Caixa de Correio #123 - Maio

31 de maio de 2022

Maio teve muitos jogos legais chegando por aqui, mas, por conta do frio, ninguém animou jogar por muito tempo. Teve poucos livros mas todos parecem mui interessantes, inclusive já coloquei a série Killing Eve na lista pra poder assistir depois que ler os livros.
Pop não teve, deck de tarô também não, mas a caixa tá boa demais pra mim. Esse mês consegui trocar de telefone depois da companhia de 4 anos que o J6 me fez, então quem sabe vou animar tirar umas fotinhas melhores daqui pra frente...
Espiem:

Wishlist #8 - Board Game - Root

21 de maio de 2022


Root é um jogo de tabuleiro que foi lançado em 2018 originalmente pela Leder Games, e se tornou um grande sucesso. O jogo se passa na "Floresta da Madeira", onde algumas facções rivais vão traçar suas estratégias e batalhar pelo domínio dos territórios. Por trás de ilustrações super legais, personagens bonitinhos e meeples de madeira fofos e que enchem os olhos, Root esconde um jogo de guerra tão acirrado quanto assimétrico, visto que as facções possuem as próprias regras que fazem com que cada jogador faça suas jogadas com ações, objetivos e movimentos diferentes do outro. Isso torna o jogo um tanto complexo e, de certa forma, bastante demorado para se aprender, considerando todos os manuais de regras cheio de detalhes sobre o que cada facção deve ou não fazer.

Claro que fiquei super curiosa pelo formato, porque todos os jogos que tenho na coleção não passam nem perto de algo assim, e já dei um jeito de incluir na minha wishlist (que só não é maior do que a wishlist de Funko Pop), mas, confesso que fiquei meio ressabiada, porque talvez não seja um jogo adequado pras crianças aqui de casa justamente por causa dessa complexidade, e meu medo era de investir alto (porque é um jogo caro pra caramba, ainda mais se considerar as expansões) em algo que vai ficar guardado até que tenham idade pra entender bem e se interessarem de fato. Dei uma pesquisada básica e vi que muita gente, incluindo adultos, tem dificuldade em aprender a jogar porque não é só sentar, jogar os dados e abrir cartas, não é um jogo simples que se aprende com cinco minutos, e para se ter uma experiência legal, o interessante é que todos os jogadores saibam o que cada facção está fazendo pra ninguém ficar alheio às jogadas dos outros. Porém, a questão do tempo demasiadamente longo pra se aprender é o que pode prejudicar o interesse e desanimar todo mundo que não seja um entusiasta de jogos de tabuleiro a querer jogar. Difícil alguém, ainda mais crianças, dedicar horas da vida só pra ler e gravar, e ainda lembrar de todos os detalhes minuciosos durante o jogo, das informações de um manual enorme de mais de trinta páginas (que deveria estar cadastrado no Skoob, já que parece um livro). E como cada expansão adiciona mais facções com jogabilidade diferente das demais pra manter a assimetria, é mais coisa pra se aprender.

Como não sou nada ansiosa (mentira), já sai correndo pra comprar o jogo base junto com a expansão dos Ribeirinhos e Submundo (as outras vão ficar pra depois por motivo de falência), mas, enquanto espero chegar, já dei um jeito de baixar o manual pela internet pra dar uma lida, estou vendo alguns videos que explicam como o jogo funciona, e assim já posso ter uma ideia de como preparar o terreno pra introduzir o jogo na mesa dessa casa. Oremos pra ninguém me deixar no vácuo.

Editora/Fabricante: MeepleBR
Criador: Cole Wehrle
Idade recomendada: 14+
Jogadores: 2-4
Descrição: Lançado em 2019 pela Leder Games e aos poucos já se tornando um sucesso mundial, Root esconde por trás de ilustrações fofinhas e personagens bonitinhos, um jogo de guerra de encher os olhos. Cheio de surpresas e possibilidades estratégicas.
Em Root, cada jogador pode comandar uma das quatro facções que lutam pelo domínio da Floresta da Madeira, cada uma delas com objetivos diferentes e estratégias únicas. Portanto, traçar seu jogo necessita de adaptação e inteligência. Os gatos, Marqueses, por exemplo, estão interessados nas riquezas da floresta, enquanto a Aliança lutará através da influência de suas ideias e sonhos nos outros habitantes. Ainda temos as Rapinas que tentam reestabelecer seu reinado. E não podemos esquecer, é claro, do Malandro, um “espírito livre” que não se importa de seguir seu caminho, desde que esteja ao lado de quem ganhar no final das contas.
No jogo, cada facção cria sua própria narrativa, já que é preciso guiá-la enquanto aproveita suas qualidades e leva em conta suas possibilidades. Para cada facção, um jogo inteiramente diferente e com formas únicas de vencer.
A floresta nunca teve uma guerra tão fofinha, bonitinha e, ao mesmo tempo, selvagem e cheia de violência, estratégia e conflitos territoriais.


