4 de abril de 2016

Como Ficar com Rick - Julie Fison

Título: Como Ficar com Rick - Escolha o seu Felizes para Sempre #1
Autora: Julie Fison
Editora: Agir Now
Gênero: Infantojuvenil
Ano: 2016
Páginas: 256
Nota
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: A vida é feita de escolhas, e ninguém sabe melhor disso do que as meninas! Terminar o dever ou ir para o shopping? Juntar a mesada para aquele celular incrível ou comprar o box da sua série mais amada? São tantas opções... As protagonistas da coleção Escolha o seu felizes para sempre sabem bem disso — aqui cada escolha delas é sua, e você é quem decide o caminho que elas devem fazer. Siga o seu coração e veja aonde ele leva, ou volte atrás e escolha tudo outra vez! Kitty MacLean está há meses de olho em Rick Sanchez, que deve ser o menino mais lindo do mundo! Mas pelo que parece ela nunca vai conseguir ficar com ele, até que a garota mais popular da sala a convida para passar uns dias num exclusivo condomínio na praia, onde Rick também vai passar as férias. Mas Kitty já havia prometido às amigas que iria acampar... E agora? Cabe a você decidir o que Kitty vai fazer — e se ela vai ou não finalmente ficar com Rick!
Resenha: A coleção Escolha o seu Felizes para Sempre reúne 5 volumes escritos por autoras distintas e os dois primeiros são de autoria de Julie Fison. Até o momento, somente este primeiro volume, foi publicado pela Agir Now no Brasil.

Kitty MacLean é uma estudante bastante reservada do ensino médio, fã da banda The Lads, e que suspira por Rick Sanchez, o garoto mais lindo da escola. Ela tem duas melhores amigas, Izzy e Mia, que a convidam para passar uma semana acampando aproveitando as férias, mas a previnem desde o início de que o lugar era terrível. A garota topa o convite mas é surpreendida quando, do nada, Persephone, a garota mais popular da escola, a convida para passar a semana no point das celebridades, o Portal do Paraíso. Um tipo de condomínio fechado e exclusivo para gente endinheirada e cheia de glamour.
Apesar de Kitty ainda continuar distante do garoto, a missão que ela determina para si é se aproximar para conhecê-lo melhor e, sabendo que encontraria Rick no Portal do Paraíso, ela vê no convite de Pesephone uma grande oportunidade. Então, cabe ao leitor decidir se ela irá acampar com as amigas ou se irá inventar alguma desculpa para ir curtir com Persephone e chegar mais perto de Rick... E a partir dessa premissa e dessas duas situações, a história se desenrola inteirando o leitor a ela e o colocando como principal fator para seu desfecho.

A narrativa do livro é feita em primeira pessoa pelo ponto de vista de Kitty, então fica mais fácil nos aproximarmos dela, saber de seus sentimentos, seus anseios e seus desejos.
Por ser adolescente, Kitty tem preocupações que correspondem com a idade, mas é possível percebermos que, apesar de termos opções que fazem com que ela saia de sua zona de conforto, no fundo seu maior desejo é ficar com Rick e manter as amigas unidas, pois inicialmente Izzy e Mia não gostam de Persephone por ela ser popular, a julgando como metida e antipática, mesmo sem terem conversado com ela antes.

O conceito que há por trás do livro é muito bacana quando coloca o leitor pra ajudar a determinar qual será o destino da protagonista dentro da situação em que ela se encontra, mas achei que as possibilidade dadas para que eu tivesse a sensação de estar interagindo com o livro e interferindo na história foram muito poucas. Apesar da leitura ser bem rápida devido a fluidez da escrita e a simplicidade da história, há trechos em que, dependendo do que queremos que Kitty faça, vários capítulos se passam até que a escolha a ser feita apareça, como se a ideia da autora fosse apresentar uma situação bastante detalhada para facilitar essa escolha, enquanto outras opções mais arriscadas e que não tem nada a ver com o que Kitty realmente faria são mais rápidas, então foi algo que me deixou bastante limitada a poucas situações em que eu pudesse meter o bedelho, a menos que eu relesse a história escolhendo novas opções, que na teoria eu não escolheria ao me colocar na pele da protagonista, para ter um novo final. São vários finais diferentes, alguns bastante imprevisíveis e outros que descaracterizam totalmente aquela Kitty que foi apresentada lá no início, como se as escolhas fossem as responsáveis por mudar sua forma de pensar devido as experiências que ela teve, o que não deixa de ser verdade até mesmo na vida real, afinal de contas, quem nunca mudou a forma de pensar ou de agir após ter feito uma escolha "errada" ou ter passado por alguma situação que nos faz refletir? Vivendo e aprendendo, né?

A diagramação do livro é bem fofa, principalmente nas páginas em que podemos definir a escolha de Kitty. Cada página apresenta a escolha que fizemos em forma de título junto a numeração da página, nos situando ao momento da vez. Encontrei alguns poucos erros na revisão, mas nada que prejudicasse a leitura. A capa é uma graça, cheia de desenhos e elementos que ilustram bem o ambiente em que Kitty poderá estar. As cores também são bastante atrativas e chamam bastante atenção.

Inicialmente minhas escolhas foram "Kitty vai para o Portal do Paraíso", Kitty conta a verdade para Mia e Izzy" e "Kitty abandona o plano", mas há diversas outras opções a serem seguidas nos levando a um final diferente de acordo com a combinação de escolhas que fazemos.
O livro é voltado ao público infanto juvenil, pois aborda esse universo adolescente com conflitos típicos e peculiares da idade, como as amizades da escola, a questão da popularidade e da autoestima, aquele frio na barriga devido ao primeiro amor, e até algumas decepções pessoais, tanto por escolhas tomadas quanto por pessoas que são diferentes do que pensamos.
Como Ficar com Rick é uma opção muito válida e divertida de leitura para jovens que procuram por algo leve, descontraído, despretensioso e interativo.



Nenhum comentário

Postar um comentário