20 de janeiro de 2016

A Sereia - Kiera cass

Título: A Sereia
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Gênero: Fantasia/YA
Ano: 2016
Páginas: 328
Nota
Onde comprar (pré venda): Saraiva | Submarino | Americanas
Lançamento: 26 de Janeiro de 2016
Sinopse: Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar - pois a voz da sereia é fatal -, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração.

Resenha: Kahlen, uma jovem de dezenove anos, estava com a família a bordo de um navio até ter ouvido algo diferente no ar... Uma canção entorpecente atraiu a tripulação até o convés e todos ficaram em transe, sentindo uma enorme necessidade de se jogarem na água. Em meio ao naufrágio, Kahlen recobrou a consciência e lutou para voltar a superfície. Ela não queria morrer, não estava pronta, e desesperada ela ouviu uma voz... Kahlen foi puxada pra longe, foi salva pela própria Água, mas sair ilesa teria um preço a se pagar: Ela se tornaria uma sereia pelos próximos cem anos, e usaria a voz apenas para cantar e atrair as pessoas para o mar, assim como ela havia sido atraída. Somente após os término dos cem anos ela poderia usar a voz e teria a liberdade outra vez, e dentro desse tempo permaneceria sempre jovem, saudável e bonita. Oitenta anos se passaram desde então e, junto com Aisling, Elizabeth e Miaka, suas irmãs sereias, Kahlen cumpria sua sentença à risca, servindo à Água a cada chamado.
Até conhecer Akinli e tudo ficar diferente...
"Eu queria ser capaz de explicar como a interrupção de uma vida plena era melhor do que o prolongamento de uma vida vazia."
- Pág. 20
Kierra Cass trouxe a mitologia das sereias com uma construção inteiramente nova e original no que diz respeito aos costumes e até mesmo à aparência. A cauda deu lugar as pernas mas a voz e o canto continuam fatais. Embora elas sejam sentenciadas a passar cem anos servindo à Água, elas vivem como pessoas comuns, fazem planos e se ocupam com atividades rotineiras, mas carregar o fardo de serem as responsáveis por tantas mortes é algo que não é nada fácil e Kahlen é a que mais sofre com isso. Sua sentença está chegando ao fim, mas após oitenta anos de devoção e obediência ela sente que vive uma vida que não lhe pertence, se culpa pelo que faz e não consegue ser feliz.

A narrativa é feita em primeira pessoa pelo ponto de vista de Kahlen, então ficamos a par de seus pensamentos e seus dilemas, sendo possível perceber claramente o quanto sua história é difícil e carregada de melancolia. O relacionamento com suas irmãs é algo muito bonito de se acompanhar pois elas são amigas, confidentes, cúmplices uma da outra e sempre estão alí quando necessário, mas embora tenham essa afinidade, Kahlen se sente deslocada por ter outros sonhos.

Ao conhecer Akinli, ela se apaixona e tudo o que passa a sentir ao compartilhar pequenos momentos junto a ele é forte o bastante para mudar tudo o que ela acreditava até então. Com relação a essa questão fiquei me questionando sobre a vida dela, pois tudo o que ela mais queria era encontrar alguém, se casar e ser feliz com o que pra ela era mais do que suficiente: o amor. Pode parecer estranho ela ser tão diferente das irmãs, que apesar de fazerem parte dessa irmandade carregada de segredos, vão pra balada e querem curtir a vida como podem, tirando proveito das brechas dessa prisão, mas embora ela pudesse ter usado toda a sua experiência de vida para atualizar sua concepção e fazer o mesmo, ela preferiu se recolher e acreditar que o que ela precisava era alguém a quem ela pudesse amar, da mesma forma como pudesse ser amada.
Uma entidade pode amá-la e cuidar dela e de suas irmãs como filhas, mas não é a mesma coisa que ter alguém de carne e osso que possa lhe completar. Se a Água a ama, porque não a manteve livre? Por que era necessário evidenciar a superioridade e o poder para impor regras e obediência daquelas que lhe deviam a vida a troco de ferir suas almas com o que eram obrigadas a fazer? Quando as coisas são feitas por obrigação, logo se cria resistência, e com Kahlen não foi diferente... Por amor ela resistiria, mas quem em seu lugar não faria o mesmo?

