24 de abril de 2016

A Profecia do Paladino - Mark Frost

Título: A Profecia do Paladino - A Profecia do Paladino #1
Autor: Mark Frost
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia/Thriller/Juvenil
Ano: 2016
Páginas: 420
Nota:
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Will West faz de tudo para não chamar a atenção. A pedido dos pais, ele se esforça para tirar notas medíocres e não se destacar. Mas quando sua escola o obriga a fazer uma prova de desempenho geral, ele acaba se esquecendo de errar algumas respostas. Seu resultado espetacular atrai o interesse de uma das escolas particulares mais exclusivas do país, que o procura para oferecer uma bolsa de estudos. No entanto, assim que recebe essa oferta, começa a ser seguido por homens misteriosos e sedãs pretos. Ao tentar escapar de perseguidores, seus pais desaparecem e Will acaba se matriculando às pressas no misterioso colégio. Chegando à sua nova escola, ele percebe possuir talentos físicos e mentais que beiram o impossível e descobre que suas habilidades estão conectadas a uma batalha milenar entre forças épicas.

Resenha: A Profecia do Paladino é o primeiro volume da trilogia homônima escrita pelo autor americano Mark Frost e publicado no Brasil pela Galera Record. O autor é roteirista de Quarteto Fantástico e é co-criador da série Twin Peaks!

Will West é um garoto de dezesseis anos que vive sob as rigorosas regras do pai. A cada dezoito meses a família se muda de casa e isso faz com que Will acabe não tendo muitos amigos. Desde que se entende por gente, Will segue à risca a Lista de Regras de Como Viver do Papai, e nela há itens essenciais que, basicamente, não permitem que Will se destaque de forma alguma em meio as outras pessoas e é o que o manteve em segurança até agora. Embora seja muito inteligente sem ter que se esforçar pra isso, de acordo com a Lista de Regras, Will sequer poderia ir bem nas provas da escola para não chamar nenhum tipo de atenção para si mesmo.
Mas tudo muda quando algumas situações o deixam apreensivo... Ele tem a impressão de que está sendo observado e seguido mas tenta tirar tais pensamentos da mente e se concentrar em sua corrida matinal. Até que ele precisa fazer uma prova e se esquece de ir mal... Obviamente seu resultado é o melhor que a escola já viu em décadas e indo contra a Lista de Regras, ele chama muita atenção. O Centro de Aprendizagem Interdisciplinar, uma escola secreta e cheia de prestígio localizada em Wisconsin, demonstrou interesse no garoto e estava disposta a dar a ele uma bolsa de estudos integral.
A partir de então Will se encontra fugindo de um estranho grupo de homens enquanto seu pai desaparece e sua mãe está diferente. O garoto se viu obrigado a ingressar ao Centro de Aprendizagem, o único lugar que parecia seguro após tantas coisas estranhas acontecendo. Porém, a escola reserva ainda mais mistérios do que o garoto imaginou e Will parte em busca de respostas.

O livro é narrado em terceira pessoa com vários trechos desacados em itálico mostrando os pensamentos de Will. A escrita é bastante fácil e tem um ritmo acelerado.
Pra ser sincera, o enredo de forma geral não é lá muito original. Em diversos momentos me peguei pensando em Percy Jackson pelo fato de que, de acordo com os acontecimentos, o protagonista vai parar num lugar especial onde descobre quem é na realidade, mesmo que se meta em mais confusões...
Will é um protagonista sarcástico, cheio de tiradas inteligentes e sacadas geniais. Ele não se deixa intimidar e mesmo que tenha vivido obedecendo e seguindo as regras do pai com extrema disciplina e dedicação, ele não gosta de limites. Mas é bem perceptível que por trás de todas essas regras há algo grandioso a espera do garoto prodígio.
Confesso ter demorado alguns capítulos para me conectar à história mas quando isso ocorreu foi praticamente impossível largar a leitura. É aquele tipo de livro cuja história não pára, as coisas estão acontecendo a todo momento e os mistérios que se entrelaçam deixa tudo mais instigante e interessante.
Os novos amigos de Will são inteligentes por também serem prodígios e a mente engenhosa dos garotos tornam a busca por respostas crível, principalmente porque eles conseguem fortalecer o vínculo que possuem ao mesmo tempo em que superam suas diferenças. Os diálogos deles são hilários e dinâmicos e são eles que dão vida à história com suas personalidades marcantes. Confesso que eles foram o maior motivo pra eu ter apostado na leitura e criado expectativas sobre ela e afirmo que foram todas superadas!
Como disse anteriormente, a história traz passagens que lembram outras bastante conhecidas. Will se encontra em meio a uma trama em que ele descobre fazer parte de uma profecia onde irá precisar lutar contra o mal, e enquanto isso parte num jornada de autoconhecimento e amadurecimento típica. Não é original, convenhamos, mas a história, de forma geral, é merecedora de créditos pela forma como foi escrita e desenvolvida. Embora o leitor fique no escuro sem saber o que, de fato, está acontecendo, é perfeitamente possível se envolver com o mistério e com a tentativa para que ele seja solucionado.

Com relação a edição, a capa é bem bonita e caprichada, com alto relevo e verniz aplicado no título.
A diagramação é simples, os capítulos possuem títulos curiosos que dão ideia do assunto da vez sem entregar o que está por vir.
Encontrei alguns erros de revisão, mas nada que prejudique a leitura em si. Ao final do livro podemos conferir a Lista de Regras de Como Viver do Papai com suas 98 regras completas e em letras maísculas, do jeitinho que o pai de Will criou. E falando da Lista, algumas regras são verdadeiros conselhos para se levar para a vida!

Em suma, pra quem gosta de um thriller voltado ao público juvenil cheio de toques de fantasia, ação e muita aventura, é leitura mais do que indicada. Tentar desvendar os mistérios do enredo a fim de montar o verdadeiro quebra cabeças criado pelo autor é muito empolgante e estou super ansiosa pela sequência!


Nenhum comentário

Postar um comentário