26 de julho de 2016

Sorteio - A Rebelde do Deserto


Geeeente, faz ERAS que não organizo um sorteio aqui no blog. Shame on me!
Pra voltar ao costume e deixar todo mundo feliz, eis que esta pessoa que vos fala trouxe um sorteio em parceria com a Editora Seguinte!
E pra concorrer é super fácil! Confira as regrinhas abaixo:
Termos e condições:
- Ter endereço de entrega em território nacional;
- Comentar este post deixando email válido para contato;
- Perfis fakes ou exclusivos pra promoções não serão aceitos. Caso constatado, o ganhador será desclassificado sem aviso prévio;
- Não nos responsabilizamos por danos ou extravios por parte dos correios, nem por um segundo envio em caso de devolução por erro nos dados informados ou entrega sem sucesso;
- Após o resultado o ganhador será comunicado por email (o mesmo deixado nos comentários). O prazo para responder com os dados é de até 48 horas, caso contrário um novo sorteio será realizado. Em caso de falta de resposta por parte do ganhador, o sorteio será refeito por no máximo 3 vezes. Caso ninguém responda em tempo hábil, o sorteio será cancelado;
- Caso o ganhador seja sorteado com uma entrada extra que não tenha sido cumprida, este será desclassificado e será feito novo sorteio;
- O envio do livro será feito em até 30 dias úteis pela Editora Seguinte após o recebimento dos dados do ganhador;

a Rafflecopter giveaway

Boa sorte!

24 de julho de 2016

Um Novo Mundo - Bibi Tatto

Título: Um Novo Mundo: Gagui joined the game
Autora: Bibi Tatto
Editora: Novo Conceito
Gênero: Infantojuvenil
Ano: 2016
Páginas: 144
Nota:
Onde Comprar: Saraiva
Sinopse: O tempo está correndo e Bibi precisa alcançar logo seu irmão, Gagui, senão... Você conhece o mundo do Minecraft? Então certamente sabe quem é a Bianca Tatto, ou melhor, Bibi! Ela tem hoje um dos canais mais importantes no Youtube sobre Minecraft, com dicas e experiências que divide com um grupo de mais de um milhão de inscritos que a segue e comenta tudo que posta. Também é considerada a garota gamer mais assistida entre os youtubers do Brasil, além de uma das maiores do mundo. Neste livro, Bibi apresenta uma incrível competição entre o avatar dela e o do Gagui dentro de um novo mundo que ela criou no jogo. Enquanto isso, alterna a história com momentos divertidos de sua vida e confusões reais que se meteu durante seus dezesseis anos de idade. Se você faz parte do público que curte Minecraft e procura por uma empolgante história, não pode deixar de saber quem sairá vencedor dessa perseguição! Preparado para a aventura?
Resenha: Ainda na incansável (mas rentável) onda de livros de youtubers, a Editora Novo Conceito resolveu apostar em Bianca Tatto. Bibi tem um canal desde dezembro de 2014 onde fala principalmente sobre o jogo Minecraft que, atualmente, mesmo sendo relativamente recente, já passou de 1,7 milhão de inscritos. Ela também compõe músicas e faz videos sobre viagens e seu dia a dia em geral.

Bibi se inspirava muito no youtuber Pedro Afonso, mais conhecido como Rezendeevil, e quando ela escreveu e gravou uma música em homenagem a ele, a repercussão foi tanta que, desde então, Bibi ficou conhecida entre o público destinado aos gamers no Youtube e seu canal não parou de crescer a ponto de ela ser considerada uma das gamers mais assistidas entre os youtubers desse segmento. Ela é bastante articulada e consciente do público que tem, e achei bem bacana que, mesmo que os videos sejam sobre o jogo, ela também sempre fala sobre a importância dos estudos para a criançada.
Em Um Novo Mundo, Bibi faz um misto sobre alguns episódios engraçados de sua própria vida ao mesmo tempo em que narra uma competição entre seu avatar e o de Gagui, seu irmão (que foi quem apresentou o jogo pra ela) num mundo novo criado por ela dentro de Minecraft.


Minecraft é um dos jogos mais populares da atualidade e conquistou milhões de fãs por todo o mundo. Ele permite usar e abusar da criatividade permitindo ao jogador viver grandes aventuras, enfrentando aranhas gigantes, zumbis e outros monstros malucos, enquanto cenários e objetos com seu visual em formato de blocos bastante característico são criados a partir dos materiais coletados pelo mundo afora.
O livro é todo narrado por Bibi e a intenção é fazer parecer que ela está conversando com o leitor, cumprimentando, explicando sobre o jogo, soltando vários "kkkkkkk's" e contando sobre alguns momentos "incríveis" de sua vida.
Como o público do canal dela é composto em sua grande maioria por crianças, é tudo contado de forma muito leve, didática e descontraída, logo o livro é voltado exclusivamente pra esse mesmo público.
Acredito que pelo conteúdo, as histórias e os casos podem soar bastante engraçados e divertidos para os fãs de Bibi na faixa dos dez anos de idade ou menos, mas eu particularmente achei tudo infantil ao extremo e até um pouco forçado na questão da interação e da graça do que é contado, até mesmo pra alguém da idade dela.

