26 de maio de 2013

Procura-se um Marido - Carina Rissi

Lido em: Maio de 2013
Título: Procura-se um Marido
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Gênero: Romance/Chick lit/Literatura Nacional
Ano: 2012
Páginas: 474
Nota
Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.
Resenha: Procura-se um Marido é o segundo sucesso da autora nacional Carina Rissi, lançado pela Verus Editora, selo do Grupo Editorial Record.
Alicia Moraes de Bragança e Lima (nome de gente hyka) é uma moça de 24 anos e foi criada pelo avô desde criança depois de ter perdido os pais, e a relação dos dois só pode ser resumida em "amor fraternal sem limites". Os dois têm uma ligação muito especial, se conhecem super bem, se entendem como ninguém, e, apesar de todo o dinheiro, um é o maior tesouro do outro, pois são os únicos da família que restaram. Vô Narciso é dono de um império de empresas cuja fortuna é incalculável, e Alicia aproveita a vida o máximo que pode, viajando pelo mundo, sem se preocupar com nada, já que o avô banca todas as suas despesas e a livra de todas as confusões que se mete.
Porém, depois de Alícia arranjar mais problemas com tantas curtições desenfreadas, mostrando que não tem um pingo de responsabilidade, seu avô ficou muito decepcionado...
Mas vô Narciso acaba morrendo devido a um aneurisma, e o que Alícia não esperava, era descobrir que, além de ter perdido o avô, ele havia incluído uma cláusula em seu testamento em que ela só poderia receber toda aquela fortuna sem fim depois de casada, numa tentativa maluca de fazer com que a garota tomasse juízo. Alícia, desesperada, se vê numa completa enrascada, pois o curador da herança, Clóvis, segue a risca tudo o que o avô deixou por escrito e não vai dar moleza para ela. Alicia ficou sem dinheiro, sem cartão de crédito, teve que começar a trabalhar em uma das empresas do avô começando de um cargo baixo com um salário miserável e vergonhoso, precisou vender seu precioso carro para pagar o que devia, e, como tentativa de sair dessa vida cruel, bolou um plano mirabolante e resolveu colocar um anúncio no jornal procurando um marido de aluguel para, enfim, receber a herança e poder viver tranquilamente.
Depois de alguns mocorongos que se candidataram, eis que surge Max, um funcionário que trabalha na empresa do avô e que, mesmo sendo um gato gostosíssimo e inteligente, ela não suportava desde quando o conheceu, mas, o casamento de fachada ajudaria os dois em seus interesses, e Alicia embarca nessa se metendo em muitas confusões e descobrindo que um casamento de negócios era mais complicado do que ela imaginava, principalmente quando ela passa a conhecer Max melhor e descobre que seus sentimentos vão muito além do que ela pretendia...

