Promoção - Seja parceiro da NC por um dia #2

31 de maio de 2013


A sensação de receber uma caixa cheia de livros da Editora Novo Conceito é única, e, pensando nisso, os blogs Todas as Coisas do Meu Mundo, In the Sky, Leitora Viciada, Livros e Chocolate, Moonlight Books e Doce Insensatez resolveram se unir para trazer de volta uma promoção que deu o que falar e que vai te dar a chance desta sensação única.

A promoção "Seja parceiro da NC por um dia #2" irá te presentear com TODOS os lançamentos de Abril da editora e que nós, parceiros, recebemos. Veja quais são:
  • Livro Jardim de Inverno - Kristin Hannah
  • Livro Liberta-me - Taheref Mafi
  • Livro Sangue na Neve - Lisa Gardner
  • Livro Simplesmente Ana - Marina Carvalho
  • Livro A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra - Robin Sloan
  • Livro O Poder da Energia - Brendon Burchard


Gostou? Então participe!!! É só seguir as regrinhas (curtir a página do blog Doce Insensatez no Facebook e seguir os outros 5 blogs publicamente pelo GFC e comentar neste post promocional para validar sua participação), preencher o formulário abaixo e torcer pra ganhar!

a Rafflecopter giveaway
Não se esqueça de ler os Termos e Condições ao final do fomulário!
Boa sorte!

Caixa de Correio #15 - Maio

Oie, pessoas!
Nesse mês chegaram muitos livros aqui pra mim, pois aproveitei aquela promoção do Sub pra poder comprar vários livros que estavam na minha lista de desejados aproveitando que todos saíram por 10,00! Mesmo passando uma big raiva com aquele site que só funcionou quando quis, e com isso ainda perdi a chance de comprar um livro que queria muito (O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares) mas esgotou antes de eu conseguir... Mas tá bom... Na próxima eu compro. E é uma livraiada, preparem-se, e isso porque os lançamentos da Novo Conceito ainda não chegaram pra mim... Vão entrar na próxima caixa...
Então bora ver as fotitas?

O Eterno Barnes - Salustiano L. Souza

28 de maio de 2013

Lido em: Maio de 2013
Título: O Eterno Barnes - Viver para sempre pode custar caro
Autor: Salustiano Luiz de Souza
Editora: Novo Século - Novos Talentos
Gênero: Literatura Nacional/Ficção
Ano: 2013
Páginas: 248
Nota: ★★☆☆☆
Sinopse: Doutor Barnes, um famoso neurocirurgião, começa a desenvolver na Universidade onde trabalha uma pesquisa científica tentando transformar os dados do cérebro em arquivos de dados, codificando-os de modo que possam ser copiados. Com o avanço da pesquisa, acaba conseguindo copiar para o computador todos os dados de memória que formam o ser humano, como suas experiências, suas emoções, suas recordações, enfim, sua vida. Deslumbrado com a descoberta, começa a perceber que estes arquivos possuem uma estrutura totalmente diferente e uma sinfonia divina, e começa a ficar obcecado pela ideia de que seja possível copiar cérebros de um paciente para outro. Ao contrário do que deveria ocorrer, Barnes, cada vez mais, esconde suas pesquisas, pois seu objetivo passa a ser implantar seu próprio cérebro em outro paciente, mais jovem e sadio, pois está acometido de uma séria doença. Busca, desta forma, alcançar a tão almejada eternidade. Para isto, não mede as consequências de seus atos, que passam a ser justificados pela ambição que lhe domina. Conseguirá Barnes o seu intento?
Resenha:  Barnes é um neurocirurgião de renome e muito ambicioso que sofre de uma doença terrível e dedica o tempo que tem à sua mais importante pesquisa: A imortalidade. Através dessa pesquisa, ele busca uma forma de transferir a própria mente, incluindo lembranças e sentimentos, como se fossem dados ou arquivos de computador, para o cérebro de alguém mais novo e saudável e, assim, viver eternamente. Uma pesquisa audaciosa, imoral e muito perigosa...

Ele dispõe de um corpo em coma e das ferramentas do hospital/universidade que trabalha para prosseguir com sua pesquisa, e conta com a ajuda de Lourdes e de James. Lourdes é a companheira de Barnes, e por mais que não concorde e resista ao projeto, acaba o ajudando por amor. James, é um professor da área de engenharia que descobre como salvar e gravar esses "arquivos" mas que posteriormente acaba sendo excluído do projeto pois Barnes não tem intenção de dividir sua descoberta com ninguém. Porém, James havia feito uma cópia dos arquivos pensando nos benefícios que tal descoberta poderia causar, mas se caírem em mãos erradas, seria um grande problema...
Cego pela pesquisa e buscando o sucesso, Barnes segue em frente incessantemente, sem poupar esforços, sem pensar nas reais consequências que tudo isso poderia causar às pessoas ao seu redor e, principalmente, a ele mesmo.

"O Eterno Barnes" é um livro que traz uma história em que os personagens colocam a moral e a ética a prova, mostrando o que o ser humano é capaz de fazer para ir em busca da vida eterna.
O autor não poupou detalhes para falar sobre informática, medicina, religião, cultura, filosofia e etc para poder explicar a pesquisa de Barnes e torná-la crível e convincente, principalmente ao usar termos técnicos e muito antipáticos, e a impressão que tive é que ele quis mostrar que conhece de tudo ao citar tantas referências e termos que não combinam entre si, e nem acrescentaram nada de útil na história. E justamente por causa de tantos assuntos distintos estarem juntos, achei que tudo ficou muito confuso, prolixo, cansativo e arrastado, pois pela sinopse esperei ler uma história que fosse direto ao ponto, mas me deparei com muitos floreios na narrativa que poderiam ser descartados evitando que o leitor perdesse tempo lendo o que não faz diferença... Algumas frases mais filosóficas podem ser absorvidas e aproveitadas para reflexão, mas não acho que tenham alguma importância na história, pois parecem não fazer parte do contexto em si, principalmente no que diz respeito às citações, que vieram em demasia e tornaram a leitura maçante, chegando a desviar o foco da ideia principal do livro pra outra coisa totalmente diferente. Talvez se entrassem em forma de diálogo, que a propósito, são bem poucos, ficariam mais aceitáveis pra mim, mas como sendo o pensamento do narrador, que conta a história em terceira pessoa, não me agradou nada.

A ideia da história é muito boa, mas poderia ser desenvolvida e contada de uma forma mais direta, sem enfeites e sem desvios pra outros assuntos ou outros personagens. Por mais que Barnes tenha se sentido Deus, o modo como a religião x ciência entra na história, não me convenceu.
A capa me agradou muito pois as mãos ilustradas fazem uma referência genial a obra artística "A Criação de Adão", de Michelangelo, que representa um trecho do livro de "Gênesis" em que Deus cria o primeiro homem, com algo que lembra uma cadeia de moléculas, e que ainda é destacada com verniz, ao fundo.

Encontrei alguns erros na revisão, como falta ou excesso de vírgulas, pleonasmo e palavras repetidas no mesmo parágrafo, e isso é algo que me incomoda. Eu iria preferir que os capítulos não tivessem títulos pois fiquei com a impressão que eles tiraram a seriedade da história.
O final é perturbador e achei bem justo levando em consideração o velho ditado: "colhemos o que plantamos".

Enfim, pela sinopse, fiquei bastante interessada, mas no decorrer na leitura, devido a todos os fatores que apontei, não consegui gostar nem me prender a história, nem senti afinidade por nenhum dos personagens. Talvez, quem goste de ler histórias não muito originais, que tragam termos técnicos carregada de filosofia e informações, a caráter de conhecimento ou curiosidade, aproveite bem mais.

Procura-se um Marido - Carina Rissi

26 de maio de 2013

Lido em: Maio de 2013
Título: Procura-se um Marido
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Gênero: Romance/Chick lit/Literatura Nacional
Ano: 2012
Páginas: 474
Nota: ★★★☆☆
Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.
Resenha: Procura-se um Marido é o segundo sucesso da autora nacional Carina Rissi, lançado pela Verus Editora, selo do Grupo Editorial Record.
Alicia Moraes de Bragança e Lima (nome de gente hyka) é uma moça de 24 anos e foi criada pelo avô desde criança depois de ter perdido os pais, e a relação dos dois só pode ser resumida em "amor fraternal sem limites". Os dois têm uma ligação muito especial, se conhecem super bem, se entendem como ninguém, e, apesar de todo o dinheiro, um é o maior tesouro do outro, pois são os únicos da família que restaram. Vô Narciso é dono de um império de empresas cuja fortuna é incalculável, e Alicia aproveita a vida o máximo que pode, viajando pelo mundo, sem se preocupar com nada, já que o avô banca todas as suas despesas e a livra de todas as confusões que se mete.

