Caixa de Correio #108 - Fevereiro

28 de fevereiro de 2021

Fevereiro foi um mês que passou tão rápido que nem vi. Depois de anos vivendo pra cuidar dos outros e esquecendo de mim, resolvi que se eu não me olhar no espelho e gostar do que vejo, estou lascada. Sendo assim, resgatei do fundo do baú aquele projeto que inventei fazer pouco depois da Vitória ter nascido, o Desengorda e Desembaranga, que já devo ter comentado em alguma ocasião, mas que abandonei lá em 2014 e nunca mais dei ideia.

No final desse mês de Fevereiro, apesar de eu ter comprado dois pops e pagado o restante de uma encomenda de outros dois que fiz em Dezembro, os benditos ainda não chegaram aqui em casa, então, não teve popinhos fofos na caixinha. Acabou que o dimdim que eu gastaria (sem poder) aumentando minha coleção, eu decidi investir nuns produtos cabelísticos pra começar a fazer um cronograma capilar e cuidar dessa piruca esganiçada que ainda chamo de cabelo. Tem umas duas semanas que comecei a cuidar do abençoado e já percebi uma melhora considerável. Embora eu ainda não tenha tido coragem o suficiente pra começar a desengordar (fiz dois dias de exercícios em casa e não aguentei mais, quase morri), pelo menos comecei a dar um trato no meu cabelo que além de parecer ter 10 míseros fios, ainda parecia uma espiga assustada, e isso já ajudou a dar um pequeno up na minha autoestima que tava lá no fundo do próprio poço.

Continuo estudando meu tarô, tanto que comprei mais três decks importados e maravilindos pra me ajudar com meus estudos (eu adoro e acho super útil fazer comparações das ilustrações e elementos de uma mesma carta), continuo lendo sobre esoterismo, mitologia, magia e bruxaria natural, e confesso que isso anda me fazendo um bem danado. A paz interior que estou alcançando e a conexão com a natureza que eu tinha perdido há anos e agora tô recuperando, é algo que não tem preço.

Enfim, espiem a caixinha desse mês:

Eu Fico em Silêncio - David Ouimet

24 de fevereiro de 2021

Título: Eu Fico em Silêncio
Autor: David Ouimet
Editora: Companhia das Letrinhas
Gênero: Quadrinhos
Ano: 2021
Páginas: 56
Compre: Amazon
Nota:★★★★☆
Sinopse: Um livro ilustrado emocionante para leitores de todas as idades que faz uma linda homenagem aos livros e à esperança que as histórias nos trazem. Uma garota tímida e introvertida se sente deslocada no mundo tão barulhento em que vivemos. Mas o poder da imaginação e o conforto dos livros podem trazer a esperança de que sua voz finalmente seja ouvida…
Nesta história emocionante para pequenos e grandes leitores, somos convidados a refletir sobre nosso lugar no mundo e o poder transformador que uma boa história pode ter na vida de alguém.

Resenha:
 Eu Fico em Silêncio, do autor David Ouimet, traz a história de uma garotinha bastante introvertida que se esforça diariamente para ser ouvida em meio a uma multidão de alienados que aparentam ser o que não são. Ela, então, encontra refúgio nos livros, e percebe que existe, sim, um lugar onde ela jamais vai se sentir sozinha, e vai poder fazer valer sua voz, até descobrir que isso pode ser feito dentro ou fora das páginas...

As ilustrações remetem a algo industrial, sombrio e melancólico, onde todos os personagens parecem estar vivendo numa distopia, com um padrão de comportamento robotizado e automático, como se só existisse uma maneira de ser e agir.



O estilo da obra lembra livrinhos infantis, mesmo que eu não tenha achado nada infantil, com pequenas frases soltas pelas páginas cobertas por grandes ilustrações, que são escuras e meio assustadoras, e representam bem a mesmice, algo que lembra uma fábrica de educação onde todos usam máscaras iguais. Ilustrações e frases soam poéticas, evocativas e fazem uma boa combinação, além de transmitir o sentimento ao qual todos alí estão condicionados. A ideia de alguém que vive em silêncio sem poder se expressar é bastante relevante e atual, mas talvez pelo toque escuro dessas ilustrações, não nego que existe um quê de opressão.

Eu Fico em Silêncio é um livro ilustrado com apenas 56 páginas, mas que consegue transmitir uma mensagem bastante profunda sobre ter coragem e esperança, sobre se encontrar, sobre ser a mudança, e sobre se descobrir. Ser introvertido e permanecer em silêncio diante de várias questões é direito de todos, mas, querer ser ouvido quando se tem algo a dizer, também.

Resumo do Mês - Janeiro da descoberta

1 de fevereiro de 2021


Janeiro passou rápido demais. Não sei se foi impressão minha, não sei se é pelo fato de eu estar com a vida bem corrida e focada nos meus estudos de tarô (que estou adorando inclusive), nos livros sobre o sagrado feminino e o quanto isso tá me ajudando num tipo de jornada de amor próprio (o que tá sendo ótimo pra mim), e senti que janeiro passou em 5 minutos. Ainda assim, consegui colocar todas as resenhas dos livros que eu tinha que resenhar em dia e nem acredito que dei conta, apesar dos perrengues e de 2020 ter quase sugado minha alma. Não foi muita coisa, eu sei, mas foi o que pude fazer.
Ainda pretendo colocar o blog de volta a programação normal e cheguei até a pensar em reativar o canal do blog no youtube, mas já desisti dessa ideia logo, porque ainda não tô com a estima muito alta pra aparecer em vídeo com minha cara de morta e acabada. Mas quem sabe um dia... Até lá, vamo seguir com o bloguito.