Expansões
Ribeirinhos
A Expansão Ribeirinhos acrescenta novos modos de jogo, além de novas facções e personagens para incrementar ainda mais o premiado jogo Root.
Os Lagartos Cultistas e os Ribeirinhos são as novas facções que entraram no conflito. eles acrescentam novas estratégias de jogo, aumentando ainda mais a diversidade que já é uma marca registrada do Root.
Para quem gosta de sutileza e barganha, temos um novo Malandro, o que vai aumentar a competição entre os jogadores e as possibilidades estratégicas.
Além de tudo isso, a expansão também contém o Marquês Mecânico – uma facção autônoma para ser confrontada em modo cooperativo – , a possibilidade para se jogar com até 6 jogadores e uma variante solo para você treinar suas habilidades quando estiver sozinho.
Submundo
Entre fundo no mundo de Root com a Expansão Submundo, que traz duas novas facções e um novo tabuleiro.
Jogue como:
Ducado Subterrâneo: influencie seus ministros para expedições na Floresta da Madeira, trazendo ordem para a guerra sem fim e o caos que rege a superfície.
Conspiração Corvídea: use astúcia e malandragem para manter a Floresta da Madeira sua refém, instigando tramas para controlá-la através do terror.
Jogue no:
Mapa das Montanhas: escale os picos, libere rotas bloqueadas e controle a passagem para mostrar que você é um líder de verdade.
Mapa do Lago: aventure-se cruzando o mapa através da Balsa, encontrando novos amigos e aliados no caminho.
A caixa de Root: Expansão Submundo inclui duas novas facções; um novo mapa frente e verso com lagos e montanhas; e centenas de novas configurações de jogo!

Autômata
Root: Expansão Autômata permite que os jogadores enfrentem 4 facções automatizadas inimigas. Adicione uma delas para completar uma partida com poucos jogadores ou contra elas, em uma partida cooperativa!
Lute contra:
Marquês Mecânico 2.0 – Esquive-se de suas patrulhas e tente evitar que ele complete suas construções.
Rapinas Elétricas – Acione as defesas da Floresta da Madeira contra este inimigo alado. Se ele não for desafiado, a floresta será esmagada sob suas forças.
Aliança Automatizada – Policie estes radicais e destrua suas bases antes que um pequeno levante torne-se uma enorme rebelião.
Automalandro – Cace o covarde Automalandro pelas diversas clareiras da Floresta da Madeira ou tente trazê-lo até você em troca de itens.
A caixa de Root: Expansão Autômata inclui quatro facções completamente automatizadas que podem ser usadas em partidas solo, cooperativas ou competitivas; três níveis de dificuldade para cada autômato; mais de uma dúzia de cartas de traços que dão habilidades especiais e novas estratégias para os autômatos.

Extras
Exilados e Partisans
Faça uma reviravolta em Root, mergulhando no Baralho de Exilados e Partisans.
Faça o povo ajudar a governar com a Cozinha Comunitária.
Destrua cartas criadas por outros jogadores usando Sabotadores.
Copie habilidades de facções com cartas como o Imigrante Rapina.


Pacote do Malandro
Melhore seu Root com sete novos peões customizados para cada Malandro!
Além dos peões customizados, temos três novos Malandros para infernizar as outras facções:
Finte e corte com o Ronin
Realize mais tarefas com o Aventureiro
Ande livremente com o Saqueador
O Pacote do Malandro é feito para todos os fãs desse personagem da Floresta da Madeira.

Carrie - Stephen King

19 de maio de 2022

Título:
 Carrie
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Gênero: Suspense/Fantasia
Ano: 2022
Páginas: 208
Nota:★★★★☆
Compre: Amazon
Sinopse: O primeiro livro de Stephen King em edição especial com capa dura, nova tradução e conteúdo extra. Clássico moderno, Carrie conta a história da adolescente com poderes telecinéticos, do bullying que sofreu e de sua jornada violenta de vingança ― até hoje, a estreia revolucionária do mestre do terror é um dos romances mais inovadores e chocantes de todos os tempos.
Carrie White é uma adolescente tímida, solitária e oprimida pela mãe, cristã ferrenha que vê pecado em tudo. A rotina na escola não alivia o dia a dia em casa. Para os colegas e professores, ela é estranha, não se encaixa e, por consequência, é alvo constante de bullying.
O que ninguém sabe ainda é que, por trás da aparência frágil e indefesa, Carrie esconde um enorme poder: ela consegue mover objetos com a mente. Trancar portas. Derrubar velas. Dom ou maldição, isso mudará para sempre o destino das pessoas que algum dia lhe fizeram mal.
Resenha: Publicado pela primeira vez em 1974, Carrie foi o primeiro livro escrito por Stephen King e se tornou um clássico moderno da literatura que já teve várias edições e cinco adaptações cinematográficas.
Agora em 2022, a Suma trouxe a obra para compor a belíssima coleção Biblioteca Stephen King (que, diga-se de passagem, é indispensável para os fãs do autor) sob nova tradução, capa dura e novo projeto gráfico.

