18 de dezembro de 2017

Sangue por Sangue - Ryan Graudin

Título: Sangue por Sangue - Lobo por Lobo #2
Autora: Ryan Graudin
Editora: Seguinte
Gênero: Jovem Adulto/Fantasia
Ano: 2017
Páginas: 440
Nota:
Sinopse: Para o Terceiro Reich, a Segunda Guerra Mundial pode ter acabado, mas para a resistência a luta está apenas começando. Yael é sobrevivente de um campo de extermínio e tem uma habilidade especial: é uma metamorfa, capaz de mudar a aparência física e assumir a forma de qualquer pessoa. Ela também é uma garota em fuga - o mundo acabou de vê-la atirar e matar Adolf Hitler. Yael é a inimiga número um da Germânia e de seus aliados, e vai precisar se infiltrar no território inimigo mais uma vez se não quiser pagar com o próprio sangue. Em meio a segredos sombrios acompanhados por verdades obscuras, apenas uma pergunta paira na mente de todos do grupo de Yael: o quão longe você iria por aqueles que ama?

Resenha: Depois de apresentar uma trama inquietante com uma realidade alternativa onde Hitler e o Eixo venceram a Segunda Guerra Mundial tornando o mundo totalmente desolado, Ryan Graudin dá continuidade à saga de Yael, a jovem judia capaz de mudar o rosto devido às suas habilidades metamorfas que sobreviveu a um campo de extermínio e teve como missão matar Adolf Hitler. O ditador havia implantado a Tour do Eixo, uma corrida de motocicleta em que o vencedor se encontraria com ele em pessoa no Japão.

Em Sangue por Sangue, a história parte de onde parou no livro anterior. O dito encontro seria o momento ideal para por um fim na vida de Hitler, e assim a resistência teria forças para acabar com o terror imposto pelos nazistas. Porém, a tentativa de Yael, depois de assumir o rosto de Adele, não é bem sucedida e a jovem, além de ter o disfarce revelado, se torna inimiga nº 1 da Germânia correndo risco de vida. Mas o alvoroço que o tiro de Yael causou, desencadeou esperança e força por parte da resistência pela Europa. Em ritmo de fuga, Luka, que venceu a Tour, segue a garota que agora precisa contar com a ajuda dos rebeldes para escapar e conseguir cumprir sua missão. Mas tudo isso se torna ainda mais complicado quando ela não sabe em quem pode confiar, e num mundo onde é muito fácil se deixar corromper pelo sistema, como é possível acreditar na lealdade alheia?
Ao se unir com Luka e Felix (o irmão de Adele a quem Yael se transforma para seguir com a missão), eles seguem fugindo, cada um com seu próprio objetivo. E embora ela queira trabalhar sozinha, a atração que Luka desperta nela e a culpa por ter envolvido a família de Felix na confusão, não permitem.

Narrado em terceira pessoa e com pontos de vistas que se alternam entre Yael, Luka e Felix, acompanhamos uma trama eletrizante, cheia de reviravoltas e descobertas incríveis.
Aqui a autora não poupa o leitor do sofrimento. A história é envolvente e apresenta elementos cruéis e dolorosos o suficiente para nos imaginarmos num mundo oprimido e comandado por nazistas, independente de haver toques de fantasia ou não. Os fatos envolvendo situações reais da História ainda colocam uma carga emocional maior na trama e isso torna a história ainda mais empolgante, onde é impossível não torcer pela protagonista.

O único ponto que eu ainda não decidi se valia a pena estar alí é sobre o romance entre Yael e Luka. Não sou muito fã dessas histórias de amor que surgem do nada em meio ao caos pois não me soam muito convincentes. Claro que eles tem seus méritos e ganham destaque por tudo o que viveram, e foi relevante Luka se revelar um aliado valioso pra garota quando ele descobriu os podres dos nazistas depois de encarnar um modelo da raça ariana, mas acho que, mesmo que ele tenha usado o sentimento por Yael como motivo para ajudá-la a destruir o império nazista, pendi pro lado da história de vida de Yael e da amiga, Miriam. Elas tiveram experiências terríveis, conviveram com a pior escória da sociedade e viram de perto o horror e todas as crueldades que alguém é capaz de fazer, mas ainda assim não foram corrompidas por essa imundície e seguiram firmes na missão de acabar com Hitler. E justamente por trabalhar uma amizade tão intensa e verdadeira qualquer ponto que não tenha sido tão positivo pra mim acabou passando batido.

Felix é um personagem difícil pois por mais que seja fácil compreender sua fome de vingança, suas atitudes são questionáveis e acho que ele poderia ter tido um rumo diferente na história como forma de redenção.
São personagens que possuem suas falhas, como qualquer ser humano normal, onde cada um tem sua história de vida e onde cada erro, embora seja passível de julgamentos, é justificado de forma que o que resta ao leitor é sentir empatia e compreender cada atitude e escolha feita por eles.

Pra quem tem curiosidade de saber como o mundo seria se a Segunda Guerra Mundial não tivesse acabado através de uma trama fantástica e imperdível, Sangue por Sangue é leitura mais do que recomendada, principalmente porque a ideia de que a esperança é a última que morre, mesmo que o caminho seja sombrio e tortuoso, fica mais do que evidente.

0 Comentários pelo Blogger
Comentários pelo Facebook

Nenhum comentário

Postar um comentário