17 de agosto de 2015

O Terror das Terras do Sul - Caroline Carlson

Lido em: Agosto de 2015
Título: O Terror das Terras do Sul - A Quase Honrosa Liga de Piratas #2
Autora: Caroline Carlson
Editora: Seguinte
Gênero: Infantojuvenil/Fantasia
Ano: 2014
Páginas: 368
Nota
Onde comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Em O Tesouro da Encantadora, Hilary viveu grandes aventuras em alto-mar até encontrar o maior tesouro do reino, desaparecido havia muito tempo, e sua dona, a Encantadora das Terras do Norte. Como recompensa, recebeu um certificado de filiação à Quase Honrosa Liga de Piratas e o título de Terror das Terras do Sul.
Neste novo volume da série, a Encantadora voltou ao seu posto, e Hilary acompanha a redistribuição dos objetos mágicos pelo reino. Mas o presidente da QHLP não está satisfeito: Hilary precisa se envolver numa atividade verdadeiramente pirática logo, como matar um monstro marinho ou derrotar um líder pirata num duelo, senão perderá seu título - e sua filiação à Liga.
Antes que consiga recuperar sua reputação, a garota fica chocada ao descobrir que a Encantadora foi sequestrada. Contrariando as ordens do presidente da Liga, Hilary se junta à gárgula e a seus amigos para investigar o caso, ainda que resgatar Encantadoras não esteja na lista de atividades próprias a um pirata.

Resenha: O Terror das Terras do Sul é o segundo volume da hilária série infantojuvenil A Quase Honrosa Liga de Piratas escrita pela autora Caroline Carlson e publicada no Brasil pela Seguinte.
Por se tratar da continuação, esta resenha tem spoilers do livro anterior!

Alguns meses se passaram desde que a jovem Hilary desafiou a cidade de Augusta decidindo que meninas também podiam ser destemidas e fazer as mesmas coisas que os meninos, principalmente se tornarem piratas! Depois de ter colocado o próprio pai nas masmorras por ter cometido um crime, Hilary ficou conhecida como o Terror das Terras do Sul. É família, mas e daí? O que importa é que ela é uma pirata e não tem tempo para se preocupar com parentescos e sentimentos de mulherzinha. Agora ela é Capitã de sua própria embarcação e precisa comandar a tripulação ficando responsável por várias decisões das quais não imaginava o quão difíceis seriam.  Os objetos mágicos que haviam sido roubados estão sendo redistribuídos e Hilary acompanha tudo já que teve grande participação neste feito. Ela ainda quer sustentar seu novo título de Terror para provar que é uma pirata temível, mas descobre que a Encantadora foi sequestrada. Agora a magia está sendo utilizada de forma abusiva e tudo está um caos. O capitão Dentenegro, líder da Quase Honrosa Liga de Piratas (QHLP) está de olho na garota por considerar que ela ainda é boazinha demais. Um pirata que se preze enfrenta monstros, duela com os outros até a morte e se comporta como um pilantra do pior calibre possível! Mas o sequestro é algo que está fazendo a garota perder o sono pois a Encantadora é uma grande amiga, e, contrariando as ordens do presidente da Liga, ela se junta aos seus amigos e a sua Gárgula e decide investigar pessoalmente o ocorrido, mesmo que os inspetores oficiais da rainha já tenham pegado o caso para cuidar...

A narrativa continua sendo feita em terceira pessoa e continua tão encantadora quanto antes. A linguagem que a autora utiliza é engraçada com orientações e xingamentos exagerados e cômicos e que tem tudo a ver com o mundo da pirataria. Cartas, advertências, informativos, relatórios, formulários e recortes de jornal também continuam presentes a fim de ilustrar melhor as situações tornando a história ainda mais dinâmica e original. Esses detalhes acabam colaborando para a diagramação do livro que é simplesmente perfeita. Cada início de capítulo traz uma ilustração colaborando com o visual. As páginas são amarelas e o trabalho gráfico num geral é maravilhoso.
Hilary é uma ótima protagonista. Ela é muito divertida e corre atrás dos seus sonhos como ninguém. Por mais que ela queira se destacar como uma pirata temível, ela ainda tem medos e inseguranças típicos de qualquer menina da idade que ela tem.
Os demais personagens também têm tanto brilho quanto ela. A Gárgula, conhecida como Fera, está impagável nesse livro, pois o que ela tem de fofa tem de atrevida e não hesita quando precisa por os pilantras em seus devidos lugares.
Destaque para Claire, a única amiga que Hilary fez antes de fugir da "Escola de Aprimoramento da Senhorita Pimm para Damas Delicadas". Ela mostra que não é a donzela cheia de bons modos quanto parece e consegue ser tão ousada e valente quanto um pirata deveria!

Por mais que as histórias de cada volume sejam fechadas com início, meio e fim, acho adequado que sejam lidas na ordem a fim de evitar spoilers, pois tudo se passa no mesmo ambiente aproveitando do mesmo contexto e com personagens que já conhecemos anteriormente e que não apresentam muitas coisas novas, além do fato de serem melhores desenvolvidos no que diz respeito a saber um pouco mais sobre a vida de cada e ao fazerem parte da nova aventura da vez. Eles não ficam estagnados e sempre estão evoluindo e prontos para o que der e vier.

Personagens encantadores, aventuras em alto mar, rixas, perseguições e ensinamentos valiosos envolvendo ética e bom senso fazem parte desta incrível história!
Assim como no primeiro volume, a autora aborda os rótulos que a sociedade impõe em meninos e meninas de uma maneira cativante e muito divertida. Independente do gênero, cada um pode ser quem quiser e fazer o que quiser, desde que haja vontade e até coragem para enfrentar os preconceitos. É um livro voltado ao público infantojuvenil mas que pode ser lido por leitores de todas as idades. As risadas e a diversão são garantidas!


Nenhum comentário

Postar um comentário