A história vai falar sobre Carrieta White, ou Carrie, uma adolescente que vivia na cidade de Chamberlain, no Maine. Carrie tinha a aparência frágil e indefesa, era muito solitária e retraída, e que além de ser muito oprimida pela mãe, uma fanática religiosa que vê pecado em tudo e todos, ainda era vítima de constantes episódios de bullying na escola. O que ninguém sabia é que Carrie tem o dom da telecinese, que a torna capaz de mover objetos com o poder da mente. Ter sido convidada pro baile da escola pra ser alvo de mais uma "brincadeira" de mal gosto foi a gota d'água, e por estar saturada de ser alvo de tantas humilhações, ela chega ao seu limite a ponto de usar seus poderes para se vingar de todos aqueles que lhe fizeram mal.

A narrativa do livro é um apanhado feito por um jornalista sobre a investigação e tudo o que foi publicado a respeito do caso: transcrições de relatos, entrevistas, depoimentos e trechos extraídos de livros e artigos que foram feitos sobre a vida de Carrie, seu poder, e a fatídica noite do famigerado baile. Não há capítulos, mas sim uma alternância entre tempo e foco pra falar sobre as características e particularidades dos personagens, que, de alguma forma, tiveram algum envolvimento ou ligação com a protagonista. Esse formato epistolar de escrita, apesar de ter sido um pouco confuso, é interessante, pois, mesmo que seja fictício, deixa o leitor bem envolvido com a história, como se tivesse acesso a um tipo de dossiê sobre o ocorrido em Chamberlain e as explicações para o poder sobrenatural de Carrie.

Mesmo que Carrie tenha sido o primeiro livro escrito pelo autor, já fica evidente o talento dele em criar suspenses envolventes e com detalhes que deixam a história bastante rica. Confesso que me incomodou um pouco a forma como ele descreve as situações que envolvem a primeira menstruação da protagonista, mas acabei relevando por entender que foi um fator utilizado para que a pobre da Carrie fosse ainda mais humilhada do que já costumava ser, o que contribuiu para que seu ódio e seu desejo por vingança contra todos aqueles trastes só aumentassem mais. A aflição de acompanhar Carrie tendo cada passo reprimido e condenado pela mãe lunática e dominadora, assim como as constantes implicâncias e agressões que os alunos da escola fazem com ela, simplesmente por ela ser diferente, é inevitável.

No final das contas não acho que esse livro seja uma leitura de terror, mas sim um suspense com toque sobrenatural sobre uma garota que depois de viver reprimida por toda sua vida, chegou ao seu limite e se vingou de um bando de hipócritas intolerantes. Pessoas estas que fingem ser idôneas e decentes, mas a única coisa que sabem fazer é prejudicar o próximo pra se darem bem e fazer o mal contra quem, aparentemente, não pode se defender, e ainda se fazem de vítimas quando a hora de enfrentar as consequências dos próprios atos chega. Sendo assim, talvez seja possível considerar que Carrie não foi atrás de vingança, mas sim de justiça.

Essa nova edição que compõe a Coleção Biblioteca Stephen King é bem caprichada e ainda tráz um texto do autor sobre o processo de escrita do livro. Pra quem gosta de suspenses clássicos e quer experimentar uma leitura mais leve de King, Carrie é uma boa pedida.

Novidade de Maio - Paralela

16 de maio de 2022

No Coração de Manhattan - Lauren Layne
Violet Townsend sempre gostou de agradar. Criada num universo ultraprivilegiado, ela faria qualquer coisa pelas pessoas que ama, em especial a melhor amiga de sua falecida avó, o mais próximo de família que lhe restou. Então, quando Edith pede a Violet que ensine seu recém-encontrado neto a se encaixar na elite nova-iorquina, Violet concorda, claro. Seu objetivo é tornar Cain Stone o ceo perfeito para a empresa de Edith.
Nascido e criado na Luisiana, Cain infelizmente não tem nenhum interesse na avó que ele não sabia que existia, e muito menos em se tornar um almofadinha da cidade grande. Mas em algum momento, entre jantares desastrosos e ternos caros demais, Violet e Cain começam a se dar bem, e ela percebe que ele não é o único ali que tem coisas a aprender.
Enquanto os sentimentos de um pelo outro crescem, Violet e Cain descobrem que se abrir para novas experiências talvez não seja tão ruim assim e que o amor pode vir de lugares inesperados.

Wishlist #7 - Board Game - Unicorn Fever

11 de maio de 2022


Jogo super bonito e colorido com pote de ouro no final do arco-íris, seres mágicos e unicórnios de corrida mui estilosos? Quero! Unicorn Fever apareceu pra mim como sugestão enquanto eu saía colocando vários jogos na minha lista de compras sem fim da Amazon. Dei uma pesquisada na internet e nenhum dos canais de board games que sigo gravou nada a respeito. Achei pouquíssimos vídeos falando sobre com os devidos detalhes, e só na Ludopedia é que fui achar boas avaliações. No final das contas deu pra entender que se trata de uma corrida maluca e manipulada que envolve apostas ilegais e criaturas mágicas trambiqueiras, e a vitória acaba dependendo muito mais da sorte, ou do azar, do que de alguma estratégia. Ou seja, achei hilário e entrou pra lista.

