20 de julho de 2018

Wishlist #47 - Funkos de Aladdin

É difícil um clássico da Disney não fazer sucesso, e com Aladdin não foi diferente. A história do jovem plebeu que encontra uma lâmpada mágica é uma graça, as músicas são divertidas e é impossível não se emocionar com aquele rapaz simples, que poderia ter o mundo nas mãos mas é bondoso demais para pensar apenas em si mesmo. A animação ficou na memória e nada mais fofo do que os pops dessa coleção para trazer um pouco mais de alegria para os fãs.


19 de julho de 2018

Cartas Secretas Jamais Enviadas - Emily Trunko

Título: Cartas Secretas Jamais Enviadas
Autora: Emily Trunko (org)
Editora: Seguinte
Gênero: Não ficção
Ano: 2018
Páginas: 200
Nota:
Sinopse: Você já desejou poder voltar no tempo e dar conselhos para si mesmo? Já quis ter coragem de falar como é forte o amor que sente por alguém? Alguma vez já se perguntou por que uma pessoa importante na sua vida parou de falar com você? A partir de contribuições anônimas, Emily Trunko reuniu nesta coletânea cartas que revelam segredos profundos de quem as escreveu. Afinal, muitas vezes o único jeito de lidar com nossos sentimentos mais intensos — seja um amor incondicional ou uma perda irreparável — é botando tudo no papel. A leitura destas cartas nos permite mergulhar na vida de seus remetentes e, ao mesmo tempo, redescobrir nossa própria história e perceber que, mesmo nos piores momentos, não estamos sozinhos.

Resenha: Seguindo o mesmo estilo do primeiro livro (Últimas Mensagens Recebidas), Emily Trunko, autora do blog Dear My Blank, reuniu as cartas que seus seguidores/leitores escreveram anonimamente, e sem intenção de enviá-las aos seus destinatários.

As cartas abordam vários temas pessoais e o livro é dividido em partes, trazendo textos sobre amor (correspondido ou não), traição, amizade, família, mágoa e coração partido, perda, gratidão, e cartas escritas para um eu do passado, ou para qualquer um que ler e sentir que pode se identificar, ou que aquela mensagem serve exatamente para si, e posso dizer que algumas se encaixaram como uma luva a ponto de eu me emocionar e ficar com os olhos cheios de lágrimas.


Mesmo que o público seja mais adolescente, essas cartas mostram que muitas pessoas, independente da idade, guardam seus sentimentos mais profundos e secretos para si, e ao escreverem a fim de colocar tudo aquilo pra fora, mesmo que num pedaço de papel, conseguem desabafar de forma sincera e sem exporem a própria identidade, tirando o peso das costas e desfazendo aquele nó preso na garganta que tanto incomoda e faz mal. Tudo isso sem julgamentos.


Os textos são variados... Alguns são pequenas frases, outros são cartas que ocupam duas páginas inteiras, mas todos carregam as emoções mais sinceras daqueles que as escreveram de forma crua, expondo suas fraquezas, seus receios, suas dificuldades, suas mágoas, seus arrependimentos mas, também, suas alegrias, seus livramentos e suas vitórias. Talvez algumas delas soem um pouco contraditórias, como se não fizesse sentido ou não houvesse um motivo realmente plausível para que não fossem enviadas a quem deveria lê-la, mas somente quem escreve e está passando por aquele momento, seja difícil ou não, sabe o quanto pode ser complicado se expressar, ou até mesmo encarar aquela pessoa que acreditamos ter algum tipo de pendência, pois o receio por uma reação que não temos como prever pode ser maior do que a vontade de falar o que se tem vontade. O simples ato de escrever sobre nossos sentimentos já pode ser o suficiente para se ter um pouco de alívio, então é possível ter empatia e perceber que é muito mais comum do que parece também nos sentirmos assim. Não vamos encontrar respostas ou soluções para qualquer que seja o problema emocional passado a partir dessa leitura, mesmo que algumas cartas pareçam terem sido escritas por nós, ou para nós, mas acho válido ressaltar que por mais que algumas das situações pareçam ser difíceis, elas são fases. E como cada fase da vida, mais cedo ou mais tarde, elas passam.


Por se tratar de sentimentos e emoções, alguns textos acabam sendo bem preocupantes, e fica claro o quanto quem escreveu pode estar sofrendo. Traumas são difíceis de se enfrentar, a depressão é uma doença muito séria, mas não é impossível de ser superada. Ao final do livro a editora incluiu os contatos de grupos de apoio emocional e até de prevenção ao suicídio, o que é de grande importância dentro desse contexto.


A diagramação é fantástica. O livro tem a capa dura, as páginas são coloridas, há ilustrações, montagens, tipografias diferenciadas e de forma geral é um livro pra ler, reler, admirar, dar de presente e ser indicado pra todo mundo, sem distinção.


