23 de julho de 2013

A Corrida de Escorpião - Maggie Stiefvater

Lido em: Julho de 2013
Título: A Corrida de Escorpião
Autora: Maggie Stiefvater
Editora: Verus
Gênero: Fantasia/Jovem Adulto
Ano: 2012
Páginas: 378
Nota:
Sinopse: A cada novembro, os cavalos d'água emergem do oceano e galopam na areia sob os penhascos de Thisby. E, a cada novembro, os homens capturam esses cavalos para uma corrida eletrizante e mortal. Alguns cavaleiros sobrevivem. Outros, não.
Aos 19 anos, Sean Kendrick já foi quatro vezes campeão. Ele é um jovem  de poucas palavras e, se tem medos, guarda-os bem escondidos, onde ninguém possa vê-los. Puck Connolly é uma novata nas Corridas de Escorpião. Ela nunca quis participar da competição, mas o destino não lhe deu muita escolha.
Sean e Puck vão competir neste ano, e ambos têm mais a ganhar - ou perder - do que jamais pensaram. Mas apenas um deles pode vencer.
Resenha: Thisby é uma ilha onde seus habitantes sempre se preparam para o Festival de Escorpião, que acontece no mês de novembro, e uma das atrações é a Corrida de Escorpião, famosa pela competitividade violenta e banhos de sangue, e que atrai turistas e apostadores do continente. O diferencial dessa corrida (que nada tem a ver com escorpiões), é que os cavalos não são cavalos comuns, são cavalos d'água, ou como são chamados, capal uisce (pronuncia-se "cappoul ishka"), seres fantásticos, lendários, violentos, carnívoros e misteriosos, que emergem do oceano para galoparem pela areia nos penhascos da ilha. Neste momento, os homens os capturam para domá-los, tentando não deixarem essa natureza violenta aflorar a fim de montá-los para a Corrida. E é nesse cenário que conhecemos Sean Kendrick e Puck Connolly, os protagonistas da história.

Sean tem 19 anos, é corajoso, destemido e conhecido por ter sido campeão da Corrida de Escorpião por quatro vezes. Mesmo com um passado trágico, seu pai foi atacado e devorado por um capall uisce numa Corrida há uns dez anos atrás, a Corrida foi o que lhe restou. Ele trabalha no Haras Malvern, é um encantador de cavalos e tem uma grande paixão por esses animais, e se inscreve todos os anos para a Corrida a mando de Benjamin Malvern, o dono do Haras que tem grande poder e influência em Thisby. Sean é o único que tem coragem para montar Corr, um dos capall garanhões do haras de Benjamin, e única "família" para Sean, que tem o sonho de comprá-lo.

Puck, (ou Kate, seu nome verdadeiro), é uma adolescente órfã de uns 16 anos, que mora com seus dois irmãos, Gabe e Finn. Ela é muito corajosa, não mede suas palavras e nem se deixa intimidar por nada nem ninguém, até que seu irmão mais velho decide ir embora e Benjamin, proprietário da casa onde ela mora com os irmãos, começa a cobrar uma divida enorme, pois sua casa não estava sendo paga, e como última chance de conseguir o dinheiro e retardar a partida do irmão, ela decide se inscrever na Corrida montando Dove, sua pônei comum. Porém, Puck nunca correu, e por ser novata, mulher e ainda inscrever sua pônei que não é uma uisce, ela se torna motivo de preconceito, chacota e humilhação na ilha. Ela passa a ser ignorada por todos, pois a Corrida até então era exclusiva para os homens. Mas Sean é exceção...

A narrativa é feita em primeira pessoa, com capítulos relativamente curtos alternados entre Sean e Puck.
As descrições são perfeitas, a escrita é impecável, fluída, envolvente e leva o leitor até a ilha de Thisby, de um jeito que é possível quase sentir a areia nos pés, o cheiro de sal do mar e até mesmo o cheiro do sangue, e a autora frisa e repete bastante esses detalhes...
Os personagens são muito humanos, e carregados de uma realidade que foge à fantasia. O romance que surge entre Sean e Puck é algo que é construído aos poucos, real, sólido, intenso e bonito, o que torna tudo muito crível e aceitável. Nada que surge do além, nada meloso, nada antipático.
Às vezes a leitura se torna um pouco cansativa pois não tem um ritmo acelerado na questão dos acontecimentos, mas nem por isso perde sua beleza. As coisas acontecem devagar, mas a espera pela corrida e pelo final cheio de glória e até um pouco previsível é algo que vale muito a pena, pois no decorrer da história, podemos compreender que a corrida é apenas um pano de fundo para algo muito maior, e que vai bem além do que apenas uma competição sangrenta onde há somente um vencedor.