Como a postagem estava programada e o jogo chegou muito antes do que eu esperava (obrigada, Amazon!), ele entrou na caixinha de abril, por isso já está marcado com o coraçãozinho de "tenho" nessa postagem que tá aparecendo só em maio.

Enfim, o único porém desse jogo é a demora pra ler o manual (que é enorme), entender as regras pra saber como começar e o que fazer, e montar o próprio tabuleiro com todos os componentes. São muitos detalhes, muitos itens, e a primeira jogada leva horas e horas pra gente se familiarizar com o jogo e, no final, eu perceber que fiz um monte de trem errado ainda XD. Mas o que importa é que é errando que se aprende, e da próxima já vou saber o que fazer, e espero que sem nem precisar ler o manual.

Outra coisa que acho interessante comentar é que Unicorn Fever, embora tenha uma certa estratégia baseada no uso de cartas e contratos que permitem manipular a corrida fazendo com que alguns unicórnios tenham vantagem enquanto outros ficam pra trás, depende muito mais da sorte do jogador do que de outra coisa, e isso pode ser um pouco frustrante, ainda mais jogando com crianças. Mas ainda assim é bem divertido.

Editora/Fabricante: Galápagos
Criadores: Lorenzo Silva e Lorenzo Tucci Sorrentino
Idade recomendada: 14+
Jogadores: 2-6
Descrição: O que os seres não mágicos não sabem é que, sempre que aparece um arco-Íris, todos os unicórnios das redondezas param tudo o que estão fazendo e começam a correr ao longo dele, incapazes de resistir à vontade de mergulhar no pote de ouro que existe no fim do caminho. Milhares de anos atrás, algumas das mentes mais inescrupulosas e moralmente questionáveis do Reino Mágico perceberam que isso seria uma ótima chance de ganhar uma enorme quantia em ouro às custas desses seres puros e inocentes...
Em Unicorn Fever, os participantes assumem o papel de riquissimos apostadores que, buscando virar o jogo a seu favor, devem assinar contratos escusos e usar magia para manipular a corrida. Cuidado com seu ouro! É preciso usá-lo com sabedoria para não acabar devendo para a Máfia Élfica. Ao final da partida, o jogador que acumular mais glória será o vencedor!


Novidades de Maio - Seguinte

8 de maio de 2022

Dois Garotos, Um Encontro - Heartstopper #1 - Alice Oseman (capa da série)
Charlie Spring e Nick Nelson não têm quase nada em comum. Charlie é um aluno dedicado e bastante inseguro por conta do bullying que sofre no colégio desde que se assumiu gay. Já Nick é superpopular, especialmente querido por ser um ótimo jogador de rúgbi. Quando os dois passam a sentar um ao lado do outro toda manhã, uma amizade intensa se desenvolve, e eles ficam cada vez mais próximos.
Charlie logo começa a se sentir diferente a respeito do novo amigo, apesar de saber que se apaixonar por um garoto hétero só vai gerar frustrações. Mas o próprio Nick está em dúvida sobre o que sente – e talvez os garotos estejam prestes a descobrir que, quando menos se espera, o amor pode funcionar das formas mais incríveis e surpreendentes.

Romance Real - Clara Alves
Dayana deixou o Rio de Janeiro para trás e está de mudança para Londres. Há pouco tempo, seu maior sonho era visitar o país da One Direction, sua banda preferida, mas agora ela tem certeza de que está vivendo um pesadelo. Depois de dez anos sem encontrar o pai, ela se vê obrigada a morar com o homem que a abandonou, a mulher dele e sua filha – a família perfeita que Dayana nunca teve. Tudo isso enquanto tenta lidar com o luto pela morte recente da mãe.
O que ela não imaginava era que, logo em seus primeiros dias ali, iria esbarrar em uma ruiva charmosa pulando as grades do Palácio de Buckingham. À medida que se aproximam e se ajudam a enfrentar os conflitos pelos quais estão passando, as duas se apaixonam. Mas Dayana tem certeza de que a garota está escondendo algo sobre sua relação com a família real...
Será que Londres conseguirá curar o coração de Dayana e dar a ela um final feliz

The Sims 4 - Desafio da Viúva Negra (atualizado em 28/06/22)

