3 de março de 2014

Obsessão - Maya Banks

Lido em: Março de 2014
Título: Obsessão - Breathless #1
Autora: Maya Banks
Editora: Quinta Essência/Leya
Gênero: Romance/Conteúdo Adulto/Erótico
Ano: 2013
Páginas: 384
Nota:
Sinopse: Gabe, Jace e Ash são três dos homens mais ricos e poderosos do país. Eles estão acostumados a conquistar tudo o que querem. Tudo. Para Gabe, tudo significa realizar uma fantasia particular com uma mulher que era um fruto proibido - e que agora está pronta para ser colhida... Quando Gabe Hamilton viu Mia Crestwell entrar no salão na inauguração de seu hotel, sabia que iria para o inferno pelo que tinha planejado. Afinal, Mia é irmã de seu melhor amigo. Contudo, não é mais uma menininha. E Gabe já esperou muito tempo para colocar seus desejos em prática. Gabe já fez parte das fantasias de Mia há muito tempo, desde que era apenas uma adolescente com uma "paixonite" pelo melhor amigo de seu irmão. Mas o que pode acontecer 14 anos depois? Mia sabe que Gabe é como um sonho inalcançável, mas sua atração só fez aumentar ao longo do tempo. Agora ela é adulta, e não há motivo para não agir de acordo com seus desejos mais secretos.

Resenha: Obsessão é o primeiro volume da trilogia Breathless escrita pela autora Maya Banks e lançada no Brasil pelo selo Quinta Essência, da Editora Leya.
A trilogia conta a história de três amigos e sócios: Gabe, Jace e Ash, e cada livro se aprofunda em um deles. Em Obsessão, acompanhamos Gabe Hamilton, um empresário rico, dominador, que se separou há pouco tempo da esposa devido a uma grande traição por parte dela e por isso parece ter ficado tão frustrado que qualquer relacionamento que tenha, por mais breve que seja, fica condicionado a um contrato para que ambas as partes não se prejudiquem.
O dilema de Gabe é o desejo por Mia, a irmã mais nova de seu amigo Jace. Com uma diferença de idade de 14 anos entre os dois, a garota sempre foi considerada por ele como o "fruto proibido", mas agora já adulta, a diferença de idade parece já não ser um problema, e quando Gabe tem oportunidade de se aproximar mais de Mia e mostrar que tem interesse por ela - e o interesse é recíproco -, o único porém é manter o relacionamento em segredo, principalmente de Jace, e a fachada para explicar a proximidade dos dois é Gabe dando um emprego a ela como sua assistente pessoal na HCM Global Resorts e Hotéis... Mia se deixa levar pela curiosidade e pela ideia de ser submissa a alguém poderoso e que, até então, parecia ser intocável, mas não esperava se apaixonar. E Gabe que, a princípio, queria manter o relacionamento como algo "carnal", acaba se rendendo aos encantos da moça, sua vida vira de cabeça para baixo e a obsessão que ele tem por ela vai muito além do que ele poderia imaginar...

Alguns romances eróticos que envolvem o BDSM não costumam me convencer muito pois, ao ler as cenas de sexo, fico imaginando a situação que o casal se encontra, as coisas que fazem, as coisas que falam, e me dá uma enorme vontade de rir pois acho tudo muito cafona e cômico, principalmente no que diz respeito à submissão... Pra mim soa como algo forçado e até mesmo inacreditável. Não achei que Obsessão fosse me passar essa impressão de cafonice, tanto que optei pela leitura do livro após considerar a sinopse, mas acabou passando, sim. Acho que pra alguém ser "inserido" nesse meio e aceitar que possa ser algo benéfico e prazeroso, tem que ser aos poucos pra poder ir digerindo aquela ideia, afinal, o desconhecido pode assustar, e cair de paraquedas nos braços de um cara irresistível já tendo que obedecê-lo e ir cedendo aos seus caprichos mais secretos, e cada vez mais cabeludos, é duvidoso demais. E com Mia não rolou esses "aos poucos". Um contrato já lhe foi entregue logo de cara e mesmo achando tudo muito estranho e questionável, não hesitou em assinar e embarcar nessa. E Gabe, finalmente, poderia saciar seu desejo há muito tempo reprimido quando Mia fica a seu dispor. O diferencial de Mia com relação as outras mulheres, é que ela se impõe diante de algumas situações e mostra lealdade a ele, e isso acaba despertando outro tipo de visão em Gabe sobre a situação em que se meteram.

A capa não ilustra o conteúdo da história, mas não deixa de ter sua beleza. É algo discreto e considero apropriado para livros do gênero.
A narrativa é feita em terceira pessoa, prende o leitor pela fluidez mas é um tanto rasa para o tipo de história que encontramos. Em alguns pontos ela se torna repetitiva demais e em outros nada original. Durante a leitura me questionei sobre alguns pontos várias vezes... Por que o cara gostosão sempre tem que ser rico e sempre tem que ter algum tipo de trauma para poder usar o sexo como válvula de escape? Um contrato é realmente necessário? E como conseguem fazer tantas vezes em tão pouco tempo sem reclamar de nada sair esfolado ou ardido ou nunca ficarem cansados?
Percebi alguns erros na tradução/revisão que me incomodaram um pouco, mas não chegaram a atrapalhar a leitura.

Os papéis de Jace e Ash e o que podemos esperar deles nos próximos livros (Delírio e Fogo) é abordado de forma bem superficial, mas tiveram destaque enquanto apareceram. Jace é o irmão protetor que ficou responsável pela irmã após a morte dos pais, cuidando dela com todo amor e sem deixar que nada lhe faltasse, e as pessoas que ele confia e que são seus amigos, Ash e Gabe, o ajudaram. Então achei meio doentio da parte de Gabe ter interesse por Mia ainda muito jovem e ficar esperando por anos e anos o momento certo para poder investir, afinal, ela é a irmãzinha do melhor amigo e como papel de amigo devia "protegê-la" de pervertidos como ele. Pelo menos é isso o que Ash faz.
Mia era bem ingênua quando nova, mas agora se mostra uma mulher que de boba não tem nada, mas ainda assim é mimada. Passa uma impressão enorme de ser frágil, mas é uma grande safadinha.
Gabe tendo esse tipo de interesse sexual, ao mesmo tempo que se mostra alguém possessivo, controlador e dominador, também se revela alguém sensível, carinhoso e muito preocupado em fazer Mia feliz, e esse foi o ponto que realmente me despertou o interesse na história, pois por debaixo de toda aquela virilidade, e até de sua inconstância psicológica, existe sensibilidade, e a ideia de alguém demonstrando afeição e provando que se importa e está disposto a tudo pela pessoa amada, até mudar de vida, já me deixa suspirando. Que mulher não quer alguém ao seu lado e que cuide muito bem dela em todos os sentidos, né?

Pra quem curte romances estilo novela, cujos sentimentos são aflorados aos poucos, regados de "novas e intensas descobertas" e contados sem nenhuma complexidade, vai aproveitar a leitura de Obsessão, desde que não se importe muito com o enredo fraquinho, com personagens problemáticos ou com algumas situações clichês e bem forçadas. Apesar de alguns absurdos, a história prende, não vou negar. A leitura é rápida e ficamos curiosos pra saber qual o desfecho, mas não vou afirmar que convence...

17 comentários

  1. Não me interesso muito por esse tipo de livro. Não me conquista.
    Mas sua resenha está ótima!

    ResponderExcluir
  2. Bom, é a primeira resenha que leio desse livro, a capa é linda, a sinopse até chama a atenção, mas livros com essa pegada BDSM pra mim são todos iguais, exatamente como você disse na resenha, até um pouco fantasiosa, sério tem gente que faz isso?! rs. Enfim, tentarei dar uma chance ao livro. :D

    ResponderExcluir
  3. Não são todos os eróticos que me convence, e esse me parece ser o caso. Eu até gosto do gênero, mas tem umas situações, que são tão forçadas, que o livro peca por elas. Mesmo com a narrativa fluida, e alguns pontos que me interessaram, não acredito que leria o livro, prefiro aqueles eróticos mais puxados ao romantismo ou nada disso de submissão.

    Beijos.

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá Flavia.. tudo bem?
    Então, estou com esse livro e vou começar a leitura. Adorei a sua resenha.
    Beijos

    http://palacioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu aproveitei bastante a leitura de Obsessão e confesso que ele é o meu preferido da série. Achei que o romance foi bem palpável e não me incomodei com as cenas de sexo, muito menos com o contrato. Acho que é possível, sim, cair de paraquedas e aceitar essas diferenças e o desconhecido.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. eu gosto dessa capa.
    poxa estava tão empolgada com esse livro, mas odeio situações forçadas D:

    ResponderExcluir
  7. Hum no fundo todos nós temos neuroses , acho que o título veio a calhar pois está cheio de personagens obcecado por algo; obsessão é o tipo de livro que nos esfrega na cara a pergunta : "E ai ? Qual é a sua obsessão?" gostaria muito de ler esse livro

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Essa é a primeira resenha que leio sobre esse livro e logo no começo da sua resenha eu já estava amando-o, mas com o passar da leitura me frustei total, é uma pena que o livro tenha tantos "contras". Também concordo com você em relação ao "mocinho" ser sempre rico e poderoso, e a "mocinha" adentrar esse mundo em um piscar de olhos, fica tão superficial, acho muito estranho alguém que nunca teve contato com esse mundo entrar de cabeça sem nem se assustar um pouco :S
    Realmente a capa não da nem uma dica do que se trata o livro, é bem discreta mesmo.
    Fiquei na dúvida se leio ou não.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Flávia
    Parece um pouco com Cinquenta tons de cinza, devido a questão do contrato.

    ResponderExcluir
  11. Esses tipos de livros eu não me interesso, eu passo é longe de querer ler, sei lá não acho legal, não tenho tesão algum para ler livros desse gênero.

    ResponderExcluir
  12. Olá Flavinha!
    Eu adoro livros hot e não li esse ainda. Agora ficar com a irmã mais nova do amigo é bem complicado...hehehehe
    Mas ele ser tão possessivo pode estragar a relação, ninguém aguenta!
    Adorei sua resenha amiga e estou doida para saber tudo nos mínimos detalhes!
    Beijos
    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
  13. Eu li as primeiras páginas (porque todos falavam que era demais) e achei a mesma coisa que 50 tons e afins, sério. Larguei o livro e não sei se pretendo terminar a leitura. Estava MUITO chato =( Acho que esse gênero pode ser legal, se for original, mas repetir a mesma coisa de sempre, de mulher submissa, apanhando e tudo mais, pf né.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Eu já li muitas trilogias, mais esta, é bom tirando so a primeira parte (Obsessão), mais na segunda e na terceira partes (Delírio, Fogo) a autora melhorou bastante.

    Que mais me frustrou na primeira parte (Obsessão), ê que tem tantas cenas humilhantes na parte do Gabe. E além disso, é coisa é submissâo parece no perido da antiguidade, quém disse que o acto sexual so torna prazerosa se encher a bunda de chicotadas? Nana nada, isso já nao ê sexo, imediatamente torna-se agressivo. Nao gostei dessas parte da Autora, ou ela mbora adora essas cenas serem aplicadas nela...Que mais me incomodou e me pôs furiosa, é a Tautólogia neste livro (Repetição de palavras) mesma coisa repetira mais de mil vezes tem 257 paginas, mais parece so 10. E essa coisa que os autores poem nos livros como protagonitas, so sao ricos, donos de hotelarías, bonitos, corpo definido...etc muita chata isso.

    Mia ê muito burra, so aceito tudo, em algum momento da leitura desta possa de livro ela nego ou protesta. Tudo é so assentir em aprovação. Se uma nação for composta de muitas mulheres com MIA ê claro que o mundo nao irá ter vantagens.

    ResponderExcluir
  16. Eu estou perdidamente apaixonado por essa historia apenas pelas resenhas que eu venho lendo. Não tem como não me interessar pela trilogia. O problema é que a minha lista de livros está cada dia maior. Adorei o seu blog e já está nos meus favoritos.

    Meu Blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir
  17. ESTOU COM ESSE LIVRO NA MINHA LISTA SEM FIM DE PENDENCIAS PARA 2016. MAS, QUANDO ADQUIRI ESSE LIVRO, IMAGINEI ALGO COMO AFTER, QUE TEM CONTEÚDO ADULTO, MAS QUE ME PRENDEU DE TAL MANEIRA QUE COMPREI TODOS OS LIVROS LANÇADOS NO BRASIL SEM ME PREOCUPAR SE A SEQUENCIA SERIA BOA. BEIJOS

    ResponderExcluir