro sushi dela e to empacada, vou ver se termino de ler esse ano e ainda tenho mais 2 em casa.
    mas sei lá, parece q nao to curtindo a escrita dela sabe
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  11. Acho que esse não seria um livro que eu devesse ler no momento, pelo tema que aborda. Acabei de superar uma terrível depressão, então não quero embarcar em algo parecido e relembrar o que deu tanto trabalho pra esquecer.
    Tenho muita vontade de ler os livros dessa autora, pois só ouço elogios e fiquei bastante curiosa. Mas com o tanto de livros que tenho pra ler, esse provavelmente será um livro que só lerei ano que vem.

    ResponderExcluir
  12. Esse livro não me deu vontade de ler! Vejo sempre pessoas elogiando a autora e também muita gente falando que ela não escreve "bem"... Mas quem sabe um dia se eu não tiver o que ler eu considere essa história! rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Tenho uma grande curiosidade de conhecer a escrita da autora!
    Parece ser bem legal e empolgante!
    Gostei da trama deste livro, acho que leria!
    Adorei a resenha!
    Espero algum dia ler este livro, não somente este mais os outros sucessos da autora!
    Amei essa capa *-*
    Beijos Flá!

    ResponderExcluir
  14. Já vi muitas pessoas falando sobre os livros de Marian mas não li nenhum e aliás essa é a primeira resenha que leio. A história em si não me agradou muito pois ela se arrasta muito e isso é chato, mas por outro lado a história da depressão me fez ter vontade de ler, eu gosto muito de livros que nos passam informações sobre assuntos diversos, pois alia passatempo com informação.

    ResponderExcluir
  15. Estava pensando em começar a ler os livros da Keyes e ouvi comentários muito bons sobre os primeiros livros mas este último não me pareceu atrativo.

    ResponderExcluir
  16. Não gosto de livros que se arrastam até chegar o fim,e por isso o livro não me agradou.Acho que não me agradou também porque vc falou que a Helem muda em relação aos outros livros,e é tão triste saber que a personagem que a gente gostava não exite mais ! haha
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Marian Keyes sempre com bons livros. Quero muito a série completa da Família Walsh! Sempre bem humorada.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  18. Olá amiga!
    Achei interessante o livro abordar a depressão, pois só quem tem na família sabe como a pessoa fica e não é legal!
    Gostei dos pontos que você levantou na resenha!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Estou querendo ler chá de sumiço pra saber da Anna do livro Tem alguém ai?
    Esse livro acabou comigo, mas eu queria saber o que aconteceu com a Anna!!!

    Nesse livro a Helen fala da Anna?

    ResponderExcluir
  20. Eu concordo com vc! Também me decepcionei um pouco com esse livro, espera a Helen de antigamente, engraçada... Já li todos os livros da coleção e recomendo muito! O último que li foi A Estrela Mais Brilhante do Céu e amei!!!

    ResponderExcluir
  21. Eu tenho esse livro e ainda não li! Tô com muita vontade de ler, mas quero primeiro o Férias!, pra seguir a ordem das irmãs... enfim, adorei a resenha. Parabéns!
    http://whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir