Caixa de Correio #27 - Maio

31 de maio de 2014

Dia de Caixinha de Correioooo, gente!!
Espiem o que recebi esse mês e pasmem não comprei nadica de nada! Ihuu!

O Feitiço Azul - Richelle Mead

27 de maio de 2014

Lido em: Maio de 2014
Título: O Feitiço Azul - Bloodlines #3
Autora: Richelle Mead
Editora: Seguinte
Gênero: Fantasia/Sobrenatural
Ano: 2014
Páginas: 400
Nota: ★★★★★

Sinopse: A atual missão da alquimista Sydney Sage fez com que ela revisse seus conceitos não só sobre os vampiros, mas também sobre a própria organização à qual pertence, responsável por esconder a existência dessas criaturas do resto da humanidade. Sydney acabou descobrindo um grupo dissidente que tinha muito em comum com os alquimistas, mas objetivos bem mais radicais. Certa de que seus superiores estão guardando segredos sobre essa facção paralela, ela contará com a ajuda do misterioso ex-alquimista Marcus Finch para tentar desvendá-los. Mas isso só será possível se ela conseguir escapar de uma ameaça ainda mais urgente; uma feiticeira cruel que suga a alma de jovens usuárias de magia. Enquanto isso, a garota luta contra os sentimentos cada vez mais fortes pelo rebelde vampiro Adrian Ivashkov. Há tabus e preconceitos milenares arraigados entre as duas raças, que representam um obstáculo enorme para esse relacionamento. Mas Adrian é persistente e é o único em quem ela confia para enfrentar as ameaças que se aproximam. Será que Sydney conseguirá se libertar do seu modo de vida e se render a esse romance?

Resenha: Sydney Sage e Adrian Ivashkov, ainda mais irresistível, estão de volta nessa empolgante continuação da série Bloodlines. Dessa vez a alquimista entrará em uma grande missão: tentar impedir que uma feiticeira maligna roube a juventude de jovens inocentes.  Ao mesmo tempo em que ajuda a Sra. Terwilliger a caçar essa bruxa, Sydney tem que lidar com a questão dos Guerreiros da Luz, que envolve Marcus, um ex-alquimista que se voltou contra seu povo. A jovem se vê em uma via de mão dupla, onde deve escolher virar a cara para uma cultura enraizada na sua vida com diversos aprendizados ou seguir a diante aceitando tudo que a sociedade alquimista impõe. Em meio a tantas dúvidas, Sydney encontra em si muitos questionamentos e uma única certeza: descobrir o que os alquimistas têm a esconder.

Preparem os corações! Minha história com a Richelle é diferente de algumas que conheço. Meu primeiro contato com a autora foi em Laços de Sangue, que dá início a série Bloodlines, spin off de Academia de Vampiros. Após ler O Lírio Dourado e conhecer um pouco sobre o mundo dos Moroi, Strigoi, Dampiros e Alquimistas é que embarquei na série protagonizada por Rose. O efeito foi bem reverso, pois quando chegou Promessa de Sangue é que reencontrei a Sydney. Mas reencontros à parte, posso garantir que estou cada vez mais viciado em Richelle Mead.
Um dos grandes preconceitos que vejo com a série é quem a protagoniza. É evidente que a Sydney é o oposto da Rose em tudo. Enquanto Hathaway era um tanto “valentona”, Sage é mais contida e pensa antes de agir. Então, não dá pra esperar encontrar em Bloodlines o mesmo clima, já que a narrativa acontece em primeira pessoa.

Sydney está agora muito mais segura de si. Nos dois volumes a personagem trazia consigo muitas dúvidas sobre o que deveria ou não fazer. Agora ela está mais ciente de verdades parciais sobre sua própria vida e cultura. Entendo perfeitamente isso. Imaginem uma mãe que ensina algo a um filho desde seu nascimento e ele carrega tal lição consigo a vida toda. Sua opinião pode mudar? Sim, mas é uma ideia difícil. É isso que acontece com a Sydney nesse volume. Ela começa a se questionar alguns pontos sobre sua criação e junto com Adrian tenta encontrar tais respostas. Essa personalidade dela cria forma e traz de dentro uma força para a personagem que é admirável. Uma verdadeira evolução que continuará até o último livro, espero.

Ah, Adrian! Ele continua do jeitinho que os leitores da Richelle conhecem: convencido, carinhoso, amoroso e clichê. Mas quem não ama um clichê de vez em quando? Costumo comparar muito Adrian e Sydney com Rose e Dimitri. E pasmem, mas prefiro o primeiro casal. A interação dos dois é ótima, feita em diálogos recheados de falas engraçadas. Creio também que o amor deles é menos fogo e paixão (apesar de isso existir mais nesse volume) e mais carinho e companheirismo. Adoro ver o Adrian se arriscando e fazendo de tudo pela Sydney.

É sempre bom relembrar o talento da Richelle para escrever. Li recentemente O Tabuleiro dos Deuses e vi um outro lado dela, uma escrita mais adulta e madura. Em Bloodlines a linha se mantém numa narrativa fácil que flui sem que se perceba, e quando menos nos damos conta já chegou ao final e nos roemos de ansiedade para o próximo. Esse talento de Mead é inegável, já que ela escreve livros para séries diferentes ao mesmo tempo.

O Feitiço Azul é perfeito. Soa até exagerado, mas não consigo encontrar defeitos nessa série.  A resistência da Sydney em aceitar que sua vida é uma mentira parece incomodar alguns leitores, mas a mim agrada muito, pois mostra que a verdade é questão de ponto de vista, ainda mais quando enraizada em uma cultura de vida. Há uma bela dose de ação, muitos feitiços e mistérios adicionados ao romance adorável de Adrian e Sydney. Estou, definitivamente, apaixonado por esses dois.


Espinho de Ferro - Caitlin Kittredge

26 de maio de 2014

Lido em: Maio de 2014
Título: Espinho de Ferro - Código de Ferro #1
Autora: Caitlin Kittredge
Editora: Jovens Leitores/Rocco
Tradutor: Chico Lopes
Gênero: Steampunk/Fantasia/YA
Ano: 2012
Páginas: 516
Nota: ★★★★☆
Sinopse: Na cidade de Lovecraft, os fiscais governam e um grande engenho gira sobre suas ruas, esmagando qualquer resistência a sua ordem para tudo moer. O necrovírus é responsabilizado pela epidemia de loucura em Lovecraft, pelas estranhas lúgubres criaturas que vagam pelas ruas dentro da noite e por tudo o que os fiscais julgam herético ou nascido na crença, na magia e na feitiçaria. E, para Aoife Grayson, o tempo está se esgotando dia após dia.
A família de Aoife é única, no pior sentido. A mãe e o irmão mais velho, Conrad, ficaram loucos ao completar dezesseis anos. E agora, tutelada pelo Estado na proximidade dos próprios dezesseis anos, Aoife está tentando fingir que seu destino pode ser diferente.
Seu futuro parece triste. Até que um dia ela recebe uma carta que diz apenas:
Encontre o alfabeto da bruxa.
Salve sua vida.
Aoife sabe que a carta é de Conrad, mas a última vez que viu seu irmão foi no dia em que ele perdeu a razão e atacou-a antes de fugir dos fiscais. Será que ele está curado em algum lugar e avisando-a para fugir enquanto lhe for possível - ou é apenas a mensagem de um louco perambulando a esmo?
Para salvar a própria vida, Aoife precisa encontrar o irmão. E, para fazer isso, ela deve deixar Lovecraft e se aventurar num mundo de heréticos e piratas do ar, criaturas da noite e sombrios segredos de família... Antes que o ponteiro do relógio gire para baixo e ela também sucumba aos necrovírus.

Resenha: Espinho de Ferro é o primeiro volume da trilogia Código de Ferro, escrita pela autora Caitlin Kittredge e publicado no Brasil pela Editora Rocco.

A história parece se passar nos anos 50, na cidade movida a vapor e éter de Lovecraft. O necrovírus é algo que ameaça as pessoas, pois é responsável pela existência de monstros sobrenaturais e outros seres terríveis, como vampiros que habitam os esgotos, noitibós, fantasmas, corvos mecânicos e outros piores que existem alí. E, nesse cenário bastante dark e pós guerra, conhecemos Aoife Grayson (esse é um nome irlandês cuja pronúncia é "Ee-fah" ou "Ifa"), uma jovem de 15 anos numa visita que faz à mãe. O problema é que o histórico da família dela não é um dos melhores... Sua mãe se encontra internada num manicômio, seu irmão num surto de loucura fugiu após atacá-la, seu pai é um completo desconhecido... Esses fatores foram suficientes para que o Estado se tornasse tutor de Aoife e a colocasse em uma escola de engenharia mecânica. Assim, caso não ficasse louca, quem sabe poderia ter uma carreira na área que tanto se interessa... E enquanto leva a vida receosa pelo necrovirus, mas cercada por máquinas e engrenagens, aprendendo e se dedicando a consertar engenhocas e pondo a mão na graxa, algo imprevisível acontece...