O projeto gráfico do livro é bem caprichado. A capa mostra Bibi no universo do jogo com detalhes quadriculados e em forma de blocos. A digramação também é bem legal, a fonte é grande e o livro é cheio de fotos de Bibi e de ilustrações dos elementos de Minecraft.

Não sou o público alvo do canal e acredito que só quem é fã deva curtir o conteúdo do livro. Apesar de ter revirado os olhos quando o assunto era algum caso vivido por ela, o livro pode ser uma oportunidade bacana para as crianças adentrarem o universo literário e começarem a se interessar mais por leitura.

23 de julho de 2016

Felizmente, o Leite - Neil Gaiman

Título: Felizmente, o Leite
Autor: Neil Gaiman
Ilustrações: Skottie Young
Tradutor: Edmo Suassuna
Editora: Rocco Jovens Leitores
Gênero: Fantasia/Infantojuvenil
Ano: 2016
Páginas: 128
Nota:
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Uma prosaica ida até o mercado se transforma numa incrível aventura no mais recente livro infantil do celebrado escritor britânico Neil Gaiman, que coloca um estranho objeto prateado no caminho de um pai que só queria comprar um pouco de leite para o café da manhã. Aliás, aquele disco prateado gigantesco estacionado em plena rua Marshall, com seres verdes um tanto gosmentos e bastante ranzinzas querendo reformar o (nosso) mundo, é só a primeira de muitas surpresas que esperam pelo zeloso pai de família na história, que inclui ainda viagens no tempo e no espaço num balão, um dinossauro inventor, navios piratas, vulcões e outras maluquices. Será que o café da manhã das crianças está a salvo? Com ilustrações incríveis de Skottie Young, Felizmente, o leite é uma história de fantasia com uma boa dose de nonsense e o senso de humor peculiar de Neil Gaiman.
Resenha: Felizmente, o Leite, escrito pelo ilustre autor britânico Neil Gaiman e graciosamente ilustrado pelo artista Skottie Young, é uma aventura hilária que traz uma metáfora bastante inteligente e apropriada para várias questões familiares e contemporâneas.

Tudo começa quando uma tradicional família fica desfalcada da mãe, que precisa viajar a trabalho e deixa o casal de filhos sob os cuidados do pai. Antes de ir ela deixa instruções sobre o funcionamento da casa e da rotina dos filhos, mas tudo indica que o pai parece estar perdido e não faz ideia do que fazer. Na primeira manhã, quando as crianças vão tomar café, elas se deparam com uma tragédia: O leite para o cereal acabou!
O pai, então, precisa sair para comprar o bendito leite, mas demora tanto que é questionado pelos filhos. Ele não tem outra saída a não ser contar sobre todas as aventuras mirabolantes pelas quais passou para conseguir trazer a garrafinha do precioso leite são e salvo e garantir o sucesso do café matinal e a satisfação das crianças.

A narrativa é feita pelo filho mais velho, desconfiado da história do pai, que inventa as mais fantasiosas e absurdas desculpas pela demora praticamente eterna em trazer o leite que as crianças tanto precisam. A filha mais nova adora essa história incrível e se deixa levar pelas mais malucas situações que o pai viveu enquanto trazia e protegia a garrafinha de leite, numa jornada inusitada com direito a abdução alienígena, dinossauro inventor, piratas, aborígenes, pôneis, viagens em máquinas do tempo e muitas confusões impossíveis e repletas de reviravoltas e outras improbabilidades.

Embora seja voltado ao público infantil, a história é muito bem construída e vai arrancar risadas e levar reflexões até mesmo para os mais velhos, mostrando que as responsabilidades pela casa e pelos filhos não devem cair exclusivamente sobre a mãe e que o casal precisa achar um equilíbrio, dividindo as tarefas domésticas e sendo responsáveis por igual pelas crianças, tudo isso através de uma narrativa lúdica, leve, recheada de criatividade e muito divertida!
As ilustrações também não ficam atrás, pois o artista consegue acompanhar e ilustrar perfeitamente bem e de forma cômica e encantadora, passando as ideias geniais de Gaiman para o papel.

