9 de novembro de 2015

O Retorno de Izabel - J.A. Redmerski

Título: O Retorno de Izabel - Na Companhia de Assassinos #2
Autora: J.A. Redmerski
Editora: Suma de Letras
Gênero: Romance/Suspense/Thriller
Ano: 2015
Páginas: 232
Nota
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Determinada a levar o mesmo estilo de vida do assassino que a libertou do cativeiro, Sarai resolve sair sozinha em missão, com o propósito de matar o sádico e corrupto empresário Arthur Hamburg. No entanto, sem habilidades nem treinamento, os acontecimentos passam muito longe de sair como o planejado. Em perigo, Sarai nem acredita quando Victor Faust aparece para salvá-la — de novo. Apesar de irritado pelas atitudes inconsequentes dela, ele logo percebe que a garota não vai desistir de seus objetivos. Então não há outra opção para ele a não ser treiná-la. Com tamanha proximidade, para eles é impossível resistir à atração explosiva. Nem Victor nem Sarai podem disfarçar o que sentem, ou negar o desejo que os une. No entanto, depois de tantos anos de sofrimento e tantas cicatrizes emocionais, será que eles conseguirão lidar com um sentimento como amor? Só que Sarai — novamente na pele de Izabel Seyfried — ainda terá que passar por um último teste; um teste para provar se conseguirá viver ao lado de Victor, mas que, ao mesmo tempo, poderá fazê-la questionar os próprios sentimentos e tudo que sabe sobre esse homem.

Resenha: O Retorno de Izabel é o segundo livro da série Na Companhia der Assassinos, escrita pela autora J.A. Redmerski e publicado no Brasil pela Suma de Letras.
Por se tratar de continuação, este resenha pode ter spoilers do livro anterior.
Recaptulando o primeiro livro, Sarai é uma jovem que, desde a adolescência, vivia presa numa fortaleza no deserto do México sendo abusada pelo líder do tráfico local que acreditava ser seu dono. Até que um dia Victor, um assassino de aluguel vai ao local, e Sarai enxerga nele uma oportunidade para fugir, mas em vez dele se livrar do "problema", afinal, o traficante obviamente iria atrás dela quando percebesse que fugiu, ele decide protegê-la e iria arriscar tudo para mantê-la em segurança.

Após todo o envolvimento intenso que eles tiveram e os problemas e perigos em que se meteram, ao fim eles se separam e Sarai tenta levar uma vida normal ao se instalar numa casa nova, ao ter alguém que poderia chamar de mãe, um trabalho, uma amiga e até um namorado, exatamente como Victor pediu que ela fizesse. Mas ainda que a vida pareça estar tranquila, Sarai nunca o esqueceu, e nunca esqueceu o que viveu ao lado dele. Ela quer reencontrá-lo e quer se vingar de Arthur Hamburg, um empresário corrupto, depravado e sádico que eles enfrentaram no passado. Obcecada com a ideia da vingança, e também de levar o mesmo estilo de vida de Victor, Sarai decide por seu plano de matar Arthur em ação, mas as coisas não saem tão bem quanto ela imaginou, afinal, ela não possui treinamento algum pra esse tipo de serviço e acabou se metendo numa roubada que colocou sua vida em risco... E mais uma vez Victor aparece para salvá-la. Sabendo que Sarai não iria desistir de seus objetivos, e nem que existe um sentimento e um enorme desejo que os unem, Victor decide ajudá-la e Sarai precisaria entrar mais uma vez na pele de Izabel, a personagem que ela se transformou no caso com Arthur Hamburg, para uma missão. Mas antes ela passaria por novos treinamentos, testes de resistência e um ainda maior que poderá fazê-la se questionar se realmente conhece o homem que ama...

O livro é narrado em primeira pessoa e os capítulos são alternados entre Sarai e Victor, assim como no primeiro livro. A escrita da autora é simplesmente perfeita, empolgante, viciante, com detalhes que nos prendem e nos fazem vibrar e ficarmos agoniados a cada página.
Como se a ideia de Sarai se tornar uma assassina já não fosse surpreendente, ter Victor como seu treinador foi algo totalmente incrível. Os detalhes que exploram a sexualidade dos personagens são bem descritos, quentes e como sempre, intensos o bastante para nos tirar o ar.
Vou confessar que achei Sarai um tanto inconsequente, agindo como uma lunática a fim de chamar atenção de Victor no início da história, mas talvez o propósito tenha sido exatamente este, mostrar que uma pessoa que está sem a outra que a completa acaba agindo sem juízo, não pensa com clareza e não tem muita noção das consequências de seus atos, principalmente quando o assunto é se envolver com bandidos.

O treinamento de Sarai é extenso e toma boa parte da trama, e durante a leitura muitas coisas pareciam não se encaixar muito bem. O relacionamento dos dois continua intenso, cheio de desejo e paixão e, gradualmente, vemos dois personagens que já sofreram muito no passado e testemunharam muitos horrores, mas encontraram um no outro a força que precisavam e um sentimento que acreditavam que nunca sentiriam por ninguém. E o melhor disso é quando, enfim, Victor admite que precisa dela em sua vida. A relação floresce e a ligação que eles possuem se torna mais forte.

Os personagens secundários tem tanta importância nesse quebra-cabeças que não poderia deixar de falar deles... Mas o que realmente importa é que Victor está sendo perseguido pela Ordem de assassinos em que trabalhava antes, mas a dúvida sobre a lealdade de Niklas, que está atrás de Sarai, e se seu amigo - interrogador feat. torturador - Fredrick, permeia pelo enredo. Há a possibilidade de alguns deles estar traindo a confiança de Victor mas a maior prova de lealdade deverá ser feita pela própria Sarai.

O livro é ótimo, mas a única coisa que não me fez gostar tanto dessa sequência como gostei da primeira a ponto de torná-lo favorito, foi o fato de que o desenvolvimento da história fugiu um pouco do contexto e da realidade em que eles estão envolvidos apesar de ser bem amarrada. O romance é perfeito, não há como negar, mas quando lemos uma história que aborda assassinos, máfia e afins, não sobra espaço para devaneios e comportamentos infantis e teimosos. Antes de Sarai ficar pronta ela é imatura e é só quando ela encarna Izabel, uma assassina perigosa e sangue frio, é que as coisas começam a entrar nos eixos.
Mas ao fim tudo se encaixa, tudo se resolve, nada entra pro clichê e ficamos com a boca aberta com a reviravolta e com as revelações que a história nos apresenta. O impacto é total e a sensação ao terminar o livro é da cara enterrada na poeira.

Pra quem quer ler uma história rápida e envolvente, com ação do início ao fim, personagens excepcionais envolvidos em situações extremas e que mexem com nossos sentidos - em todos os sentidos - leia! Leia! Não é sempre que nos deparamos com bandidos que podem ser considerados verdadeiros heróis.
Resta aguardar pelo terceiro livro da série, que dessa vez trará Fredrick como protagonista, ansiosa.

Os livros da série (thanks, Goodreads):
#1 - A Morte de Sarai - Sarai e Victor
#2 - O Retorno de Izabel - Continuação da história de Sarai e Victor
#3 - The Swan & the Jackal (O Cisne e o Chacal) - Fredrik e Cassia
#4 - Seeds of Iniquity (Sementes de Iniquidade) Victor, Sarai, Fredrik, Niklas e Nora
#5 - The Black Wolf (O Lobo Negro) - Niklas


Nenhum comentário

Postar um comentário