1984 (HQ) - George Orwell e Fido Nesti

14 de janeiro de 2021

Título:
 1984 - Edição em Quadrinhos
Autor: George Orwell
Ilustrador: Fido Nesti
Editora: Quadrinhos na Cia
Gênero: Distopia/HQ
Ano: 2020
Páginas: 224
Nota:★★★★★
Sinopse: No traço magistral do artista paulistano Fido Nesti, a obra mais poderosa de George Orwell ganha sua primeira adaptação para os quadrinhos. 1984 conta a história do angustiado Winston Smith, refém de um mundo feito de opressão absoluta. Em Oceânia, ter uma mente livre é considerado crime gravíssimo. Numa sociedade em que a mentira foi institucionalizada, Winston se rebela e, em seu anseio por verdade e liberdade, arrisca a vida ao se apaixonar por uma colega, a bela Julia, e se voltar contra o poder vigente. Publicada originalmente em 1949, a profecia de Orwell encontra seu rosto neste romance gráfico extraordinário.

Resenha: Depois das resenhas que publiquei de duas edições da obra clássica de George Orwell, venho com mais esta versão em HQ, que é de um dos últimos lançamentos do selo Quadrinhos na Cia, da Companhia das Letras. Esta resenha é um resumo da resenha anterior juntamente com uma análise das ilustrações, considerando o que essa edição adicionou a experiência tão fantástica quanto perturbadora que é ler 1984.


Assim como no original, acompanhamos o mundo opressor onde o livre arbítrio é considerado crime. Qualquer coisa que vá contra os ideias do Partido, o governo totalitário instaurado em Oceânia, é severamente punido, e todos devem seguir suas regras, se privando de liberdade e até de pensamentos, afinal, tudo é controlado, todos estão sendo observados, e nada escapa dos olhos do Grande Irmão, o ditador "invisível", reverenciado e amado pelo povo.


E nesse contexto, Winston Smith, mais um refém desse poder, ansiando por liberdade, não só arrisca sua vida quando se apaixona por Julia, como se volta contra esse sistema.


Os traços do ilustrador e a diagramação em si atribuem uma característica ainda mais sombria à história, e várias páginas podem ser resumidas em uma única imagem. A HQ é super fiel ao livro, as ilustrações são coloridas mas sempre destacando os tons cinza e vermelho pra dar um ar tristeza, morbidez e confinamento.


A edição é deslumbrante, e só veio pra acrescentar ainda mais. Pra quem gosta de quadrinhos e procura por uma leitura direta da história, é super recomendado, e pra quem já é um grande admirador, é aquela edição que vale a pena se ter na estante.



0 Comentários pelo Blogger
Comentários pelo Facebook

Nenhum comentário

Postar um comentário