7 de setembro de 2015

Na Porta ao Lado - Luiza Trigo

Título: Na Porta ao Lado - Meus 15 Anos #2
Autora: Luiza Trigo
Editora: Jovens Leitores/Rocco
Gênero: Juvenil/Literatura Nacional
Ano: 2015
Páginas: 256
Nota
Sinopse: Carol tem mania de fazer listas. Escreve sobre tudo: livros favoritos, melhores momentos das férias, músicas prediletas, frustrações…
Mas nunca pensou que registraria em suas listas novidades tão surpreendentes: o casamento de sua mãe com o namorado; a mudança da casa onde viveu por 15 anos e guardava as memórias do pai; a vida sob o mesmo teto que o padrasto e seu filho insuportável. Imagina que inferno!
Carol conta com o apoio das suas quatro amigas - Bia, Pri, Amanda e Beta –, com as quais pode desabafar e se divertir. E se o clima em casa está ruim, ainda bem que na escola não acontece o mesmo, principalmente depois da chegada de um novo aluno que irá mexer com o seu coração.

Resenha: Na Porta ao Lado, escrito pela autora Luly Trigo e publicado no Brasil pelo selo Jovens Leitores da Rocco traz de volta as "Valentinas", um grupo de amigas formado por Carol, Bia, Beta, Pri e Amanda.
No primeiro livro, Meus 15 Anos, a personagem Bia ganha mais destaque quando está prestes a comemorar seu aniversário de 15 anos com direito a uma festa mais do que inesquecível em companhia de suas amigas.
Em Na Porta ao Lado, Carol é a personagem da vez e vamos acompanhar uma fase bastante complicada de sua vida. Depois de ter ficado oito anos sozinha após a morte do marido, a mãe dela decide se casar outra vez, e essa decisão é algo que viraria a vida da garota de cabeça para baixo pois, além dela ter que se mudar da casa onde morou durante sua vida inteira - e onde guardava várias memórias de seu pai - para um apartamento, ela ainda ganhou um padrasto e um novo "irmão" insuportável no pacote, Tomás.
Carol já estava acostumada com a rotina de viver somente com a mãe e, quando se vê nesse novo ambiente, tenta se adaptar como pode. Mas Tomás não parece querer facilitar as coisas pra ela já que também não está muito contente com essa mudança... Ela tenta ser amigável mas ele vive fingindo que ela não existe. E para piorar as coisas, seu padrasto é professor em sua nova escola, e Tomás é da mesma sala que ela.
É claro que suas amigas estão alí para o que der e vier e vão ajudá-la a passar por tudo isso, mas algumas situações vão fazer com que Carol se sinta traída e chateada. Em meio a esse turbilhão de coisas que Carol precisa lidar, ela conhece Bernardo, um garoto novo na escola por quem ela fica super interessada, e assim vamos acompanhando a nova fase da vida dela e se todas essas mudanças inevitáveis serão para melhor, ou não...

O livro é narrado em primeira pessoa e a leitura é super simples e fácil de atingir o público a que é destinada.
Os títulos dos capítulos vão soar bastante familiar para os mais aficionados por leitura pois cada um tem o nome de algum livro conhecido e eles ainda meio que resumem bem a cena que se desenrola no capítulo em questão, mesmo que não tenha nada a ver com a história do livro propriamente dito. Carol adorar ler, sempre fala sobre os livros que leu, faz anotações sobre eles e me identifiquei bastante com suas preferências. Ela gosta de correr, tem mania fazer listas e faz questão de registrar tudo em seu diário, então ao longo do livro podemos espiar algumas "páginas" dele.
"À noite, depois do lanche, me retirei para o quarto ansiosa para escolher a minha próxima leitura. Fiquei namorando a estante, tentando decidir, mas eram tantas opções. Eu compro mais livros do que sou capaz de ler, então a fila está sempre enorme."
- Pág. 59
Ainda que o foco principal seja em Carol, as outras meninas também têm presença marcante na história e, ao que tudo indica, terão outros livros com foco em cada uma delas. É bacana ver como a amizade se fortalece e as meninas amadurecem ainda que tenham muitas dúvidas, medos e fiquem frustradas com algo que não dá certo em suas vidas.
Tanto o primeiro livro quanto este retratam com bastante fidelidade o universo adolescente no que diz respeito a conflitos internos e a forma, muitas vezes, dramática com que as coisas são encaradas pelas garotas. Problemas familiares são complicados e difíceis de ser contornados até por adultos, logo é bastante compreensível que adolescentes pensem que qualquer coisa pode ser o fim do mundo, principalmente quando existe alguém pra atrapalhar o que já está difícil.
A sensação que o livro causa é de uma enorme nostalgia pois quem nunca brigou com uma amiga, ficou caidinha pelo garoto fofo da escola, se sentiu melhor na escola do que em casa como forma de fuga, ou se revoltou com os pais por algo que eles fizeram e que não estávamos de acordo? É impossível não achar uma personagem com quem se identificar, independente da idade.

Falando da parte física, o livro é uma fofura! As cores da capa são super harmônicas e os pequenos detalhes de carinhas e corações tem aplicação em verniz para terem destaque. A diagramação também é bem caprichada pois em cada início de capítulo há um ornamento que parece ter sido rabiscado em "giz" e ao fim há várias carinhas como na capa.
Em meios aos diálogos vemos conversas por mensagens e, claro, as listas de Carol. As páginas são brancas e a revisão é impecável.

Um livro que aborda a amizade do jeito que ela deveria ser: verdadeira, cheia de cumplicidade e para sempre.
Leitura super indicada às jovens leitoras, mas também as que já passaram dessa fase e querem relembrar os vários momentos vividos na adolescência através dessas queridas amigas.



Um comentário

  1. Eu acompanho o trabalho da Luly, mas nunca li um livro dela inteiro, sempre leio a parte de trás ou sinopse, acho todos com as capas bem amorzinho e sempre pego na livraria por causa delas HAHAHAH. Eu ainda gosto bastante desse tipo de livro feito para leitoras que estão começando, mas ainda não tive oportunidade de ler algum livro dela (a lista de livros para ler é imensa e o dia tem só 24h). Adorei sua resenha!

    Beijos,
    http://www.girlbeinggeek.com.br/

    ResponderExcluir