Adaptação da série "A Mediadora", de Meg Cabot, na Netflix!

5 de setembro de 2020


A Netflix anda investindo pesado em adaptações de livros populares entre os leitores de plantão. Quem não acompanhou o sucesso de The Witcher, Para Todos os Garotos que Já Amei, Desventuras em Série, e afins? Diante dessa variedade de títulos, e com a ideia de que A Seleção e As Crônicas de Nárnia também vão ganhar seu espaço, sempre vai caber mais adaptações de livros, e os fãs das mais variadas séries vão a loucura. Pra quem adora a diva Meg Cabot e suas séries hilárias, pode começar a comemorar, pois a série A Mediadora logo vai entrar no catálogo e vamos poder relembrar as peripécias de Suzannah e seu dom peculiar de se comunicar com os mortos. E a própria autora quem confirmou a notícia pela publicação no twitter da jornalista do The Sun, Rachel Ellenbogen:
Pra quem não conhece, a série conta a história de Suzannah Simon, uma adolescente de dezesseis anos que tem o dom de ver fantasmas com assuntos pendentes que não conseguem ou se recusam a seguir para a luz, mas, sendo uma completa badass sem um pingo de paciência, o jeito dela "ajudar" é descendo a porrada quando eles dão mais trabalho do que o previsto. Até que ela se muda de cidade e, na casa nova, seu quarto é assombrado há cento e cinquenta anos pelo fantasma de Jesse, um rapaz hispânico muito do encantador que começa a mexer com os sentimentos da garota.

Confira as resenhas da série completa aqui no blog:

Obrigada, Netflix! Já estou ansiosa desde já! ♥

Resumo do Mês - Agosto

1 de setembro de 2020


Depois daquele desgosto todo que passei naquele apartamento, enfim mudamos. A casa é espaçosa, tem um quintal enorme, tem espaço pra plantar, tem árvores, e as crianças ficam ocupadas o dia inteiro, correndo, brincando, andando descalços na terra, e sem a preocupação de algum vizinho imbecil achar ruim. A dona da casa é muito gente boa e atenciosa, até me sugeriu arrumar um cachorro, coisa que vou fazer mesmo assim que ficarmos mais folgados de grana, então não tenho nada do que reclamar, muito pelo contrário, e espero que essa seja a última casa de aluguel que eu vou morar até conseguir a minha casa própria, porque não aguento mais mudar. Nos últimos 15 anos devo ter mudado umas 10 fucking vezes. O único ponto negativo, mas temporário, é que mesmo três semanas depois da mudança, ainda não consegui organizar tudo. Tem muito livro que está anunciado no meu bazar no instagram guardado por não ter lugar onde pôr ainda, então quando alguém tem interesse é um deus-nos-acuda pra achar. Também tem muita caixa com a famosa bagulhada amontoada num mini porão que preciso organizar.

Mas, como entre mortos e feridos, salvaram-se todos, essa mudança e essa quarentena sem fim também foram úteis pra eu ver que eu tenho uns dons melhores do que imaginei. Eu sempre pus a mão na massa quando o assunto é serviço de casa, mesmo que seja coisa mais pesada, e montar ou desmontar móveis, identificar onde cada peça vai ou não, era uma coisa que eu resolvia bem fácil e não tinha problemas em ajudar os marmanjos a fazer. Como o apartamento já tinha armários embutidos nos quartos, os guarda-roupas que eu tinha antes eu doei ou vendi, e agora, com essa mudança, precisei comprar guarda-roupas novos aqui pra casa. Graças a Dios aqui tem armário embutido na cozinha, mas nos quartos não.

Como o maridón trabalha o dia inteiro e chega morto e enterrado, ele só ia animar a mexer com essa bendita montagem no final de semana, mas um guarda roupa que chega na segunda ficar encostado e empacotado aqui até no sábado enquanto as roupas estão amontoadas em caixas, eu não ia conseguir deixar... Eis que eu mesma desembalei tudo, peguei chave de fenda, parafusadeira e martelo, e com a ajuda da Marina apoiando as peças aqui e ali, eu quebrei a cabeça e montei 2 guarda-roupas sozinha. Só deixei as portas pro Edi colocar por motivo de "alguma coisa esse homi tem que fazer".
Agora só falta chegar o do meu quarto, que espero ser essa semana, e voilá, vou conseguir terminar de organizar a bagunça. E a cômoda que estou usando pra quebrar o galho eu vou tacar fogo porque a coitada tá caindo aos pedaços e só me mata de raiva, capengando.

No mais, tô bem animada pra terminar de mobiliar e decorar a casa pra ficar bem a nossa cara, e fazer desse cantinho um espaço aconchegante e feliz. Já coloquei - sozinha também - um balanço fofo na varanda e as crianças amaram. Até eu dou uma balançada lá de vez em quando. Já tô cheia de ideias, montei uma listinha do que preciso, e aos pouquinhos vou comprando as coisas. Tô bem feliz e só sei sentir uma enorme gratidão por tudo estar caminhando e já ter dado certo.
Sendo assim, por causa da trabalheira da mudança, acabei não conseguindo atualizar o bendito blog, mas logo que eu deixar tudo no jeito, eu volto.

Caixa de Correio #102 - Agosto

31 de agosto de 2020

Agosto meteu 31 dias na nossa cara em 5 minutos, nem acredito. Como esse mês eu mudei, apesar de ter comprado uns pops com um preço bem bom pra aproveitar, meu foco foi na organização da casa nova. Até pausei a venda de livros porque ainda tem vários encaixotados sem lugar de pôr, então, mais um mês sem livros chegando por aqui. Eu comprei outros de Disney e Harry Potter, mas ainda não chegaram por motivo de "depender de correios é um desgosto eterno", né? Se fosse um caso de vida ou morte, com certeza eu já tava estirada no chão. Espiem os pops que recebi esse mês:

Games - Eternal Hope - Prologue

28 de agosto de 2020

Título:
 Eternal Hope - Prologue
Desenvolvedora: Doublehit Games
Plataforma: PC
Categoria: Aventura/Puzzle/Indie
Ano: 2020
Classificação Indicativa: Livre
Nota: ★★★★☆
Sinopse: Eternal Hope: Prologue é o primeiro ato desse jogo de aventura! Siga a história de um garoto que deve embarcar em uma jornada de amor e esperança em busca da alma de sua amada. Esta versão apresenta o início da aventura de Ti'bi, um garoto solitário que perdeu o amor de sua vida. Embarque em uma jornada incomum - uma que talvez possa trazer a alma de sua querida namorada de volta do Mundo das Sombras, um reino similar ao purgatório. Com a capacidade de viajar entre dimensões, você usará esse poder, juntamente com algumas mãos de seres de outro mundo, para resolver quebra-cabeças que acabarão levando você ao local de descanso final do seu amor no além. Visitar o Mundo das Sombras não é uma tarefa fácil, no entanto. Com criaturas corrompidas que habitam essa dimensão espelhada, você fará amigos - e muitos inimigos - ao longo do caminho, enquanto descobre segredos antigos, nenhum dos quais os vivos deveriam descobrir.

Numa das minhas andanças e fuxicos por novidades de games na Steam, me deparei com Eternal Hope - Prologue, que se trata de uma prévia do game completo - cujo projeto foi desenvolvido por brasileiros - que seria lançado em agosto de 2020 (e já foi inclusive). Como a versão é gratuita pra gente sentir o gostinho e saber o que esperar, lá fui eu testar pra ver se valeria a pena investir no próximo.




O jogo começa quando Ti'bi, que passou a vida inteiro sozinho, encontra uma garota, e descobriu o que é o amor. Anos se passaram, eles viviam felizes, mas, numa noite de tempestade, um acidente faz com que a garota caia do penhasco onde se conheceram, e Ti'bi fica sozinho outra vez. De luto, se sentindo vazio e totalmente perdido, ele continua vagando cabisbaixo e desolado até encontrar o Guardião das Almas, que explica que quando a garota morreu, sua alma foi fragmentada de forma que algo aconteceu, e agora ele se tornou um espírito enfraquecido o bastante para não conseguir continuar com suas tarefas. Assim, o Guardião propõe um acordo a Ti'bi: ele recebe parte dos poderes do Guardião, e deve coletar todos os fragmentos das almas que encontrar pelo caminho para que sua amada volte a vida. E assim, a jornada de Ti'bi começa.



O visual e os gráficos dispensam maiores comentários pois é de encher os olhos. Eternal Hope segue a mesma linha de Limbo no quesito gráfico, mecânica e jogabilidade, com exceção das cores. O jogo é em 2D, e embora os personagens sejam "sombras" e os objetos de interação do primeiro plano sejam escuros para fazer o contraste, o pano de fundo, que lembra bastante uma floresta mágica/mística com profundidade, formas geométricas e cheias de pontos de luz e animações brilhantes, tem uma paleta de cores predominantemente rosa e azul feat. um azul acinzentado que lembra um mundo bem upsidedown quando Ti'bi usa seus poderes recém adquiridos, e posso dizer que é maravilhoso e muito, mas muito bem feito. Os trechos onde a parte da perda de Ti'bi na história é contada, as imagens são diferentes, num estilo mais fofinho e cartunizado com toques de aquarela, e é bem bonito também.