Porém, depois de Alícia arranjar mais problemas com tantas curtições desenfreadas, mostrando que não tem um pingo de responsabilidade, seu avô ficou muito decepcionado...
Mas vô Narciso acaba morrendo devido a um aneurisma, e o que Alícia não esperava, era descobrir que, além de ter perdido o avô, ele havia incluído uma cláusula em seu testamento em que ela só poderia receber toda aquela fortuna sem fim depois de casada, numa tentativa maluca de fazer com que a garota tomasse juízo. Alícia, desesperada, se vê numa completa enrascada, pois o curador da herança, Clóvis, segue a risca tudo o que o avô deixou por escrito e não vai dar moleza para ela.

Alicia ficou sem dinheiro, sem cartão de crédito, teve que começar a trabalhar em uma das empresas do avô começando de um cargo baixo com um salário miserável e vergonhoso, precisou vender seu precioso carro para pagar o que devia, e, como tentativa de sair dessa vida cruel, bolou um plano mirabolante e resolveu colocar um anúncio no jornal procurando um marido de aluguel para, enfim, receber a herança e poder viver tranquilamente.

Depois de alguns mocorongos que se candidataram, eis que surge Max, um funcionário que trabalha na empresa do avô e que, mesmo sendo um gato gostosíssimo e inteligente, ela não suportava desde quando o conheceu, mas, o casamento de fachada ajudaria os dois em seus interesses, e Alicia embarca nessa se metendo em muitas confusões e descobrindo que um casamento de negócios era mais complicado do que ela imaginava, principalmente quando ela passa a conhecer Max melhor e descobre que seus sentimentos vão muito além do que ela pretendia...

Quando vi a capa de Procura-se um Marido, já fiquei desesperada pelo livro, e depois de ter lido algumas resenhas, minha curiosidade e ansiedade pra ler logo essa história que todos andavam falando tão bem, só aumentou. Devido a isso, coloquei muitas expectativas na leitura e não aguentava mais esperar para começar a ler logo e matar essa curiosidade.

Alícia é uma patricinha com a vida boa que perde tudo da noite pro dia e precisa consertar tudo, e ver a garota amadurecendo, aprendendo com os erros e demonstrando o potencial que tem foi uma coisa muito bacana de acompanhar. O relacionamento que tinha (e continua mantendo através de sonhos) com o avô é uma coisa muito bonita e me emocionei várias vezes por isso. Sua amizade com Mari também é algo muito bacana e bem construído, pois uma amiga de verdade, além de conhecer a outra e saber do que ela precisa, está ali pro que der e vier, independente da situação. Super ponto positivo pra esse tipo de amizade abordada aqui.

Mas apesar da história ser boa no geral, ter me arrancado algumas risadas, ter me prendido e me deixado bem empolgada no começo, ela não superou minhas expectativas, pois além de extremamente previsível, em todos os pontos, soou muito surreal, principalmente no que diz respeito a Max, e ao final a considerei fraca. São muitas páginas para uma história muito simples e com poucos personagens. Chegou a me lembrar os livros da Marian Keys, que apesar de muito bons, poderiam ser muito mais finos se não fosse pelos detalhes e acontecimentos desnecessários e que não fazem diferença nenhuma na história.

Max é o típico galã de novela que arranca suspiros por onde passa. É inteligente, rico, bonito, rico, gostoso, lindo, educado, rico, compreensível, sarado, olhos verdes penetrantes, fala mansa, rico, protetor, intelectual, forte, alto, lindo, rico... Um cara como ele não existe, definitivamente, e nem me atrevo a querer um pra mim... Acho que personagens, por mais fictícios e "perfeitos" que sejam, devem ter seus defeitos. Alícia sim me conquistou, pois ela tem defeitos e aprende com eles.

Há várias cenas que, pra mim, foram completamente irritantes e infantis em que os personagens ficam precipitando as coisas, sem esperar por explicações para o que viram ou ficaram sabendo, para só bem mais tarde aparecerem com uma desculpa boba para não terem dado ouvidos ao outro. E isso acontece com a família de Max ao saberem do casamento, o que foi uma tentativa de forçar um humor numa família supostamente maluca, mas que pra mim não teve graça; com Alícia, pois a menina é explosiva, inconstante e está amadurecendo aos poucos, e até pra pra relevar todas as suposições que ela tem; mas o pior foi com Max, pois tendo em vista que ele é um cara tão sabido, compreensível e maduro ao que tudo indica, essa é uma atitude que não combina com ele.

A pior personagem da história é Vanessa, pois é a típica vagabunda que botou na cabeça que deve conquistar Max e atrapalhar o casamento dele, e fica se submetendo a situações lamentáveis em que ela força cenas de amassos o atacando e fazendo de tudo pra prejudicar Alícia na empresa, mesmo sabendo que não tem a menor chance de conseguir nada. Personagens que existem pra atrapalhar, devem realmente atrapalhar, caso contrário, são descartáveis, inúteis, enchedores de linguiça... Essa ganhou a caveirinha odiosa, com louvor.

A história tem uma premissa bacana, é um chick lit que traz uma narrativa em primeira pessoa super fácil, simples e gostosa de se ler, mas só continuei lendo pra ver se tudo o que previ desde o início iria mesmo acontecer, e foi dito e feito.
A revisão é ótima, a capa é linda (já disse isso) e merece uma estrela exclusiva, a diagramação é simples e as folhas são amareladas, o que acabam contribuindo para nossa leitura, obrigada, Verus!
Eu gostei da escrita da autora, e devido aos nomes e alguns termos usados, ela evidencia que é um livro nacional. Mais um ponto positivo.

No geral considerei um livro bom, pois é um romance água com açúcar que vai agradar às mais sentimentais, que curtem uma história fácil e bem levinha, e que sonham e suspiram por um príncipe encantado...



Novidades Maio - Rocco

25 de maio de 2013


A Luz Entre Oceanos - M. L. Stedman
Romance de estreia da australiana M. L. Stedman, A luz entre oceanos alcançou as principais listas dos mais vendidos do mundo, incluindo o cobiçado ranking do The New York Times, onde permaneceu por mais de quatro meses. Escrito por uma advogada que aborda os limites da ética e os dilemas morais sob diferentes pontos de vista, o romance conta a história de Tom Sherbourne, faroleiro de uma ilha isolada na costa oeste da Austrália, e sua mulher, Isabel. Impedidos de ter filhos, a vida do casal sofre uma reviravolta quando um barco à deriva aporta na ilha. Publicado em 25 países, A luz entre oceanos é um livro emocionante sobre perdas trágicas e escolhas difíceis, sobre a maternidade e os limites do amor.


Clarice Lispector - Pinturas - Carlos Mendes de Sousa
Mais uma faceta pouco conhecida da escritora Clarice Lispector vem a público no lançamento Clarice
Lispector – pinturas, do português Carlos Mendes de Sousa, professor de literatura brasileira na Universidade do Minho e um dos maiores especialistas do mundo na obra da escritora. Grande admiradora das artes, Clarice tinha especial interesse pela pintura, conviveu com diversos artistas e produziu suas próprias pinceladas, cerca de 20 delas reproduzidas no livro. “A atmosfera pictórica contamina a escrita de Clarice Lispector em aspetos mais ou menos visíveis”, afirma Sousa, que reflete sobre a obra da escritora à luz de sua relação com a pintura.



O Jogo da Mentira - The Lying Game - Livro 01 - Sara Shepard
O jogo vai começar. Primeiro volume da nova série da autora de Pretty Little Liars, que ficou mais de 50 semanas no ranking do The New York Times e vendeu mais de cinco milhões de exemplares, O Jogo da mentira acompanha a história de duas gêmeas separadas ao nascer e unidas por um misterioso assassino. Com uma trama ainda mais intrincada e sombria, que tem início quando Emma resolve trocar de lugar com a irmã, a série repete a trajetória de sucesso de PLL, com um enredo repleto de suspense, intrigas e reviravoltas de tirar o fôlego, e uma bem-sucedida adaptação para a TV.





Cinder - Crônicas Lunares - Livro 01 - Marissa Meyer
Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado
misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série As Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.




Quantic Love - O romance que resolve a equação do amor - Sonia Fernández-Vidal
Laila terminou o ensino médio e, enquanto decide que carreira seguir, consegue um emprego como garçonete no CERN, um dos centros de pesquisa nucelar mais avançados do mundo. Cercada de “nerds” por todos os lados, a protagonista de Quantic Love – O romance que resolve a equação do amor vai descobrir que a ciência pode ser sexy e que o amor é a energia mais poderosa do universo. Uma das mais importantes escritoras de divulgação da ciência em língua espanhola e bestseller em seu país, Sonia Fernández-Vidal constrói uma história de amor para jovens que mostra o lado humano da ciência.