A capa é perfeita, pois além de linda, consegue trazer as cores que a autora descreve no decorrer da história... areia, sangue, ferrugem... A diagramação é simples, cada início de capítulo traz o nome do personagem da vez que narra a situação pelo seu ponto de vista, e uma pequena silhueta de um cavalo correndo. As páginas são amareladas e a letra tem um tamanho muito agradável. Encontrei um erro de revisão, mas não atrapalha a leitura.

Quando pego um livro pra ler, cheia de expectativas e me surpreendo tanto como me surpreendi, sinto uma necessidade enorme de sair indicando pra todo mundo. Pra quem gosta de histórias originais, cuja narrativa é perfeita, convidativa e sedutora, com toques de humor leve, drama, paixões intensas e cavalos selvagens, precisa ler.
Amor condicional e verdadeiro, fidelidade absoluta e coragem pra lutar quando não há mais nada a se perder ficam evidentes, deixando a história muito mais mágica do que parece...
A Corrida de Escorpião se tornou um dos meus livros favoritos!

14 comentários

  1. Sensacional. Adorei a ideia de uma corrida com cavalos selvagens, que saem do oceano, realmente original. Sei lá a capa até então não tinha me agradado muito, mas quem sabe, quando eu ler este livro ela não faça mais sentido. Adorei a resenha, perfeita XD

    Bjss!

    ResponderExcluir
  2. Este livro parece mesmo muito bom, Já me indicaram, mas infelizmente ainda não li.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Ele é um dos meus livros favoritos também, Flavinha.
    Adoro a escrita dessa autora como um todo, na verdade. Mas nesse livro... Ela se superou. Maravilhoso!!!!

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Não gostei muito da capa, mesmo me lembrando Cavalo de Fogo, que eu amava. kkk mas amei a tipografia do título e a história parece interessante. Cavalos carnívoros que saem do mar? Essa é nova pra mim, haha. Vou pesquisar mais sobre esse livro.
    Beijos
    (✌゚∀゚)☞ Me in the Bucket

    ResponderExcluir
  5. Oi Flavia,
    Eu não dava nada por este livro, primeiramente me apaixonei pela capa e só por isso que comprei. Mas quando comecei a ler, pensei: "Bah, que livro sensacional". A história é muito envolvente e é impossível não apaixonar-se pelos personagens. Eu gostei muito e espero que a Verus publique mais livros deste tipo.
    Beijos.
    Katielle
    http://leituramaravilhosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o autor nem o livro, mas a história e interessante e convidativa, já que se trata de um enredo bem diferente, bom pelo menos assim, pois nunca li nada parecido, vou pesquisar mais sobre ele e anotar na minha lista!
    Bjs
    Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  7. Puxa, que legal sua resenha Flávia! Ainda não tinha lido nada a respeito desse livro, mas após ler sua resenha, me interessei bastante em sua leitura :)
    Vou procurar saber mais ;)
    Beijos =*

    @morenalilica
    Doce Insensatez

    ResponderExcluir
  8. Oi Flavia :)

    Nossa amei sua resenha porque nossa opinião ficou muito igual, a capa traz essa ideia de areia e de ferrugem mesmo eu amei isso, também me surpreendo quando um livro me agrada muito porque sou meio chato kkkk, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  9. Gostei da escrita da Maggie desde que li "Calafrio".
    Já tinha lido uma resenha e a sinopse de "A Corrida de Escorpião" e estou muito curiosa para lê-lo desde então :)

    Confira nossas novidades!
    http://autoracarolinaribeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Flavia,
    Que linda essa resenha!
    Já conhecia esse livro e a capa é mesmo perfeita!
    Esse é um daqueles livros que vai entrar para a minha interminável listinha de desejados rsrsrs
    Eu já gostava dele, com a sua efusiva resenha então, quero ele pra ontem! rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Flavia.
    Parece bem original mesmo. Gostei! Já está nos desejados!
    Adoro ler resenhas que me deixam louca de vontade de ler. Com tantos elogios seus, sei que não tem erro.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Nossa,esse livro tá mofando na minha lista de leitura !
    Já li algumas coisas dele e por isso me empolguei para ler :D
    Com certeza irei ler ele !

    ResponderExcluir
  13. Nossa, nossa, nossa!!
    eu não conhecia o livro, e só pela resenha já fiquei super empolgada!
    Já foi para a minha lista de desejados!!

    ResponderExcluir
  14. Percebi que temos estilos literários bem distintos.
    À medida em que fui lendo a resenha, fui percebendo o seu entusiasmo com o livro, e constatando que eu definitivamente não iria gostar kkk

    ResponderExcluir