6 de maio de 2022



O Desafio da Viúva Negra tem como base a ideia dessa espécie de aranha que mata e come o macho após o acasalamento, e é feito há muitos anos pelos jogadores de The Sims (e não faço a menor ideia de seu criador, inclusive eu mesma criei um na época do The Sims 2 sem saber se já existia, e jogava sem nem estipular regras, só saía matando todos os maridos que eu arrumava pela frente pra ficar rica e montar um "diário"). Muitos anos se passaram e o desafio acabou ganhando alguns padrões e regras para serem seguidos, mas ainda continua meio aleatório, porque as pessoas vão criando historinhas, adaptações e fazendo da forma como acham melhor. Sendo assim, vou criar minhas próprias adaptações baseadas nas que já existem, mas lembrando que, basicamente, o Desafio da Viúva Negra consiste em criar uma personagem que se case várias vezes durante a vida, matando cada um dos cônjuges pelo caminho e herdando o dinheiro dos coitados.
Começando o Desafio
  • Nas configurações de jogo, defina o tempo de vida dos Sims para normal;
  • Crie uma Sim mulher, jovem adulta, e dê a ela a aspiração "Baronesa das Mansões" ou "Romântica em Série" com os traços "Romântica"," Esnobe" e "Materialista";
  • Com o dinheiro inicial disponível, compre um lote pra construir, ou se mude para uma casa pronta gastando ao máximo esse dinheiro;
  • A casa inicial deve ser simples e com mobília barata para que as contas não venham altas;
  • O objetivo do Desafio é matar 7 maridos!
Observações:
  • A Sim poderá beber a Poção da Juventude para se manter jovem e ter mais tempo para lidar com todos os 7 maridos, mas somente a partir dos seus próprios pontos de aspiração;
  • A Sim pode continuar morando na casa inicial ou se mudar pra uma casa sempre mais cara que a anterior após se casar. Se ela optar por permanecer na primeira casa, essa casa deverá ser reformada para ficar maior a cada novo casamento, assim como manter um "quartinho de recordações dos falecidos" onde nenhum dos maridos, enquanto vivos, podem entrar.
  • As mortes devem parecer "acidentais" para a Sim ficar acima de qualquer suspeita diante da sociedade, logo, não é permitido usar mods de violência para atingir esse objetivo.
  • Não é obrigatório ter filhos.

Regras do Desafio
  • Antes de sair em busca de um pretendente, atinja pelo menos o nível 5 na habilidade de Carisma;
  • Para conseguir dinheiro para pagar as contas antes do casamento, é permitido vender itens encontrados pela vizinhança ou feitos em casa pela própria Sim através de pintura, jardinagem, trabalhos manuais, fabricação e afins. É permitido arrumar um emprego de meio período desde que a Sim não crie nada em casa para vender (ou você vende itens ou trabalha fora, as duas coisas juntas não são permitidas), mas se casar pela primeira vez, é preciso largar o emprego e parar de vender as coisas imediatamente. A renda dela virá somente dos maridos;
  • O limite máximo de dinheiro que a Sim pode acumular antes de se casar é §1.200! Caso você ultrapasse esse valor, dê simoleons de presente pra alguém, compre mantimentos, saia para beber ou qualquer outra coisa (que não possa ser revendida) para gastar o excesso;
  • Caso o primeiro casamento seja planejado com a expansão Histórias de Casamento e você não tiver dinheiro suficiente, é permitido usar cheat de dinheiro para adicionar os fundos necessários e pagar os §1.000 cobrados pela cerimômia;
  • É opcional organizar uma festa de casamento, mas é obrigatório fazer uma viagem de férias pra simular a lua de mel pra qualquer destino por pelo menos 1 dia;
  • Tenha uma foto do casamento ou uma selfie com o marido para guardar de recordação. Essa foto deve ser pendurada na parede ou ficar sobre uma superfície no "quarto de recordações dos falecidos";
  • Todos os maridos devem trabalhar normalmente e ganhar pelo menos 3 promoções em suas carreiras antes de morrerem. As recompensas de carreira deles podem ser vendidas ou guardadas como lembrança do quartinho de recordações;
  • A Sim deverá ter outro pretendente e manter o caso em segredo até a morte do marido atual;
  • Se o pretendente já for casado, a Sim precisa convencê-lo a se separar e se tornar inimiga da ex esposa;
  • Se o marido não morrer de velhice, todas as mortes devem ser provocadas pela própria Sim:
     - Fazer com que ele conserte algum eletrodoméstico ou eletrônico que ela quebrou;
     - Fazer com que ele tente apagar algum incêndio que ela causou;
     - Fazer o Sim morrer de cansaço por fazer vários oba-obas seguidos;
     - Servir Nigiri de Baiacu para tentar envenená-lo*;
     - Mantê-lo numa sauna para que ele sobreaqueça;
     - Fazer ele arrumar uma cama embutida até que ele seja esmagado;
     - Viajar pras montanhas e fazer com que ele escale sem equipamentos ou sem preparo são formas de tentar matar o coitado.
    Não é permitido usar a Planta-Vaca pra devorar e matar o marido;
  • A Sim deve manter um cemitério com as lápides dos falecidos para que seus fantasmas fiquem vagando pelo lote e importunando a viúva (é permitido usar o quartinho de recordações para guardar as urnas caso não queira ter um cemitério em casa). Sempre invoque o espírito pra manter o falecido por perto. Não liberte o espírito do fantasma, e nem deixe de prestar luto para que o fantasma não desapareça!
  • Até o final do Desafio, a Sim deve ter alcançado o nível 10 nas habilidades de Carisma, Dança, Culinária e Gourmet;
  • Após matar os 7 maridos, é preciso escolher um deles pra ser revivido e retomar o casamento. Para isso, é necessário incluir o fantasma no grupo familiar para que ele se torne controlável (barras de amizade e amor devem estar em 100/100 para liberar a opção do convite) e em seguida revivê-lo. Vou deixar mais abaixo algumas formas de reviver um Sim falecido.
  • O Desafio termina quando a Sim tiver acumulado pelo menos §1.000.000 em dinheiro e restarem 6 lápides/urnas no lote após reviver um dos fantasmas.
* Para preparar o Nigiri de Baiacu é necessário que a Sim vá até o distrito de San Myshuno e procure por uma barraca que venda esse prato (requer Vida na Cidade). Compre o Nigiri e coma para aprender a receita. Após isso, se o nível de Culinária for baixo ou a Sim estiver furiosa enquanto cozinha, poderá preparar um Nigiri de Baiacu de baixa qualidade e servir. Se não me engano, as chances do pobre coitado morrer envenenado antes mesmo de encher o bucho é de 50%... Atenção: Muito cuidado pra não deixar ela comer, pois há risco dela mesma morrer envenenada na primeira mordida!

Formas de reviver um fantasma:

♥ Comer Ambrosia
Para preparar a receita de Ambrosia, a Sim deve ter atingido o nível 10 nas habilidades de Culinária e Gourmet. O prato fica disponível na opção "Preparar uma refeição Gourmet". São necessário os seguintes ingredientes:
- 1 Flor da Morte 
- 1 Acará Bandeira
- 1 Poção da Juventude (obtida na Loja de Recompensas e custa 1500 pontos de aspiração)

Obs. 1: A Flor da Morte pode ser obtida através do processo de enxerto de Romã com Orquídea (necessário nível 5 na habilidade de Jardinagem); fazendo experimentos num caldeirão mágico; ou, com muita sorte, sendo encontrada a venda em barracas de jardinagem em Avelânia do Norte (no Vida Campestre) ou de itens mágicos para preparo de poções no Reino da Magia. No Estações, a Flor da Morte só floresce no Inverno.
Obs.: 2: O Acará Bandeira pode ser obtido pescando no Rio de Willow Creek (perto do barco) ou na lojinha de ingredientes para poções no Reino da Magia.
Obs. 3: Os ingredientes para o preparo da Ambrosia podem ser conseguidos ao fazer um pedido no Poço dos Desejos (ver abaixo)


♥ Fazendo um pedido no Poço dos Desejos (Coleção de objetos Jardim Romântico)
O Poço dos Desejos não garante com 100% de eficácia a realização de um desejo, isso vai depender do humor que ele estiver no momento. Você só vai precisar fazer uma oferenda pro poço (quanto mais Simoleons, mais chance de melhorar seu humor) e torcer pra ser atendido ao Desejar a Vida.
É possível que o Poço não realize o desejo, mas presenteie o Sim com itens ou ingredientes necessários para o preparo da Ambrosia.


♥ Feitiço Desmorteare (Reino da Magia)
É possível se tornar uma Feiticeira e aprender vários feitiços com muito estudo, treino e dedicação.
O Desmorteare faz parte da Magia Indomável e requer o nível de Mestre para ser aprendida junto ao Sábio dessa categoria, praticando magia ou lendo os Tomos encontrados nas estantes. Depois, basta lançar o feitiço no Fantasma para que ele volte a forma humana.


♥ Poção da Ressureição Imediata (Reino da Magia)
Um Sim que beber essa poção vai reviver imediatamente se morrer.
Para criar a poção depois de aprender como prepará-la (consulte o Livro de Feitiços para verificar se já foi desbloqueada), são necessários os seguintes itens:
- 1 Metal da Morte
- 1 Flor da Morte
- 1 Carl Zumbi

Obs.: O Metal da Morte pode ser encontrado ao cavar montes de rochas que ficam espalhados pelo mundo ou na barraca de ingredientes mágicos do Reino da Magia.
Carl Zumbi é um boneco MySims colecionável e raro que pode aparecer abrindo capsúlas encontradas ao cavar rochas e montes de terra pelo mundo. Com sorte, ele pode ser encontrado a venda no Mercado de Pulgas no distrito de San Myshuno (Vida na Cidade).


♥ Ler o Livro da Vida
Importante: O Livro da Vida só serve para reviver um único Sim do qual sua saga épica foi escrita, logo, é preciso que o livro seja escrito ANTES da sua morte. Quando finalizado, basta vincular o Livro da Vida ao Sim desejado e, após sua morte, fazer com que ele leia.
Para que a opção de escrever o Livro da Vida fique disponível, é preciso mudar a aspiração do Sim para "Autor Best-seller" (dentro da aspiração de "Criatividade") e chegar no nível 10 de Escrita. Realize todos os objetivos da aspiração até que o Sim ganhe o traço "Poético", e a opção Escrever > Livro da Vida ficará disponível.

Obs.: Apesar de ter listado a fim de deixar a lista completa, não recomendo utilizar essa forma de trazer o Sim de volta à vida nesse desafio em particular, pois além de ser muito demorada, ainda altera a aspiração pré-determinada.

