4 de dezembro de 2015

Uma Chama Entre as Cinzas - Sabaa Tahir

Lido em: Novembro de 2015
Título: Uma Chama Entre as Cinzas - Uma Chama Entre As Cinzas #1
Autora: Sabaa Tahir
Editora: Verus
Gênero: Distopia/Fantasia/YA
Ano: 2015
Páginas: 432
Nota (cabe mais estrelas e mais corações aqui, Brasil?)
Onde comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Laia é uma escrava. Elias é um soldado. Nenhum dos dois é livre. No Império Marcial, a resposta para o desacato é a morte. Aqueles que não dão o próprio sangue pelo imperador arriscam perder as pessoas que amam e tudo que lhes é mais caro. É neste mundo brutal que Laia vive com os avós e o irmão mais velho. Eles não desafiam o Império, pois já viram o que acontece com quem se atreve a isso. Mas, quando o irmão de Laia é preso acusado de traição, ela é forçada a tomar uma atitude. Em troca da ajuda de rebeldes que prometem resgatar seu irmão, ela vai arriscar a própria vida para agir como espiã dentro da academia militar do Império. Ali, Laia conhece Elias, o melhor soldado da academia - e, secretamente, o mais relutante. O que Elias mais quer é se libertar da tirania que vem sendo treinado para aplicar. Logo ele e Laia percebem que a vida de ambos está interligada - e que suas escolhas podem mudar para sempre o destino do próprio Império.

Resenha: Quando um livro começa a deixar os leitores em polvorosa é impossível negar a curiosidade de ler, e quando soube que Uma Chama Entre as Cinzas, primeiro livro da série homônima escrita pela autora Sabahh Tahir e publicado pela Verus no Brasil, era um desses, não pude me conter, embora a capa não tenha me chamado atenção.

Há quinhentos anos atrás o os Marciais aprenderam o segredo da produção do aço mais poderoso do mundo e, após forjarem as melhores espadas, foram em direção ao sul a fim de conquistarem o Império Erudito, o maior que existia e que prezava principalmente pela educação e pelo conhecimento. Cidades e vilarejos se renderam, os Navegantes, comerciantes que viviam de viagens, conseguiram um acordo e os Eruditos foram derrotados após travarem uma luta até o fim. O Império Marcial foi instaurado após a conquista e os Eruditos e os Tribais passaram a viver oprimidos, impedidos de terem posses e conhecimento, além de serem escravizados ou mortos caso quebrem regras ou desagradem algum marcial. A inteligência perdeu lugar para a força bruta.
Segundo as profecias dos Adivinhos, a dinastia do Império Marcial está chegando ao fim.

E nesse cenário conhecemos Laia, uma erudita de dezessete anos que vive com os avós e com Darin, seu irmão mais velho. O problema é que Darin se envolve em algo considerado ilegal pelos marciais e caso fosse pego poderia ser morto. Os Máscaras, os soldados de elite fiéis ao Imperio e responsáveis pelo serviço sujo de castigar, escravizar e matar o povo, fizeram uma batida noturna e durante a busca seus avós são mortos e Darin é acusado de traição.
Laia, sozinha e desesperada, tem a ideia de ir até as catacumbas para procurar a Resistência, um grupo de rebeldes que ela nem ao menos tem certeza que existe, para pedir que a ajudem a salvar Darin da morte. Ela os encontra, mas em troca teria que ser espiã ao se infliltrar como escrava da comandante Keris Veturia, em Blackcliff, a academia militar do Império.

Paralelamente à história de Laia, temos a do soldado Elias, um caveira prestes a se formar em Blackcliff após quatorze anos de exautivos treinamentos. Agora, com o fim do treinamento se aproximando, ele se tornaria um Máscara mas sua verdadeira intenção é desertar pois não concorda com a tirania imposta pelos marciais. Porém, desertores são punidos com a morte...
Quando um dos adivinhos lhe faz uma visita com informaçoes valiosas sobre seus planos, as coisas mudam, pois sua escolha teria consequências, independente de qual fosse. Elias teria que escolher entre desertar mas perder sua essência com o passar dos anos, ou ficar para participar das eliminatórias que poderia torná-lo um dos possíveis sucessores do Império após a queda de Taius, segundo a profecia. Ambos os caminhos causariam sofrimento, mas apenas um lhe traria a liberdade...

Até que, em Blackcliff, Laia e Elias, que pertencem a classes e mundos diferentes, tem seus destinos cruzados e, por mais que eles pareçam não ter nada em comum, são movidos pelo desejo de serem livres.

Iniciei a leitura com as expetativas nas alturas e posso afirmar com muito gosto que todas elas foram superadas. Uma Chama Entre as Cinzas é um Young Adult que mistura distopia com fantasia, narrado em primeira pessoa de forma bem dinâmica, com os capítulos curtos e intercalados entre Laia e Elias.
O início pode parecer um pouco difícil de engatar, até mesmo porque as coisas vão sendo explicadas conforme a leitura avança sem que haja uma introdução, e achei que essa forma de desenvolver a história foi algo fantástico pois nao apresenta tudo logo de cara e mantém o leitor envolvido na leitura curioso pelo que está por vir.
A autora criou uma história crua num mundo sombrio, brutal e aterrorizante e, embora seja recheado com elementos da fantasia, traz situações envolvendo sentimentos dos quais temos diariamente além de abordar temas pesados como escravidão, estupro e a violência como nunca havia visto em outra obra literária.

