12 de fevereiro de 2017

O Garoto dos Meus Sonhos - Lucy Keating

Título: O Garoto dos Meus Sonhos
Autor: Lucy Keating
Editora: Globo Alt
Gênero: Romance/YA
Ano: 2015
Páginas: 336
Nota:
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse:Desde quando consegue se lembrar, Alice tem sonhado com Max. Juntos eles viajaram o mundo, passearam em elefantes cor-de-rosa, fizeram guerra de biscoitos no Metropolitan Museum of Art... e acabaram se apaixonando. Max é o garoto dos sonhos – e somente dos sonhos – até o dia em que Alice o vê, surpreendentemente, na vida real. Mas ele não faz ideia de quem ela é... Ou faz? Enquanto começam a se conhecer, Alice percebe que o Max dos Sonhos em nada se parece com o Max Real. Ele é complicado e teimoso, além de ter uma namorada e uma vida inteira da qual Alice não faz parte. Quando coisas fantásticas dos sonhos começam estranhamente a aparecer na vida real – como pavões gigantes que falam, folhas de outono cor-de-rosa incandescente, e constelações de estrelas coloridas –, Alice e Max precisam tomar a difícil decisão de fazer isso tudo parar. Mesmo que os sonhos sejam mais encantadores que a realidade, seria realmente bom viver neles para sempre?
Resenha: Sonhos são parte da vida do ser humano diariamente. Alguns deles significam muito, outros são esquecidos ao acordar. Em O Garoto dos Meus Sonhos, Alice sempre sonhou com Max. Desde que se entende por gente, ela vê o garoto em seu subconsciente enquanto dorme, mesmo sem o conhecer. Tudo isso muda quando os dois se encontram e, infelizmente, Al descobre que seu Max dos Sonhos tem uma vida, uma namorada e amigos dos quais ela não tinha ideia. Cabe agora aos dois descobrirem como, e se querem, separar o real e o fictício.

Lucy Keating, que vive em São Francisco, nos Estados Unidos, sempre teve sonhos muito vívidos. Dreamlogy (sonhologia, traduzindo quase ao pé da letra) é seu primeiro livro e é nele que conhecemos a história de um quase-casal adolescente e suas aventuras no mundo dos sonhos,

Alice, que narra a trama, é uma personagem que aos poucos conquista o leitor. Ela é divertida, atrapalhada e traz sempre algo engraçado em algum momento do livro. Com um pai coruja, que apesar de aparecer pouco faz jus em cada momento, a garota teve que lidar com a perda da mãe quando ainda era criança. Mas essa perda não foi em decorrência de morte, mas sim da partida da mulher, que decidiu viver uma vida em função do trabalho. O modo como Al lida com isso é maduro demais, Ela escolheu não se lamentar e viver sua vida da melhor maneira possível. E isso envolve diretamente o Max dos Sonhos.

O casal protagonista é fofo e apaixonante. Alice e Max, de início, ficam receosos quando se conhecem, mas de forma natural a relação dos dois cria uma base numa amizade, mesmo que os sentimentos de Al existam e ultrapassem o que amigos podem sentir. Max, como já dito anteriormente, tem sua vida e até uma namorada. Todos os empecilhos que existem entre os dois vão sendo colocados de lado pouco a pouco, e por incrível que pareça, sendo este um livro Young Adult, todos os personagens jovens são bem maduros para as idades e não se fixam em situações fúteis.

O propósito dos dois é bem definido: descobrir o por quê eles sonham um com o outro sem ao menos terem se conhecido. Em meio ao romance que vai aparecendo pouco a pouco, situações engraçadas envolvendo o casal e seus amigos, Al e Max desvendam pouco a pouco o que originou essa reação que faz ambos sonharem um com o outro. Claro que, em meio a tudo, surge o dilema: eles querem viver o real ou continuar com tudo na mente deles?

O Garoto dos Meus Sonhos é um passei por lugares exóticos, irreais e muito vívidos. O livro podia ser mais um YA entre tantos, mas traz um enredo interessante e que agrega muito com personagens cativantes. Os capítulos alternam entre a realidade e o que Alice vê em seus sonhos. No mundo fictício, são garantidos os cenários psicodélicos e muito detalhados. Na vida real, dilemas adolescentes são mostrados e relações de amor e amizade são construídas. Nesse equilíbrio entre o mundo dos sonhos e o que se vive de verdade, Lucy Keating mostrou que é possível, sim, sonharmos com àquilo que queremos e esperar que isso se torne uma verdade concreta.

2 comentários

  1. Oi, Lucas. Estou apaixonada por esta capa desde o dia que a vi, e se não bastasse, a história parece ser encantadora. Acredito que vou shippar os personagens principais kkk
    Beijo! Leitora Encantada
    Promoção 4 anos de blog Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
  2. Oi,Lucas.
    Eu estou encantada com sua resenha. Sempre quis ler este livro e agora desejo ainda mais. Parabéns pela sua resenha impecável.

    Beijos!

    http://apenasumaamanteliteraria.blogspot.com.br/2017/03/lancamentosmarco-editora-coerencia.html

    ResponderExcluir