25 de janeiro de 2016

Estrelas Perdidas - Claudia Gray

Título: Estrelas Perdidas
Autora: Claudia Gray
Editora: Seguinte
Gênero: Sci-fi/YA
Ano: 2015
Páginas: 446
Nota
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Ciena Ree e Thane Kyrell se conheceram na infância e cresceram com o mesmo sonho: pilotar as naves do Império, cujo poder sobre a galáxia aumentava a cada dia. Durante a adolescência, sua amizade aos poucos se transforma em algo mais, porém suas diferenças políticas afastam seus caminhos: Thane se junta à Aliança Rebelde e Ciena permanece leal ao imperador. Agora em lados opostos da guerra, será que eles vão conseguir ficar juntos?
Através dos pontos de vista de Ciena e Thane, você acompanhará os principais acontecimentos desde o surgimento da Rebelião até a queda do Império - como as Batalhas de Yavin, Hoth e Endor - de um jeito absolutamente original e envolvente. O livro relata, ainda, eventos inéditos que se passam depois do episódio VI, O retorno de Jedi, e traz pistas sobre o episódio VII, O despertar da Força!

Resenha: Estrelas Perdidas, escrito pela autora Claudia Gray, traz uma história paralela à saga Star Wars. O leitor irá acompanhar alguns acontecimentos que se passam depois de O Retorno de Jedi (episódio VI) fazendo do livro um prelúdio de O Despetar da Força (episódio VII).
"Há muito tempo, numa galáxia muito, muito distante...

Oito anos após a queda da Velha República, o Império Galáctico agora reina sobre a galáxia conhecida. A oposição ao Impédio foi praticamente toda silenciada. Apenas uns poucos líderes corajosos como Bail Organa, de Alderaan, ainda ousam se opor abertamente ao imperador Palpatine.

Após anos de resistência, os vários mundos na fronteira da Orla Exterior se renderam. A cada planeta conquistado, o poder do Império fica ainda maior.

O último planeta a cair nas garras do imperador foi o montanhoso e isolado Jelucan, cujos cidadãos torcem por um futuro mais próspero enquanto a frota estelas do Império se aproxima..."
- Pág. 7

Ciena Ree e Thane Kyrell são habitantes do planeta Jelucan. Apesar de viverem em realidades diferentes, eles se tornam grandes amigos e compartilham do mesmo sonho: se tornarem pilotos das academias imperiais. Após vários anos de treinamento os dois ingressam à Curuscant, a academia mais renomada do Império, e o que era amizade começa a se transformar em algo mais sólido.
Ciena é designada a pilotar O Devastador, e Thane vai para uma frota que mais tarde foi chamada de Estrela da Morte, a mesma destruída pela Rebelião que atingiu Alderaan fazendo com que o planeta inteiro explodisse (quem lembra?), mas eles acabam se afastando ainda mais devido às suas diferenças políticas.
Enquanto Ciena permanece leal ao Imperador e a Darth Vader e se recusa a quebrar o juramento de lealdade que fez, Thane se une à Aliança Rebelde mas continua lutando por ela, mesmo que ela tenha se tornado sua "inimiga". Agora, em lados opostos, resta saber se o sentimento que os uniu será maior do que a guerra.

Apesar do toque de romance jovem adulto inserido na trama em que a relação entre Ciena e Thane é muito bem trabalhada, Estrelas Perdidas é um livro que aborda o universo de Star Wars com bastante fidelidade e maestria.
A escrita da autora é bem fácil e consegue introduzir qualquer leitor ao universo sem que fique perdido em meio ao enredo. O livro é narrado em terceira pessoa, então o ponto de vista engloba de forma geral os personagens e a situação em que se encontram sem que fiquemos presos a pensamentos particulares ou sensações, mas o aprofundamento na descrição das suas personalidades e dos valores que cultivam é o grande responsável por mostrar ao leitor o quanto eles foram bem construidos e cativantes, até mesmo pela ideia de que se deixarem seus sentmentos transparecerem, a amizade poderia ser prejudicada e até mesmo perdida. Existe amor entre eles, não é como negar, mas eles estão cientes de que há coisas muito mais sérias acontecendo no universo para que eles se deixem levar o que mostra que o foco principal não é o romance propriamente dito, mas o quão conturbado e difícil pode ser um relacionamento quando os envolvidos defendem causas distintas e são leais a elas a própria maneira, e como isso pode ser doloroso.
O livro levanta outras questões através da situação em que os personagens se encontram, como a honra, as boas ou más intenções alheias, a corrupção e as intrigas políticas e até mesmo o ceticismo.

Um ponto genial e super adequado foi que a autora mesclou alguns eventos de forma que os personagens tenham participações "diretas" em algumas cenas da saga e ainda dá espaço para que personagens como a própria Princesa Leia tenham suas aparições, logo o livro acaba sendo um complemento praticamente essencial para aqueles que são fãs de Star Wars e não deixam escapar detalhes, porém com um diferencial de que este parece estar ligado a acontecimentos já conhecidos, e que trazem boas recordações pois ele oferece uma nova visão sobre a guerra entre a Aliança Rebelde e o Império através de Ciena e Thane, sendo possível ver um pouco mais de sua abrangência.
Até aqueles que nunca assistiram ou leram nada sobre a saga podem começar por este livro, nem que seja a título de curiosidade.

O trabalho gráfico é ótimo, a capa é aveludada com detalhes em verniz e alto relevo no título. As páginas são amarelas, a fonte tem um tamanho e espaçamento agradáveis e não há erros na revisão. Há um marcador que pode ser recortado na contracapa do livro e para aqueles que colecionam ou gostam de marcar as páginas com o marcador combinando é um super presente!

Pra quem procura pelo livro apenas para obter pistas sobre o novo filme, pare. Encare o livro como um complemento dessa saga fantástica e viciante que faz com que o leitor se sinta na pele dos personagens e torça por cada um deles com muita paixão. Super recomendo!

Nenhum comentário

Postar um comentário