Quando vi a capa de Procura-se um Marido, já fiquei desesperada pelo livro, e depois de ter lido algumas resenhas, minha curiosidade e ansiedade pra ler logo essa história que todos andavam falando tão bem, só aumentou. Devido a isso, coloquei muitas expectativas na leitura e não aguentava mais esperar para começar a ler logo e matar essa curiosidade.
Alícia é uma patricinha com a vida boa que perde tudo da noite pro dia e precisa consertar tudo, e ver a garota amadurecendo, aprendendo com os erros e demonstrando o potencial que tem foi uma coisa muito bacana de acompanhar. O relacionamento que tinha (e continua mantendo através de sonhos) com o avô é uma coisa muito bonita e me emocionei várias vezes por isso. Sua amizade com Mari também é algo muito bacana e bem construído, pois uma amiga de verdade, além de conhecer a outra e saber do que ela precisa, está ali pro que der e vier, independente da situação. Super ponto positivo pra esse tipo de amizade abordada aqui.
Mas apesar da história ser boa no geral, ter me arrancado algumas risadas, ter me prendido e me deixado bem empolgada no começo, ela não superou minhas expectativas, pois além de extremamente previsível, em todos os pontos, soou muito surreal, principalmente no que diz respeito a Max, e ao final a considerei fraca. São muitas páginas para uma história muito simples e com poucos personagens. Chegou a me lembrar os livros da Marian Keys, que apesar de muito bons, poderiam ser muito mais finos se não fosse pelos detalhes e acontecimentos desnecessários e que não fazem diferença nenhuma na história.
Max é o típico galã de novela que arranca suspiros por onde passa. É inteligente, rico, bonito, rico, gostoso, lindo, educado, rico, compreensível, sarado, olhos verdes penetrantes, fala mansa, rico, protetor, intelectual, forte, alto, lindo, rico... Um cara como ele não existe, definitivamente, e nem me atrevo a querer um pra mim... Acho que personagens, por mais fictícios e "perfeitos" que sejam, devem ter seus defeitos. Alícia sim me conquistou, pois ela tem defeitos e aprende com eles.
Há várias cenas que, pra mim, foram completamente irritantes e infantis em que os personagens ficam precipitando as coisas, sem esperar por explicações para o que viram ou ficaram sabendo, para só bem mais tarde aparecerem com uma desculpa boba para não terem dado ouvidos ao outro. E isso acontece com a família de Max ao saberem do casamento, o que foi uma tentativa de forçar um humor numa família supostamente maluca, mas que pra mim não teve graça; com Alícia, pois a menina é explosiva, inconstante e está amadurecendo aos poucos, e até pra pra relevar todas as suposições que ela tem; mas o pior foi com Max, pois tendo em vista que ele é um cara tão sabido, compreensível e maduro ao que tudo indica, essa é uma atitude que não combina com ele.
A pior personagem da história é Vanessa, pois é a típica vagabunda que botou na cabeça que deve conquistar Max e atrapalhar o casamento dele, e fica se submetendo a situações lamentáveis em que ela força cenas de amassos o atacando e fazendo de tudo pra prejudicar Alícia na empresa, mesmo sabendo que não tem a menor chance de conseguir nada. Personagens que existem pra atrapalhar, devem realmente atrapalhar, caso contrário, são descartáveis, inúteis... Essa ganhou a caveirinha odiosa, com louvor.
A história tem uma premissa bacana, é um chick lit que traz uma narrativa em primeira pessoa super fácil, simples e gostosa de se ler, mas só continuei lendo pra ver se tudo o que previ desde o início iria mesmo acontecer, e foi dito e feito.
A revisão foi ótima, a capa é linda (já disse isso) e merece uma estrela exclusiva, a diagramação é simples e as folhas são amareladas o que acabam contribuindo para nossa visão, obrigada, Verus!
Eu gostei da escrita da autora, e devido aos nomes e alguns termos usados, ela evidencia que é um livro nacional. Mais um ponto positivo.
No geral considerei um livro bom, pois é um romance água com açúcar que vai agradar às mais sentimentais, que curtem uma história fácil e bem levinha, e que sonham e suspiram por um príncipe encantado...



21 comentários

  1. É, Procura-se Um Marido não é o melhor chick lit do mundo, mas por ser de uma autora nacional acho super válido. Tem uns defeitos sim, como essa chata da Vanessa, mas nada que eu pudesse ter odiado. Gostei como um tudo, mas ela pode melhorar !!! Não sei se espero muito do próximo titulo dela, mas vamos ver né rsrsrsrs
    Bjuux Flavia e arrasou na resenha :)

    ResponderExcluir
  2. Esse livro está na minha wishlist a um tempão e ainda não tive oportunidade de ler. Adoro chick lists e esse parece ser muito bom!
    Ah, tô seguindo o blog (não sei se já falei isso, mas ok).

    Um beijo, Karine Braschi.
    Geek de Batom. (@geekdebatom)

    ResponderExcluir
  3. Fla, jã tinha ouvido falar do livro, e lido uma resenha (que nao poupava elogios), mas confesso que nao tinha me interessado pelo livro nao.
    Ate acho q a estoria poderia ser o meu tipo, mas nao sei porque ainda nao ganhei animo pra comprar este livro e le-lo.
    Acho q talvez quando minha lista de Vou Ler diminuir eu resolva ler logo. haha
    beijos
    - No Limite da Leitura

    ResponderExcluir
  4. Quando comecei a ler a resenha, me senti lendo a sinopse de algum filme deste tipo (não me lembro exatamente, mas já vi um filme assim...). Contudo, gosto de romances que começam assim, um odiando o outro, e o sentimento surge conforme se conhecem. É uma boa maneira e se construir um bo romance, desde que eles se "completem".
    Ótima resenha XD

    Bjss!

    ResponderExcluir
  5. Isso é tão a cara dos filmes hollywoodianos , mas eu preciso confessar que adoro historias assim hahahaha! E eu amei o titulo do livro . E sua resenha foi maravilhosa , amei! Preciso urgentemente ler esse livro !

    beijo , Anna

    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie,
    estou bem curiosa para ler esse livro, não acredito que vc deu só isso de estrelinhas rsrsrs

    Eu amoooooooo um chick-lit rsrsr

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. cara eu sempre vi resenha falando que esse livro é uma perfeição.
    essa foi a primeira que foi assim e gostei olha, entendi os pontos e tudo mais, nas outras resenhas a pessoa só falava que o livro era maravilhoso e ponto
    e gente que sempre ama tudo e nao vê defeito ou algo que nao gosta em livros me incomoda. pq a gente nao ama 100% tudo que ç~e né ahuhushu
    enfim

