14 de maio de 2016

Meu Coração e Outros Buracos Negros - Jasmine Warga

Título: Meu Coração e Outros Buracos Negros
Autora: Jasmine Warga
Editora: Rocco
Gênero: Drama/YA
Ano: 2016
Páginas: 312
Nota:
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Um tema amargo, mas necessário. Em Meu coração e outros buracos negros, a estreante Jasmine Warga apresenta aos leitores um romance adolescente que aborda, de forma aberta, honesta e emocionante, o suicídio. Aysel, a protagonista, enfrenta problemas com a família e os colegas de escola, como tantos jovens por aí, e, aos 16 anos, planeja acabar com a própria vida. Mas quando ela conhece Roman num site de suicídio, em busca de um cúmplice que a ajude a planejar a própria morte, num pacto desesperado, a vida dos dois literalmente vira de cabeça para baixo. Aos poucos, Aysel percebe que seu coração ainda é capaz de bater alegremente. E ela precisará lutar por sua vida, pela vida de Roman e pelo amor que os une, antes que seja tarde.

Resenha: Meu Coração e Outros Buracos Negros, é o primeiro livro escrito pela autora Jasmine Warga e publicado no Brasil pelo selo Jovens Leitores da Editora Rocco.

Aysel Seran é uma jovem de dezesseis anos e totalmente deprimida. Além de não ter amigos, ela faz questão de afastar as pessoas ao seu redor. Aysel morava com o pai, mas após ele ter cometido um crime terrível, ela precisou ir morar com a mãe e sua família "perfeita" a qual ela sempre se sentiu deslocada e excluída. Ela trabalha como operadora de telemarketing na TMC (Tucker's Marketing Concept) oferecendo pacotes de viagens para clientes impacientes e detesta seu emprego, mas aproveita o acesso livre à internet pra poder visitar seu site favorito, o Passagens Tranquilas. Trata-se de um site para reunir pessoas que não têm mais vontade de viver e querem se suicidar de forma eficaz.
"O problema do suicídio, que a maioria das pessoas não percebe, é ser algo realmente difícil de concretizar. Eu sei, eu sei. As pessoas sempre ficam de mimimi dizendo que o 'suicídio é uma saída covarde'. E acho que é mesmo... quer dizer, estou desistindo, me rendendo. Fugindo do buraco negro que é meu futuro, me impedindo de crescer e virar a pessoa que tenho pavor de me tornar. Mas o fato de ser uma saída covarde não garante que vá ser fácil."
- Pág. 15-16
E é no Passagens Tranquilas que Aysel se depara com a mensagem de "RobôCongelado", apelido de seu "parceiro de suicídio", Roman. Quando eles se encontram e começam a acertar os detalhes da morte, que seria em menos de um mês, Aysel não compreende o motivo de um garoto popular, cercado de amigos, bonito e amado pela família ter chegado a esse ponto de querer acabar com a própria vida. Mas a medida que eles se aproximam mais, Aysel descobre que ainda é possível encontrar a felicidade, e ela começa a se questionar se morrer vai resolver seus problemas e se é algo que valerá a pena... O problema é que Roman já está decidido...

Depressão é um tema delicado e bastante pesado a ser tratado, e neste livro, em particular, a autora conseguiu abordá-lo mostrando o problema da forma como ele é de forma nua e crua, mas com naturalidade o bastante pra poder dar toques de bom humor. Então embora seja carregado de melancolia e morbidez, o que com certeza vai emocionar qualquer leitor, ainda consegue mostrar o amor numa forma pura e bonita entre personagens fortes e autênticos, mas pungentes e imperfeitos.
A escrita da autora beira o poético, pois o texto é repleto de significados e é possível tirar várias frases de efeito que realmente faz com que o leitor reflita sobre o quão são verdadeiras, principalmente para aqueles que já sofreram de depressão em algum momento da vida ou apenas conviveram com alguém afetado. Levando isso em consideração, a sensação é de que o livro foi escrito especialmente pra essas pessoas, ou pelo menos vão ser as que mais irão se identificar com a situação.
Narrado em primeira pessoa, temos o ponto de vista da protagonista para tudo o que está a sua volta, desde o quanto seu emprego a incomoda, como ela encara a questão do suicídio, como ela sente que é vista pelos outros devido ao crime que seu pai cometeu, como ela encara o relacionamento em casa com a mãe e os meio-irmãos até como ela se sente quando está ao lado de Roman.

A capa possui uma tipografia que lembra tinta, e acredito que o preto utilizado foi proposital pra ilustrar a "lesma preta" (a depressão) de que Aysel tanto fala.Os capítulos são datados com uma contagem regressiva de quantos dias faltam para Aysel colocar seu plano em prática.
Aysel consegue expor seus sentimentos de forma confusa mas verdadeira. Ela é impaciente e não tem muito bom humor, mas consegue ser engraçada em suas atitudes. Como ela é uma grande amante de física, vários de seus questionamentos e teorias tem a ver com tais conceitos, como o da energia potencial e o que acontece com a energia de um corpo quando a pessoa morre.
E Roman é o tipo de personagem relutante, teimoso e ele simplesmente não quer ter esperanças. Ele decidiu que não quer que nada seja um motivo pra ele desistir do suicídio que planejou, logo é perceptível que seu problema é sério e que isso o deixou arruinado, e confesso ter ficado com o coração na mão por diversas vezes ao ler as descrições de Aysel a respeito dele e do que acontecia.
Eles são personagens ácidos e o que os tornou assim foi a própria depressão, mas é exatamente esse ponto na personalidade dos dois que torna a leitura mais leve, inteligente e envolvente.

Meu Coração e Outros Buracos Negros é um livro comovente, que lida com a depressão de forma realista mas mostra que, apesar de toda a escuridão que a pessoa pode se encontrar, sempre haverá uma esperança, basta a pessoa ter forças para se agarrar a ela.


Um comentário

  1. Em primeiro lugar, seu blog é muito lindo mesmo! Parabéns pelo layout super clean e meigo. O nome já chama a atenção pois reúne as duas melhores coisas da vida, né? Rs!
    Este livro deve ser tenso, mas chamou minha curiosidade...
    Também escrevo sobre livros (e outras coisinhas). Dê uma passadinha, se desejar: http://1pedranocaminho.wordpress.com
    Bjos!!

    ResponderExcluir