A gramática do amor - Rocío Carmona
Romance de estreia da editora Rocío Carmona, que é também vocalista de uma banda indie de Barcelona,
A gramática do amor é um convite à intertextualidade. O livro, que conquistou público e crítica na Espanha, vem ganhando traduções em diversos países ao contar a história de Irene, uma menina que vive sua primeira desilusão amorosa e que encontra em clássicos como García Márquez, Tolstói, Jane Austen e Murakami o entendimento para as suas emoções e a força para escrever a sua própria “gramática do amor”. Um comovente romance juvenil sobre a descoberta do amor, relacionamentos e o poder da literatura.




Sombra da Noite - Trilogia das almas - Livro 02 - Deborah Harkness
Eleito um dos melhores livros de 2012 pelas redes Amazon e Barnes & Nobles, Sombra da noite repetiu o desempenho de seu antecessor, o bestseller A descoberta das bruxas, figurando na lista dos mais vendidos do The New York Times. No romance, a pesquisadora Diana Bishop, descendente de uma antiga linhagem de bruxas, e o geneticista Matthew de Clermont, um vampiro ancestral, se aprofundam em sua pesquisa sobre o manuscrito encantado conhecido como Ashmole 782, numa trama que entrelaça paixão, alquimia, ciência e história. A série de sucesso de Deborah Harkness ganhará adaptação para o cinema pela Warner.

O Lobo do Centeio - Janaina Tokitaka

23 de maio de 2013

Lido em: Abril de 2013
Título: O Lobo do Centeio
Autora: Janaina Tokitaka
Editora: Escrita Fina
Gênero: Sobrenatural/Graphic Novel
Ano: 2012
Páginas: 64
Nota: ★★★★☆
Sinopse: Na graphic novel “O Lobo do Centeio” a autora retoma a tradicional lenda do lobisomem. Escolheu, nesta releitura, manter alguns dos elementos comumente associados à famosa narrativa, como a sua ligação com o gênero masculino e a influência da Lua cheia, e simultaneamente adicionar trechos existentes em versões arcaicas que, por uma ou outra razão, não permaneceram no imaginário contemporâneo. Exemplos desses trechos são a menção ao Lobo de Gevaudan e à influência maligna do grão de centeio. A primeira diz respeito a uma fera de proporções mitológicas que teria aterrorizado uma pequena aldeia francesa de 1764 a 1767 e a segunda a um dito popular que associa o grão ao nascimento do monstro. Mesclando essas fontes, O lobo do centeio enfoca o medo da natureza e do desconhecido, temas intimamente ligados à condição humana, independente de tempo ou local. 

Resenha: Há muito tempo atrás, numa pequena vila de camponeses trabalhadores, um terrível lobo negro aterrorizava todos que alí viviam. Os ataques eram constantes e fatais, mas quem era atacado era considerado imprudente por sair sozinho em plena escuridão... Todos estavam acostumados com a morte de alguém a cada novo dia, mas tantos ataques sofridos e perdas de entes queridos despertaram a revolta dos camponeses... Então, eles se despedem de suas famílias e adentram a floresta procurando pelo lobo negro, em busca de vingança... Coisas estranhas e inexplicáveis acontecem, e o filho do ferreiro foi atraído para a floresta, e ao voltar, estava diferente do que era...

O Lobo do Centeio é uma graphic novel baseada na lenda do lobisomem. Com ilustrações macabras e perturbadoras, o leitor embarca nessa história cheia de mistério, narrada em tom sombrio e muito sinistro, com poucos diálogos e em poucas páginas, mas com tanta intensidade que chega a despertar o medo, provocar arrepios e é uma delícia de se ler!
As ilustrações em tons de preto e verde e os traços cheios de expressão colaboram para esse clima de terror deixando o cenário bem misterioso e apavorante.
O livro tem a dimensão de 28x20cm, a capa é muito bem trabalhada e simplesmente genial, pois ao mesmo tempo que mostra um grande lobo, ilustra os campos de centeio onde a história se passa. E adianto que o final surpreende...
Por entre plantações de centeio negro, o Mal começa a tomar forma.
Primeiro como um lobo assassino, mais tarde como um Demônio sorrateiro que passa a atrair e dizimar todos os homens de um pacato vilarejo.
Pra quem gosta de terror contado de forma sútil e curte apreciar ilustrações fantásticas, O Lobo  do Centeio é leitura obrigatória!

Novidade de Maio - Adeus, Facebook - Editora Valentina

22 de maio de 2013

Adeus, Facebook: O Mundo Pós Digital - Jack London

Textos essenciais para compreender o futuro das mudanças
 e as mudanças do futuro.
“Em um universo cheio de surpresas, Jack é um especialista em surpreender.” Max Gehringer, comentarista da TV Globo
1ª ed. – Rio de Janeiro: Valentina, 2013.
176 páginas.
Formato: 14x21 cm.
ISBN 978-85-65859-05-9
R$ 29,90
Tiragem: 5.000


Parar e pensar sobre como as novas tecnologias transformarão o mundo parece algo impossível de se fazer. Sempre preocupadas em atualizar o status online, cada vez mais as pessoas têm menos tempo livre. Além disso, a natureza volátil das redes sociais permite que tudo nessas plataformas possa mudar de um dia para o outro. Este novo cenário já alterou a forma de empreender tanto no Brasil quanto no mundo. Empresas como o Google e o próprio Facebook surgiram do nada e hoje são gigantes no mercado, enquanto outras que eram consideradas quase infalíveis tiveram que se readaptar para não morrer. A forma de empreender mudou.

Ao mesmo tempo, as marcas nunca estiveram tão conectadas com seu público e a criatividade não tem limite. Barreiras linguísticas e geográficas estão ficando sem importância, e aquele que deseja empreender deve saber que seu público alvo pode estar do outro lado do mundo, da mesma forma que seu concorrente direto. Surgiram startups com sucesso em um dia e desastre noutro. Quantas empresas conseguiram, de fato, se manter no mercado com mais de 1 ano de existência? Como aprender com elas para não cometer os mesmos erros?
O escritor Jack London, considerado em um levantamento feito pelo site IDG NOW como um dos 10 nomes mais importantes da internet no Brasil, vem acompanhando de perto todos esses processos em sua coluna sobre empreendedorismo na revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios e agora, com essa coletânea de seus mais instigantes artigos, aulas e palestras, podemos traçar com detalhes o panorama atual da nossa sociedade: digital, imprevisível e mutante.
Adeus, Facebook – O Mundo Pós-Digital fala sobre o que está acontecendo no mundo digital, sobre o futuro das redes sociais e sua influência em nossas vidas, como o Brasil lida com essa nova realidade e como empresas e empreendedores podem usar isso em seu favor. O livro ainda nos remete a algumas perguntas essenciais e nos faz questionar: O que nos espera quando todo esse sistema entrar em crise? É possível imaginar o futuro?


JACK LONDON é economista, consultor, professor e empresário. Foi um dos pioneiros da Internet no Brasil ao criar o site Booknet.com.br, que depois foi vendido e renomeado para Submarino. Fundador e primeiro presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, tem no currículo mais de mil palestras e aulas em vários países sobre tendências da sociedade com os impactos da Tecnologia da Informação. Foi Presidente do Conselho Consultivo da Ideiasnet, a primeira empresa do setor de TI a se tornar pública no Brasil e é professor convidado do ITA, da FGV e da COPPEAD. Foi contratado em 2005 pelo Google para exercer no Brasil a função de Google Ambassador, espécie de Conselheiro Sênior, cargo que exerceu até 2007. É colunista da edição online da revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios, onde parte dos textos aqui compilados foram originalmente divulgados.


Insurgente - Veronica Roth

20 de maio de 2013

Lido em: Maio de 2013
Título: Insurgente - Divergente #2
Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Tradutor: Lucas Peterson
Gênero: Distopia
Ano: 2013
Páginas: 512
Nota: ★★★★★
Sinopse: Uma escolha pode te transformar - ou destruir. Mas toda escolha carrega consequências, e, enquanto uma sensação de inquietação assola as facções ao seu redor, Tris Prior precisa persistir em sua tentativa de salvar as pessoas que ama - e a si mesma - ao lidar com questões relacionadas à mágoa e ao perdão, à identidade e à lealdade, à política e ao amor.
Resenha: Insurgente é o segundo volume da trilogia distópica de Veronica Roth lançado pela Editora Rocco aqui no Brasil, que dá sequência a Divergente, contando a história de Tris Prior após sua iniciação na facção que escolheu, as consequências dessa escolha e o rumo que a guerra que foi travada está tomando, e isso tudo com uma Chicago bem futurística como pano de fundo, dividida em cinco facções que separam os cidadãos de acordo com suas virtudes.