    ResponderExcluir
  8. Oi Fla!
    Já vi que esse livro não é pra mim mesmo! Rs. Curto um romance levinho de vez em quando, mas não pode ser tão ilusório, né? Ouço falar super bem da Carina Rissi, e tem outro livro dela, acho! Talvez eu leia ele, porque, ao contrário de você, nem a premissa nem a capa (que achei apenas comum) do livro me atraíram!
    Beijo,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  9. Pois é
    Eu ja li esse livro e comprei pela Capa
    A história é extremamente previsivel, em alguns pontos dava até pra imaginar as faltas.
    Gostei !
    Comum
    Indicaria
    E até vou resenhar também!
    Gostei de todas suas considerações, foram muito bem colocadas!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Fláviaaa! rs
    Eu comprei esse livro na semana passada.
    Ainda não comecei a ler, mas confesso que minha expectativa também foi ficando cada vez maior devido a resenhas que li.
    A capa, desde a primeira vez que vi, me deixou super curiosa também, então quando o vi na livraria, não pensei duas vezes.
    Infelizmente não são poucos os livros que tenho lindo ultimamente em que vejo clichês demais no que diz respeito à perfeição exagerada de alguns personagens...
    Mas vou ler! E depois volto para opinar novamente, rs


    Um beijo
    Uma linda semana!

    http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Não é muito meu estilo de livro, mas essa capa é sensacional! kkk Adoro o cabelo, o jeitão da moça!

    ResponderExcluir
  12. Ah não acho que me identificaria com o livro mas vale a pena ! kkk Bem, tem tag pra você no meu blog ! : passa lá : http://mundoda-resenha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu quero ler! Não gosto de Chick lit porque são quase todos a mesma coisa e a gente sempre sabe o que vai acontecer. Mas tenho vontade de ler mesmo assim.
    Uma amiga disse que o livro é divertido e tudo mais, vamos ver, preciso tirar a prova dele.

    Beijinhos no coração.
    Helana.
    www.intheskyblog.blogspot.com.br
    @helana_ohara

    ResponderExcluir
  14. Confesso que o título não me chamou muito a atenção, mas a capa é bem bonita, a minha irmã está louca para lê-lo rsrs




    Curta, se puder, a página da minha nova loja virtual? :)
    http://www.facebook.com/EriduLojaVirtual

    ResponderExcluir
  15. Pelo visto, o livro deve ser cheio de surpresas. Só em ler a sinopse a curiosidade é despertada.Esse seria sem duvidas, um daqueles livros que eu leria rapidamente.


    http://exploradoradelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Flávia.
    Eu amei essa capa, e adoro chick-lit, eu estava mega ansiosa por essa leitura, já senti que devo baixar a bola e ir sem grandes expectativas, senão vou me decepcionar.
    Todos os pontos ressaltados ficaram muito bem esclarecidos, adorei.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  17. Oi Flávia!
    Acabei de ler "Perdida" da mesma autora, e em breve vou ler "Procura-se um marido". Adorei a narrativa descontraída e fluída da autora e espero gostar bastante da história.
    Os pontos negativos que vc apontou, como o fato de o Max ser perfeito demais, me incomodou um pouco, mas acho que ainda acho que a leitura é valida.
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  18. Que pena que você não gostou muito da história.
    De fato o livro é bem de menininha, água com açúcar e tal, mas como é essa a fase que eu estou, de ler livro assim, então eu acabei adorando. haha

    Beijos,
    Resenhando Books

    ResponderExcluir
  19. Oi Flávia,

    Uma amiga minha me falou muito bem dos livros da Carina Rissi, então estou muito curiosa para ler "Procura-se um Marido". Também achei a capa linda demais e super chamativa! E adorei saber da relação belíssima entre ela e o avô.
    Bom, sua resenha me deixou ainda mais animada em lê-lo e comprovou minhas suspeitas de que seria bem óbvio em certas partes... Leve, simples e água com açúcar. Por isso, não irei com muitas expectativas. Rs.
    Adorei sua resenha!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Eu adorei a historia, ainda mais por ser de uma escritora nacional!
    É estilo "sessão da tarde", previsível, mas gostoso de ler e ainda nos rende algumas risadas

    ResponderExcluir
  21. Oi Flavia!!

    Amei a resenha!

    Venho "namorando" o livro ha um tempinho já, pq achei a capa linda e todo mundo falou super bem, acho que iria le-lo com muita expectativa, adorei saber dos pontos negativos, assim a espectativa diminui, o que deve ajudar mto na leitura, e, claro, ele desce um pouco na minha lista de desejados =P

    Bjoo

    ResponderExcluir