Talvez algumas pessoas possam achar que a mensagem passada remete ao machismo, que seja errada, ou ainda que ensine jovens a se prenderem aos estereótipos ditados pela sociedade de que o casamento ainda é algo necessário quando não é, mas quem somos nós para julgar atos, desejos ou pensamentos que não interferem em nada no direito de ir e vir alheio? Kahlen é uma personagem, mas e se fosse alguém real? Ela seria condenada por querer se casar em vez de se dedicar aos estudos ou a uma carreira que ela simplesmente não se identifica só pelo fato de que hoje em dia o pensamento é diferente do que era oitenta anos atrás?
Talvez seja possível perceber um certo exagero na questão da necessidade de Kahlen e Akinli ficarem juntos, como se fossem morrer se houver a menor distância entre eles, mas acho que podemos levar em consideração de que se trata da primeira experiência de ambos nesse quesito. Só a experiência dentro do relacionamento pode servir como exemplo para futuras escolhas caso a primeira não dê certo. Só é possível saber, de fato, se algo vale ou não a pena se tivermos a oportunidade de vivermos a situação, e se Kahlen nunca viveu, que viva e tire as próprias conclusões.
A preocupação maior seria se os valores de Kahlen fossem distorcidos o suficiente a ponto de prejudicar alguém, mas não é esse o caso. Sua ligação com Akinli foi forte e intensa o bastante para despertar nela o amor desinsteressado, puro e verdadeiro, um sentimento que qualquer um está sujeito a viver, desde que também encontre isso em outra pessoa.
"Talvez o segredo para eu poder seguir em frente não fosse eliminar tudo o que eu sentia. Talvez só precisasse me concentrar no único sentimento que fazia todos os outros parecerem menores."
- Pág. 62 
Um ponto que achei muito válido para se destacar é a questão dos personagens e como todos tem um papel importante para o desenrolar da trama. Suas histórias de vida são tristes e muitas das escolhas que fazem são baseadas no que viveram. Juro que ficaria muito agradecida se Kiera retornasse à história para escrever um livro destinado a cada uma das irmãs. Aisling é admirável por ter conseguido suportar tanta carga dramática e emocional em sua vida, e a personalidade de Elisabeth é marcante o bastante para despertar a curiosidade por uma história contada a partir de sua visão.

A autora soube trabalhar a fragilidade de uma alma antiga e delicada, que, mesmo devastada pelo que era obrigada a fazer, tirou forças de onde menos esperava para lutar por aquilo que queria e pelo que acreditava, e tudo isso foi feito de forma leve, com abordagens sutis, com cenas memoráveis e emocionantes que só ela é capaz de descrever. Onde há tragédia é possível encontrar a esperança, e quando tudo parece estar perdido basta acreditar que as coisas vão se revolver, mesmo que seja necessário paciência.



34 comentários

  1. É a segunda resenha desse livro que leio e vejo que você e a outra pessoa atentaram nesse ponto em comum: que há uma necessidade basicamente vital dos dois envolvidos no romance. Então deve ser algo realmente gritante no livro. Se tiver a oportunidade, provavelmente lerei. Gostaria de concluir por mim mesma!

    Ah, será que não seria melhor que a capa fosse em outro estilo? Essa pode remeter até demais à Seleção, e tirar um pouco da identidade desse livro separado.

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi :D
    Gostei da sua resenha, estou curiosa pra ler esse livro mas mesmo sabendo que tem outro rumo, depois de A herdeira estou meio desanimada.
    Lerei, mas um futuro.
    Bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Quando eu soube que iria sair esse livro no Brasil, logo fiquei animada. Eu amo A Seleção e quero muito ler mais uma obra da Kiera. Acho a escrita dela muito gostosa e pelo que li, nesse livro não vai ser diferente. Confesso que nunca li nada sobre sereias (a não ser A Pequena Sereia rs), mas estou curiosa por esse livro. Sou apaixonada por romances, então acho que a história desses dois vai me agradar muito! A resenha me deixou ainda mais animada pela leitura rs Bjs

    ResponderExcluir
  4. Em suma, "A Sereia" é um livro envolvente e apaixonante. Com personagens cativantes e um romance de tirar o fôlego, a obra tem tudo para conquistar todos aqueles que a lerem.

    ResponderExcluir
  5. Estou doida pra ler esse livro, curto muito fantasia e escrita da Kiera Cass, parece ser bem emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  6. Já li algumas resenhas e comentários sobre esse livro. Até o presente momento, não li nada de negativo nele, então a conclusão é que o romance deve ser bom. Gostaria muito de ler e tirar minhas conclusões e ver se bate com os demais. Gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  7. Ahhh quero muito ler. Sou apaixonada pela Kiera! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Com grandes expectativas para essa história. Já está na minha meta de leitura para 2016. *-*

    ResponderExcluir
  9. Parece muito interessante esse romance da sereia e um ser mortal que prometi nós cativar! Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  10. Eu Amo a escrita da Kiera Cass o primeiro livro que eu conseguir ler em celular e não parava e eu comprei o segundo livro e amei mas ainda e esse livro é maravilhoso porque eu amo historias de sereia desde pequena ainda escrito pela minha escritora favorita e amei o primeiro capitulo que eu comprei Felizes para Sempre e to mega ansiosa por esse livro que ainda vem com uma carta exclusiva ele ta na minha lista de livros que eu vou compra.
    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Ai meu Deus.
    Como eu quero ler esse livro, confesso que li a resenha lentamente com medo de conter spoiler, mas amei a resenha, não me fez mudar de ideia em ler o livro.
    Boa noite

    ResponderExcluir
  12. Não tinha lido ainda nenhuma resenha do livro e fiquei fascinada, como sou fascinada por qualquer mitologia.
    Faz tempo que não via um livro falando sobre o mito das sereias e a autora ter trazido uma nova roupagem para elas é maravilhoso!
    “O que sabemos é uma gota; o que ignoramos é um oceano.” (Isaac Newton)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito da resenha, tenho muita vontade de ler esse livro, acho que não li nenhum que tenha sereias como tema e por que gostei muito dos livros da serie A Seleção, apesar de ainda não ter tido tempo de ler A Herdeira e quero ver se vou gostar deste.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu li apenas um livro dessa autora e fiquei apaixonada pela escrita dela, então eu quero ler todos os livros dela.
    Assim que eu vi essa capa linda me encantei, a sinopse é de cativar!
    E a sua foi a primeira resenha que leio...
    Adorei!
    Nossa já posso ficar imaginando essa nova versão de sereia...e tentar entender o que se passa na cabeça dela...
    Muito curiosa para saber como é a Rotina das irmãs sereias, já que levam uma vida normal, apesar de terem que levar vidas inocentes para o fundo do mar!
    Muito interessante a história...nunca li nada a respeito de sereias, e acredito que vou gostar muito!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  15. adorooo os livros da kiera cass
    estou ansiosa para ler
    mais um livro surpreendente dela ;)

    ResponderExcluir
  16. Até o momento não sabia muito bem como seria o livro, eu já sabia que ia amar, porque amo livros de sereias, mas agora eu tenho total certeza de que vou amar muito. Uma história de sereia, sendo contada por uma nova perspectiva, ainda mais se ainda somos acostumados com as histórias antigas será com toda certeza uma história que vai me cativar.

    ResponderExcluir
  17. Ameiiii *--* muito ansiosa para ler, meta para minhas leituras em 2016 com toda certezaa ♥

    ResponderExcluir
  18. Que romance lindo, diferente!! Que decisão difícil Kahlen tem que tomar!! Ela já cumpriu 80 anos de servidão, e arriscar tudo pode ser complicado até por que ela parece ser a queridinha da Água!! Só lendo para saber como é que ela vai conseguir se comunicar Akinli, como vai terminar esta estória!!

    ResponderExcluir
  19. Fala sério, sou totalmente apaixonada pela Kiera e quando li os primeiros capítulos desse livro (vieram no livro Felizes para Sempre), fiquei louca para ler! Parece ser um livro totalmente diferente de A Seleção, uma coisa que me deixou ansiosa para a leitura, já que conheço a Kiera por sua escrita de A Seleção, mas duvido que me decepcione com esse livro! Louca pra ler *-*

    ResponderExcluir
  20. Depois dessa resenha fiquei curiosa para ler o livro,eu nunca li livros dessa autora, comecei com hábito da leitura ano passado depois que li "como eu era antes de você".

    ResponderExcluir
  21. Lendo a resenha, entendi que ela fez uma releitura intensa e diferente, e eu adoro releituras assim (já viu as da Sarah Pinborough? São fantásticas!). Vou assumir que não fiquei tão fascinada pelo livro porque não parei para ler a sinopse ou as resenhas. Eu gostei da temática d'A Seleção, mas achei que, sei lá, teve um pouco de enrolação. xD Apesar de saber que meio que está na moda fazer trilogias com um enredo, eu ainda fico um pouco incomodada. xD Eu tenho piti quando um livro demora muito para chegar na ação (ignore minha opinião sobre isso, eu realmente tenho um treco quando demora um tiquinho a mais). Ademais, adorarei ler um livro único da Kiera e esquecer um pouco o meu probleminha com A Seleção.
    A resenha ficou show! Good luck!

    http://fiveminuteswithnoni.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Só eu que não li nada sobre serias?! Me sentindo uma leiga nesse momento (LOL), mas enfim, dramas a parte. Fiquei curiosa para ler esse livro, primeiro que editora esta fazendo um marketing enorme, segundo que a autora perece escrever super bem o desenvolvimento do enredo.

    ResponderExcluir
  23. Olá!

    To louca pra ler esse livro! A Kiera escreve muito bem, amo os livros da séria A seleção.
    Essa história é bem diferente, mas parece ser tão boa quanto!
    Nunca li nenhum um livro com o tema sereias, estou bem curiosa!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  24. Essa é a segunda resenha que leio desse livro e já estou ficando com certeza de que é tão bom quanto A Seleção! A Kiera Cass parece trabalhar o tema muito bem, com encanto, paixão e uma escrita divinal. Fiquei curioso =) Abraços.

    ResponderExcluir
  25. Oii!! Apesar do título, não pensava que "A sereia" se referia, como posso dizer...a criatura em si rsrs...pensei que era um título que iria ser explicado no livro depois rsrs! Enfim, achei a premissa um tanto diferente e gostei disso, pelo que vc comentou o livro promete nos prender durante toda a leitura, penso que vou gostar! Bj!

    ResponderExcluir
  26. Oi Fla! Eu li os primeiros capítulos no final de A Herdeira e lembro que não curti muito! Porém agora acho que deixei a vibe de A Seleção de lado e consegui embarcar nesta nova ideia da Kiera, espero curtir a leitura ♥

    Beijos Joi

    ResponderExcluir
  27. Kahlen foi salva pela Água, só que em compensação ela ficou com uma dívida de cem anos. Sinistra está estória de ter que atrair humanos para o mar!! Mas eis que surge Akinli na estória!! Com certeza o romance vai ser interessante!!

    ResponderExcluir
  28. Mds estou mais do que querendo este livro! #MainhaCompra ou #MeDaNoSorteio

    ResponderExcluir
  29. Antes do lançamento eu já estava louca para ler esse livro *-* Sou suspeita pra falar, por que sou obcecada por sereias desde pequena, e eu não vejo a hora de ter esse livro na minha coleção de livros de sereia. A resenha me deixou ainda mais ansiosa para ler ele, parece ser aquele livro que você pega pra ler e não larga enquanto não termina.

    ResponderExcluir
  30. Eu gostei muito da premissa desse livro! Realmente, a história parece abordar um ponto de vista diferente da vida das sereias. Eu concordo totalmente com você na parte em que você falou sobre o desejo de se casar ao invés de estudar. Inclusive uma das minhas amigas pensava assim, e não é algo para se condenar. Cada uma é livre para fazer o que deseja! Um beijo <3

    ResponderExcluir
  31. Essa resenha me fez pensar bastante, gostei do que escreveu foi a melhor que li sobre o livro até agora, não sabia de certas coisas que só você explicou por exemplo sobre as irmãs e de como seria bom ter uma história para cada uma, ainda não li nenhum livro da autora mas fiquei curiosa para começar por esse ainda mais sendo um livro único, estou meio com preguiça de ler série.

    ResponderExcluir
  32. Estou muito interessadaaaa
    <3<3<3<3

    ResponderExcluir