6 de dezembro de 2015

Minha Sexlist - Joanna Bolouri

Título: Minha Sexlist
Autora: Joanna Bolouri
Tradução: Débora Chaves
Editora: Fábrica 231/Rocco
Gênero: Chick lit
Ano: 2015
Páginas: 416
Nota
Onde comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Esqueça a tradicional lista com resoluções de início de ano do tipo parar de fumar, entrar na academia, arrumar um novo emprego e embarque com Phoebe Henderson num desafio bem mais ousado e original. Depois de flagrar o ex com outra, a protagonista de Minha sexlist inova em suas promessas de ano novo e estabelece a meta de realizar dez desafios sexuais em um ano. Entre tentativas e erros envolvendo desde o bonitão do escritório ao melhor amigo, Phoebe percebe, do alto de seus 32 anos, que pôr o plano em prática não é das tarefas mais fáceis, e registra suas descobertas, alegrias e frustrações nessa espécie de diário sexy franco e bem-humorado.

Resenha: Phoebe Henderson protagoniza esse hilário chick lit escrito pela autora Joanna Bolouri e publicado no Brasil pelo selo Fábrica 231, da Editora Rocco.

Um ano se passou após Phoebe ter flagrado o namorado Alex a traindo com outra mas ela ainda não o esqueceu por completo. Ela até curte a solteirice mas cansou de perder tempo com homens que não lhe acrescentam em nada. Com o início de um novo ano, ela é desafiada pela amiga e decide ficar livre de uma vez por todas do sentimento que ainda nutria pelo ex, principalmente quando assume que nunca foi feliz, sexualmente falando. E no auge de seus 32 anos, Phoebe inova ao criar uma lista de desafios sexuais que ela tem vontade de fazer, alguns malucos, outros nem tanto, mas que, obviamente, não seriam tão fáceis de se por em prática.
Depois de alguns encontros fracassados, resta a Phoebe recorrer a Oliver, seu melhor amigo, para ajudá-la nas suas metas. Sua trajetória é registrada em forma de diário, e a situação em que se encontra não poderia ser contada de forma mais honesta e bem humorada.
E entre itens que envolvem falar sacanagem, masturbação, sexo grupal, bondage e afins, vamos acompanhando as peripécias e as aventuras sexuais dessa protagonista cômica e que nos arranca boas risadas,

Minha sexlist tem uma narrativa espirituosa e divertida, feita em forma de diário e em primeira pessoa. A leitura é tão fluída que é possível que o livro seja lido em poucas horas.
A capa lembra um pouco as de alguns livros de autoajuda, mas não se engane. A história que será encontrada aqui foge completamente desse tema, principalmente porque é desenvolvida de uma forma bastante diferente da esperada quando a leitura é iniciada. As coisas esquentam e pronto: Impossível largar!
Durante o ano que se passa, acompanhamos Phoebe descrevendo seus pensamentos e sensações enquanto ela conta com bom humor, orgulho e sem pudor e sem vergonha alguma as formas que encontrou para realizar os itens que compõe sua lista. Alguns dão certo, outros dão muito errado, mas tudo serve de experiência para que ela se torne segura e confiante em si mesma, e claro, dão um toque de realidade à história já que nem tudo pode ser perfeito como queremos.
Um ponto bacana é que a história não se concentra apenas no cumprimento da lista. Phoebe também fala sobre o passado com o ex, de relacionamentos falidos, dos seus amigos e do trabalho, o que faz com que a história tenha uma gama de opções que se devenvolvem e que fazem com que o leitor fique por dentro da vida da protagonista, conhecendo-a mais a fundo.
Os personagens secundários são ótimos, mas não ganham tanto destaque assim visto que o foco é Phoebe.
A protagonista é o tipo de personagem que sabe que nao é perfeita e que nem sempre as coisas que quer darão certo, mas ela é determinada e corajosa o bastante pra assumir os riscos quando decide se comprometer com seu projeto. Tudo serve de experiência e faz com que ela aprenda muito sobre si mesma e sobre o que ela quer pra sua vida.

Confesso que algumas coisas eu não teria a menor coragem de realizar, e outras não tinha ideia de que existiam, e ler sobre elas de uma forma tão honesta e bem humorada acabou despertando minha curiosidade. XD

O final é um pouco previsível, mas posso garantir que Phoebe é uma personagem cômica e engraçada, que começa meio pra baixo, mas veio pra mostrar que se deve arriscar ao se experimentar as coisas boas da vida.
Largue mão do conservadorismo e mantenha a mente aberta. Com certeza você vai curtir essa leitura peculiar e dar boas gargalhadas com Phoebe!

Um comentário

  1. Não é meu tipo de livro mas fiquei interessada pela personagem ser cômica e eu gosto disso!
    Já estou seguindo e adorando o blog <3
    Beijos.
    Criei, recentemente, um blog para falar sobre filmes, séries, cultura e artes no geral. Se você puder dar uma conferida eu ficarei muito grata: http://cineleva.blogspot.com.br/ :)

    ResponderExcluir