Tris, Quatro e o restante dos sobreviventes do grupo estão a caminho de abrigo na sede da Amizade (facção que prega a compreensão, a paz e a felicidade, e que está de portas abertas para receber quem precisa de uma força) após o ataque da Erudição, mas ao descobrirem que estão submetidos a algumas condições em troca de refúgio, começam a bolar um plano a fim de saírem de lá e acabarem com a tirania de Jeanine, a líder da facção inimiga, que está atrás de uma informação super confidencial e importante que estava guardada na facção da Abnegação. Eles se unem aos sem facção, muitos deles divergentes, e decidem enfrentar o inimigo e quem mais estiver aliado a ele...

Depois da guerra que aconteceu no primeiro livro, em que Tris ficou completamente abalada por ter matado alguém, ela agora demonstra ser alguém fria e despreocupada com as consequências de seus atos.
Porém, mesmo com essa personalidade "nova", Tris não deixa que seu romance com Quatro escorra por água abaixo, por mais que eles se desentendam com mais frequência. E por todos estarem mais maduros, o romance resiste, mesmo que não seja o foco principal. Quatro (ou Tobias, seu verdadeiro nome), inclusive, nos surpreende com segredos que vêm a tona.
"Não posso falar que preciso dele. O fato é que não posso precisar dele. Na realidade, não podemos precisar um do outro, porque quem sabe quanto tempo vamos durar nesta guerra?"
- pág. 166
Uma coisa que achei válido comentar é que a facção da Amizade lembra o estilo de vida dos Hippies nos anos 60 e aquele movimento "Paz e Amor". Até um "soro especial" pra manter a pessoa "leve, alta e feliz" existe alí... E confesso ter dado umas risadas com isso e com as sensações que Tris experimentou com essa "felicidade" .

O ritmo da narrativa continua frenético, empolgante, viciante, e deixa claro uma evolução por parte da autora no que diz respeito a complexidade da trama e até na escrita. Todos os detalhes são importantes e fundamentais, e vários acontecimentos, principalmente por serem narrados em primeira pessoa, deixa o leitor agoniado, com os nervos a flor da pele.
"- Insurgente. Substantivo. Uma pessoa que age em oposição à autoridade estabelecida, mas que não é necessariamente considerada agressiva."
- pág. 445
Por ser um volume que se inicia de onde o primeiro parou, eu recomendo que a leitura seja feita em sequência, pois os fatos não ficam sendo repetidos para refrescar nossa memória. Por um lado, isso é ótimo, pois quanto menos enrolação, melhor, mas os esquecidos poderão ter um pouquinho de dificuldade de se situarem para pegar o ritmo da coisa.
A capa é finíssima e traz o símbolo da Amizade. A diagramação é simples e as folhas amareladas com letras grandes colaboram pra tornar a leitura mais rápida, mesmo que o livro tenha mais de 500 páginas. A revisão também é perfeita.

Muitas questões, como mágoa, perdão e coragem pra seguir em frente são abordadas de forma bem adequada, aproveitando a fragilidade das pessoas em meio a guerra, evidenciando seus sentimentos e nos deixando mais próximos aos personagens, o que os torna mais vivos e reais.
O final fica em aberto, pois pede a continuação com urgência! E por favor, necessito o quanto antes de Allegiant (Convergente)! Super recomendo e assim como Divergente, entrou pra lista das distopias favoritas!

Promoção - Insurgente

19 de maio de 2013


Ei, gentem! Em parceria com a Editora Rocco, o blog Livros e Chocolate vai sortear um exemplar do livro Insurgente pra vcs!
E pra participar, é super fácil. Basta seguir as regrinhas e preencher o formulário logo abaixo!
Corre, pois o livro é D-I-V-O!

Regras:
  • Residir no Brasil
  • Seguir o Blog publicamente pelo GFC
  • Curtir a página no Face da Editora Rocco
  • Comentar nessa postagem promocional deixando email de contato

Não se esqueça de ler atentamente os Termos e Condições ao fim do formulário e boa sorte!!! a Rafflecopter giveaway

A Maldição - Rachel Hawkins

16 de maio de 2013

Lido em: Junho de 2013
Título: A Maldição - Hex Hall #2
Autora: Rachel Hawkins
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia/Sobrenatural/Juvenil
Ano: 2013
Páginas: 320
Nota: ★★★★☆
Sinopse: Sophie Mercer pensava ser uma bruxa. Por isso foi mandada para Hex Hall, um reformatório para Prodígios - vampiros, fadas... - problemáticos. Mas isso foi antes de ela descobrir um terrível segredo de família... e que estava apaixonada por certo agente do L'Occhio di Dio, uma organização decidida a varrer da Terra os seres sobrenaturais. Agora, de férias com o pai, ela precisa decidir o que fazer com os próprios poderes, um noivo de última hora e uma conspiração que ameaça a paz entre mortais e mágicos.
Resenha: Atenção! Essa resenha pode ter spoilers do primeiro livro da trilogia, Hex Hall - Sortilégio.

Depois da grande confusão em que Sophie se meteu em que quase foi morta, descobriu que Archer, o garoto por quem ficou apaixonada, faz parte d'O Olho, e da chocante descoberta sobre sua avó Alice, o que resultou na morte de Elodie, a garota agora sai de férias com seu pai, Jenna, sua melhor amiga e vampira, e Cal, o zelador de Hex Hall e, pasmem, seu noivo! Sim, o noivado arranjado pelos pais aconteceu sem Sophie nem sonhar com isso, mas a sorte é que por mais que os dois fossem prometidos um ao outro, cabe a eles seguirem em frente com isso ou não. Todos vão para a Abadia Thorne, e lá ela conhece os irmãos Nick e Daisy, dois demônios que não se lembram de nada do que aconteceu em suas vidas antes deles terem sido transformados e que são protegidos pelo Conselho.
Sophie ainda não esqueceu Archer e por mais que tenha sido proibida de manter qualquer contato com o rapaz, ainda fica balançada quando ele aparece escondido para lhe visitar.

Nesse segundo volume, talvez por todas as descobertas e provações horripilantes que Sophie passou, ela está mais madura, tanto que insiste em passar por uma Remoção para que fique livre de seus poderes de uma vez por todas para que não arrisque causar mais problemas trágicos, ou mortes... Agora, na Abadia, Sophie, junto com seu pai que tenta lhe mostrar que há outros meios de conter essa magia sem ter que passar pela Remoção, passa a treinar e trabalhar seus poderes a fim de poder controlá-lo, pois agora sabe que uma guerra entre O Olho (a organização contra os seres sobrenaturais) e os Prodígios (os próprios seres sobrenaturais) está por vir e sem treinamento poderia estragar tudo, como sempre fez. E em meio a um treinamento duro, um noivado inesperado, um romance proibido, uma perseguição infernal e muitos segredos acerca de uma trama literalmente diabólica, Sophie irá fazer de tudo para escapar de toda essa confusão.

Por ter ficado super envolvida e completamente encantada com o primeiro livro, coloquei muitas expectativas na continuação, porém, por mais que a história seja muito boa e com uma narrativa super fluída, viciante e envolvente, achei que poderia ser melhor. Uma coisa que me incomodou foi que para Sophie aprender a controlar e usar seus poderes, ela precisaria de concentração, e outras coisas que pra mim não passou de uma cópia descarada do próprio feitiço do Patrono. Quem leu e sabe do que se trata vai identificar a mesma coisa ao ler esse livro...

Outro ponto que acho válido ser citado, é o que diz respeito ao título em inglês, "Demonglass", que aqui foi alterado para "A Maldição". O que Sophie realmente é e o que enfrenta por causa disso talvez seja um tipo de maldição, sim, mas o título em inglês cita o único elemento capaz de matá-la e é tão importante quanto. Por que Sophie só pode morrer se for atingida pelo "Vidro do Demônio"? Leia e descubra, por favor.

A capa também combina perfeitamente com a história e não poderia ser mais adequada.
Achei o romance da história aceitável mas bem clichê, pois Archer representa o cara bad boy, proibido, cheio de segredos e nada confiável, mas que continua fazendo o coração de Sophie palpitar, enquanto Cal, o noivo, é o cara certinho e aprovado pelo pai.

Todo o sarcasmo e humor tão presentes no primeiro livro se perderam um pouco nesse segundo, exceto nas cenas em que Sophie se depara com Elodie, que agora é uma fantasma que vaga por aí... Sophie continua cheia de ironia, mas achei que bem menos se comparada a primeira Sophie. Talvez seja por que amadureceu e a história tenha ficado mais séria e pesada por conta da guerra e da conspiração que existem, mas senti falta de mais humor.

A autora expõe questões como homossexualidade e preconceito com uma naturalidade e sutileza imensas, e isso me agrada muito, principalmente porque trazem uma história de amor e sacrifício de partir o coração, emocionante.
A diagramação é simples, as páginas são amareladas, as letras são grandes, o que torna a leitura fácil e rápida, e a tradução e revisão foram ótimas.

No mais, a história continuou bem empolgante e viciante, e estou ansiosa para ler a continuação "Spell Bound" que não faço ideia de quando será lançado aqui pra gente.

Novidades Maio - Novo Conceito

15 de maio de 2013


Entre o Amor e a Paixão - The Promise - Lesley Pearse
"Uma mulher dividida entre o compromisso e o calor de um relacionamento passado." No início da Primeira Guerra, Jimmy, o marido de Belle Reilly, é levado para as trincheiras mortais do norte da França e Belle percebe que não pode ficar de braços cruzados quando tantos estão sacrificando suas vidas. Armada de coragem e boa vontade, ela se torna voluntária como motorista da Cruz Vermelha, também na França.
Então, enquanto cumpre seu dever humanitário, um trágico acidente lhe coloca frente a frente com Etienne — o homem que fez parte de seu passado e a quem nunca esqueceu completamente.
Dividida entre a paixão proibida por Etienne e a lealdade e o amor por Jimmy, Belle encontra-se em uma situação impossível. A confusão de seus sentimentos, misturada à escuridão da mais brutal das guerras, a levará a sucumbir para sempre, ou a força da vida será maior e a conduzirá, finalmente, à verdadeira felicidade?

Só Tenho Olhos Para Você - Os Sullivans - Livro 04 - Bella Andre
Sophie Sullivan, uma bibliotecária de São Francisco, tinha cinco anos de idade quando se apaixonou por
Jake McCann. Vinte anos depois, estava convencida de que o bad boy ainda a via como a gêmea Sullivan boazinha. Isso quando ele se dava ao trabalho de olhar para ela. Ao se envolver na magia do primeiro casamento dos Sullivan, Sophie sente que já passou da hora de fazer o que quer que seja preciso para que Jake a veja como a mulher que realmente é.
No entanto, ela terá dificuldade em mostrar a Jake que pode ser uma mulher forte e decidida, capaz de amá-lo para sempre. E não só porque ela é a inacessível irmã de seus melhores amigos, mas porque ele tem medo de tê-la perto demais. Na verdade, ele desconfia que seu segredo mais vergonhoso poderá ser desvendado.

Um Gato de Rua Chamado Bob - James Bowen
Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).
Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.

O Livro da Loucura e das Curas - Regina O’Melveny

Gabriella Mondini é uma médica com
estranhos poderes de cura, poderes que vão além de seus conhecimentos científicos. No fim do século 16, uma mulher médica — e tão sensível quanto ela — é praticamente uma heresia. Assim, se quiser continuar praticando a medicina, deverá ter o aconselhamento de um homem.
Seu pai, também médico, seria o conselheiro ideal, mas ele a abandonou há dez anos: saiu em busca de curas inimagináveis por uma Europa cheia de crendices e magias. E, agora, por meio de suas poucas cartas, é possível perceber que sua sanidade mental está desaparecendo.
Disposta a reencontrar o pai e, quem sabe, salvá-lo a tempo de continuar praticando a medicina, ela atravessa os Alpes da Suíça e os campos da Alemanha, encontra-se com os maiores médicos da Europa e caminha por cidades e vilarejos estranhos até chegar ao Marrocos.
A jovem médica enfrentará caminhos que lhe ensinarão o que é viver no mundo dos clínicos e herboristas daquela época; um mundo onde as praças públicas exalam cheiro de corpos queimados, onde ervas exóticas destroem todos os desejos e onde doenças como a Inveja (“um verme invisível”) saem do corpo dos mortos para destruir os vivos...
Até o fim de sua aventura, ela tentará conquistar a sabedoria tão desejada, mas também terá que lidar com o conhecimento dos segredos de sua família, que são, afinal, os seus próprios segredos.

Na Companhia das Estrelas - Peter Heller
Em um mundo devastado pela doença, Hig conseguiu escapar à gripe que matou todo mundo que ele conhecia. Sua esposa e seus amigos estão mortos, e ele sobrevive no hangar de um pequeno aeroporto abandonado com seu cachorro, Jasper, e um único vizinho, que odeia a humanidade, ou o que restou dela.
Mas Hig não perde as esperanças. Enquanto sobrevoa a cidade em um avião dos anos 1950, ele sonha com a vida que poderia ter vivido não fosse pela fatalidade que dizimou todos que amava. Hig é um guerreiro sonhador. E tem uma imensa vontade de gente, apesar da desilusão que se abateu sobre ele. Por isso é capaz de arriscar todo seu futuro quando, um dia, o rádio de seu avião capta uma mensagem...
Voe com Hig e Jasper e se encante ao descobrir que um mundo melhor pode estar em cada um de nós.

O Momento Mágico - Jeffrey Zaslow
Em uma cidadezinha, a 100 quilômetros de Detroit, há uma loja antiga com mais de 78 anos que se tornou
um ícone em roupas para casamento e vestidos de noiva. Por ali já passaram mais de cem mil moças: noivas, mães e madrinhas. Seus vestidos vão além de roupas elegantes para mais uma cerimônia: eles representam, no imaginário das noivas e de seus pais, a garantia de uma noite de princesa, um símbolo do “felizes para sempre”.
Para estas moças, este lugar é, certamente, uma linha divisória: de um lado está a fé no amor e no romance e, do outro, a ingenuidade e o medo.
Da substância desses sentimentos contraditórios, Jeffrey Zaslow selecionou histórias que às vezes nos fazem rir, às vezes nos partem o coração, mas que oferecem um panorama do que é o casamento e do que as famílias ensinam às suas filhas sobre amor e compromisso.
Paperboy - Pete Dexter

Hillary Van Wetter foi preso pelo homicídio de um xerife sem escrúpulos e está, agora, aguardando no corredor da morte. Enquanto espera pela sentença final, Van Wetter recebe cartas da atraente Charlotte Bless, que está determinada a libertá-lo para que eles possam se casar. Bless tentará provar a inocência de Wetter conquistando o apoio de dois repórteres investigativos de um jornal de Miami: o ambicioso Yardley Acheman e o ingênuo e obsessivo Ward James.
As provas contra Wetter são inconsistentes e os escritores estão confiantes de que, se conseguirem expor Wetter como vítima de uma justiça caipira e racista, sua história será aclamada no mundo jornalístico. No entanto, histórias mal contadas e fatos falsificados levarão Jack James, o irmão mais novo de Ward, a fazer uma investigação por conta própria. Uma investigação que dará conta de um mundo que se sustenta sobre mentiras e segredos torpes.

Fashionistas: Hadley - Sarra Manning

13 de maio de 2013

Lido em: Maio de 2013
Título: Hadley - Fashionistas #2
Autora: Sarra Manning
Editora: Prumo
Gênero: Juvenil
Ano: 2011
Páginas: 288
Nota: ★★★☆☆
Sinopse: Hadley tinha tudo: dinheiro, beleza e fama. Mas, ao ser roubada pelo próprio pai, ela ficou quase sem nada. Dos 17 milhões de dólares que acumulou durante todos os anos de estrelato como atriz mirim, protagonista de filmes de grande bilheteria, não sobrou quase nada. Sua vida de estrela parece caminhar para um fim melancólico...


Resenha:  O segundo livro da série Fashionistas conta a história de Hadley, uma das quatro garotas que dividem um mini apartamento em busca de trabalhos como modelos da agência Fierce. As histórias se passam ao mesmo tempo, mas cada livro conta a história do ponto de vista de cada uma das meninas, o que os torna bem independentes um do outro. A resenha do primeiro livro, Laura, pode ser conferida aqui.

Hadley, desde antes de se entender por gente, já fazia sucesso em Hollywood a ponto de ter seu próprio programa quando criança esbanjando fofura e brilho pra todos os lados. Porém, a adolescência a "deformou", a mãe a convenceu a ficar dentro de casa e sua carreira afundou feito o Titanic. Como se isso não bastasse, os milhões que ela havia acumulado em seu período de fama foi roubado pelo seu próprio pai, que nunca se importou com ela. Agora, pra dar a volta por cima, ela vai sair da Califórnia rumo a Londres, vai processar o pai a fim de recuperar sua grana e também tentar alavancar sua carreira no mundo da moda, mesmo com a mãe interesseira em seu encalço, porém, com toda a sua pose, ela não aceita qualquer trabalho que aparece pela frente.

Com isso, a loira vai ter que aprender que se ela quiser voltar a ter algum prestígio, vai precisar de um pouco mais de humildade para enfim encontrar seu lugar nesse mundo, principalmente quando a pobre coitada cái em desgraça e tudo parece estar perdido...
Confesso que por ter gostado do primeiro volume, comecei a ler Hadley com muitas expectativas, mas diferente de Laura, a história de Hadley, por mais trágica que tenha sido, não conquistou minha simpatia.

A narrativa é feita em terceira pessoa, e sinceramente, eu iria preferir que fosse em primeira, pois como cada livro trata de uma garota, de sua própria história e o que é feito de sua vida após a chegada ao apartamento, talvez fosse mais convincente se a autora nos pusesse na pele e na cabeça dessa personagem para que a personalidade dela ficasse mais evidente e pudéssemos compreendê-la melhor.

A história, assim como a primeira, traz lições, e aqui são do tipo "quanto mais alto, maior o tombo", "a vida é dura" ou "quando se acha que está no fundo do poço, as coisas podem piorar", mas pra não ser totalmente negativo, "sempre há uma luz no fim do túnel" desde que "se você quer algo, corra atrás, pois nada cai do céu". Mas no geral, acho que a história poderia ser mais bem desenvolvida e menos cansativa, pra que a personagem tivesse mais destaque, fosse menos fraquinha e conquistasse a simpatia de quem lê, pois ela é bem superficial e muitas vezes antipática.

As outras garotas não tiveram tanto destaque nessa história e aparecem menos do que eu gostaria, e às vezes parecem ser descritas ou terem comportamentos um pouco diferentes do que demonstraram no primeiro livro, com exceção de Irina, que é uma bitch agora e sempre.
A narrativa da autora continua muito boa, mas a história em si, pelo menos a dessa garota em particular, não colaborou muito para que fosse tão fluída e envolvente quanto a primeira.

Com relação a diagramação, tirando alguns poucos erros na revisão, não tenho do que reclamar: segue o mesmo padrão do primeiro livro, com folhas brancas, letras num tamanho bom, o início dos capítulos são decorados e a capa é muito caprichada com aplicações em verniz no título, nos olhos e nos brilhos do batom e da pulseira de Hadley.
No mais, pretendo continuar lendo a série pra saber da história das que restam, Irina e Candy.

Tag Alfabeto Literário e Meme

12 de maio de 2013

Oie, pessoas!
Nas minhas visitas atrasadas aos blogs, percebi que fui indicada para responder dois memes muito bacanas.
Não sei quem criou, então, se foi alguém que estiver lendo isso, me avise para que eu dê os devidos créditos, please. ;)

O primeiro é a Tag Alfabeto Literário:
As regras da tag são simples: o blog deve escolher 5 letras do alfabeto e mandar para cada blog que você escolher. O blog escolhido deve indicar 5 livros que começam com as letras indicadas (os artigos não contam). Viu? Super simples!

Quem me indicou foi a fofa da Gabi Castro, do blog Abrindo os Livros. Ela me deu as letras B-E-L-G-A.
Então, bora dar uma espiada nos 5 livros que escolhi com essas letrinhas?


  • A Borboleta Tatuada
  • Em Busca de WondLa
  • Lilac
  • O Garoto da Casa ao Lado
  • Anjos e Demônios

Blogs indicados:

Descobrindo Livros: E-F-C-B-J
Arquivo Passional: L-A-M-V-I
In the Sky: D-O-P-C-E
Leitora Viciada: F-M-L-O-E
Seguindo o Coelho Branco: C-E-A-T-S


O segundo é o Meme "Para saber mais sobre o blog", e quem me indicou foi a Laisy e a Natália, do blog Perdidas na Biblioteca

Regras:
- Os blogs tagueados devem responder às 11 perguntas;
-  Eles devem indicar 10 blogs que também devem ser tagueados;

1- Como escolheu o nome do blog?
Queria algo que de cara já demonstrasse minhas paixões e maiores vícios.

2- Quanto tempo dedica ao blog?
O suficiente pra não ficar desatualizado, mas menos do que gostaria. Queria poder me dedicar bem mais como fazia antigamente, mas agora tá um pouco difícil devido a correria da vida... Queria que o dia tivesse 60hrs pra dar conta de tudo rsrsrs

3- Já teve algum problema com comentários anônimos no blog? Qual?
Não ecxiste comentários anônimos aqui, meu jovem! Quer falar, faça que nem eu, mostre a cara e seja feliz.

4- Pretende mudar algo aqui no blog em 2013?
No momento, o que posso adiantar é que esse mês, no mais tardar mês que vem, terá um novo resenhista pra me dar uma força. Com relação as colunas, não me programo, faço quando a ideia me vem a cabeça. Mas na questão visual, não penso em mudar nada.

5- Já ficou sem inspiração para postar? Como superou isso?
Já tive dificuldades em elaborar uma resenha por falta de ânimo, por estar cansada ou de cabeça cheia. Mas falta de inspiração, não.

6- O que gosta de fazer quando está no computador?
Jogar The Sims, entrar no Facebook, mexer com layouts e espiar o blog.

7- Quantos livros você lê por mês?
Em média 8. Bem que eu queria voltar no tempo, quando eu tinha mais tempo pra ler e lia meus 20 livros mensais...

8- Quantos blogs você visita por dia?
É difícil pra mim visitar blogs, tenho que fazer isso aos poucos por falta de tempo. Então depende do meu tempo disponível. Quando entro pra poder visitar e retribuir comentários, geralmente visito uns 30 no mesmo dia, mas isso é uma vez no mês e olhe lá... #vergonha.

9- Qual blog visita todos os dias?
Nenhum.

10- Quanto tempo você está na blogosfera?
Com o  1 ano e 5 meses, mas com outros blogs, desde os meus 16, 17 anos... Então, pelas minhas contas, estou há uns 13 anos blogando...

11- Você se inspira em outro blog? Qual?
Não tenho um blog que uso como inspiração, mas admiro blogs organizados, com textos bem escritos e descontraídos, que tenham uma navegação fácil e que sejam limpos visualmente. É o que procuro fazer com o .

Blogs Indicados:
Descobrindo Livros
Arquivo Passional
In the Sky
Segredos Entre Amigas
Todas as Coisas do Meu Mundo
Este Já Li
Corações de Neve
Seguindo o Coelho Branco
Doce Insensatez

Bjomeligabeibe :*

Novidades Grupo Editorial Record - Maio

10 de maio de 2013



1812 - Adam Zamoyski
Para descrever a invasão da Rússia por Napoleão em 1812, Adam Zamoyski utilizou as pesquisas russas mais recentes, bem como uma extensa coleção de registros originais de diversas nacionalidades, a fim de pintar uma imagem vívida das experiências dos soldados e civis que se encontravam nos dois lados do conflito. Um relato emocionante e detalhado, que dá conta de um dos mais importantes conflitos da história.





A filha do papa - Caroline Murphy
Ao evocar os tempos turbulentos e criativos do Renascimento italiano, Caroline P. Murphy retrata uma heroína ainda desconhecida e fascinante: Felícia della Rovere viu Michelangelo pintar o teto da Capela Sistina, assistiu a seu pai, o papa Júlio II, fundar a nova Igreja de São Pedro e foi imortalizada por Rafael nos afrescos dos apartamentos do Palácio do Vaticano. Espantosamente destemida e franca para uma mulher de sua época, não tinha medo de desafiar um pai que inspirava temor nos fiéis,escandalizou a corte vaticana ao rejeitar nada menos do que cinco maridos e,quando se tornou regente, rechaçou todas as tentativas de interferência em seu governo, empenhando-se em uma disputa acirrada com seu enteado, que culminou em assassinato.

As horas de Odd - Dean Koontz
O cozinheiro mais carismático e estranho de todos os tempos está de volta para mais uma aventura. Desta vez, sua magnética intuição o leva a Magic Beach, onde ele começa a ter terríveis pesadelos com o mar tingido de vermelho e uma mulher com um pingente de sino pendurado no pescoço. Odd não tem ideia do que isso pode significar, mas, levando seu histórico de confusões e seu dom sobrenatural, sabe que não é nada bom. Contudo, o chapeiro de lanchonete de Pico Mundo não está sozinho. Para impedir um terrível acontecimento, ele conta com a companhia de seu fiel cão fantasma Boo e do espírito do grande Frank Sinatra.

Carta ao filho - de Betty Milan
Carta ao filho é um texto arrebatador que faz uma reflexão sobre a mãe e a mulher, inteiramente calcada no vivido da autora. Do nascimento à maturidade, passando pela formação com Lacan em Paris e a volta para um Brasil novo de Joãozinho Trinta e Gilberto Freyre, que ela desvenda na obra.Livre do tabu de que a boa mãe é infalível, Betty Milan comunica essa libertação ao leitor.

Cinco séculos de poesia - Org. Alexei Bueno
Nesta apurada edição bilíngue, obras-primas da poesia desde o século XVI ao XX são reunidas para criar um panorama fascinante, no qual obras de autores como William Shakespeare, Giacomo Leopardi, Stéphane Mallarmé e Boris Vian são traduzidas e analisadas pelo premiado poeta e tradutor Alexei Bueno.

Expresso Lunático - Carl Hoffman
Ao mesmo tempo livro de viagem, repleto de aventuras, einvestigação jornalística de primeira linha, Expresso lunático é fiel resultadodo propósito – irresponsável, diria a mãe padrão – do autor:percorrer as Américas central e do Sul, a África e a Ásia valendo-seexclusivamente dos meios de transporte mais perigosos – aqueles aviões,barcos, trens e ônibus que caem, afundam e tombam anônima e semanalmente– dos países com os mais caóticos sistemas públicos de transporte.

Marilyn - Norman Mailer
Edição comemorativa de um clássico de Norman Mailer, um dos mais brilhantes escritores norte-americanos, vencedor do Prêmio Pulitzerpor duas vezes e cultuado autor de livros essenciais, como A luta. Marilyn,publicado agora com nova tradução, é a memorável biografia de um dos maiores ícones da Era de Ouro do cinema. Em um relato ao mesmo tempo realista e poético, Mailer mostra uma Marilyn Monroe diferente: manipuladora, inteligente e extremamente determinada. Muito distante da imagem de loura ingênua, mimada e sortuda, que atuava por intuição, o autor nos apresenta à verdadeira estrela,que desempenhou seu trabalho de maneira brilhante e sucumbiu à depressão no auge da carreira.


Ordem no caos - Jack Whyte
Pouco antes do ambicioso ataque do rei Filipe IV de França a todos os Comandos da Ordem do Templo, Sir William Sinclair viaja até o Comando de La Rochellecom o para advertir os presentes. Assim, garante a sobrevivência de uns poucos cavaleiros templários e da baronesa Jessica Randolph, que parece conhecer afundo a traição do rei. Então, realizam uma fuga para a Escócia em busca do auxílio do rei Robert Bruce, que trava uma luta pela soberania de seu povo contra a Inglaterra. Com a nova configuração do mundo a sua volta, Will lidera seus homens para um futuro incerto, no qual disfarces precisam ser adotados,votos devem ser quebrados e um segredo — uma terra mítica — pode vir à tona.

Tangolomango - Raimundo Carrero
Tia Guilhermina conhece, em sua trajetória de vida e de sonhos, todos os caminhos que formam e estruturam um povo. É possível que o leitor comum não se dê conta desta reflexão, cabendo a ele, sobretudo, seguir a festa e a solidão desta personagem extraordinária em cuja trajetória percebe-se asperezas e agitações que constroem a condição e a contradição humana.

Truque ou Tratamento - Simon Singh e Edzard Ernst
Edzard Ernst é médico e pesquisador experiente no campo da medicina alternativa. Já Simon Singh trabalha há quase duas décadas na área do jornalismo científico. Nesta obra, analisam, atestando ou não, a eficácia demais de trinta dos principais tipos de tratamentos alternativos, como acupuntura, homeopatia, reflexologia e fitoterapia.

Vidas partidas - William C. Gordon
Na cidade de São Francisco, em 1963, a natureza de um crime choca as autoridades locais: um corpo é encontrado na sede da Prefeitura,maculando com um rastro de sangue os degraus da escadaria de mármore do edifício histórico. Quando o jornalista Samuel Hamilton chega ao local e o detetive Bruno Bernardi é chamado para conduzir as investigações, eles não imaginam que estão prestes a se envolver em uma rede internacional de intrigas.O crime revela-se apenas mais uma peça no complexo quebra-cabeça da conturbada geopolítica do Oriente Médio após a Segunda Guerra Mundial, e os dois iniciarão uma caçada implacável em busca do cruel assassino.

50 fatos que mudaram a história do Rock - Paolo Hewitt
O lançamento de Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, o Festival de Woodstock, o Live Aid, o assassinato de John Lennon. Momentos que mudaram a música para sempre. Cobrindo 50 anos, desde quando Elvis Presley levou o rock'n'roll às massas no programa de tevê de Frank Sinatra até a morte chocante de Michael Jackson, o influente jornalista – e fã apaixonado de música – Paolo Hewitt seleciona neste livro os 50 momentos decisivos da história do rock. Episódios por trás de canções e discos icônicos, mortes prematuras, shows memoráveis, incidentes ao vivo e os momentos mais ultrajantes do rock são narrados nesta abrangente síntese do maior gênero musical do século XX. O texto dinâmico e fluente de Paolo Hewitt aborda cada acontecimento do ponto de vista privilegiado de quem esteve lá, explicando o pano de fundo e as consequências imediatas de cada momento, bem como seu significado a longo prazo e o legado que deixou.

A Irmandade da Uva - John Fante
Em A irmandade da uva, John Fante faz um recorte de um mês na vida do escritor Henry Molise, que recebe a notícia de que depois de 51 anos de casados, seus pais vão se divorciar. A Henry cabe a missão de contornar acrise e dialogar com seu pai, Nick Molise, de 75 anos, alcoólatra, jogador compulsivo,péssimo marido e um sujeito de mal com a vida. Henry acaba se vendo diante do desafio de atender à convocação de Nick para realizar seu último desejo: provar que ainda é o pedreiro da região e a apoiá-lo, juntamente com uma turma de veteranos unida pelo hábito de jogar cartas e beber um vinho famoso na cidade,o Ângelo Musso. A experiência do retorno e da viagem com o pai aproxima o narrador dos fantasmas do passado e, nessa convivência intensa, os dois finalmente começam a se entender.

O fator sorte - Max Gunther
Tão certo quanto o fato de que não podemos domar a sorte éo fato de que ela pode ser determinante em nossas vidas. Mas se não é possível manipulá-la, pelo menos podemos interpretá-la e nos prepararmos, caso ela mude.É isto que Max Gunther ensina em O fator sorte, uma compilação de casos envolvendo pessoas sortudas e azaradas, submetidos a uma infinidade de teses que tentam explicar este intrigante fenômeno. Escrito originalmente em 1977, O fator sorte, um clássico atemporal, finalmente chega ao Brasil

O que é que a baiana tem? Dorival Caymmi na Era do Rádio - Stella Caymmi
Neste belíssimo livro, Stella Caymmi celebra os 90 anos do rádio no Brasil ao contar a trajetória de seu avô na música popular brasileira.Logo depois de chegar ao Rio de Janeiro, em 1938, Dorival Caymmi já brilhava como autor do samba “O que é que a baiana tem?”, lançado pela estrelíssima Carmen Miranda no cinema, no rádio e no disco, além de ser reconhecido também por seu talento como cantor em suas atuações na Rádio Nacional. A importância de Caymmi na carreira de Carmen, seu convívio com os colegas da música e sua participação na luta pelos direitos dos compositores, enfim, tudo isso está registrado e é analisado por Stellinha.

Drácula - Bram Stoker
Este clássico escrito em 1897 já é muito conhecido do grande público, mas esta versão tem o grande diferencial deter sido traduzida por Lúcio Cardoso, o que dá ao texto um valor histórico singular. A tradução está há anos fora do mercado, sendo rara até mesmo em sebos. No romance,Jonathan Harker é um jovem advogado enviado ao castelo do conde Drácula, na Transilvânia. Durante a viagem, Jonathan percebe que foi envolvido em uma trama sinistra, cheia de mistério, em que nada é por acaso, e da qual só sairá vivo se for capaz de exterminar o poderoso conde e sua amaldiçoada sede de sangue.

As Mais 3 - Andando nas nuvens - Patrícia Barboza
Você já ficou tão feliz a ponto de se sentir andando nas nuvens?
Nesta história, a Aninha, a A das MAIS, narra o segundo trimestre do primeiro ano do ensino médio. Muitas emoções vão fazer a intelectual do quarteto andar nas nuvens: um novo amor, a estreia como repórter no jornal da escola e um presente inesperado de aniversário.
Mas uma coisa está deixando a loirinha preocupada: ela,que sempre gostou de ser mais razão que emoção, percebeu que não pode estar no controle o tempo todo. Andar nas nuvens também é permitido! Perder-se nos próprios pensamentos, rir sozinha ao recordar algum acontecimento, ficar distraída em meio a sonhos e desejos e se lembrar do belo sorriso de um garoto especial... Tudo isso pode fazer muito bem!
A Aninha terá, claro, a Mari, a Ingrid e a Susana como companheiras inseparáveis nesta grande viagem que é a adolescência!
“Quer descer das nuvens e vir para a terra?!”Quem ainda não ouviu essa reclamação pode ter certeza de que um dia vai ouvir.Antes do que imagina!
Escolha a sua nuvem favorita e embarque na mais novaaventura das MAIS!

The Walking Dead a filosofia - Christopher Robichaud
Zumbis ainda têm direitos? Após o fim da civilização, oque é mais importante: fazer o que é certo ou sobreviver a qualquer custo? No apocalipse zumbi, deveríamos todos desistir e cometer suicídio — ou essa é uma saída fácil demais? Tocando em temas fortes, como morte e sexo, The Walking Dead e a filosofia analisa um dos maiores sucessos da TV e dos quadrinhos dos últimos tempos.





