25 de março de 2014

O Tesouro da Encantadora - Caroline Carlson

Lido em: Março de 2014
Título: O Tesouro da Encantadora - A Quase Honrosa Liga de Piratas #1
Autora: Caroline Carlson
Editora: Seguinte
Gênero: Infantojuvenil/Fantasia
Ano: 2014
Páginas: 400
Nota:
Sinopse: Há muitos anos, quando objetos mágicos eram tão comuns quanto panelas nos lares de Augusta, a magia era controlada por uma feiticeira muito poderosa: a Encantadora das Terras do Norte. Certo dia, cansada de sofrer ataques de cidadãos que queriam usar os poderes de maneira ilícita, ela resolveu se vingar: recolheu a maioria dos itens mágicos do reino e desapareceu, deixando os cidadãos sem notícias de seu paradeiro nem desse magnífico tesouro. Anos depois, quando Hilary Westfield decidiu que queria ser pirata, nem imaginava que estava prestes a participar da caça ao maior tesouro de todos os tempos. Afinal, tudo o que a preocupava era fugir da Escola da Senhorita Pimm para Damas Delicadas, onde as jovens da alta sociedade aprendiam a valsar, desmaiar e se comportar à mesa. Hilary não via utilidade nenhuma naquelas lições e queria se juntar à Quase Honrosa Liga de Piratas. Qualificações não lhe faltavam, mas a Liga não admitia garotas em sua equipe de algozes e pilantras. Decidida a partir para alto-mar a qualquer custo, Hilary responde ao anúncio de um pirata autônomo em busca e membros para sua tripulação. De repente, ela se vê no meio de uma aventura marítima em busca do tesouro mais valioso do reino: o tesouro da Encantadora. Para encontrá-lo, ela contará com um mapa sem X e precisará enfrentar o vilão mais traiçoeiro — e surpreendente — de todos os mares.

Resenha: O Tesouro da Encantadora é o primeiro volume da série A Quase Honrosa Liga de Piratas, escrita pela autora Caroline Carlson e lançada no Brasil pela Seguinte.
Nele conhecemos uma garotinha que pode ser considerada uma incrível, atrevida e corajosa heróina, Hilary Westfield. Ela faz parte da alta sociedade de Augusta, uma cidade cuja magia já esteve no auge há muitos anos atrás, quando ficou em poder da Encantadora das Terras do Norte. Porém, com tantos oportunistas tentando usar a magia de forma ilícita, a Encantadora sumiu e levou a magia consigo. Ninguém nunca mais soube de seu paradeiro.
Logo no início da história, nos deparamos com Hilary bastante insatisfeita e enfurecida por ter feito sua inscrição na Quase Honrosa Liga de Piratas (QHLP) e ter sido rejeitada pelo simples fato de ser uma menina! Então, a Escola de Aprimoramento da Senhorita Pimm para Damas Delicadas, sob direção de Eugenia Pimm, último lugar do mundo para o qual ela gostaria de ir, foi seu destino e, lá, ela seria forçada a aprender tudo o que uma dama delicada e virtuosa precisa para agir como tal, tendo aulas de crochê para iniciantes, balé aquático, valsa e outras aulas do tipo. Mas ser uma pirata é o sonho da vida de Hilary e, em companhia de sua gárgula mágica, ela vai fazer de tudo para se tornar uma bastante temível de um jeito ou de outro. E sua oportunidade chega quando ela se depara com um anúncio de um pirata a procura de tripulantes. Hilary foge da escola e vai contra as ordens e regras do seu próprio pai, o almirante da Marinha Real, para ir em busca do tesouro mágico da Encantadora. Esqueçam do ouro e das pedras preciosas (não que isso não seja tentador), mas aqui os piratas querem itens mágicos! Afinal, são muito mais valiosos e interessantes....

Com uma narrativa feita em terceira pessoa, bem fácil, muito fluída e com um humor contagiante, O Tesouro da Encantadora é o tipo de leitura que prende o leitor através de uma paródia muito criativa da pirataria com todos aqueles piratas caricatos, sem muita complexidade e propositalmente vigaristas, pilantras e salafrários que se deparam com problemas mais divertidos do que perigosos, juntamente com a ideia da educação exagerada das donzelas que deveriam ser indefesas até Hilary aparecer com seu propósito de se tornar uma pirata deixando todos horrorizados e perplexos.
Para dar um ar ainda mais divertido e agradável à história, o livro é recheado de cartas, formulários, documentos e trechos onde personagens se correspondem (às vezes sem sucesso já que o carteiro não se arrisca a ir em certos lugares perigosos devolvendo a carta em questão para seu remetente) ou tem acesso a notícias ou informações "muito importantes" e descritas de forma super engraçadas e malucas sobre o assunto do momento.
Uma coisa que achei muito bacana foi que o livro quebra vários estereótipos que a sociedade impõe ao gênero masculino ou feminino deixando claro que nem sempre um suposto herói tem intenções boas em vez de traiçoeiras, uma menina não necessariamente precisa se comportar como uma dama indefesa para ser menina e piratas podem muito bem ser engraçados e amistosos em vez de completos vilões ordinários.
Mesmo que o livro faça o gênero fantástico e infantojuvenil, é diversão na certa pra leitores de todas as idades!
Adorei acompanhar cada personagem rindo com todos eles (e também de todos eles) com tantos trocadilhos infames, me senti em meio a aventura em alto-mar, me surpreendi com várias revelações e acontecimentos inesperados e quero uma gárgula de estimação já!
O Tesouro da Encantadora é diversão garantida desde a primeira página! Me conquistou como nenhum livro do gênero me prendia há muito tempo... Vai encantar crianças, de fato, mas vai fisgar um leitor mais velho com toda a certeza assim como me fisgou.


9 comentários

  1. Amei a resenha, o livro, tudo é sério, to precisando de livros assim! que a narrativa flua com leveza, que me prenda, que literalmente, eu coma o livro, to lendo no momento Diga Aos Lobos Que Estou em casa, e to amando, do jeito que está indo, é 5 estrelas + favorito *-*
    Sua resenha também me conquistou, vai entrar na lista do skoob, agora mesmo :3

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da resenha. O livro parece ser muito engraçado, faz muito tempo que não leio livros sobre pirata. Você sabe quantos livros vai ter essa série?

    ResponderExcluir
  3. Olá Flávia, tudo bem?

    Quando vi no meu Feed do GFC que vc tinha postado resenha desse livro eu precisava vir conferir, pois eu simplesmente gostei do livro demais, tal como você havia tempos que não lia um infantojuvenil tão fantástico e contagiante como este livro... certamente é uma grande aposta e conquistará os mais diversos tipos de leitores.
    Amando a gárgula <3 hihihihi

    xoxo
    Mila F.
    @camila_marcia
    De Livro em Livro
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
  4. Olá Flavinha!
    Ultimamente tenho lido bastante livro infanto juvenil e esse me parece ser uma boa pedida!
    Pelo que você relatou, ele parece ser super divertido e leve.
    Quero conhecer e adorar todos os personagens assim como você1
    ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. tava lendo a sinopse e li : aprendiam a desmaiar assuhuh
    que meigo!
    tenho certeza que esse livro vai me conquistar temos o gosto parecido nesse quesito de livro infantojuvenil *-*

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  6. Muito boa sua resenha!
    O livro me interessou muito, e olha que não sou muito fã de livros com piratas, mas esse me parece ser bem diferente dos demais.
    Gostei de ter humor, e ter a narrativa leve.
    Quero lê-lo com certeza ;)

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro esse estilo de livro. Geralmente eles são leituras muito rápidas e gostosas.
    A sua resenha só me fez querer conhecê-lo.
    Beijinhos
    juleitora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu estava vendo sobre esse livro esses dias e fiquei apaixonada =)
    Amo livros do gênero e acho que são leituras rápidas, que fluem e que eu sempre curto.
    Lendo sua resenha positiva, me deixa ainda mais ansiosa para a leitura.

    ResponderExcluir
  9. Estou ansiosa para ler este livro, só lendo elogios a essa obra!!! Claro que está na lista ;)

    Andy_Mon Petit Poison
    POISON BOOKS - Nós, os Deuses (Bernard Werber) [Vídeo Resenha] bit.ly/1s8WAJg

    ResponderExcluir