É uma leitura rápida e simples, que vai mostrar o lado mais humano e frágil das pessoas, e vai atingir cada leitor de uma maneira diferente, mas com certeza é tocante o bastante para que as pessoas não se sintam sozinhas e possam compartilhar seus sentimentos mais profundos, mesmo que em segredo. Essa não deixa de ser uma forma de desabafar e de seguir em frente.

17 de julho de 2018

Wishlist #46 - Funkos de Jurassic Park

Nem parece que já faz vinte e cinco anos que Jurassic Park estreou nas telonas e revolucionou o cinema trazendo dinossauros extremamente realistas em meio a efeitos visuais e práticos de tirar o fôlego (tanto na época como ainda hoje). O filme se tornou um clássico, o que não é pra menos, e é um dos meus filmes favoritos da vida ♥
E os popinhos? Tem dinossauros - cabeçudos -, modeuzooo!! E são uma graça! Espiem:


16 de julho de 2018

Novidades de Julho - Grupo Companhia das Letras

Companhia das Letras

A um passo - Elvira Vigna
Considerada uma das maiores escritoras brasileiras contemporâneas, Elvira Vigna costumava declarar que A um passo era seu romance preferido. O livro fragmentado e bastante experimental foi publicado originalmente em 1990, com o título A um passo de Eldorado, e depois teve uma nova edição, com uma série de mudanças — inclusive o título —, em 2004. A obra é pouco conhecida e passou despercebida pela imprensa à época, razão pela qual Vigna dizia tê-la como favorita.
Nos capítulos curtos, cada personagem conta a história do outro, tornando explícita as dificuldades do próprio narrar. Há um suposto crime de assassinato, em que dois amantes estariam envolvidos, e a vingança por um abuso sofrido na infância, mas são o banal e o cotidiano que irão fornecer a matéria para construir uma recusa da lógica previsível das coisas. Com sua típica ironia mordaz, a autora de Nada a dizer e Como se estivéssemos em palimpsesto de putas constrói a trama como um jogo de xadrez inusitado e fascinante.

Ciência na Alma - Richard Dawkins
Apesar de abarcar três décadas de produção escrita, este livro não poderia ser mais atual e urgente, num mundo cada vez mais irracional e hostil aos fatos. Já na sua introdução apaixonada, Richard Dawkins faz um alerta insistindo para que a razão volte a ser protagonista e que os sentimentos — mesmo aqueles que não representam coisas abjetas como a xenofobia, a misoginia e outros preconceitos — fiquem de fora das escolhas eleitorais. Em mais de quarenta ensaios, artigos, palestras e cartas, recentemente revistos pelo autor, são escrutinadas uma série de questões, entre elas a importância das evidências empíricas, e há uma crítica enfática da má ciência, da presença da religião nas escolas e de movimentos como os que negam a gravidade das mudanças climáticas. Com o ardor de sempre, o cientista defende “a verdade sagrada da natureza” e homenageia as glórias e as complexidades do mundo natural com seu virtuosismo típico.
Neste momento em que pessoas nos altos cargos dos governos questionam a evolução, Dawkins se pergunta o que Darwin pensaria de seu próprio legado e celebra a ciência, que possui muitas virtudes das religiões, mas está livre do lado negativo da superstição e do preconceito.

Dinheiro, Eleições e Poder - Bruno Carazza
Especialista em direito e economia, Bruno Carazza criou uma metodologia original para destrinchar as engrenagens do sistema político brasileiro. Para escrever Dinheiro, eleições e poder, ele compilou e cruzou um volume imenso de dados sobre doações de campanhas eleitorais, tramitação de projetos, votações e atuação parlamentar, que são contextualizados por fragmentos das delações premiadas e dos depoimentos de testemunhas ouvidas nas várias fases da Operação Lava Jato e do julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE.
O autor mostra como o perfil do financiamento eleitoral no Brasil foi se concentrando em grandes doadores, que seguem uma lógica estritamente empresarial – muito mais que ideológica. Baseado em dados sobre participação em frentes parlamentares, propositura de emendas e posicionamento nas principais votações, Carazza analisa como os eleitos tendem a retribuir as doações recebidas das grandes empresas. Por fim, o autor apresenta alternativas para baratear nossas eleições, combater práticas como o “caixa dois” e diminuir a influência econômica em nossa democracia.