PS. Importante: Instalação de novas expansões, atualizações automáticas do jogo e uso de mods desatualizados podem resultar em bugs e conflitos na jogabilidade, sendo assim, é possível que um Sim morto não seja afetado ao tentar revivê-lo e ele continue travado como fantasma. Caso o Sim não volte a vida por algum erro do tipo, é permitido usar cheats para forçar a ressurreição em substituição à forma utilizada para reviver o coitado.



Wishlist #6 - Board Games - Ticket to Ride

4 de maio de 2022


Ticket to Ride
é um jogo bem familiar de 2004, e, originalmente, traz no tabuleiro um mapa ferroviário nos Estados Unidos e sul do Canadá. A ideia é o jogador fazer as viagens de trem mais longas e em maior quantidade do que o adversário, aumentando as rotas e conectando as cidades através das cartas do jogo.

Maaass, ele não vai entrar na minha wishlist dessa vez. Isso porque Ticket to Ride Europa é uma versão melhorada do jogo original que veio em 2005. Ele traz o mapa da Europa e adiciona estações de trem, balsas e túneis dando um up da jogabilidade. Como é um jogo super famoso e bem avaliado, eu e a penca já estamos animados pra ter um na nossa singela coleção.

Existem várias expansões que modificam a jogabilidade, trazendo novos mapas ou novas opções de jogo, o que dá uma variada pra sair da mesmice e ainda se encaixa pra qualquer uma das versões, seja EUA ou Europa (com exceção das expansões 1910 e 1912, que são pras respectivas edições até onde pesquisei), e vou colocar na wishlist as que me interessaram por motivo de dinheiro que não tenho e esse jogo é caro pra caramba.

Também existem versões independentes, mais baratas e com o tempo de jogo reduzido pra quem quiser experimentar e ter noção de como funciona, que é o caso de jogos como Ticket to Ride New York (em vez de vagões, são taxis) e Ticket to Ride Londres (com ônibus), mas essas também não vão entrar na lista, pelo menos por enquanto.


Editora/Fabricante: Galápagos/Days of Wonder
Criador: Alan R. Moon
Idade recomendada: 8+
Jogadores: 2-5
Descrição: Ticket to Ride Europa levará você a mais nova aventura de trem pela Europa. o jogo permanece elegantemente simples, podendo ser aprendido em 5 minutos. Nele, os jogadores precisarão juntar vários tipos de cartas de vagão e usar para construir estações, atravessar túneis, navegar em balsas e controlar rotas ferroviárias por toda a Europa. o objetivo geral permanece o mesmo: coletar e jogar cartas de trem para colocar suas peças no tabuleiro, tentando conectar cidades em seus cartões de ingresso. Com novos elementos de jogabilidade, os túneis podem exigir que você pague cartões extras para construí-los, as balsas exigem cartões de locomotiva para reivindicá-los e as estações permitem que você sacrifique alguns pontos para usar a rota de um oponente para conectar a sua. Além disso, o jogo também inclui cartas de formato maior e peças do jogo Train Station. Ticket to Ride Europa é um jogo completo e novo e não requer a versão original.

Expansões

Europa - 1912
Ticket to Ride: Europa 1912 expande a série incluindo um total de 101 Bilhetes de Destino - os 46 bilhetes originais, além de 55 novos que permitem três novas variantes: a variante Europa Expandida, que acrescenta 19 novas rotas; a variante Grandes Cidades (Big Cities), que adiciona rotas específicas que focam entre as nove grandes cidades da Europa, e a variante Mega Europa, que usa todas as novas rotas, bem como as 46 originais.
Esta expansão também apresenta Armazéns e Depósitos - novas regras e peças que criam uma camada estratégica adicional e pode ser jogado com qualquer um dos mapas de jogo Ticket to Ride.

Asia
Novos mapas e regras deixam o Ticket to Ride ainda mais divertido. A expansão Ticket to Ride: Ásia introduz dois mapas do maior continente da terra para serem explorados. Para jogá-la é necessário que ela seja combinada com o jogo base ou a versão Europa. O mapa da Ásia para jogo em Equipe introduz o jogo em duplas na série, antes da partida começar os jogadores devem definir entre 2 ou 3 duplas, sendo que cada uma delas ficam sentadas lado a lado. Cada jogador recebe a mesma quantidade de trens, sendo que cada dupla terá uma cor e sua pontuação será em conjunto. O mapa da Ásia Lendária conta com trechos marcados com um X. Esses espaços representam as áreas montanhosas e para construir ali, os jogadores devem descartar uma unidade de trem para cada espaço marcado com um X. Ao realizar isso, os jogadores ganham 2 pontos para cada trem. O mapa também conta com balsas e o bônus de 10 pontos para o jogador com o maior número de cidades ligadas ao final da partida.

