17 de dezembro de 2015

Doce Tatuagem - Helena Hunting

Título: Doce Tatuagem - Clipped Wings #0,5
Autora: Helena Hunting
Editora: Suma de Letras
Gênero: Romance/New Adult
Ano: 2015
Páginas: 30
Nota
Onde comprar: Saraiva | Amazon
Sinopse: Depois de sofrer um grande trauma, Tenley se muda para Chicago. Solitária na nova cidade, passa as noites olhando pela janela para o estúdio de tatuagem em frente, onde observar um dos tatuadores a distrai da tristeza. Ele, Hayden, também tem um passado perturbador, e suas relações nunca vão além de sexo casual. A chegada da nova vizinha faz isso mudar. A atração imediata entre eles dá início a uma relação complicada, cheia de fantasmas de suas antigas relações e de desafios a serem superados. 

Resenha: Doce Tatuagem é a introdução a série Clipped Wings, escrita pela autora Helena Hunting. O livro foi lançado apenas em formato digital pela Suma de Letras.

Tenley Page é uma jovem prestes a completar seus vinte e um anos. Ela decidiu sair de Arden Hills para deixar pra trás a memória do que ela jamais poderia recuperar. Agora, morando num apartamento em Chicago, Tenley está sozinha e ainda carregando a culpa de um trauma que sofreu há alguns meses. Seu único conforto e distração é passar as noites olhando pela janela, observando o Inked Armor, um estúdio de tatuagem. Um dos tatuadores, Hayden, lhe chamou atenção a ponto de Tenley ter sonhos bastante íntimos com o rapaz. Para ocupar seu tempo, Tenley aceita trabalhar no Serendipity, um antiquário acoplado a um café localizado no térreo do prédio onde mora, gerenciado por Cassie. O que a jovem não sabia é que o tatuador sarado de olhos azuis por quem ela vem nutrindo tanto desejo é sobrinho de Cassie, e ele também tem estado bastante curioso a respeito dessa garota desde que a viu pela primeira vez...

Por se tratar de uma introdução, Doce Tatuagem traz apenas dois capítulos, cada um destinado a Tenley e Hayden, mas são suficientes para que as leitoras tenham uma prévia do universo criado pela autora e como as coisas em À Flor da Pele, o primeiro livro da série, serão intensas... A escrita da autora é ótima e envolve o leitor de um jeito que é impossível largar. A narrativa é em primeira pessoa e podemos acompanhar um pouco dos pensamentos e da personalidade de cada um dos protagonistas e o pouco que foi trabalhado já foi o suficiente para ganhar meu coração.

É perceptível que Tenley tem segredos e traumas que a abalam, mas ela ainda tenta dar a volta por cima para seguir em frente, invenstindo em seus estudos e mostrando que é uma pessoa centrada e inteligente.
Hayden se mostra alguém bastante prestativo e apesar de nada de seu passado ser revelado, podemos perceber que Tenley mexe com seus sentidos de uma forma que ninguém nunca mexeu...

Apesar de achar que o conto poderia ter sido incluído como um prólogo no primeiro livro, a introdução é ótima, vale super a pena de ser lida para sabermos que o interesse era algo recíproco desde o início. Minhas expectativas estão nas alturas para prosseguir com a leitura e saber o que o futuro reserva a esses casal improvável?

Nenhum comentário

Postar um comentário