26 de janeiro de 2014

A Viagem do Tigre - Colleen Houck

Lido em: Agosto de 2013
Título: A Viagem do Tigre - Saga do Tigre #3
Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance/Fantasia/Aventura/YA
Ano: 2012
Páginas: 496
Nota:
Sinopse: Perigo. Desolação. Escolhas. A eternidade é tempo demais para esperar pelo verdadeiro amor? Em sua terceira busca, a jovem Kelsey Hayes e seus tigres precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragões míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores. Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia. No entanto o irmão dele, Kishan, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição, além de afastarem aqueles que planejam frustrar seus objetivos.
Em A viagem do Tigre, terceiro volume da série A Saga do Tigre, Kelsey, Ren e Kishan retomam a jornada em direção ao seu verdadeiro destino numa história com muito suspense, criaturas encantadas, corações partidos e ação de primeira.

Resenha: Esta resenha pode ter spoilers dos livros anteriores!
A Viagem do Tigre é o terceiro volume da saga “A Maldição do Tigre”, escrita por Colleen Houk e lançada no Brasil pela Editora Arqueiro.
A história parte de onde terminou em O Resgate do Tigre, em que Kelsey precisa lidar com as dificuldades de um amor agora não correspondido, pois Ren não se lembra de que ela é sua metade após ter sido capturado e torturado por Lokesh, que criou um tipo de bloqueio proposital para que ele a esquecesse. Mas em companhia de Kishan, irmão de Ren, Kelsey se sente segura e protegida e continua se deixando levar por seus encantos. Como os irmãos ainda estão sob efeito da maldição em que eles são obrigados a permanecerem em forma de tigre por 12 horas por dia, eles partem numa viagem fantástica num iate em companhia do Sr. Kadam, Nilima e Kelsey para continuarem com a missão e caso forem bem sucedidos, ganharem mais 6 horas para ficarem na forma humana, viagem esta que envolve navegações pelos mares em busca de vários dragões mágicos, poderosos e traiçoeiros que irão colocar o trio em perigo a troco de alguma informação ou ajuda para encontrarem o Colar de Durga e seguirem para a tarefa árdua que é quebrar essa terceira parte da maldição.

Seguindo o mesmo ritmo dos dois primeiros volumes e narrada em primeira pessoa por Kelsey, A Viagem o Tigre está recheada de ação no que diz respeito à busca pela quebra da maldição ao mesmo tempo em que trata da questão amorosa desse triângulo amoroso que considero tão absurdo e irritante. O famoso triângulo amoroso é algo que considero como algo desnecessário e infeliz nas histórias em que o casal já está destinado um ao outro desde o princípio. Acredito que pode haver dificuldades e obstáculos para que haja tensão até que tudo se resolva, mas se o amor é algo realmente verdadeiro como parece, jamais existirá espaço para uma terceira pessoa, principalmente se elas convivem juntas e dependem uma da outra como acontece nessa saga. E Kelsey é egoísta, continua tirando conclusões precipitadas sobre tudo, às vezes não considera os sentimentos alheios e ainda se refere aos irmãos como sendo “seus tigres”, mesmo sabendo que é impossível manter um relacionamento com os dois... Queria muito que os dois simplesmente a mandassem pastar pois pra mim ela está longe de estar com essa bola toda, se fazendo de boa moça quando no fundo é uma completa cretina... Mas ainda assim, ela meio que tranca seus sentimentos por Ren já que ele se esqueceu de tudo o que passaram juntos e resolve investir em Kishan depois de ele insistir muito... Afinal, se não dá pra ficar com um por motivo de força maior, nada como usar o irmão do coitado como estepe já que ele se demonstrou tão interessado... Até que, claro, Ren recupera a memória e resolve lutar por sua amada outra vez, depois de despachá-la, humilhá-la, partir seu coração e desfilar com vadias em sua frente, se achando o tal, cheio de confiança, pra não perder o costume. E Kishan que tinha todo aquele jeitão bad boy descolado sumiu pra dar lugar a um Kishan babão e puxa saco. Ai... Sério que essa situação não me desce, não mesmo... Entre Team Ren e Team Kishan, fico com o Team Forever Alone, obrigada.