Aoife recebe uma carta e tudo indica que é de seu irmão... Sem saber se a carta foi escrita num momento de insanidade de Conrad ou se é alguma pista que ele deixou para que ela siga, Aoife decide sair de Lovecraft em direção a Arkham para descobrir o que puder sobre sua família. Seu melhor amigo, Cal, a acompanha a fim de protegê-la e ajudá-la no que for preciso. Dean entra em cena para guiá-los até Arkham, e a mansão de Graystone, a casa do pai da garota, está cheia de segredos dos quais ela irá se surpreender. Lá ela conhece Bethina, a empregada que se encontra apavorada depois de acontecimentos assustadores alí que envolveram Conrad. Os perigos e as criaturas apavorantes que existem nos arredores ameaçam a vida de Aoife e de seus amigos, e ela deve encontrar respostas antes de completar 16 anos. E as descobertas que ela faz em Graystone, é algo que Aoife jamais esperava...

Durante a leitura, os detalhes ricamente construídos do cenário e dos elementos dão a impressão de que é tudo muito sujo e velho, como se tudo fosse contaminado e as pessoas vivessem em condições precárias sempre sendo vigiados por algo a espreita. Esse ar sombrio é simplesmente fantástico. O mundo dividido entre racionalistas e heréticos também foi muito bem trabalhado, principalmente porque heréticos são considerados um problemas por acreditarem em magia, como se isso fosse sinal de loucura ou coisa do tipo.

Aoife é a típica adolescente que não se agrada da situação em que se encontra, e mesmo se sentindo frustrada e se lamentar pela sua condição, se mantém estagnada naquela vida, esperando a loucura chegar. Até que a tal carta aparece e ela resolve arregaçar as mangas e ir embora, de repente. Ela é corajosa, não se deixa influenciar por nada nem ninguém e o que me fez admirá-la muito é ela ter uma imensa paixão por livros! Então no meio de tantos mistérios e intrigas, ela descobre que tem o "Dom".

Cal é o melhor amigo dela, único que parece não se importar que a loucura pode afetá-la mas sempre a contradiz quando ela diz que descobre algo novo. Ele é protetor mas muito irritante e tem um papel especial e bastante surpreendente na trama, o que explica seu comportamento. E a partir da descoberta do segredo que ele guarda, ele se torna um personagem muito mais interessante...
Dean faz o estilo bad boy, misterioso, cheio de charme carregando aquele isqueiro por aí, e um tipo de interesse amoroso começa a surgir entre ele e Aoife. Com certeza foi o personagem que mais gostei na história. O romance surge como faíscas, mas apesar de estar visível, não é o foco principal da história.

Os demais personagens também foram muito bem construídos, desde Bethina até o prefeito Draven, que não mede esforços para conseguir o que quer, influenciando as pessoas a denunciarem quem quer que seja que possa estar fazendo algo considerado errado ou ilegal, mandando matar quem considera uma ameaça pelo motivo mais fútil que seja, e ainda perseguindo Aoife e sua família de forma obsessiva e sem uma explicação maior para isso.

Espinho de Ferro é um livro bem sombrio e bem complexo no que diz respeito aos elementos inseridos e a mitologia que a autora criou. Apesar de a leitura ser bastante fluida e empolgante, não é um livro para se ler de uma vez, correndo, pois são muitos, muitos detalhes que devem ser absorvidos aos poucos para serem melhor compreendidos. E justamente pela mistura de tantos elementos, senti que a história tomou um rumo beeeeem diferente de onde partiu, como se todo aquele steampunk tão aprofundado no começo fosse deixado de lado para dar lugar a fantasia envolvendo magia e bruxaria e tudo o que antes parecia seguir por um caminho, foi para outro totalmente nada a ver, o que me deixou confusa quanto a intenção da autora, pois pra mim, foi como se ela tivesse unido duas histórias diferentes. A história ainda tem um toque de distopia com a ideia de um governo que condena e castiga todos aqueles que acreditam e/ou praticam magia.

A edição da editora está ótima. A capa remete bem à história, mostrando corvos, dando destaque a cor marrom lembrando a sujeira do cenário e as características físicas da protagonista. A diagramação é simples, os capítulos tem em média 20 páginas e as folhas são amareladas.

O final deixa um gancho pro próximo livro, Jardim do Pesadelo, e surpreende muito deixando o leitor ansioso para continuar acompanhando os próximos acontecimentos. Lovecraft está para cair, nem tudo é o que parece, e para Aoife, o que resta é saber se seu Dom irá ajudá-la em sua nova tarefa num mundo novo e mais perigoso e fantástico do que nunca...

Novidades de Maio/Junho - Geração Editorial

25 de maio de 2014

Solidão - José Maria Mayrink
Em 1982, o jornalista José Maria Mayrink, do jornal O Estado de S. Paulo, escreveu uma surpreendente série de reportagens sobre a solidão em São Paulo, a maior metrópole brasileira. Mendigos, trabalhadores noturnos, presidiários, padres, freiras reclusas, cidadãos comuns foram surpreendidos em sua frágil intimidade.
Eles eram solitários e tristes no meio da multidão. Escrita em estilo literário, como já não se vê na imprensa diária, os relatos comoveram os leitores e tiveram um impacto impressionante. Mais de trinta anos depois, a solidão nas grandes metrópoles não diminuiu. Os solitários continuam sozinhos, agora espalhando suas angústias nas redes sociais. O que era e é ser solitário numa cidade marcada por multidões e ruídos? Quem eram aquelas pessoas que falavam de uma sensação paralisante de abandono? A solidão urbana é mais ampla e assustadora do que se imagina. A solidão de que falam é a mesma que se sente hoje, um dos estigmas da atualidade. A identificação é inevitável.
Este livro é um convite à reflexão sobre o que é a solidão particular de cada um.

Ninguém me contou, eu vi - Sebastião Nery
Os textos deste livro, ao englobar seis décadas de História, formam um impressionante arquivo de biografias, fatos e revelações envolvendo os grandes nomes da política brasileira, desde a Era Vargas até a presidente Dilma Rousseff. Sebastião Nery, um dos maiores e mais polêmicos jornalistas brasileiros, reúne aqui seus melhores textos, revelações e reminiscências. E nos oferece um livro histórico, imprescindível para se entender o Brasil dos últimos 60 anos.








O Para Sempre de Ella e Micha - Jessica Sorensen
Jessica Sorensen está de volta com o segundo volume da série, três vezes mais hot! Ella e Micha começaram a namorar. Ella está na faculdade em Las Vegas. Micha saiu em turnê com sua banda de rock. Tudo parece se encaminhar para uma relação estável. Mas não é o que acontece. Pesadelos começam a assombrar Ella. O medo de ser abandonado persegue Micha aonde quer que ele vá. Tudo o que enfrentaram antes não pode ter sido em vão... eles não podem perder um ao outro. Ou podem? Os dois irão sentir essa verdade na pele quando a distância começa a se revelar mais destruidora do que eles poderiam imaginar. Ciúmes, segredos e fantasmas do passado ressurgem ainda mais ferozes, enquanto as vivências sexuais se incendeiam, apimentadas por jogos sensuais, bebedeiras e muita velocidade nas estradas do oeste americano. 


A Guerra dos FAE – Chamado às armas – Vol.02 - Elle Casey
Jayne Sparks e seus amigos Spike, Chase, Finn e Becky estão na iminência de uma guerra sangrenta e devem sofrer uma mudança, como crianças trocadas, para serem membros dos Fae da Luz com identidades mágicas. Poderão se transformar em elfos, ninfas, daemons, íncubos, anões e duendes verdes, querendo ou não aceitar suas novas identidades, desapontando-se com elas ou não. Tony, porém, alegando não ter agressividade suficiente para enfrentar a guerra com os Fae das Trevas, se afastou, deixando Jayne Sparks cheia de saudades e entristecida. Mas ela logo recuperará seu ânimo, pois conhecerá novos personagens cativantes e estará engajada num  treinamento em que sua natural liderança, por ser determinada e despachada, se fará sentir. Mas a situação colocará muitas dúvidas, e os novos personagens poderão revelar facetas inesperadas. Como será resolvida a questão entre os Fae da Luz e os Fae das Trevas? Serão Jayne e seu grupo de amigos capazes de dar conta de uma missão tão espinhosa? Muitas respostas a estas perguntas, e outras tantas que foram provocadas pelo primeiro volume da série, serão respondidas aos leitores. E surgirão novos e fascinantes enigmas.

A perfeita ordem das coisas - David Gilmour
Do aclamado escritor David Gilmour do sucesso Clube do Filme, em "A Prefeita Ordem das Coisas", um romance especial quem encantou os leitores, com o lema: Há coisas que só podem ser compreendidas quando vividas uma segunda vez. A história tem um escritor como personagem principal que parte numa viagem rumo ao próprio passado. Ele vagueia pelas ruas de Paris, de Toronto, de uma cidadezinha praiana da Jamaica. Lá, estão o internato, uma roda-gigante girando na noite; uma casinha de campo caindo aos pedaços, lugares onde foi feliz e triste, na maioria das vezes desesperado, buscando um sentido para sua vida. Ele reencontra as pessoas, as conversas, os sonhos e as paixões, memórias que tinham se perdido no tempo e agora voltavam para que ele as visse com novos olhos, estes bem abertos para o que não conseguiu enxergar quando as viveu pela primeira vez.

Novidades de Maio - Benvirá

23 de maio de 2014

Subindo pelas paredes - Alice Clayton
A primeira noite de Caroline em seu novo apartamento é uma promessa de que dias – e noites – agitados virão. Ela não poderia imaginar que dividiria a fina parede do seu quarto com um cara capaz de deixar uma mulher completamente maluca na cama. Aliás, uma não, Caroline já contou pelo menos três gritos e gemidos diferentes. Conviver toda madrugada com a animação do apartamento ao lado deixa Caroline ainda mais afundada na crise sexual que a acompanha há tempos. Mas ela nem sequer pode imaginar que o vizinho que ela abomina pode ser o único capaz de lhe trazer de volta seus orgasmos. Em Subindo pelas paredes, Alice Clayton mistura humor, paixão e boas doses de sensualidade, capazes de fazer qualquer uma cair de joelhos e se apaixonar.


Terra de Histórias 2: O retorno da Feiticeira - Chris Colfer
A Terra de Histórias não é mais o lugar que os irmãos Alex e Conner Bailey conheceram há um ano, quando vivenciaram emocionantes aventuras para completar o Feitiço do Desejo. Agora, a malvada Feiticeira, a mesma que condenou Bela Adormecida a anos de sono profundo, está de volta e quer vingança, e o mundo dos contos de fadas vive sob uma atmosfera de medo.
Quando o poder da Feiticeira atinge também o Outromundo e Charlotte, mãe dos gêmeos, desaparece misteriosamente, Alex e Conner desafiam as ordens da avó e encontram um jeito de voltar ao mundo mágico para resgatar a mãe. Para isso, contam com uma ajudinha da relutante Rainha Chapeuzinho Vermelho, dos foras da lei Cachinhos Dourados e João e do homem-sapo Froggy. Juntos, eles precisam construir a Varinha Prodigiosa, última esperança de livrar os dois mundos da pior ameaça que já existiu e, só então, salvar sua mãe. Eles conseguirão vencer a todo-poderosa Feiticeira? Será que a paz voltará a reinar na Terra de Histórias?

Mike Tyson: A verdade nua e crua - Mike Tyson e Larry
Lutador, campeão, criminoso, marido, pai e, mais recentemente, ator, Mike Tyson vem desafiando estereótipos e expectativas há décadas. Criado num dos bairros mais pobres de Nova York, Tyson se tornou um dos lutadores mais ferozes já vistos no ringue – e o mais jovem campeão dos pesos-pesados de todos os tempos. Mas a sua brilhante carreira como boxeador foi muitas vezes comprometida por seu comportamento imprudente. Tantos anos mergulhado em bebidas, drogas, prostituição, violência e gastos extraordinários cobraram o seu preço. Em 2003, Tyson chegou ao fundo do poço: boxeador aposentado, criminoso condenado, viciado em sexo e drogas e completamente falido. Até que decidiu retomar sua vida e recuperou o sucesso, a dignidade e, o mais importante de tudo, o amor de sua família. Tyson trocou o ringue pelos palcos e hoje em dia faz shows de comédia e atua em filmes e séries da TV norte-americana.
Brutalmente honesto, polêmico e muitas vezes hilário, Mike Tyson narra seus altos e baixos de maneira sincera, direta e sem pudores. Exatamente como se espera dele.

House of Cards - Michael Dobbs
O romance House of Cards, que inspirou a série norte-americana de mesmo nome, é uma verdadeira teia de intrigas pessoais e políticas. A vida privada se confunde com a pública na voz de personagens tão assustadores quanto reais. Francis Urquhart é o líder da bancada governista do Parlamento britânico – posição que exerce com maestria e inteligência. Ele possui informações e muitas vezes evidências que podem incriminar seus colegas políticos, principalmente membros do seu próprio partido. Sob a ameaça de torná-las públicas, os manipula e influencia para atingir seu objetivo maior: ocupar o cargo de primeiro-ministro. No entanto, Mattie Storin, uma jovem e idealista jornalista, vai cruzar seu caminho e se mostrará disposta a enfrentá-lo para desvendar e revelar a rede de corrupção que ele constrói.
Mas o que acontecerá depois que ela descobrir que foi usada por Francis para publicar matérias comprometedoras que serviam para seu plano político?

Maldição - Nancy Holder e Debbie Viguié

22 de maio de 2014

Lido em: Maio de 2014
Título: Maldição - Wicked #2
Autoras: Nancy Holder e Debbie Viguié
Editora: Jovens Leitores/Rocco
Tradutora: Maria Clara Mattos
Gênero: Fantasia
Ano: 2013
Páginas: 256
Nota: ★★★☆☆
Sinopse: O Fogo Negro consumiu Jer. Tudo indica que ele esteja morto, e tia Marie-Claire também se foi. Além disso, o maior inimigo de Holly jurou lealdade à Suprema Confraria. Poém, não há tempo para lamentar suas perdas: ela precisará reunir forças e assumir seu papel de líder. Em meio à dor, Holly ressurgirá como uma grande bruxa e fará o que for necessário para sobrepujar o mal... até mesmo sujar as mãos com o sangue do sacrifício.
Se no volume anterior Holly teve que lidar com a descoberta de poderes incríveis e de uma maldição mortífera, agora ela sentirá na pele a responsabilidade pelas vidas dos que a seguem e o peso de ser uma das últimas sobreviventes de uma das confrarias mais fortes de todos os séculos.

Resenha: Maldição é o segundo volume da série Wicked escrita pelas autoras Nancy Holder e Debbie Viguié. Os livros foram lançados pelo selo Jovens Leitores da Editora Rocco.
A história continua de onde parou em Bruxaria, cujo final foi terrível e desesperador, então esta resenha pode ter spoilers do livro anterior!

Jer, o filho do sombrio Michael Deveraux, foi consumido pelo Fogo Negro, umas das piores magias negras de que já se ouviu falar, e a ideia de que ele está morto deixou Holly arrasada devido ao romance que eles tinham um com o outro. Marie Clare, a tia de Holly, também não sobreviveu, e a garota junto com suas primas, Amanda e Nicole, ficaram sozinhas. Resta a Holly seguir em frente fazendo o que puder contra as forças do mal, mesmo que para isso ela tenha que utilizar o sacrifício...
Apesar de focar em acontecimentos passados com muita frequência, Maldição teve um diferencial em relação ao Bruxaria no que diz respeito à narrativa ou às mudanças bruscas de cena, pois felizmente o leitor é informado e situado sobre onde e quando tal acontecimento se passa sem que haja confusão. Tantas informações sobre o passado talvez tenham tido o propósito de explicar ao leitor como tudo aconteceu até chegar onde chegou, mas fiquei com a sensação de que o presente, que é o que realmente importa mesmo que a guerra entre as famílias Cahors x Deveraux seja antiga, ficou em segundo plano, o que não contribui muito para que a leitura se torne fluída, mas, sim, arrastada já que o primeiro livro se encarregou de contar praticamente tudo que deveria importar sobre vidas passadas e o próprio passado em si. Fiquei com a impressão de que a história ficou dando voltas e mais voltas e pra nada.

Quando nos deparamos com a Maldição jogada sobre os Cahors, a família de que Holly descende, o que realmente deixou as coisas agitadas foi como Michael se aproveitou disso para tentar se dar bem.
Fiquei abismada e em choque com o sacrifício feito por Holly e também em como ela passou de uma bruxa se descobrindo pra alguém tão poderosa. Talvez a ideia dos sacrifícios, rituais e mortes sejam mesmo chocar, pois tudo é muito bem detalhado, sanguinolento, cruel, bizarro... Mas alguém que nunca havia feito nada do tipo anteriormente criar coragem e ser tão fria, mesmo que estivesse envolvida emocionalmente, se tornou além de surreal, incômodo. Entendo que Holly, sozinha e sendo líder, precisa tomar decisões grandes que podem mudar tudo, mas algumas delas parecem ter sido descritas sem considerar que poderiam mudar completamente a personalidade da protagonista a ponto de descaracterizá-la, e isso tudo me deixou com a impressão de que, talvez, foi escrito só pra aumentar a intensidade de determinada cena para que o leitor fique abismado ao ler sobre como é feito um sacrifício. Inconstâncias desse tipo não descem aqui, pois o ritual, da maneira como foi feito, não combina com Holly. Fiquei me perguntando até que ponto a influência de Isabeau e sua "ajuda" poderia interferir no que Holly faz.

Uma coisa que vale ressaltar é que todas as brigas entre as famílias rivais que perduram por séculos lembram bastante a rixa de Romeu e Julieta, pois tudo tem como base a retenção de poder, a ganância, o egoísmo, mas lá estão Holly e Jer, indo contra tudo e todos, tentando ficar juntos...

A capa, seguindo o mesmo padrão da primeira é linda, aveludada, com alto relevo e verniz para destacar o título. A diagramação também segue a mesma linha. A revisão está ótima e as páginas são amarelas.

Considerei esse segundo livro como sendo melhor do que o primeiro pelas divisões de cenas e pelos detalhes sinistros que envolvem a magia negra e outras coisas terríveis, mas continuo achando que a história, pela forma como é contada, é bastante confusa e requer uma atenção redobrada e muita paciência para prosseguir com a leitura, que, em alguns pontos, confesso ser entendiante. Algumas cenas realmente são muito boas, mas não superam as demais. Para uma série com cinco livros, imagino o que virá pela frente, e como...

Novidades de Maio - Cia das Letras

21 de maio de 2014

Uma longa queda - Nick Hornby
Eles só queriam saltar de um dos edifícios mais altos de Londres e pôr um fim em tudo. Mas escolheram a noite de Ano-Novo para isso, e acabaram encontrando gente demais disposta a fazer a mesma coisa naquele terraço. Nenhum dos quatro queria testemunhas, ainda mais por serem desconhecidos que tinham em comum apenas o fato de estarem no mesmo local, na mesma hora. Desse impasse nasce algo inesperado: os quatro potenciais suicidas fazem um trato, segundo o qual nenhum deles poderia se matar antes do Dia dos Namorados. Juntos, Martin, um apresentador de tevê condenado por pedofilia; Jess, uma adolescente problemática e impulsiva; Maureen, mãe de um rapaz aprisionado a vida toda em estado vegetativo; e o roqueiro frustrado JJ vão descobrir - e inventar - algumas boas histórias para os manter distraídos até o prazo final. Neste romance, Nick Hornby se vale do tema sensível e polêmico do suicídio para mostrar o lado deliciosamente ridículo de nossas tragédias cotidianas.

A Escolha - Kiera Cass
Quando foi sorteada para participar da Seleção, America não imaginava que chegaria tão perto da coroa - nem do coração do príncipe Maxon. Com o fim do concurso cada vez mais próximo, e as ameaças rebeldes ao palácio ainda mais devastadoras, ela se dá conta de tudo o que está em risco e do quanto precisará lutar para alcançar o futuro que deseja. America já fez sua escolha, mas ainda há muitas outras em jogo. Aspen, seu antigo namorado, terá de encarar um futuro longe dela. E Maxon precisa ter certeza dos sentimentos da garota antes de tomar a grande decisão, ou acabará escolhendo outra concorrente.





Aristóteles e Dante descobrem os segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz
Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.





O irresistível café de cupcakes - Mary Simses
Ellen é uma advogada de Manhattan e seu noivo está prestes a se tornar um importante político. Tudo em sua vida parece estar perfeito e no caminho certo. Até que ela decide realizar o último desejo de sua avó e entregar em mãos uma carta. Para isso, ela precisa ir para Beacon, uma charmosa cidadezinha do interior. Entre cupcakes de blueberry e deliciosas rosquinhas, Ellen desvenda os mistérios da vida de sua avó. Aos poucos, ela descobre os simples prazeres da vida e que "perfeito" nem sempre é o que parece.







Pietr, o letão - Georges Simenon
Pietr, o letão é o primeiro romance protagonizado pelo comissário Maigret. Após um corpo ser encontrado no banheiro de um trem, o detetive é levado de bares sombrios a hotéis de luxo enquanto investiga a verdadeira identidade de Pietr, o letão suspeito do crime.










O cavalariço da Providence - Georges Simenon
O comissário Maigret está sob a chuva perto de um canal. Uma mulher bem vestida, Mary Lampson, foi estrangulada num estábulo ali perto. Por que sua vida hedonista e cheia de glamour teve um fim brutal num lugar ermo como esse? Decerto seu marido taciturno, Sir Walter, sabe alguma coisa - ou talvez as respostas estejam com a tripulação da balsa Providence.










O enforcado de Saint-Pholien - Georges Simenon
Em O enforcado de Saint-Pholien, Maigret está em viagem para Bruxelas. Por acidente, o comissário precipita o suicídio de um homem, mas seu remorso é ofuscado pela descoberta dos sórdidos eventos que levaram o homem à decisão extrema de se matar.











O réu e o rei - de Paulo Cesar de Araújo
Esta história começa em 1965, quando um menino pobre de Vitória da Conquista, no interior da Bahia, ouve pela primeira vez "Quero que vá tudo pro inferno". Magnetizado pelo poder da canção, ele se tornaria instantaneamente fã do rei da música brasileira. Estava ali a semente de "Roberto Carlos em detalhes", a primeira grande biografia do ícone da Jovem Guarda, apreendida como resultado de processos movidos pelo cantor. Objetivo de verdadeira polêmica pública, a batalha em torno da proibição do livro é o cerne deste relato. Paulo Cesar de Araújo conta a história da sua intensa relação com a música de Roberto Carlos, os 16 anos de pesquisa que embasaram a redação da biografia e, por fim, os meandros de uma das mais comentadas e controversas guerras judiciais travadas recentemente no Brasil. É uma história ainda sem ponto final, mas sobretudo por isso necessária, que deve ser lida por todos os que se interessam pelo debate em torno da liberdade de expressão em nosso país.

Delírio - Maya Banks

20 de maio de 2014

Título: Delírio - Breathless #2
Autora: Maya Banks
Editora: Quinta Essência/Leya
Gênero: Romance/Hot
Ano: 2013
Páginas: 416
Nota: ★★★☆☆
Sinopse: Jace, Ash e Gabe: três dos homens mais ricos e poderosos do país. Eles estão acostumados a conseguir tudo o que querem. Absolutamente tudo. O desejo de Jace é possuir uma mulher cujos encantos o pegaram completamente de surpresa. Jace Crestwell, Ash McIntyre e Gabe Hamilton são melhores amigos e bem-sucedidos sócios há anos. Eles são poderosos, são imponentes, são irresistivelmente sexy, e Jace e Ash dividem tudo – inclusive suas mulheres. Quando eles conhecem Bethany, Jace começa a experimentar sentimentos que nunca havia conhecido antes: ciúme e uma poderosa obsessão que o ameaça, o sufoca – e o excita além de seu controle. Jace não divide Bethany – com ninguém. Ele está determinado a ser o único homem em sua vida e esse sentimento está prejudicando sua longa amizade com Ash. Bethany deveria ser sua e somente sua. Mesmo que isso signifique virar as costas para seu melhor amigo.

Resenha: Delírio é o segundo volume da trilogia Breathless escrita por Maya Banks e lançada no Brasil pelo selo Quinta Essência da Editora Leya. Como cada livro se refere à história de um dos três personagens principais, é possível ler fora de ordem, mas aconselho que os interessados leiam na ordem pois o início do segundo livro traz detalhes do final do primeiro.
No primeiro volume da trilogia, Obsessão, Jace e Ash estão presentes, porém o livro conta a história de Gabe Hamilton e seu interesse fora do normal por Mia. Mia é a irmã mais nova de Jace, o protagonista de Delírio.

Jace e Ash são conhecidos por suas práticas sexuais envolvendo o ménage à trois, e durante uma festa, Jace se interessa por Bethany, uma das moças que estão trabalhando lá. Conhecendo Jace tão bem, Ash logo dá um jeito de se aproximar da mulher para convidá-la para uma noite "especial", mas Jace parece ter outros planos e a ideia de compartilhar aquela mulher em particular não lhe agrada nada... Bethany parece ser diferente de todas as outras mulheres com quem Jace já dormiu, porém, a realidade dela é muito, muito diferente da de Jace e Ash... Ela vive de bicos, não tem onde morar e nem o que comer e ainda tem um irmão problemático que sempre aparece pedindo ajuda ou se metendo em encrencas. E partindo dessa premissa e de um primeiro encontro muito caliente envolvendo os três, a história se desenrola, mas dessa vez, Jace, talvez, irá colocar a amizade dele com Ash à prova, já que ele não quer dividir Bethany com ninguém...

Narrado em terceira pessoa, Delírio, apesar de ter muitas cenas intensas de sexo, dá um destaque maior para o relacionamento protetor, daquele tipo que envolve preocupação e cuidados, talvez devido a condição de Bethany. A química entre o casal também é enorme e convence bem. Chega a lembrar o filme Uma Linda Mulher pois há a diferença cultural e financeira entre o casal que sempre causa obstáculos e desconfianças, mas há também o toque de romantismo que vai além do BDSM em si, principalmente quando todo um drama começa a surgir. Apesar dos problemas, os personagens tem o pé no chão.

Confesso que a ideia de alguém que não tem nada, simplesmente encontrar alguém que lhe dê tudo só pode existir na ficção. É mesmo possível que alguém fique tão cego por amor que invista em outra pessoa sem pensar duas vezes e nem procurar saber se é alguém de confiança? Talvez o próprio comportamento de Bethany fez com que Jace agisse com o coração, mas também com a razão.
Adoro as capas dos livros dessa trilogia pois são simples e não remetem ao conteúdo.
A escrita da autora é fácil e bem fluída. O livro é enorme mas pode ser lido em poucas horas.

O problema é que a revisão não foi a das melhores, notei vários erros, e também tive alguns problemas com traduções de termos que não combinam com o que é mais comum de ser dito no Brasil, pelo menos não entre quatro paredes... Alguns palavrões poderiam ser substituídos para que as falas se adaptassem com as daqui de forma a combinar melhor com a nossa realidade em vez de traduzir ao pé da letra e passar a impressão de algo forçado e falso. Há muita repetição, tanto em atitudes quanto a diálogos, principalmente em discussões. é possível quase adivinhar o que vai ser dito em determinada situação. Outra coisa que não poderia deixar de comentar é a impressão de novela da Globo que tive. Li o primeiro capítulo e já formei toda a trama na cabeça, já sabia como o livro ia terminar. Continuei lendo porque a história é boa e prende apesar de clichê e morna, mas o desfecho foi exatamente como imaginei. Mais previsível, impossível.

Eu gostei mais deste livro do que do primeiro. Talvez por já estar familiarizada com alguns dos personagens e pela trama ter sido construída de forma mais aceitável (pra quem leu a resenha de Obsessão vai entender como discordei e não engoli o relacionamento doentio que Gabe desenvolveu com Mia).

Delírio apresenta uma história de gata borralheira e seu príncipe encantado, com toques de drama, romance, e muito sexo entre dominador gostosão e submissa nada inocente...
E que venha Fogo, último volume, para conhecermos um pouco mais de Ash.


Campanha de Conscientização - Dublin Street

18 de maio de 2014

O livro Dublin Street, um dos lançamentos de maio da Editora Leya, merece bastante destaque pelo tema que aborda: a Síndrome do Pânico.

1. Objetivo da Campanha
Assim como, por exemplo, a depressão, pessoas que possuem a síndrome do pânico nem sempre recebem o apoio e a compreensão necessária. Por isso, a campanha visa mostrar que essas pessoas não estão sozinhas, são compreendidas e podem ser tratadas pois se trata de algo realmente sério.

2. Sinopse do Livro
Traumatizada pelo seu trágico passado, a americana Joss muda-se para a Escócia, onde espera começar uma nova vida. No anonimato da romântica Edimburgo, esconde-se no seu casulo. Durante quatro anos tenta negar memórias dolorosas, refugiada na escrita, no sonho de um dia, finalmente, pôr os seus fantasmas no papel.
Mas de repente tudo muda. Quando vai morar para um luxuoso apartamento na Dublin Street, descobre também o desconcertante Braden, um carismático milionário que exerce sobre ela um irresistível fascínio.
Joss vê-se numa encruzilhada. Sabe que a atração entre ambos é imediata, avassaladora. Mas os demônios do seu passado impedem-na de se entregar ao sensual escocês. É então que ele lhe propõe um estranho acordo, que lhes permitirá explorar a paixão que os une sem se envolverem emocionalmente.
Joss aceita. E no início acredita, inocentemente, que o acordo vai resultar. Mas Braden quer mais, muito mais, quer tudo. Quer desvendar todos os segredos – e está disposto a mudar o que for preciso para tê-la por inteiro. Mas será que ela está disposta a ir até ao fim?

3. O que é a Síndrome do Pânico?
"A síndrome do pânico, na linguagem psiquiátrica chamada de transtorno do pânico, é uma enfermidade que se caracteriza por crises absolutamente inesperadas de medo e desespero."
(fonte: DrauzioVarella.com.br)

4. Quais são os Sintomas?
"A pessoa tem a impressão de que vai morrer naquele momento de um ataque cardíaco, porque o coração dispara, sente falta de ar e tem sudorese abundante.
Quem padece de síndrome do pânico sofre durante as crises e ainda mais nos intervalos entre uma e outra, pois não faz a menor ideia de quando elas ocorrerão novamente, se dali a cinco minutos, cinco dias ou cinco meses. Isso traz tamanha insegurança que a qualidade de vida do paciente fica seriamente comprometida."
(fonte: DrauzioVarella.com.br)

5. Qual a Evolução da Síndrome caso não haja Tratamento?
"A pessoa tranquila de antes torna-se tensa por dois motivos especiais: a expectativa da próxima e inesperada crise e, paradoxalmente, porque a tensão protege contra o pânico. Se antes possuía uma personalidade relaxada e autoconfiante, fica insegura e leva uma vida mais restrita por causa da agorafobia que se instalou. A longo prazo, 60% dos pacientes com pânico apresentam depressão e 12% tentam suicídio."
(fonte: DrauzioVarella.com.br)

6. Qual o Tratamento?
"O que se sabe hoje é que a técnica de combinar medicamentos e terapia comportamental é mais eficiente, pois é muito penoso para o paciente adotar um programa comportamental baseado na exposição a situações que provocam pânico, sistematicamente, de forma gradual e progressiva, até que ocorra a dessensibilização.
A terapia de exposição baseia-se na capacidade de o ser humano habituar-se ao estresse. É como se assistisse a um filme de terror 15 vezes. Na primeira vez, os cabelos ficam em pé. Na segunda, como já sabe o que vai rolar e que vai espirrar sangue no teto, a reação é menos intensa. Na última, o filme não desperta mais nenhuma resposta emocional. Todavia, os pacientes aceitam melhor o tratamento e melhoram mais depressa se simultaneamente tomarem antidepressivos, medicação que se torna obrigatória para os 60% daqueles que têm depressão associada ao pânico."
(fonte: DrauzioVarella.com.br)


Sobre a autora
Samantha Young é autora best-seller do New York Times, EUA Today e Wall Street Journal. Nasceu em Stirlingshire, Escócia e foi nomeada para o Prêmio Escolha Goodreads 2012 de Melhor Autor e Melhor Romance para seu best-seller internacional Dublin Street.
Dublin Street é o primeiro romance adulto contemporâneo de Samantha que já vendeu em vinte e cinco países.
Para mais informações: www.ondublinstreet.com e www.samanthayoungbooks.com

Enfeitiçadas - Jessica Spotswood

17 de maio de 2014

Lido em: Abril de 2014
Título: Enfeitiçadas - As Crônicas das Irmãs Bruxas #1
Autora: Jessica Spotswood
Editora: Arqueiro
Gênero: Fantasia/Sobrenatural/YA
Ano: 2014
Páginas: 272
Nota: ★★★☆☆
Sinopse: Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror. Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual será a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos Caçadores de Bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?

Resenha: Enfeitiçadas é o primeiro volume da trilogia As Crônicas das Irmãs Bruxas, escrita pela autora Jessica Spotswood e lançada no Brasil pela Editora Arqueiro.
A Fraternidade se tornou a lei maior e quase levou as bruxas da Nova Inglaterra à extinção no século XIX, e atualmente impõe regras que dizem que as mulheres, que são vistas como verdadeiras ameaças, lhes devem obediência, assim como aos seus pais ou esposos. Sendo assim, as poucas bruxas que restaram viviam escondidas, reclusas e evitando contatos com a sociedade, e Cate e suas irmãs viviam exatamente assim, o que acabava gerando fofocas e acusações muitas vezes infundadas...

Cate só tem 16 anos, é a irmã mais velha, mas já carrega uma enorme responsabilidade pois prometeu a mãe que tomaria conta de suas irmãs mais novas, Maura e Tess, que parecem não entenderem bem a importância de guardarem segredo sobre a magia que possuem. Devido a ausência constante do pai, Irmã Elena foi contratada para ajudar em casa e ensinar as meninas a se comportarem como damas, e com ela presente, qualquer descuido pode ser perigoso. Cate também não tem um bom pressentimento sobre ela...

Para piorar a situação de Cate, ela está prestes a completar 17 anos, e se não anunciar um noivo, deverá ingressar na Fraternidade como Irmã, porém, uma profecia havia sido feita há muito tempo atras, e ela dizia que uma bruxa muito poderosa teria poder suficiente para mudar o rumo da história, e quando Cate lê sobre essa profecia no diário de sua falecida mãe, acredita que ela e as irmãs possam ter alguma coisa a ver com tudo aquilo, precisa rever seus conceitos e tomar uma decisão sobre seu destino a fim de manter sua vida e de suas irmãs em segurança.

Narrada pelo ponto de vista de Cate, Enfeitiçadas possui uma narrativa que não me agradou a princípio e tive que insistir pra leitura fluir e pegar no tranco até que eu ficasse envolvida com a história, principalmente porque Cate, apesar de sempre ser muito altruísta, parece nunca saber o que faz, é indecisa, insegura e vive reclamando se seu fardo que é ter virado a figura maternal da casa. Maura, a irmã do meio, é intragável, insuportável, egoísta, detesta receber ordens e não aceita ter que esconder que tem o dom da bruxaria, não entende como isso pode ser algo ruim e tem curiosidade para saber o que poderia fazer com seus poderes, o que torna o relacionamento com a irmã muito difícil. Tess é a mais nova e o oposto de Maura: Ela é amável, obediente e tem muito talento. O relacionamento das irmãs é cheio de conflitos, mas é visível que elas se amam acima de tudo.
Claro que não poderia faltar o romance, mesmo que não seja o foco da trama pois Cate sempre coloca a família em primeiro lugar, e Finn é o garoto responsável por mexer com os sentimentos de Cate. Confesso que adorei o rapaz, que além de adorar livros ainda não concorda com as regras absurdas e machistas impostas pela Fraternidade.

Paul, um amigo de infância de Cate, entra na história como um pretendente a marido para que um tipo de triângulo amoroso surgisse. O lance é que desde o início fica claro quem é o preferido de Cate, mas aos olhos da sociedade ele é o cara errado...
A Fraternidade me irritou, me deixou angustiada e enojada com tamanha repugnância. Eles viviam perseguindo as garotas de Nova Inglaterra, que a propósito, foi retratada com uma riqueza de detalhes fantástica, como se fossem seres onipotentes e intocáveis e todo o resto da humanidade um bando digno de queimar no inferno. Esses odiosos causam revolta em qualquer um. Como assim mulheres não podem estudar, trabalhar, não podem ler nem serem mais cultas pois seria motivo para pensarem e terem ideias e isso é proibido, coisa do diabo, motivo para serem levadas, castigadas, presas... Socorro!

Num geral, vi Cate como uma protagonista que por mais que esteja inserida numa sociedade ridícula, machista e hipócrita, tem nas mãos o poder de se libertar da opressão dependendo da escolha que fizer, e ser uma bruxa muito poderosa pode ajudá-la, ou não, nessa decisão... Nem todos podem concordar com o que ela escolhe, mas talvez algo de maior esteja por vir a partir daí...
A autora usou de elementos e fatos conhecidos, sendo reais ou não, para criar uma história bastante crível, principalmente no que diz respeito ao cenário e à época, mas o que não funcionou pra mim foi a narrativa que não fluiu muito bem e me deixou entediada e sem vontade de prosseguir com a leitura.

A capa é linda demais, a diagramação é perfeita e a revisão não deixou a desejar.
O final tem um toque de mistério e apesar de a trama discorrer muito lentamente, faz o leitor desejar pelo próximo volume, "Amaldiçoadas".

A Escolha - Kiera Cass

16 de maio de 2014

Lido em: Maio de 2014
Título: A Escolha - The Selection #3
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Gênero: Distopia/Romance/Juvenil
Ano: 2014
Páginas: 352
Nota: ★★★★☆
Sinopse: A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer.

Resenha: A Escolha é o terceiro livro da trilogia The Selection, escrita pela autora Kiera Cass e lançada pela Seguinte, e neste último volume, dando continuidade aos acontecimentos do segundo, America já deixa claro que pretende continuar na Elite como sendo uma das finalistas da Seleção que competem pela coroa e pelo coração do príncipe Maxon. Mas há obstáculos a serem superados, questões não resolvidas que precisam de um ponto final e uma escolha a ser feita que mudará a vida não só de America, mas de toda Iléa...

Depois de ter ficado fascinada por A Seleção e A Elite, a ansiedade pelo tão aguardado final da história era algo que transbordava desesperadamente de mim, e de todos os fãs da trilogia, e não via a hora de ter esse volume em mãos para devorá-lo logo, e assim que recebi foi exatamente isso que fiz. E antes de fazer essa resenha, ponderei sobre vários pontos, pois confesso que é muito difícil escrever sobre quando gostamos ou odiamos demais um livro, ou, de alguma forma, ficamos decepcionados se as coisas não são como esperamos.

America é o tipo de personagem que não me desce e isso vem lá do início da série. Não que eu tenha desgostado da história por causa dela, muito pelo contrário, eu só não me simpatizei com a mocinha e com suas atitudes e nunca desejei um fim feliz pra ela (muaháhá). Ao mesmo tempo em que ela é cheia de coragem para enfrentar quem quer que seja quando o assunto é justiça, justamente por ela vir de uma casta inferior que já passou por dificuldades e tudo mais, ela consegue ser egoísta e ter atitudes dignas de uma adolescente imatura quando o assunto é amor, e por essas e outras meu maior desejo era que ao final de tudo ela ficasse sozinha, encalhada, criando gatos. Tudo bem que é completamente aceitável e óbvio que a autora jamais criaria tal final "absurdo" (os fãs a matariam, convenhamos), mas tudo fluiu de um jeito fantasioso demais, fácil demais e com explicações convincentes de menos.

Maxon é o típico príncipe "encantado" que por toda a sua perfeição arranca suspiros por onde passa e admiração de todos por ser tão justo, bem diferente de seu pai tirano, o rei Clarkson. Mas mesmo assim nunca concordei com sua postura diante d'A Seleção, dando esperanças a quem não tinha chance alguma, ou se esfregando com várias das meninas pelo palácio, "escondido". Se há uma Selecionada que realmente desperta seu interesse e mexe com seus sentimentos, por mais que tudo seja um reality show e ele dê uma de ator, ele deveria expor logo sua escolha e deixar claro que o amor falou mais alto e parar com a farsa toda. Tudo se arrasta de forma irritante e o relacionamento dele com America beira o ridículo, pois além dessa enrolação ainda há a necessidade dos dois em não assumir um pro outro o que sentem, o que faz com que eles sempre fiquem na dúvida se o sentimento é recíproco ou não e se realmente vale a pena apostar naquilo. E, talvez, por isso existem os pobres coitados que fazem o papel de estepe para o caso da primeira opção não ser bem sucedida, mas, até que enfim, todos se decidiram pelo que seria melhor para cada, mesmo que de forma repentina.
Nunca fui "Team Maxon", sempre torci pelo Aspen, pra que ele tivesse um final feliz, porém, não para que ele ficasse com America, mas sim que encontrasse alguém digna do verdadeiro homem que ele é. Maxon pode ser príncipe, loiro, lindo e rico o quanto for mas, pra mim, nunca chegará aos pés de Aspen, que considero ser areia demais pro caminhãozinho de America.

Alguns novos personagens aparecem, o que causa reviravolta na questão política de Iléa mesmo que tudo não fosse muito bem explicado e aprofundado, como se tivesse perdido o destaque para dar foco apenas em America e seus questionamentos, pensamentos, atitudes e planos.
Também não achei que os demais personagens ganharam tanto destaque como deveriam. A personagem que mais me surpreendeu foi Celeste, mas ainda não me decidi se foi positiva ou negativamente, e isso porque, mesmo sendo a "vilã" (e eu amo vilões quando bem construídos como ela foi) ela demonstra ser alguém bem diferente do que imaginei, tanto no que diz respeito à Seleção quanto na amizade que desenvolve com as Selecionadas, incluindo America.

Faltaram explicações para os conflitos gerados pelos rebeldes e a forma como tudo foi resolvido foi corrido demais, mesmo que algumas surpresas tenham vindo a tona, seja para chocar ou para emocionar personagens envolvidos ou o próprio leitor. Assumo que, diferente da grande maioria, a questão política no cenário distópico com todos aqueles rebeldes e seus planos secretos era o que me mantinha mais interessada na história do que o romance em si, mas não foi bem explorado para que se tornasse crível pra mim. Achei o desfecho um tanto raso e fácil.

Apesar desses pontos falhos, A Escolha não foi uma completa decepção pra mim. Achei que o final para os personagens foi satisfatório apesar de previsível, mas poderia ter mais páginas dedicadas a explicações para a questão dos rebeldes e do futuro do país em vez de mortes repentinas e desnecessárias para a resolução rápida de problemas do reino.
A narrativa é um show a parte, pois flui muito bem, prende e é muito gostosa de acompanhar. A capa é maravilhosa, de encher os olhos e só tenho elogios para o trabalho de diagramação e revisão da editora.

A trilogia como um todo vale muito a pena ser lida, mesmo que o desfecho não tenha sido tão empolgante como esperei, mas vou sentir falta e queria muito que a história fosse além do "felizes para sempre"...

Novidades de Maio - Grupo Pensamento

15 de maio de 2014

Pensamento
Alma de Luz - Joma Sipe
Neste livro do poeta e artista visionário português Joma Sipe, a sua arte gravita em torno de nove temas, incluindo Catedrais Sagradas, a Árvore da Vida, os Chakras, o Zodíaco, Mandalas e temas ligados ao clássico espiritualista Um Curso em Milagres, aprimorados por frases extraídas de livros esotéricos e pela sua própria poesia. Tudo na obra é utilizado para transmitir impressões intuitivas da essência eterna do ser humano, como também do artista e do seu mundo. Cada pintura reproduzida nesta deslumbrante obra irradia a Energia que ele percebe interiormente no Coração do Universo. Criada unicamente com tinta dourada e prateada, cristais e efeitos especiais de computador, a sua arte reflete suas impressões de seu longo estudo sobre o esoterismo, especialmente o trabalho de H. P. Blavatsky, Rudolf Steiner, Éliphas Lévi, G. I. Gurdjieff, Paramhansa Yogananda e Eckhart Tolle. Uma obra de arte espiritualista em forma de mandalas de luz que pode ser usada atingir os núcleos mais profundos do Ser.

Princípios de Vida Pleiadianos - Christine Day

A humanidade passa por um período de profunda transformação. Muitos seres de outras dimensões - entre os quais os Pleiadianos -, de imensa sabedoria espiritual, estão em nosso planeta com a proposta de nos ajudar neste momento crítico da nossa história. Neste livro, a autora do best-seller Iniciações de Luz dos Pleiadianos, Christine Day,  nos mostra como podemos viver de acordo com os princípios pleiadianos e usá-los para alavancar nossa evolução espiritual. A obra como um todo foi composta como um mapa que, ao mesmo tempo, é espiritual e prático. Ele servirá a todos os leitores que querem atravessar com consciência estes tempos de mudanças e desafios.