Neil Gaiman não cansa de nos surpreender. Felizmente, o Leite é uma aventura divertida e super nonsense que vai agradar leitores de todas as idades.
Já li para meus pequenos e eles adoraram e riram tanto quanto eu! ♥


22 de julho de 2016

Porno - Irvine Welsh

Título: Porno - Trainspotting #2
Autor: Irvine Welsh
Tradução: Galera & Pellizzari
Editora: Rocco
Gênero: Ficção/Romance
Ano: 2016
Páginas: 480
Nota:
Onde Comprar: Livraria Cultura
Sinopse: As anfetaminas, os ansiolíticos, a metadona, o ácido lisérgico, nada disso faz mais efeito. Morfina, adeus! Novos vícios para novos tempos. E, agora, eles estão em todos os lugares. Em qualquer cinema pulguento, nos classificados dos jornais, nas esquinas, ao alcance de um único clique no mouse. Todos os dias. Vinte e quatro horas. Toda a perversão, todo o desespero e toda a doença em troca de um único barato: pornografia. Quem precisa de heroína quando nunca foi tão fácil obter um orgasmo?
Resenha: Porno foi lançado pela primeira vez em 2006 no Brasil, dando continuidade a Trainspotting, onde conhecemos a história de Mark Renton, Sick Boy, Spud e Begbi, jovens inconsequentes, desajustados e viciados em drogas que viviam no suburbio de Edimburgo, se envolveram em várias confusões e arruinavam as próprias vidas enquanto ansiavam pela próxima onda. Dez anos se passaram desde então, eles estão na casa dos trinta, têm responsabilidades de pessoas adultas, filhos e estão diversificando os próprios interesses, até toparem com o assunto do momento: a indústria pornográfica.
O livro do autor escocês Irvine Welsh foi relançado pela Editora Rocco nessse ano de 2016 sob novo, muito mais bonito e menos sugestivo, projeto gráfico.

Sick Boy, ou melhor, Simon, ganha o foco maior nessa sequência. Ele se tornou um empreendedor ambicioso e oportunista que não mede esforços para ganhar muito dinheiro, nem que para isso ele execute falcatruas ou qualquer outro projeto arriscado e que ainda sirva para alimentar seu próprio ego. E então, sem deixar de lado a ideia de que quer se vingar de Renton por algo que aconteceu no passado, ele decide produzir um filme pornô e todos os seus antigos compaheiros se envolvem no dito projeto. E enquanto isso, Begbie está prestes a ser libertado da prisão e quer descontar sua raiva em todos os outros.

A narrativa é feita em primeira pessoa e assim como acontece em seu antecessor, não há nenhum indicativo sobre quem é o personagem com a voz ativa da vez, mas a medida que vamos nos acostumando com as particularidades de cada um, fica fácil saber quem é quem e considero isso como sendo um ponto super favorável ao autor, que demonstra sua incrível habilidade de diferenciar personagens lhes dando personalidade própria, cada qual com sua narrativa individual e única, sendo possível conhecermos cada um deles apenas pelo modo de falar e/ou agir. O ritmo da escrita é constante, mais focado e não apresenta tantos elementos caóticos deixando a estrutura da trama menos confusa já que é linear, mas ainda seguindo quase o mesmo padrão de diálogos coloquiais e formas de expressão simplistas e abreviadas.
Essa ideia de "amadurecimento" dos personagens onde eles agora aparecem em sua versão adulta pode até fazer com que o leitor pense que a trama está tendendo para algo totalmente novo e diferente do que foi visto anteriormente, mas no fundo os personagens ainda conservam suas características marcantes, por piores e mais depravadas que sejam, que os tornaram inesquecíveis.
Não posso deixar de falar sobre Spud, que tem que lidar com seus pensamentos insanos e autodestrutivos, mas agora tem uma família pra cuidar. A forma como seu personagem é retratado faz com que o ele seja alguém muito próximo a realidade, com problemas pertinentes e preocupantes que cercam a vida de muita gente por aí.

Uma coisa que pude perceber é que a história, em geral, faz uma crítica sobre o funcionamento da cultura do sexo na sociedade e o autor consegue evidenciar todos os absurdos desse meio através dos personagens, incorporando características únicas em cada um deles para que eles possam fazer uma representação fiel do que acontece quando o assunto é sexo e o que se pode tirar de vantagens dos outros por meio dele.
A sensação ao ler e finalizar Porno foi de uma enorme nostalgia, aquela satisfação em poder saber o destino daqueles garotos deliquentes e o que mais o autor tinha a dizer sobre eles, e de quebra ainda conhecer novos personagens numa trama tão inteligente e bem construída quanto a primeira, com o diferencial de ter um toque de humor muito maior.
Porno é um retrato realista das facetas humanas, das melhores até as piores, trazendo elementos como sexo, vingança, drogas e violência misturados de forma bastante satisfatória. Confesso que alguns podem considerar várias cenas bastante incômodas, seja pelo teor sexual explícito ou sobre as duras verdades acerca da podridão da sociedade e daqueles que parecem pensar que o mundo funciona na base predadores ou presas, mas o livro superou minhas expectativas e é umas melhores sequências que já acompanhei com um tema pertinente e que proporciona diversão na medida certa. Chega a ser cômico que persnagens tão imorais consigam trazer reflexões sobre moralidade e valores aos leitores, e o que posso dizer sobre isso? É genial!

P.S. É possível ler esse livro mesmo sem ter lido o primeiro, mas eu particularmente recomendo que a leitura seja feita na ordem a fim de conhecermos o íntimo e as experiências vividas por esse grupo de jovens irresponsáveis e desajustados. Com certeza a leitura será mais proveitosa e valerá muito mais a pena.