Holanda
Os inúmeros canais de Amsterdã fazem dela a Veneza do Norte, mas toda a Holanda está repleta de hidrovias. Uma viagem de trem neste país de baixa altitude - onde 20% da terra está abaixo do nível do mar - atravessa inúmeras pontes. Passe muito tempo admirando a beleza e você vai gastar seu dinheiro em pedágios! Ticket to ride Holanda introduz o uso do dinheiro de forma completamente diferente dos outros jogos da série. Em pontes de via dupla o primeiro jogador deve pagar ao banco e adquire os direitos de pedágio, por isso o jogador seguinte a conquistar o trajeto deve pagar ao primeiro jogador. Seja rápido ao construir suas rotas e receba mais pedágio de outros jogadores. Há um generoso bônus final para aqueles que souberam poupar e multiplicar suas fichas de pedágio, porém aqueles que fizeram um empréstimo com o banco não podem receber! Espere grandes reviravoltas no final do jogo, pois esses bônus vão de 0 a 55 pontos. Apesar das novas mecânicas pode ser facilmente ensinado até mesmo para aqueles que nunca jogaram o jogo base. As partidas duram entre 30 a 60 minutos e no caso de dois jogadores há a opção de jogador neutro para equilibrar a partida.

Japão
No mapa do Japão algumas rotas são reservadas para a rede de trem-bala e, uma vez reivindicadas, essas rotas podem ser usada por todos os jogadores para concluir os seus bilhetes de destino. Essas rotas são marcadas com uma única miniatura do Trem-bala e a progressão marcada em uma trilha separada. No final do jogo, o jogador que mais contribuiu para este projeto compartilhado recebe o maior bônus e o jogador que menos contribui é penalizado. No mapa do Japão, o tabuleiro também possui uma parte aumentada no mapa da Ilha de Kyushu e metrô de Tokyo, para que os jogadores trabalhem simultaneamente as duas redes, que podem estar interconectadas.
Na Itália, o tabuleiro de jogo é dividido em regiões, e os jogadores ganham pontos de bônus com base em quantas regiões eles se conectam em sua rede.
A expansão também introduz um novo tipo de rota de balsa. Todas as rotas cinza são rotas de balsa, com 1 a 4 espaços marcados com um símbolo de onda. Para cobrir um símbolo de onda é preciso jogar uma locomotiva ou uma barca, sendo que as cartas de balsa são um tipo especial de carta.

Índia
Dois novos desafios aguardam os mais habilidosos jogadores de Ticket to Ride. A expansão Índia e Suiça deve ser combinada com o jogo base ou a versão Europa e oferece dois mapas inéditos e bem diferentes!
Embarque em uma viagem por um dos territórios mais populosos e coloridos do mundo.
O ano é 1911 e o mundo está mudando rápido no Raj Britânico. Você conseguirá completar o Grand Tour em tempo ou será que seus adversários serão mais sagazes e com melhores conexões?
Esta expansão também conta com o incrível mapa da Suiça, projetado para 2 a 3 jogadores e que fez muito sucesso no Ticket to Ride Online! Descubra a geografia desafiadora da Suiça com seus vales verdejantes e pastos em áreas montanhosas, além de todo o charme dos países vizinhos.

Extra
Play Pink
Ticket to Ride Play Pink é um projeto de caridade em colaboração com a Pink Ribbon, apoiando a pesquisa do câncer de mama em todo o mundo, liderada por Days of Wonder e Asmodee Belgium. Na Holanda, € 4 por conjunto e na Bélgica € 2 por conjunto vendido serão doados à Pink Ribbon. O artigo contém um conjunto completo de trens que podem ser reproduzidos com Ticket to Ride e Ticket to Ride: Europe em uma nova e única cor rosa e um novo formato de vagões em uma bela caixinha de lata.

Edição Independente

Ainda há a versão Ticket to Ride Países Nórdicos para 2 ou 3 jogadores e vagões com 3 novas opções de cores: preto, branco e roxo. O mapa é vertical e essa edição não aceita nenhuma expansão até o momento.


Ticket to Ride Países Nórdicos
Ticket to Ride Países Nórdicos leva você numa aventura através do Norte da Europa! Conheça os belos fiordes da Noruega e sinta a maresia nos portos suecos do mar Báltico.
Embarque numa aventura seguindo os caminhos trilhados pelos Vikings na Dinamarca, Noruega e Suécia, viajando para as grandes cidades do norte da Europa, como Copenhagen, Oslo, Helsinki e Estocolmo. Pegue ainda um trem na Finlândia e vá contemplar o Sol da meia-noite no Círculo Ártico
Novidade deste título, os túneis são rotas especiais facilmente identificadas por marcas de túnel e sombreado em torno de cada um de seus espaços.
O que torna um túnel especial é o fato de que o jogador nunca tem certeza do tamanho da rota que ele está tentando controlar!

Resumo do Mês - Abril

1 de maio de 2022


Abril passou mais rápido do que eu gostaria, mas como disse no post da Caixinha, é mês com três aniversários aqui em casa. Então a correria é inevitável se eu não quiser deixar nada passar em branco.
Apesar disso, consegui fazer três resenhas e terminar o Desafio das Décadas (coisa que atrasou demais), mas por causa das mini festinhas, eu não tive mais tempo pra continuar jogando e ainda não decidi o que fazer.