Filhos do Éden - Anjos da morte - Eduardo Spohr
Desde eras longínquas, os malakins, anjos estudiosos e sábios, observam em silêncio o progresso do homem. Mas eis que chega o século XX, e com ele as armas modernas, a poluição das indústrias, afastando os mortais da natureza divina, alargando as fronteiras entre o nosso mundo e assete camadas do céu.
Isolados no paraíso, incapazes agora de enxergar o planeta, esses anjos solicitaram a ajuda dos “exilados”, celestiais pacíficos, que havia anos atuavam na terra. Sua tarefa, a partir de então,seria participar das guerras humanas, de todas as guerras, para anotar as façanhas militares, os movimentos de tropas, e depois relatá-los a seus superiores alados.
Sob o disfarce de soldados comuns, esse grupo esteve presente desde as praias da Normandia aos campos de extermínio nazistas, das selvas da Indochina ao declínio da União Soviética. Embora muitos não desejassem matar, foi isso o que lhes foi ordenado, e o que infelizmente acabaram fazendo.
Repleto de batalhas épicas, magia negra e personagens fantásticos, Filhos do Éden: Anjos da Morte é também um inquietante relato sobre o nosso tempo, uma crítica à corrupção dos governos, aos massacres e extremismos, um alerta para o que nos tornamos e para o que ainda podemos nos tornar.

A caixa da maldade - Martin Langfield
Sete dias separam o Ocidente da destruição completa. Um artefato baseado nos experimentos de Isaac Newton está programado para explodir... em Nova York. O objetivo da operação: purgar a civilização judaico-cristã dos pecados e preparar o mundo para uma nova ordem. Agora, apenas Robert Reckliss pode desarmar essa caixa da maldade. Ele deve encontrar as sete chaves escondidas no coração da Big Apple. Cada uma é um dígito a mais na combinação capaz de parar esta loucura. Em uma desesperada corrida contra o tempo e sob o olhar constante de um sinistro vigilante, ele conta apenas com a ajuda da misteriosa médium Terri. Será o suficiente?

As Colinas do Tigre - Sarita Mandanna
Devi, bela e de personalidade forte, desde a infância cultiva uma bela amizade com Devanna, um menino dotado de grande inteligência cuja mãe faleceu de maneira trágica. Quando Devi conhece Machaiah, o matador de tigres, e decide que se casará com ele, o destino dos três é entrelaçado, com consequências capazes de afetar as gerações futuras. As Colinas do Tigre é uma história de sofrimento, mas, acima de tudo, de amor e devoção.





Nada - Janne Teller
Pierre Anthon está no sétimo ano e tem a certeza de que nada na vida tem importância. Por isso, ele decide abandonar a sala de aula e passar os dias nos galhos de uma ameixeira, tentando convencer seus companheiros de classe a pensar do mesmo modo. Agora, diante da recusa do menino de descer da árvore, seus colegas farão uma pilha de objetos que significam muito para cada um deles, e com isso esperam persuadi-lo de que está errado. A pilha começa com uma coleção de livros, uma vara de pescar, um hamster de estimação... Contudo, com o passar do tempo, os participantes se desafiam a abrir mão de coisas ainda mais especiais. A pilha de significados logo se transforma em algo macabro e doentio, que coloca em xeque a fé e a inocência da juventude.

Não conta lá em casa - André Fran
Escrito por André Fran, um dos quatro apresentadores do programa exibido pela Multishow, Não conta lá em casa relata viagens para os mais excepcionais destinos do mundo. Destinos como Tuvalu, uma ilha-país que está, literalmente, prestes a sumir do mapa - devido aos efeitos do aquecimento global - e países que estão em situação de conflito, como Somália e Etiópia.Uma obra repleta de fotos fascinantes, histórias que divertem e emocionam.

Nocaute - Catherine Coulter
Quando Autumn Backman, de 7 anos, pede ajuda ao famoso agente Dillon Savich, ela sabe que sua vida está correndo um grande perigo. É meia-noite, e tudo o que pode fazer é tentar entrar em contato com o oficial do FBI, mas não precisa de telefone para isso.  A menina possui poderes telepáticos e está fugindo de um bandido perigoso: seu tio, Abençoado Backman,que pode hipnotizar qualquer pessoa com apenas um olhar. Mas, antes de ajudar apequena Autumn, Savich precisará se livrar de outra ameaça – uma adolescente com sede de vingança que não vai medir esforços para conseguir oque quer, mesmo que para isso seja necessário um derramamento de sangue.

O ancião que pulou a janela e desapareceu - Jonas Jonasson
Está tudo pronto para a festa de seu centenário: o prefeito está lá, a imprensa está lá, toda a equipe do asilo, todos querem comemorar. O único problema é que Allan Karlsson não está nem aí para festa.Pular a janela e sair por uma road trip pela Suécia parece muito mais divertido. Ao acompanhar as desventuras deste senhor muito particular, em fuga de mocinhos e bandidos, vamos conhecendo melhor a história desse homem que presenciou algumas das mais inusitadas experiências e conheceu muitos dos personagens emblemáticos do século XX.

Um operário em férias - Cristovão Tezza
Organizada por Christian Schwartz e ilustrado por Benett,Um operário em férias abriga cem crônicas de um dos mais importantes autores contemporâneos– Cristovão Tezza. A obra conta com textos sobre literatura, futebol,viagens e temas cotidianos.

Labirinto da palavra - Cláudia Lage
Labirinto da palavra é uma coletânea de crônicas da conceituada autora Claudia Lage que aborda a escrita, o processo criativo,influências e voz narrativa, estantes e livros. Neste, a vida e obra se fundem,o meio, o início e o fim do escrever, as palavras ditas e não ditas. Leitura obrigatória não só para escritores, mas para todos aqueles apaixonados por literatura.

Novidades Galera Record - Maio



O Futuro de Nós Dois - Jay Asher & Carolyn Mackler
Imagine estar de volta a 1996, quando menos da metade dos alunos das escolas nos Estados Unidos tinha acesso a internet e as mídias sociais não existiam? A história criada por Jay Asher, autor de 13 reasons why, e Carolyn Meckler começa por aí... Quando Emma ganha seu primeiro computador, o melhor amigo, Josh, lhe dá um CD-ROM de instalação da AOL. Ao instalar o programa, ela dá de cara com algo chamado facebook e na página o perfil de uma moça que se parece muito com ela, só que dali a QUINZE ANOS! Todos se perguntam como será o futuro. Josh e Emma estão prestes a descobrir... Confira o primeiro capítulo!





Abandono - Meg Cabot
Meg Cabot recria o mito de Perséfone, senhora do submundo, nessa nova trilogia! Desde que Pierce se
afogou na piscina de sua casa e passou por uma experiência de quase morte, sua vida mudou. Dois anos depois, expulsa de sua antiga escola e sem amigos, ela só quer começar tudo de novo – e a mãe parece acreditar que levá-la para Isla Huesos, lugar onde nasceu, seria a solução para todos os problemas da filha. Afinal, uma menina de 17 anos precisa de alguma normalidade, não? O que ninguém sabe é que Pierce conheceu alguém no mundo dos mortos, e o rapaz não está disposto a deixá-la em paz...





Como Dizer Adeus em Robô - Natalie Standiford
Há uma singular ligação entre Bea e Jonah. Eles ajudam um ao outro. E magoam um ao outro. Se rejeitam e se aproximam. Não é romance, exatamente — mas é definitivamente amor. E significa mais para eles do que qualquer um possa compreender. Uma amizade que vem de conversas comprometidas com a verdade, segredos partilhados, jogadas ousadas e telefonemas furtivos para o mesmo programa noturno de rádio, fértil em teorias de conspiração. Um livro para todos que algum dia entraram no maravilhoso, traiçoeiro, ardente e significativo mundo de uma amizade verdadeira.






It Girl: Garotas, Surpresas e Segredos - vol 8 - Cecily von Ziegesar
Brett é a encarregada de organizar o baile de fim de ano da Waverly Academy e o amigo oculto dos alunos.
Só que alguns estudantes decidem que a tradicional troca de presentes está ultrapassada e preferem brincar de Inimigo Oculto. É muito mais divertido e fará com que todos revelem seu lado mais... ousado! 









Exclusivo: Confissões - Kate Brian
Após a morte de Thomas Pearson, namorado de Reed Brennan, e a prisão de Josh Hollis pelo crime, todas só querem esquecer o crime e pensar na próxima balada. Ou na próxima edição da Vogue. Todas... menos Reed Brennan. Afinal, ela acaba de descobrir que está perdidamente apaixonada por Josh. E disposta a tudo para provar sua inocência. Será que ela vai conseguir? E o mais importante: será que ela vai sobreviver às investigações?