25 de abril de 2016

Namorado de Aluguel - Kasie West

Título: Namorado de Aluguel
Autora: Kasie West
Editora: Verus
Gênero: Romance/Juvenil
Ano: 2016
Páginas: 252
Nota:
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Gia Montgomery é uma das garotas mais populares do colégio e tem um nome a zelar. Ela não pode simplesmente aparecer sozinha em pleno baile de formatura. Então, quando se vê sem acompanhante para a festa, Gia é obrigada a tomar medidas drásticas. Como arrumar alguém para se passar por namorado dela assim, de uma hora para outra? Talvez aquele garoto sentado no caro, parecendo tão entretido com um livro, seja a resposta para todos os seus problemas...

Resenha: Namorado de Aluguel, escrito pela autora Kasie West (a mesma de Encruzilhada) foi publicado no Brasil pela Verus.
O livro traz a história de Gia Montgomery, uma garota inteligente, bonita, cheia de amigas descoladas e ainda namora Bradley, um universitário lindo de viver.
Mas quando Jules passa a integrar seu grupo de amigas, as coisas começam a desandar. Jules é maldosa e não hesita em infernizar a vida de Gia, desde fazer comentários imbecis até acusar a garota de que seu namorado é pura invenção.
Mas o baile de formatura iria desbancar essa cretina... Gia iria esfregar na cara de todas as meninas que Bradley é real e é um verdadeiro gato, mas o que ela não esperava era ser dispensada por ele em pleno estacionamento, antes mesmo de apresentar o moço às amigas. Desesperada para manter sua posição de garota comprometida pra não ter risco de ser taxada de mentirosa, passar vergonha e perder a amizade das meninas, a saída para dar um jeito nesse problema foi recrutar o primeiro garoto que ela viu dando sopa no estacionamento do baile. E daí que ele estava desgrenhado e tinha cara de nerd? Ele se passaria por seu namorado só por algumas horas até que o baile acabasse, assim ela provaria que não tinha inventado nada até que ela pudesse, enfim, tentar reconquistar seu ex.
Mas alguns dias depois ela ainda se pega pensando naquele garoto misterioso que ela nem sabe o nome e em como a situação parece estar pendente...

Por já conhecer o estilo de escrita da autora, já iniciei a leitura empolgada, esperando fluidez, leveza e perfeição na descrição de cada detalhe importante e que faz diferença na história. Não há encheção de linguiça, nem floreios e nada é feito nas coxas. A narrativa é feita em primeira pessoa, prende e apresenta personagens carismáticos (alguns nem tanto), reais e muito bem construídos.

Embora caia no clichê e seja bastante previsível, a história é bastante meiga é cheia de profundidade em seus significados, e mostra que por trás de todas essas questões e confusões adolescentes há algo além que nos mantém ligados e envolvidos à trama.
Por mais fútil que pareça, Gia carrega uma grande carga dramática em si. Ela sempre expôs a vida em busca de popularidade, como se ter curtidas e seguidores fosse algo vital, mas por dentro ela é diferente, não faz isso por maldade e é insegura. Ela só quer a aprovação dos outros para sentir que é aceita e por isso faz besteiras sem pensar nas consequências.
E quando aquele garoto surge em sua vida como namorado de aluguel, Gia percebe que ser popular pode passar uma imagem um tanto quanto superficial. Ser fútil e vazia não era sua intenção e aparecer e chamar tanta atenção não a torna mais interessante... Logo Gia se encontra enfrentando vários conflitos pessoais e com ajuda desse fofo, ela consegue, aos poucos, entender quem ela é na verdade.
Ele é um doce de rapaz e foge de estereótipos de que só bad boys conseguem dar um up nas mocinhas. Ele é sensível e respeitoso e, o mais legal dele é que ao ajudar Gia, ele acabou vendo mais de si mesmo ao ponto de se encontrar também. Ao unir esses fatores, o romance se torna delicado e cresce de forma gradual e natural, sem parecer forçado ou apressado.
Em meio ao enredo, mesmo abordada com bastante sutileza, fica evidente a dura crítica à geração atual que vive constantemente a mercê das redes sociais, expondo a vida do jeito que ela não é e tentando passar uma imagem que está longe da realidade de forma desenfreada, inconsequente e impensada sem levar em consideração que tudo que é feito em excesso pode trazer riscos e perigos. A partir do que Gia faz ao se deixar levar pela ideia de ser popular, é possível refletir acerca dos problemas reais que suas ações lhe trazem e tal reflexão pode ser trazida para a vida real para que os olhos dessa geração se abram bem para a situação em que vivem.

A capa é uma graça e confesso ter optado pela leitura por ela sem sequer ler a sinopse de antemão. Depois é que fui conferir a autoria da obra e sem ler a sinopse fui fisgada.
A diagramação é simples, mas com detalhes que a tornam bem especial. Os capítulos são numerados e iniciados com uma fonte cursiva que parece ter sido escrita a mão

Namorado de Aluguel é um livro deliciosamente bem escrito, fofo e delicado, com toques de muito bom humor e recheado de pequenas lições que servem pra vida de todos nós. Pra todos aqueles que procuram por uma leitura leve, que aborda amizade e amor, e que gostam de histórias com um romance surpreendente, que envolvam o universo adolescente retratando uma jornada inesperada e muito gostosa de se acompanhar, é leitura mais do que indicada. Às vezes, a busca pelo amor é o que nos leva a nos encontrarmos...

Nenhum comentário

Postar um comentário