Mac e Seu Contratempo - Enrique Vila-Matas
Mac é um entediado homem de meia-idade, desempregado, que vive às custas da mulher, ocupando seus dias com caminhadas pelo Coyote, fictício bairro de Barcelona, e com leituras paranoicas do horóscopo — que acredita conter mensagens codificadas direcionadas a ele. Como costuma ocorrer nos romances de Enrique Vila-Matas, a única saída para o protagonista é a literatura: somente os livros podem salvar Mac desta vida. É assim que surge a ideia amalucada de tentar reescrever o primeiro livro de Sánchez, um escritor de sucesso que, por acaso, é seu vizinho. O que está em jogo aqui é a ideia de repetição, e o que Vila-Matas parece assinalar é que toda escrita é repetição e que a criação literária é sempre evocação de algo que se leu um dia. A jornada literária deste personagem quixotesco arremessará o leitor num tornado de citações e de livros dentro do livro capaz de questionar os conceitos do que é escrever (e ler) literatura nos dias de hoje.

Companhia das Letrinhas

Vamos dar a volta ao mundo? - Marina Klink
O planeta Terra é muito grande. Nele há surpresas maravilhosas como rios, mares, florestas, geleiras, desertos e polos nevados. Existe muito a ser descoberto! Durantes as viagens em família, Marina Klink sempre incentivou as filhas a se divertirem enquanto aprendem sobre o meio ambiente.
Neste livro, Marina compartilha suas experiências de viagens com o leitor, que conhecerá paisagens emblemáticas, identificando alguns dos seus habitantes. Durante a leitura, é possível descobrir como é escorregar na neve na Antártica, mergulhar numa floresta escura e conhecer os bugios; aprender a reconhecer o deserto e seus habitantes e também saber a diferença entre Auroras Austrais e Boreais.
Nesta viagem ilustrada por CárcamO, é inevitável se apaixonar pelos ecossistemas e pelas espécies do planeta e aprender de maneira divertida e instigante como é importante cuidarmos da Terra.

Poemas com Macarrão - Fabrício Corsaletti
Tomar banho de chuva, ficar descalço ou de chinelo o dia inteiro, olhar um cavalo como se fosse a coisa mais linda do mundo, se imaginar mergulhando em uma piscina cheia de sorvete… E macarrão. Comer muito macarrão!
Os poemas deste livro falam sobre essas coisas que toda criança — e adulto! — gosta de fazer. Com suas rimas criativas, o premiado poeta Fabrício Corsaletti faz uma viagem pelas melhores experiências e sabores da infância, que ganham ainda mais vida com as ilustrações de Jana Glatt.



Seguinte

A Louca dos Gatos - Sarah Andersen
Os quadrinhos de Sarah Andersen são para todos que precisam lidar com níveis de ansiedade cada vez mais alarmantes, que sentem que o mundo está à beira do colapso e que se esforçam para sair ao menos um centimetrozinho da zona de conforto. Ou seja, é basicamente um manual de sobrevivência para os dias de hoje.
Além de suas tirinhas sagazes e encantadoras, a autora, que já reuniu mais de 2 milhões de fãs no Facebook, traz também ensaios ilustrados com dicas para os artistas aspirantes aprenderem a lidar com críticas, ignorarem os trolls na internet e não desistirem de mostrar seu trabalho.

Graça e Fúria - Graça e Fúria #1 - Tracy Banghart
Em Viridia, as mulheres não têm direitos. Em vez de rainhas, os governantes escolhem periodicamente três graças — jovens que viveriam ao seu dispor. Serina Tessaro treinou a vida inteira para se tornar uma graça, mas é Nomi, sua irmã mais nova, quem acaba sendo escolhida pelo herdeiro.
Nomi nunca aceitou as regras que lhe eram impostas e aprendeu a ler, apesar de a leitura ser proibida para as mulheres. Seu fascínio por livros a levou a roubar um exemplar da biblioteca real — mas é Serina quem acaba sendo pega com ele nas mãos. Como punição, a garota é enviada a uma ilha que serve de prisão para mulheres rebeldes.
Agora, Serina e Nomi estão presas a destinos que nunca desejaram — e farão de tudo para se reencontrar.

Suma de Letras

Minecraft: O Acidente - Minecraft #2 - Tracey Baptiste
Bianca nunca foi muito boa em seguir regras... Sempre impulsiva e descuidada, ela aprende do jeito mais difícil que toda ação tem uma consequência, quando junto com Lonnie, seu melhor amigo, sofre um terrível acidente de carro.
Ao acordar no hospital, paralisada pelas lesões, Bianca se vê em uma realidade com a qual não está preparada para lidar. Por isso, escolhe participar da nova versão de Minecraft e mergulhar em um mundo virtual onde todos os seus desejos estão ao alcance. Ao explorar aquele universo, ela se depara com um avatar mudo e defeituoso que acredita ser Lonnie. Então Bianca se une a Esme e Anton, outros dois jovens que jogam no servidor do hospital, para salvar seu amigo.
Mas essa jornada também tem seus perigos, e eles são perseguidos por mobs que parecem gerados por seus próprios medos e inseguranças. Agora Bianca precisa lidar com todas as incertezas que a consomem: será que Lonnie está mesmo no jogo? E será possível levá-lo de volta à vida real?