Jangada
O Estranho Mistério das Quartas-Feiras - Julie Bourbeau
O vilarejo de Max é absolutamente normal em todos os sentidos e em todos os dias da semana... exceto às quartas-feiras. A maioria dos habitantes tranca portas e janelas para se esconder das muitas coisas estranhas que acontecem nesses dias, coisas como gatos presos dentro do aspirador de pó, bolos de aniversário que pegam fogo ou escorregões com desfechos catastróficos.  E Max, de 10 anos de idade, não gosta de ficar trancado em casa. Inquieto e curioso, ele quebra todas as regras do vilarejo e sai à procura da causa de todas essas esquisitices das quartas-feiras. O que ele descobre é um segredo tão bizarro e sobrenatural que sua vida jamais será a mesma. O próprio Max nunca mais será o mesmo! De repente, os acidentes inexplicáveis tão comuns às quartas-feiras passam a acontecer com ele também às quintas, às sextas e até mesmo aos sábados! O que aconteceu com Max? E, mais importante, será que existe uma cura para esse estranho mistério das quartas-feiras? Mistério, magia, monstros perigosos e outras bizarrices você encontra aos montes nesta história fantástica de um garoto que quer desesperadamente que sua vida volte ao normal!



Novidades de Maio - Arqueiro

Os Três - Sarah Lotz
Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo.
Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação.
A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular: Eles estão aqui.
O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas...
Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós.
Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele...
Essa mensagem irá mudar completamente o mundo.

Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de forma abrupta. Logo em seguida, mais um golpe: a morte inesperada do pai, seu melhor amigo.
Desnorteada, Dominika cede à pressão do tio, vice-diretor do serviço secreto da Rússia, o SVR, e entra para a organização. Pouco tempo depois, é mandada à Escola de Pardais, um instituto onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem.
Em seus primeiros meses como pardal, ela recebe uma importante missão: conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve. O objetivo é fazê-lo revelar a identidade do traidor, que pertence ao alto escalão do SVR. Logo Dominika e Nate entram num duelo de inteligência e táticas operacionais, apimentado pela atração irresistível que sentem um pelo outro.

Escravas de coragem - Kathleen Grissom
Belle já tinha problemas suficientes preparando a comida da casa-grande e cuidando para se manter longe dos olhos de D. Martha e de seu filho, Marshall. Eles não sabem que, na verdade, ela é filha ilegítima do capitão James Pyke, por isso imaginam o pior com relação à preferência que o capitão demonstra para com a escrava mestiça.
Ser responsável pela menina meio doente que acaba de chegar à fazenda é um tormento do qual Belle não precisava. A garota parece incapaz de reter a comida no estômago, mal fala, não se lembra de nada e, às vezes, é até meio assustadora, com sua cara de avoada. Além de tudo é branca e tem cabelos cor de fogo. Mas Belle sabe que, entre as pessoas que a acolheram, a cor da pele não significa nada e por isso acaba recebendo Lavinia de braços abertos.
Esse é apenas o início da saga de uma família formada por laços que vão muito além do sangue. Uma história de coragem, esperança, força e amor à vida.

Julieta - Anne Fortier
Julie Jacobs e sua irmã gêmea, Janice, nasceram em Siena, mas, desde que seus pais morreram, foram criadas nos Estados Unidos por sua tia-avó Rose. Quando Rose morre, deixa a casa para Janice. Para Julie restam apenas uma carta e uma revelação surpreendente: seu verdadeiro nome é Giulietta Tolomei.
A carta diz que sua mãe havia descoberto um tesouro familiar muito antigo e misterioso. Intrigada, Julie parte para Siena.
Mas tudo o que a mãe deixou foram papéis velhos – um caderno com diversos esboços de uma única escultura, uma antiga edição de Romeu e Julieta e o velho diário de um famoso pintor italiano, Maestro Ambrogio.
O diário conta uma história trágica: há mais de 600 anos, dois jovens amantes, Giulietta Tolomei e Romeo Marescotti, morreram vítimas do ódio irreconciliável entre os Tolomei e os Salimbeni. Desde então, uma terrível maldição persegue as duas famílias.
E, levando-se em conta sua linhagem e seu nome de batismo, Julie provavelmente é a próxima vítima. Tentando quebrar a maldição, ela começa a explorar a cidade. À medida que se aproxima da verdade, sua vida corre cada vez mais perigo.
Repleto de romance, suspense e reviravoltas, Julieta nos leva a uma deliciosa viagem a duas Sienas: a de 1340 e a de hoje. É a história de uma lenda imortalizada por Shakespeare. Mas é também a história de uma mulher moderna que descobre suas origens, sua identidade e um sentimento devastador e completamente novo para ela: o amor.
• Esta nova edição substitui a anterior de ISBN 978-85-99296-91-2 que não será mais
reimpressa.

O salmão da dúvida - Douglas Adams
O salmão da dúvida é um tributo póstumo a Douglas Adams e, ao mesmo tempo, uma homenagem aos seus milhares de fãs. Reunindo escritos encontrados no computador de Adams após sua morte, este livro traz uma coletânea de textos inéditos, divertidos e completamente loucos do cultuado autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias.
Entre os textos, você vai encontrar:
- Dez capítulos de um novo livro do detetive Dirk Gently;
- Um ensaio filosófico questionando a existência de Deus;
- Comentários sobre a constante evolução da tecnologia;
- Um conto protagonizado por Zaphod Beebleblox;
- Relatos sobre sua infância, sua veneração pelos Beatles e o tamanho do seu nariz.

Novidades de Maio - Saída de Emergência

14 de maio de 2014

Mago - Espinho de Prata - Saga do Mago - Livro Três - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, a Mão – o mais jovem larápio do Zombadores, a Guilda dos Ladrões – surpreende um sinistro Falcão Noturno prestes a assassiná-lo.
Que poder maléfico fez com que os mortos se levantassem para combater em nome da Guilda da Morte? E que magia poderosa poderá derrotá-los?
Mas primeiro o Príncipe Arutha, na companhia de um mercenário, um bardo e um jovem ladrão, terá que fazer a viagem mais perigosa da sua vida, em busca de um antídoto para o veneno que está prestes a matar a bela Princesa no dia do seu próprio casamento.




Novidades de Maio - Sextante

Pensar com os Pés - Allan Percy
Todo mundo sabe que o futebol é uma paixão nacional, mobilizando multidões e exaltando os ânimos. O que poucos percebem é a semelhança desse esporte com a vida em seus momentos de sofrimento, determinação e sucesso.
Com inteligência e perspicácia, Allan Percy reúne 50 máximas do mundo do futebol sobre temas essenciais como autoestima, desenvolvimento pessoal, carreira, relacionamentos, gerenciamento do tempo e até alimentação. Cada capítulo de Pensar com os pés é aberto pelo aforismo de um craque ou de um grande treinador, que é analisado e aplicado a nosso dia a dia, fazendo desta obra um manual para vencer as partidas do cotidiano.
Veja alguns ensinamentos que você encontrará neste livro:
• Quando você marca gols, é ótimo. Quando não, é gordo.
• Qualquer um que diga “os homens de verdade não choram” nunca jogou futebol com verdadeira paixão.
• Se você está na área e não tem certeza do que fazer com a bola, chute a gol e depois discutiremos
as opções.
• Para jogar futebol, não se deve sofrer. O que se faz sofrendo não pode sair bem.
• Tudo é possível no futebol. Tudo está em aberto. Vamos lutar até o último minuto.
• Na partida temos que ser nós mesmos e desenvolver nossa ideia. Isso é o melhor que podemos fazer.
• O futebol é uma desculpa para sermos felizes.

101 dicas práticas de liderança - John Baldoni
Repleto de informações acessíveis e fundamentado em pesquisas atuais sobre o papel dos líderes e as expectativas de suas equipes, este livro é organizado em três seções: você, colegas e a empresa.
John Baldoni, experiente coach de executivos, trata de todos os aspectos relevantes para uma gestão mais eficiente e inspiradora, e, com orientações precisas, reforça o valor da prática para o crescimento do líder.
Ao final de cada seção, ele resume as principais lições e convida o leitor a realizar exercícios de autoavaliação, ajudando-o a pensar de maneira crítica e vencer as complexidades do mundo corporativo.




Pare de fazer drama e aproveite a vida - Rafael Santandreu
Muitas pessoas têm tendência a exagerar suas reações diante dos problemas do cotidiano, enxergando cada pequeno contratempo como uma grande tragédia. O objetivo deste livro é ensinar a mudar esse comportamento e construir uma vida emocional mais equilibrada.

Novidades de Maio - Galera Record

13 de maio de 2014

Um Caso Perdido - Colleen Hoover
Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras...
Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente. Leia o primeiro capítulo aqui.






O Peculiar - Stefan Bachmann
Parte romance gótico, parte mistério e aventura steampunk. Após a invasão do mundo pelos seres mágicos, as fadas foram aceitas entre os mortais, mas os mestiços não têm lugar. Os irmãos Barthy e Hettie vivem com medo. Tudo piora quando Peculiares são encontrados, ocos, boiando no Tâmisa. Mas eles estão seguros em Bath, não? Talvez... Se não fosse pela misteriosa dama em veludo ameixa que aparece na vizinhança. Quem é ela? E o que quer? Leia o primeiro capítulo aqui.