Por se tratar de uma prévia, o jogo oferece três capítulos para podermos nos familiarizar com a mecânica do jogo e com a resolução dos puzzles para que Ti'bi avance. São capítulos curtos e com desafios relativamente fáceis, mas é impossível não morrer várias vezes por coisas bobas, seja por ainda não saber como passar de um obstáculo, por ainda estar pegando o jeito com os controles no teclado, ou seja por cair de pequenas alturas ou na água porque o bendito do boneco não sabe nadar (o que é meio duvidoso, por que como diabos alguém que mora na floresta há anos e anos, com lagos por toda parte, não sabe nadar?). Enfim, é aquele tipo de jogo que é preciso morrer pra aprender e ver o que deve ser feito pra sair dalí. No meio dessa peleja, algumas criaturas sombrias e aliadas ao Guardião acabam ajudando Ti'bi fazendo um leve/dando pezinho pra ele subir aqui e alí, e esses bichos e algumas plataformas só podem ser vistas quando ele ativa seus poderes, mas é fácil de se acostumar com essa alternância de visões, o que é mais complicado é que nem sempre as coisas são muito óbvias e é necessário quebrar um pouco a cabeça para resolver a fase.



Como o jogo é curtinho, não tem muito o que falar pois com poucos minutos já é possível chegar ao fim do prólogo e ter ideia do que o game completo vai oferecer. Talvez o que me fez não maximizar a avaliação foi o fato da história não ter muitas explicações e aprofundamento a ponto de não termos muita empatia por ninguém. Quem é Ti'bi? De onde veio? Por que não tiraram uns minutinhos para explorar pelo menos parte da personalidade dos personagens para que suas características fossem apresentadas? Quanto tempo exatamente seria a "vida inteira" que ele ficou sozinho até encontrar a garota? Será que ela tem alguma ligação com esse outro mundo sombrio para que sua morte e sua alma despedaçada afetasse as forças do Guardião?
São perguntas que pairaram pela minha cabeça e que não sei se vão ter respostas, e fiquei curiosa pra continuar e saber o que vai acontecer. Até então a trama em si, apesar de bem apresentada, ficou meio superficial. Não adianta o jogo ter gráficos bonitos se a história em si não é muito convidativa logo de cara, por mais forte e sentimental que aparente ser. Apesar disso, recomendo pra quem gosta de jogos nesse estilo e vou querer experimentar o game completo.

Wishlist #92 - Movies, Rocks, Artists & Icons

4 de agosto de 2020

Sabe aquelas pessoas famosas cuja existência é bem relevante (mesmo que na loucura total), ou aquelas que interpretaram um papel icônico e marcante o suficiente o bastante para se tornarem inesquecíveis? Claro que a Funko não poderia deixar passar em branco... E por serem personagens únicos e/ou que tem uma versão só, preferi reunir todas numa única wishlist. Tem pop desde Leonardo da Vinci até Britney Spears, e é impossível não identificar quem é quem quando a gente bate o olho. As fofuras:


Resumo do Mês - Julho

1 de agosto de 2020


Como tinha dito no post do resumo do mês passado, comecei com a saga de mais uma mudança. Infelizmente a casa que eu tinha olhado não deu certo, então continuamos com a procura e só fomos achar uma outra que atendesse a gente num bairro mais distante. Não me importei e nem pensei duas vezes, porque o espaço é ótimo e tenho certeza que as crianças vão ficar bem felizes podendo brincar a vontade sem vizinho reclamando.
Já encaixotei bastante coisa, mas como sempre, os livros acabam sendo um "problema" porque são muitos e é preciso arrumar caixa do além pra poder embalar tudo. Já devo ter enchido umas 40 caixas e ainda faltam 2 estantes cheias de livros pra guardar, mas como a mudança vai ser semana que vem, vai dar tempo de organizar isso, nem que a gente leve essas caixas, esvazie e depois traga de volta pra encher de novo. O importante é dar jeito e sair daqui pra ter paz e sossego.
Já deu tudo certo!

♥ Resenhas
Bruxa da Noite - Nora Roberts
- Feitiço da Sombra - Nora Roberts
- Magia do Sangue - Nora Roberts
- O Príncipe das Sombras - Sylvain Reynard
- A Transformação de Raven - Sylvain Reynard
Coisas Bem Legais Para Ser Muito Feliz - Mr. Wonderful

♥ Na Telinha
- Little Fires Everywhere (1ª temporada)

Caixa de Correio de Julho
Popinhos mais lindos dessa vida