Os personagens são incríveis, são muitíssimo bem construídos e possuem uma profundidade ímpar, até mesmo aqueles que parecem ser insignificantes. As mulheres tem papéis importantes e são representadas em vários papéis, desde as que são violentadas até as que ordenam tais punições. Keris é cruel, odiosa e faz o papel da pior e mais inescrupulosa vilã que já acompanhei até então.
Os protagonistas Laia e Elias vivem em realidades opostas mas ambos desejam que a tirania e a opressão cheguem ao fim. Eles desejam a igualdade entre os povos e dentro deles há uma chama que lhe darão força para lutarem pelo que acreditam.
O melhor é que, embora surja uma atração entre eles, é perceptível que nada será tão fácil visto que Elias já é afeiçoado a outra pessoa, assim como Laia... Não há cenas melosas, afinal, o foco é a ideia de conseguir sair ileso e sobreviver para que a tirania possa cair em meio ao conflito.

É válido ressaltar que, conforme a história se desenvolve, o leitor vai descobrindo de forma gradual como o Império realmente surgiu sendo difícil fazer um julgamento sobre os reais culpados quando ninguém parece ser inocente. A disputa parece não ter fim e algumas coisas acabam ficando sem resposta, e espero ansiosa para que elas venham no próximo livro.
A fantasia se faz presente através de tradições bizarras, magia e mistiscismo em que criaturas sobrenaturais dividem o espaço com Adivinhos que lêem mentes e fazem previsões do futuro, além de soldados treinados desde crianças para não terem piedade quando o assunto é punir, mesmo que tal punição seja apenas para lhes darem prazer.

Uma Chama Entre as Cinzas é um livro épico, complexo, sangrento e brutal, a história é cheia de intrigas, mas fala principalmente sobre força, coragem e esperança, mostrando como a amizade e a lealdade são ingredientes indispensáveis quando se tem objetivos em comum na luta por um bem maior.

Só posso dizer que só lendo o livro para que se entenda com perfeição a grandeza da obra e o que a autora construiu. O melhor livro que li este ano, sem dúvidas.


12 comentários

  1. Há dias estou curiosa para ler mais sobre esse livro, amo demais fantasias. Estou participando de vários sorteios deste livro e espero ganhar um :)
    A resenha me deixou com mais vontade do que eu já estava. Ler sobre novos mundo e imaginá-los para mim é maravilhoso. A história me lembrou não sei porque o livro 'A Rainha Vermelha', eles são totalmente distintos, mas ambos falam de mundos divididos pelos que possuem e não possuem poder. A parte chata de livros que tem continuação é ter que esperar meses e às vezes, anos pela sua continuação, até hoje espero a continuação de 'As Crônicas de Gelo e Fogo - Os Ventos do Inverno'. Enfim, adorei a história e com toda certeza esse livro já está na minha meta de leitura deste ano \o/

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosa resenha.
    Amo livros que contém fantasia, é como se ele simplesmente te tira-se do mundo cheio de lógica e te coloca-se em um lugar onde nada é impossível.
    Se eu não ganhar esse sorteio, com certeza esse será minha próxima compra de livros...

    ResponderExcluir
  3. Gosto do gênero épico, no momento estou lendo Crônicas de Gelo e fogo, a capa é linda! A historia parece ser interessante! Esse lance todo de liberdade e fim de tirania me lembram muito de divergente, se form no mesmo estilo vou amar!!

    ResponderExcluir
  4. Somente a capa do livro já me chamou a atenção e a resenha me completou...com certeza vou ler o livro

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha e me deixou com muita vontade alem da capa que achei linda e me deixou curiosa muito boa a resenha.
    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece maravilhosa!

    ResponderExcluir
  7. Todos os livros a maioria é fantasia, mas este parece ser uma fantasia diferente daquele que vc se apega e so para de ler qdo o livro termina, a capa meia fraquinha, mas o importante e o conteudo. vamos ler com certeza.
    nao conheço a escritora Sabaa Tahir mas espero encontrar mais obras assim ou outrs que ela tenha escrito.

    tatianats.eh@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. esse livro é perfeito
    adorei conhecer o mundo criado pela autora
    ansiosa pela continuação ;)

    ResponderExcluir
  9. Olá! Essa foi a primeira resenha que li sobre esse livro e estou impressionada com a história que ele parece trazer, me parece uma história realmente complexa, na qual precisamos mergulhar de cabeça e prestar bastante atenção na leitura para entender, não que isso seja ruim, penso que é algo interessante em um livro, todo o mistério e o juntar de peças na busca pelo entendimento de toda a trama. Entrou com certeza p minha lista de desejados!

    ResponderExcluir
  10. Hello! Tudo bem?

    Depois da sua super nota de estrelas e corações, acho que nao tenho duvidas que vc amou o livro, haha...
    Uma Chama Entre as Cinzas é um dos livros que mais quero ter, sério! Até hoje nao vi uma reseha negativa e ess capa é perfeita demais!!
    A historia por si só já é mto interessante e essa mistura de Young Adult com distopia e fantasia me deixa doida, afinal sao os meus generos preferidos, além de romance ne?!
    Mto bom saber que os personagens são incríveis, bem construidos, eu acho que isso que da força para a historia.
    Vi que elogios que nao faltam e clarooooo que quero mtoooo!
    Beijos!

    LIVROS E SUSHI - https://livrosesushi.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Trata-se de uma grande salada de elementos dispares juntos e que deram certo. Gosto de fantasia, mas odeio YAs. Gosto de distopias, mas fujo de enredos que envolvem violências. Acho que essa seria uma leitura que me traria muitos sentimentos conflitosos, assim como parece que a história em si é. Tomara que pelo menos, entre tantos sofrimentos, o Império Marcial caia e a escravidão termine. Nem ouso imaginar que vai ter um final feliz para esses dois protagonistas, porque acho que irão se tornar mártires...

    ResponderExcluir