Pela parte da aventura é uma história bacana de se ler, pois as descrições dos cenários que a autora faz são cheia de detalhes e que trazem informações acerca da cultura local carregada de referências que são muito interessantes, ainda mais quando mescladas com fantasia que gosto bastante, mas ao mesmo tempo, uma coisa que não entendo como pode caber nessa história são as descrições dos diversos pratos de comida que se estendem por muitas e muita páginas e como os personagens aproveitam dessa fartura infinita sem engordarem uma grama sequer. Imagino o sofrimento de alguém que está fazendo um regime evitando todo tipo de gostosuras imagináveis ou não deve passar ao ler tantos detalhes sobre tantos tipos de comida exótica para todos os gostos. Acho muito exagerado e desnecessário dar tanto enfoque para essa questão da comida e acho que a história poderia ser mais curta se fôssemos poupados desses detalhes que, pra mim, são inúteis... Então por mais que a leitura tenha uma linguagem fácil, se tornou bem arrastada, levando em consideração esse triangulo odioso, e situações que, por mais perigosas, impossíveis e de tirar o fôlego que pareciam ser, sempre ficava óbvio que eles iriam conseguir sair da tal enrascada, mesmo que alguém saísse ferido ou com alguma seqüela qualquer pois seria curado posteriormente com algum elemento mágico que sempre está disponível quando necessário. Eu lia os capítulos no limite da paciência, desesperada pra essa agonia acabar.
Fico até um pouco chateada, meio em cima do muro, pois quando começo uma série que pelo primeiro livro parece que vai ser muito boa (sim, eu gostei do primeiro livro, A Maldição do Tigre, mas parou por ai), por mais que eu não goste de seu desenvolvimento e elementos presentes, não consigo simplesmente abandonar sem saber que fim tudo aquilo vai levar, então, que venha o Destino do Tigre.
A Viagem do Tigre, pra mim, mereceu duas estrelas por que levei em consideração os detalhes das viagens e seus cenários, e também as histórias dos dragões com suas ambições e descrições perfeitas. E também pela parte física do livro, cuja revisão é impecável e a capa maravilhosa...



10 comentários

  1. As capas dessa coleção é maravilhosa mesmo.
    Eu estava na livraria e me vi olhando os primeiros livros dá série com essas capas. Se fosse pra comprá-los, seria realmente pela capa.
    Li muitas resenhas sobre essa série e eu fiquei impressionada sobre as divergências de cotação que cada um deu. Alguns deram quatro, cinco estrelas. Mas outros não, como você, e deu uma nota baixa. Fico até mesmo assustada em tentar ler essa série e não conseguir terminar.
    Até mais!

    ResponderExcluir
  2. Não arrisquei ler por causa dos spoilers, mas acho a série e as capas bastantes atraentes!

    ResponderExcluir
  3. Quero ler o primeiro livro, tenho ele aqui faz um tempão, mas acho que ainda não chegou a hora de ler!
    Também não li sua resenha para não pegar alguns spoilers, se tiver!
    Amo as capas dessa série, são lindas mesmo!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. já li o primeiro e amei muito..espero gostar dos outros, sua resenha me deixou mais curioso pra ler!

    ResponderExcluir
  5. eu acho que passo a serie por enquanto, pq toda vez q leio uma resenha me vejo odiando a kelsey, sei lá acho ela insuportável ashuasuh e olha q eu nem li nenhum livro
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  6. Oi, Flavinha... ainda não li os livros anteriores, mas meu primo disse que são perfeitos demais (e vou pegar emprestados dele)... ele leu um cada dia de tão bons que ele achou, fico triste com tuas apenas duas estrelas, mas as criticas de toda a série são muito boas, e as capas instigam ainda mais... Beijos

    ResponderExcluir
  7. Amei essa capa,linda demais!
    Poxa,gosto muito de livros de aventura e fantasia e sempre achei que iria adorar esse livro,mas a sua resenha me fez perder um pouco as expectativas do livro.Mesmo sim,vou ler e ver se compartilho da mesma opnião que a sua.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha! O primeiro livro parece ser bem legal, mas esse me deixou um pouco receosa. Não curto estórias com triângulos amorosos, sempre morro de raiva rsrs
    Também acho desnecessário focar a narrativa em coisas que são irrelevantes para a estória, mas espero que o próximo livro dê uma melhorada! :)
    beijos ♥
    quemprecisadetvparaverbeyonce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Nossa amiga!
    Que chato que as sequências não foram boas, estou com expectativas tão altas com esses livros, agora sei como vai evoluir a história vou com menos sede ao pote!

    Beijinhos

    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
  10. Tenho 1 aqui mas ainda não li..sempre passo outros na frente dele..agora me desestimulou pra completar a serie =P

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir