19 de janeiro de 2012

Filha da Magia - Justine Larbalestier

Lido em: Janeiro de 2012
Título: Filha da Magia
Autor: Justine Larbalestier
Editora: Galera Record
Gênero: Juvenil/Fantasia
Ano: 2008
Páginas: 326
Nota:
Sinopse: Há pouco tempo, Razão nem mesmo sabia que existia magia. Mas um antepassado poderoso a transformou em algo jamais visto, e agora ela tem mais poder do que poderia supor. De repente, Razão pode fazer qualquer coisa, ir a qualquer lugar - e viver para sempre. Todo esse poder, porém, tem um preço - sua humanidade. Razão se tornou a única com o poder de salvar seus amigos e familiares. Mas talvez ela já esteja fora de alcance.

Resenha:  Depois da "coisa", que na verdade nada mais era que um antepassado de Razão em forma de "magia física" (mas que só consigo imaginar algo como um "Flubber laranjado e nojento"), tudo ficou diferente.
Nesta última parte da história, Razão, grávida de Danny, tem completo controle sobre a magia que já tinha e a que recebeu da coisa-antepassado-Cansino que apareceu para lhe ensinar sobre magia da forma mais sem noção do mundo (isso ainda no segundo livro), e o título do livro nos leva a pensar que a história seria sobre a criança... Quem pensa isso está quadradamente enganado.
Razão, depois de salvar Jay Tee da morte, "desligando" sua magia, deseja fazer o mesmo com sua mãe, mas descobre que seu avô maníaco já tinha a sequestrado e a levado para longe para roubar sua magia ou fazer sabe-se lá Deus o que. A busca frenética pela salvação de todos que estão para morrer, e até dos que não estão, é uma loucura!
Razão, mesmo grávida, perde completamente a forma humana e fica andando por aí deixando todos que olham pra ela abismados. Só lendo pra entender, mas adianto que eu imaginei um alienígena luminoso vagando por aí...

Achei que neste livro, a história meio que saiu da linha de onde partiu, pois a magia passa a ser apresentada como uma entidade maligna e gananciosa que só existe para consumir as pessoas e tem vida própria, como se fosse um demônio, meio que levando quem a possui sempre querer mais e mais poder, como age o avô, e Razão, agindo pela razão (trocadilho infame rsrs ;p), entende que uma coisas dessas não pode ser boa e precisa "desligar" a magia de todos que amam para protegê-los e preservar suas vidas e mentes, aproveitando que agora se transformou na  própria magia em pessoa (ou o que quer que seja aquilo que ela vira)..
Mas será que quem tem magia realmente quer que esse "dom" seja desligado para sempre?

Sinceramente, não gostei desse final para a história. Achei que a autora viajou demais inventando essa transformação/mutação da Razão pra uma coisa sem cabelo e brilhante vagando por aí pra salvar quem ela nem sabe se quer ser salvo da forma como ela quer. Se a pessoa já nasce com magia, se a magia é uma coisa que está em seu DNA, como do nada passa a ser uma coisa que pensa e faz com que quem a possui seja egoísta e ganancioso, como se fosse uma segunda alma?

Francamente... Eu achei completamente sem noção esse terceiro livro. :/

5 comentários

  1. Poxa, Flavia, agora vc me deixou em dúvida se eu leio ou não essa trilogia. Os dois primeiros livros parecem tão empolgantes e imaginei q o terceiro/ultimo livro seria eletrizante, mas adorei a capa (achei a mais linda trilogia). Vou ter q ler de qualquer jeito para saber mais sobre essa forma "alienigina" da Razão. Só não entendi porque ela está grávida. Ela é adolescente ou criança? Bjs!!!

    Http://peregrinodanoite.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei a capa é super fofinha....Amo livros de fantasia nunca tinha lido nenhum livro da autora mais essa serie parece ser bem legal!

    xoxo

    ResponderExcluir
  3. Parece que o ultimo livro esta meio que fora dos trilhos e parece ser meio decepcionante também...
    Eu sempre vi a magia como algo bom, mesmo tendo a magia negra, mas faz parte da história já que é a vida deles em jogo.
    Adorei a capa, muito fofa...Mesmo vendo que o ultimo livro não parece tão bom quanto os dois primeiros vou ler

    ResponderExcluir
  4. Não gosto de histórias que essas coisas idiotas acontecem, você le, más quando termina ve que a história é toda sem sentido. Odeio.

    ResponderExcluir
  5. Estava um pouco curiosa quanto a trilogia ( capa super fofa), mas você me deixou em dúvidas agora...

    ResponderExcluir