Inferno - Meg Cabot
Nesta continuação do mito de Perséfone recriado por Meg Cabot, Pierce Oliviera está em um lugar entre o paraíso e o inferno. Um castelo turvo e mal iluminado, de onde pode ver os espíritos dos mortos, prontos para embarcar em sua viagem derradeira. Mas não está lá por escolha própria: John Hayden, senhor do Mundo Inferior, está lhe mantendo lá. Para seu próprio bem, ele diz: para protegê-la das Fúrias que desejam vingar-se dele.
Mesmo que esteja lá, seus entes queridos não estão. E isso pode acabar custando caro para ambos. Mas John afirma que não pode deixá-la sair. Será que ela deveria confiar em sua palavra? Leia o primeiro capítulo aqui.




Se Alguma Vez... - Meg Rosoff
Um encontro com a morte transforma a vida de David Case. Convencido de que o destino não lhe reserva nada de bom, David decide se reinventar e tornar-se, assim, irreconhecível para o destino e salvar-se de seu sofrimento certo. Ele passa a ser Justin Case, com uma aparência totalmente nova e uma paixão crescente pela sedutora Agnes Bee. Com seu galgo cinzento imaginário a reboque, Justin luta para manter sua nova imagem e, acima de tudo, sobreviver em um mundo onde as reviravoltas do destino o aguardam em cada esquina. Leia o primeiro capítulo aqui.





Diário de uma Treinadora de Pais - Jenny Smith
Katie Sutton é uma treinadora de pais extraordinária. Após anos de experiência, está convencida de que domina a arte de entender e corretamente manejar o seu adulto – no caso, a sua mãe. Tão grandes os seus dotes, que decidiu escrever tudo em um manual, um diário disfarçado de livro de cálculos matemáticos avançados.
Mas agora algumas situações inusitadas podem aparecer, e mudar os modos de operação de sua mãe para sempre. Tudo isso devido a um pequeno problema, que tem um péssimo senso de moda e é metido a ecologicamente correto. Depois de tantos anos órfã de pai, parece que as coisas podem dar uma guinada... que bom que Katie é expert em adultos! Leia o primeiro capítulo aqui.



Sonho Perigoso - Kami Garcia e Margaret Stohl
Uma ponte entre a saga Beautiful Creatures (que vendeu cerca de 200 mil exemplares apenas no Brasil) e a nova série de Kami Garcia e Margaret Stohl, Dangerous Creatures, temos a novela-ponte Dangerous Dream. Acompanhe o icônico (e instável) casal de personagens que cativou o público, Link e Ridley, enquanto eles finalmente se graduam do ensino médio e estão prontos para deixar a cidadezinha de Gatlin. Após uma discussão com Link, Ridley acaba sozinha em Nova York, e se metendo com um tipo de gente que não parece nada inocente...

Novidades de Maio - Rocco

12 de maio de 2014

As Mulheres do Nazismo - Wendy Lower
Consultora do Museu do Holocausto, a norte-americana Wendy Lower mostra, em As mulheres do nazismo, como uma geração de jovens alemãs – enfermeiras, professoras, secretárias, entre outras – anestesiadas pela propaganda hitlerista e movidas por um fervor nacionalista doentio enxergaram o nazismo como uma opção profissional ou quase matrimonial e colaboraram com o regime, sem vislumbrar os horrores que viriam depois. No livro, que foi finalista do National Book Award e ganhou destaque na imprensa internacional, Lower tenta decifrar o que levou tantas mulheres a se transformar em assassinas durante a Segunda Guerra Mundial, revelando uma faceta pouco conhecida do conflito.



O Universo Contra Alex Woods - Gavin Extence
Aos dezessete anos, Alex Woods já era um nome conhecido pelas autoridades ao ser descoberto com drogas ilícitas e as cinzas de um homem enquanto dirigia em direção à fronteira. Sete anos antes, ele se tornara uma celebridade nacional após ser atingido na cabeça por um meteorito. Livro de estreia do britânico Gavin Extence, O universo contra Alex Woods é o extraordinário relato da vida de um jovem comum e da estranha série de eventos que deram forma a ela, numa divertida celebração do acaso e dos incidentes curiosos que formam o nosso mundo.




Paisagem de Porcelana - Claudia Nina
Neste road book às avessas, a jornalista e escritora Claudia Nina narra a história de uma brasileira de 25 anos que decide colocar a mochila nas costas e se aventurar em Amsterdã, na Holanda. O que encontra é um país sem montanhas, oprimido pelo monótono céu baixo e pelo frio atordoante. Narrado em primeira pessoa, o livro descreve, de forma lírica, uma investida na névoa: a história de terror e solidão cujos contornos a memória – ou será a loucura? – tratou de embaralhar.







O Conto da Deusa - Natsuo Kirino
Nesta releitura de um conto milenar, a aclamada escritora de romances policiais Natsuo Kirino, ganhadora dos mais importantes prêmios do gênero, deixa de lado suas tramas urbanas para recriar um antigo capítulo da mitologia japonesa: a lenda das irmãs Izanagi e Izanami. Ambientada em uma ilha mística em forma de gota de lágrima, O conto da deusa é uma trágica história de amor e vingança, que reconta o mito da criação do Japão, com a marca inconfundível da autora.






A Noite Devorou o Mundo - Pit Agarmen
Neste inusitado romance de terror e de zumbis, o francês Martin Page, autor do bestseller Como me tornei estúpido, faz uma fábula sobre a sociedade de consumo, sob o pseudônimo de Pit Agarmen. No livro, uma epidemia assola o planeta e transforma os humanos em seres demoníacos, selvagens e cruéis. Antoine Verney é um sobrevivente, mas não tem nada de herói. Como um Robinson Crusoé moderno, ele tem que aprender a sobreviver e a enfrentar a solidão.







Duas Vezes Amor - Katie Cotugno
É possível se apaixonar duas vezes pela mesma pessoa? Em Duas vezes amor, elogiado romance de estreia da norte-americana Katie Cotugno, a jovem Reena descobre que sim. Aos 16 anos, ela vê seus sonhos interrompidos por uma inesperada gravidez, ao mesmo tempo em que enfrenta a ausência da mãe, que morreu quando Reena era criança, a indiferença do pai e o sumiço do namorado, Sawyer. Mas quando ele retorna à cidade, dois anos depois, e fica sabendo que é pai de uma menina, Reena tem a chance de tentar entender o que levou o garoto a desaparecer. E desse reencontro, os dois descobrem o amor pela segunda vez.



O Tempo Entre Nós - Tamara Ireland Stone
Em O tempo entre nós, o leitor é convidado a deixar a São Francisco de 2012 junto com Bennett Cooper, um garoto de 16 anos apaixonado por música que tem o dom de viajar no tempo para assistir a shows de rock, e aterrissar em Evanston, Illinois, em 1995. É lá que ele vai conhecer uma menina de 16 anos e mergulhar numa excitante e desafiadora paixão. Livro de estreia da norte-americana Tamara Ireland, O tempo entre nós é uma emocionante história de amor protagonizada por dois jovens que vivem em cidades e épocas distintas. Com uma trama romântica embalada a muito rock n’roll e viagem no tempo, o livro já foi traduzido para mais de 10 idiomas.




Hora Morta - The Murder Notebooks #1 - Anne Cassidy
O sumiço dos pais de dois adolescentes é o fio condutor de Hora morta, primeiro livro da série The Murder Notebooks, da britânica Anne Cassidy, cujas histórias fazem sucesso ao redor do mundo. Como num intrincado quebra-cabeça, a autora prende o leitor numa teia de suspense e conspirações, ação e romance da qual ele não conseguirá sair enquanto não encaixar a última peça. O livro tem todos os atributos de um suspense eletrizante, gênero que tem se destacado como nova aposta do segmento juvenil nas feiras e eventos internacionais do mercado editorial.





Devagar & Divagando - Flávio Carneiro
Respeitado ficcionista e ensaísta, o goiano Flávio Carneiro estreia no selo Rocco Pequenos Leitores com Devagar & Divagando, a história de uma tartaruga marinha que nunca viu o mar e de uma vaca que sonha conhecer um pasto de verdade, igual ao que ela vê na “Sessão dos Ruminantes”, seu programa de TV favorito. Percebendo a tristeza das duas, a pequena Elisa dá um jeito de realizar o sonho dos bichinhos, nesta divertida viagem pelo mundo da imaginação acompanhada pelas bem-humoradas ilustrações de Flávio Fargas.




Sombrio Perdão - Wicked Lovely - Livro 5 - Melissa Marr
Último livro da série Wicked Lovely, um conto de fadas contemporâneo ambientado num mundo ao mesmo tempo fabuloso e cruel, sedutor e perigoso, Sombrio perdão leva a jornada da jovem Aislinn Foy a um desfecho emocionante. Bestseller do The New York Times, a série de Melissa Marr foi traduzida em 26 línguas e vendeu mais de um milhão de exemplares, conquistando os leitores com seu clima romântico e um tanto sombrio.