6 de janeiro de 2014

Todo Dia - David Levithan

Lido em: Janeiro de 2014
Título: Todo Dia
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Gênero: Ficção Juvenil
Ano: 2013
Páginas: 280
Nota:
Sinopse: "A" acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, "A" precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, "A" e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.
Resenha: A história começa no 5.994º dia da vida de "A". A tem 16 anos e sua única certeza é que todos os dias são únicos pois sempre acorda no corpo de alguém cuja idade é sempre igual a sua. Não importa quem, não importa onde, não importa o que faça... Todo dia A é alguém diferente, com uma vida diferente, com desejos, sonhos ou medos diferentes, e sua tarefa é seguir com a vida da pessoa que se torna por um dia, sem interferências ou envolvimentos para evitar sequelas no dia seguinte.
Até que um dia, A acorda no corpo de Justin, um garoto prepotente e egoísta que só enxerga o próprio umbigo. Enquanto A vive a vida de Justin, ele conhece Rhiannon, sua namorada, e percebe que o garoto não se importa nem demonstra o menor carinho por ela. Pensando no quanto Rhiannon é especial, A decide dar a ela um dia inesquecível, mesmo sabendo que no dia seguinte a garota poderia se decepcionar quando o verdadeiro Justin retornasse ao seu corpo, mas o que A não esperava era exatamente fazer aquilo que jamais poderia: Se deixar levar pelos encantos de Rhiannon a ponto de se apaixonar por ela... Mas como A iria lidar com isso se no dia seguinte seria outra pessoa?
A não desiste e em nome desse sentimento decide procurar e se aproximar de Rhiannon outra vez, e a forma que encontra para fazer isso é indo numa festa que ela estaria, porém dessa vez, A é um garoto chamado Nathan. Num novo corpo, A consegue se aproximar de Rhiannon e seus planos estavam dando certo, até que A se dá conta do horário... Nathan deveria estar em casa antes que A deixasse seu corpo, do contrário poderia haver consequências... Mas A, sem tempo e sem outra escolha, deixa o corpo de Nathan dentro de seu carro a beira da estrada e quando o garoto acorda sem saber como foi parar alí e o que tinha acontecido no dia anterior, passa a acreditar ter sido possuído pelo demônio e seu relato vira uma notícia que se espalha loucamente pela internet.
Ao mesmo tempo que A sente a necessidade de se aproximar e explicar para Rhiannon sua situação, e claro, ficar junto dela, ainda precisa lidar com a ideia de alguém que acredita ter tido o diabo em seu corpo e que ainda está espalhando essa notícia com a intenção de encontrar A, seja quem ou o que for...

Escrito por David Levithan e lançado no Brasil pela Galera RecordTodo Dia traz uma história simplesmente inesquecível com personagens encantadores. Narrado em primeira pessoa e recheada de frases de impacto, A é protagonista dessa viagem através de vários corpos onde consegue enxergar e sentir o lado mais profundo e íntimo de cada um que se torna por um dia ao mesmo tempo em que tenta se encontrar e demonstrar ser quem é como alguém que encontrou o amor e precisa dele de forma urgente, mas impossível.
Não sei se posso apontar a falta de descrição física dos personagens como um ponto negativo, pois se A não ganhou explicações no que diz respeito ao que é exatamente, como os tantos outros, que por mais que a passagem tenha sido curta, poderiam ser? Cabe a nós mesmos imaginarmos de onde veio e o que ou quem é A, além de supor através da própria personalidade descrita com tanta perfeição e maestria de todos os outros como poderiam vir a ser, como se a intenção fosse por o leitor para refletir se a descrição de quem somos por fora seria a mesma coisa que somos por dentro... A aparência realmente importa a ponto de ser descrita e/ou considerada ou o que vale é o interior?
A é alguém que vê, absorve e sente o mundo por milhares de ângulos diferentes desde quando tem ciência de sua existência, como se quisesse mostrar que quem vive uma vida só está, a princípio, limitado às escolhas que fez, porém, ao mesmo tempo em que A pode ter esse gosto e liberdade de experimentar de tudo, justamente esse "tudo" pode não ser tão agradável assim, visto que haverá experiências com sentimentos ruins devido a escolhas erradas que o "hospedeiro" da vez fez, como uma má índole, o vício pelo uso de drogas ou até o ganho excessivo de peso por acomodação e desistência de acreditar em finais felizes... É como se nos fosse aberto um leque enorme para mostrar que a vida de cada um, além de distinta das nossas, vai muito além do que podemos imaginar pois nunca sabemos de fato o que se passa com cada um a não ser com nós mesmos... Como seria se pudéssemos viver a vida de alguém por um dia? E como seria se vivêssemos a vida de alguém diferente todos os dias sem termos uma vida para cuidar e chamar de nossa? Essa é a realidade de A... Não se sabe se é menino ou menina, se é negro ou branco, gordo ou magro, feio ou bonito... E isso não importa pois se trata de alguém que apenas vê e sente o que vive naquele momento...

Todo Dia foi um livro que confesso não ter dado muito crédito no início pois não fazia ideia de sua grandeza. Talvez a ideia de alguém acordando num corpo distinto a cada dia não tenha me chamado muita atenção, mas a forma como a história foi desenvolvida de uma forma tão delicada partindo de uma ideia que, a princípio, nem é lá tão original foi perfeita e genial.
Acompanhar cada dia da vida de A sendo quem é dentro de tantas pessoas foi uma experiência de leitura única pra mim. A constantemente se torna alguém feliz e despreocupado, mas da mesma forma se torna alguém destrutivo, depressivo, suicida, com problemas de autoaceitação e afins, e conhecer tantas personalidades diferentes trabalhadas de uma forma tão sutil para A lidar com todas elas a sua maneira foi surpreendente. É o tipo de livro que a gente fecha, suspira e reflete por muito tempo na mensagem tão profunda e bonita que nos é passada, afinal, o amor é algo para ser sentido, e não visto...

Uma história sobre um amor que quebra todas as barreiras, para refletir sobre quem somos, cada qual com suas particularidades e preferências, e qual nosso real valor.
"Brilhante, delicado e emocionante" são as palavras que descrevem Todo Dia pra mim.
Apaixonar-se por alguém não significa que você saiba como a pessoa se sente. Significa apenas que você sabe como você se sente. - pág. 84
E, mais uma vez, penso em como as pessoas usam o diabo para dar nome às coisas que temem. A causa e o efeito estão invertidos. O diabo não obriga ninguém a fazer as coisas. As pessoas é que fazem as coisas e culpam o diabo por isso. - pág. 123
Algumas vezes, quando você aperta "enviar", consegue imaginar a mensagem indo diretamente para o coração de outra pessoa. Mas outras vezes, como agora, parece que as palavras estão meramente caindo num poço. pág. 143
Quando você quer viver segundo a própria realidade, deve escolher passar pelo inicialmente doloroso porém finalmente reconfortante processo de descoberta. - pág. 219

23 comentários

  1. Eu estou loucamente precisando ler este livro. Desde que eu fiquei sabendo do lançamento dele estou na luta para tentar comprá-lo, mas sempre alguma coisa atrapalha. A resenha ficou maravilhosa, uma de suas melhores. Eu não havia imaginado o fato do garoto culpar o diabo e tal, parece bem egocêntrico isso, mas acho que deve ter ajudado na construção da história.
    Parabéns, resenha perfeita XD

    ResponderExcluir
  2. Uau Flá, que resenha maravilhosa e que livro surpreendente você mostrou pra gente hoje! Estou apaixonada porque gosto de livros de ficção profundos e esse parece ser o livro, junto com o meu futuro admirado O Entregador de Bonecos (recomendado).
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Oi Flávia,
    Nossa Todo Dia foi um dos melhores, ou até mesmo o melhor, livro que li em 2013 história fascinante e com um significado encantador, você tem que entrar de cabeça no sentimento e nas personalidades dos personagens.

    xoxo
    Mila F.
    De Livro em Livro - http://delivroemlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. gente sua resenha foi apaixonante. eu quero ler esse livro faz um tempo flávinha, mas ainda não tive a oportunidade de ler.
    sem contar que gente a história é mega interessante.
    vou ver se leio em breve.

    ResponderExcluir
  5. Oi,

    te indiquei para uma tag lá no blog: http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br/2014/01/tag-6-on-6.html

    Espero que goste!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Uau, que resenha! Esse livro parece muito intenso e forte.
    Isso do personagem A. não ter um corpo, ou melhor, ter todos os corpos foi uma sacada e tanto do autor. Que criatividade!
    Eu já queria comprar, agora quero muito mais haha

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Flávia!!!
    Desde quanto lançou este livro estou de olho nele, amo a sinopse e a capa!
    Sua resenha está ótima! Estou ainda + curioso para ler!
    Acho que o autor foi bem criativo em criar este gênero bem diferente !
    Amei *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Muito legal a resenha, gostei! Achei bem diferente este livro, diferente de tudo que já li e despertou bastante minha curiosidade para ler. Deve ser muito legal acompanhar a aventuras de A em diversos corpos enquanto procura se aproximar da garota, adorei!
    beijos ♥
    quemprecisadetvparaverbeyonce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Que resenha linda Flávia, eu adorei saber sobre o que se tratava e confesso que fiquei com muita vontade de ler, apesar de não me identificar muito com livros narrados por personagens masculinos, mas acho que vou gostar de "A"".

    Beijão
    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Esse livro é muito elogiado, mas não consigo sentir interesse em lê-lo, história muito estranha essa de todo dia em um corpo. Não sabia que tinha ocorrido isso do garoto pensar ser possuído, é o de início parece realmente. Achei até graça.

    ResponderExcluir
  12. Oi linda!
    Adorei a resenha, espero sentir essa grandeza na obra também! Confesso que gosto de descrições mais detalhadas. Mas lerei consciente disso agora. Espero gostar e me envolver nesse romance ♥ Adorei as quotes que separou!
    Bjus bjus!
    Pan
    Pan's Mind - Resenha Dupla - Carrie - Livro x Filme!

    ResponderExcluir
  13. Oi,

    Tá todo mundo falando de como esse livro é bom, que estou morrendo de vontade de lê-lo. Sua resenha me deixou com mais vontade ainda.

    Beijos,
    http://comoum-sonho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Me apaixonei por esse livro apenas lendo sua resenha. Com certeza é um ótimo livro. Amei seu blog!!!
    sckittyworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Flavinha, a capa me encantou desde que vi pela primeira vez, porém nunca peguei e li sobre o livro, mas fico feliz que tu tenhas me aberto os olhos para a história ótima que deve ser. Parece ser bem tocante, e com ar bem de personalidade das pessoas. Estou curiosa para ser, e saber como tudo irá se desenrolar, e como acabará tudo bem (: Bjs mil

    ResponderExcluir
  16. Quando eu li esse livro eu já fiquei impressionada logo no primeiro capítulo. A sensibilidade com que foi escrito. O personagem maravilhosos que passa por todo o que passa e mesmo assim é generoso e coloca o outro antes de si mesmo. Incrível. Realmente é um livro que tem "algo a mais" além da própria historia narrada. Não consegui dar 5 estrelas para ele devido ao final. Não achei ruim mas acho que ficou faltando algo e quando me parece que o livro nao está completo eu nao consigo dar mais do que 4 estrelas...

    http://www.trilhasculturais.com/
    http://www.entrandonumafria.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Nem imagino como seja acordar todo dia e ver que não sou mais a mesma pessoa! Deve ser muito louco!
    Gostei da sua resenha e quero sim ler o livro!

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Amei o enredo, a resenha, amei tudo
    fiquei aqui me imaginando vivendo cada dia num corpo diferente, e como desgraça pouca é bobagem, me apaixonando por alguém, cara preciso ler esse livro :D

    ResponderExcluir
  19. Sua resenha me fez querer ler mais ainda esse livro.Já tava namorando ele a um tempo na livraria,mas agora vou correndo comprar.Adoro livros de ficcção e tenho certeza que vou me encartar por esse.Ah,e vale ressaltar a criatividade do autor,muito bom mesmo!Parabéns pela resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. Todo dia é incrível, muitas resenhas acumuladas em minha mente sobre o livro e ainda mais essa? Tenho que comprá-lo logo para ler esse lindo!
    Abraços,

    ResponderExcluir
  21. Já tinham me falado sobre esse livro, mas eu não tinha lido resenha sobre ele, só sinopse.
    Bom saber que além de um enredo legal, é bem escrito e envolvente.
    Eu já queria comprar, agora quero mais.
    :D
    Adoro histórias fantasiosas!
    ;*

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  22. Olá Flavinha!
    Estou encantada com esse livro desde que anunciaram o lançamento, não lembro de ter lido nenhuma resenha negativa dele.
    Estou doida para conhecer a história de A, fiquei intrigada!

    Beijinhos

    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
  23. Apesar de todos os comentários e resenhas positivas que já vi desse livo ele ainda não conseguiu me ganhar..não curti muito a capa também =S

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir