10 de dezembro de 2013

Guerra Imortal - Justin Somper

Lido em: Dezembro de 2013
Título: Guerra Imortal - Vampiratas #6
Autor: Justin Somper
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia/Aventura
Ano: 2013
Páginas: 448
Nota:
Sinopse: O épico confronto entre os Vampiratas e a união formada pela Federação e os Noturnos chega ao seu fim em meio a batalhas que vão ecoar por todos os mares. Os irmãos Grace e Connor Tormenta, peças-chave durante todo o conflito, podem ser a resposta para trazer a tão sonhada paz. Mas para fazerem isso, segundo uma antiga profecia, eles precisam ir até as últimas consequências... E um deles pode não voltar.

Resenha: Guerra Imortal é o sexto e último volume que encerra a série Vampiratas, escrita pelo autor Justin Somper e lançada pela editora Galera Record.
Os livros anteriores ao Guerra Imortal são esses: Demônios do Oceano, Maré de Terror, Capitão de Sangue, Coração Negro e Império da Noite.
Atenção: esta resenha pode ter spoilers de volumes anteriores! Prossiga por sua conta e risco rsrsrs.

Os Noturnos se uniram a Federação dos Piratas numa guerra contra os Vampiratas, liderados por Sidório e Lady Lola. Sidório quer conquistar os mares e para isso não vai medir esforços.
Em meio ao conflito, Grace e Connor precisam lidar com a condição que se encontram: São dhampiros, por terem a mãe humana e o pai vampiro. Agora, apesar de estarem separados novamente, eles estão se acostumando ao que são e ao dom que têm, e também estão juntos no propósito de acabar com a maldade dos inimigos da União.
Connor continua como pirata após receber uma herança milionária do falecido Capitão Molluco, e Grace fica em Santuário, ajudando vampiros feridos com sua habilidade incrível de cura, e Mosh Zu resolve que é hora de falar que os irmãos estão com seus destinos traçados por uma profecia daquele tipo "alguém tem que morrer pra tudo dar certo no final". Será que já vi algo do tipo em outra história por aí?

Vampiratas foi uma série que me conquistou e me fez ficar empolgada desde o início. Cada livro era uma surpresa melhor do que a outra, cheio de reviravoltas, personagens ótimos e bem construídos, mistérios e muita aventura. Até que o quinto livro chegou com mudanças sem sentido na personalidade dos personagens principais o que me fez tirar o coração de favorito dele que todos os outros anteriores tinham ganhado...
Dessa vez, em Guerra Imortal, esperei um desfecho fantástico, daquele tipo que me fizesse pensar que foi uma das melhores séries que li na minha vida, e mesmo que a os livros anteriores sejam muito, mas muito bons e eu recomendar sempre para os outros, esse último não superou minhas expectativas pois fiquei com a impressão que saiu da ideia principal tomando outro rumo, como se tivesse sido planejado as pressas e preenchido com coisas desnecessárias só pra engrossar o livro. Algumas coisas foram bem resolvidas, mas algumas questões que ficaram em aberto nos outros livros continuaram sem explicação, o que me fez pensar se a série realmente chegou ao fim ou se o autor só quis que o leitor imaginasse o que quisesse para determinada ponta desamarrada... E parando pra pensar sobre a história se passar em 2505, num futuro consideravelmente distante, penso que algo de terrível deve ter acontecido antes, mas não explicado, para não existir tecnologia alguma, nenhum avanço, nada de moderno no mundo... Suas práticas, armamentos e táticas são praticamente as mesmas da pirataria primitiva que existiu antes mesmo de Cristo.

O excesso de personagens que se transformaram em vampiro, ou de outros tão importantes que só apareceram agora sem nenhuma referência em nenhum dos livros anteriores não me convenceram. E o que me convenceu menos ainda foi a ideia dos filhos de Lady Lola, "Hunter" e "Evil" (nomes que imaginei terem sido escolhidos para evidenciar a personalidade maligna da mãe) além de coincidentemente nascerem no aniversário de Connor e Grace, ainda terem conseguido a proeza de nascerem de quase 9 meses completos... E gêmeos nascendo de 9 meses é algo que não entra na minha cabeça... Lola é vampira, pode ser uma gestação "diferente", não? Mas só por ela ser vampira, e estar morta, a gravidez já foi algo que não engoli desde quando aconteceu...
E fora que os irmãos estariam fazendo 15 anos, mas suas atitudes já são de adultos cheios de experiência. No começo da série é totalmente aceitável eles ficarem perdidos e sem saber o que pensar ou fazer por terem sido jogados nessa vida em alto mar em meio a piratas e vampiros, mas o tempo que se passa durante esses 6 livros e tudo que eles vivem é mínimo e acho que o autor poderia considerar a ideia de deixar alguns anos passarem pra que as atitudes e até o comportamento deles se adequassem a idade.
Desgostei de alguns personagens que gostava, comecei a torcer por outros que não dava muita trela, porque ao mesmo tempo que alguns amadurecem e demonstram ser fortes, outros parecem regredir e deixar de ter importância.

A narrativa é em terceira pessoa e a leitura é bem fácil e flui muito bem. A diagramação do livro segue o mesmo padrão dos anteriores, em que cada início de capítulo tem a caveira com espadas, símbolo da série, os capítulos são curtos (obrigada!) e se alternam parar mostrar acontecimentos em lugares variados com personagens diferentes.

Enfim... foi uma história que gostei, mas ao mesmo tempo desgostei porque esperava outra coisa... Acho que poderia ter sido melhor trabalhada e desenvolvida, não para agradar o leitor com acontecimentos esperados e desejados, porque numa guerra é óbvio que vão acontecer perdas, mortes e outras tragédias chocantes e revoltantes, mas que continuasse com o mesmo estilo empolgante em vez de arrastado e cheio de coisas sem explicação que percebi aqui. Não me arrependo de ter lido a série, continuo sendo fã, mas o final dela não foi tão satisfatório pra mim, infelizmente.

12 comentários

  1. Poxa vida, fiquei chateada agora. Eu acompanho essa série faz muito tempo, e mesmo sofrendo preconceitos ('sério que vc gosta de um livro chamado vampiratas ??'), eu amo essa série !
    Estava (e aida estou) esperando um grande final para a série, mas agora estou com medo de me decepcionar tb

    Depoisdeumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Flávia, tudo bem?
    Não gosto muito de ler resenhas de séries que eu não acompanho, mas o fato de algumas terminarem muito nada a ver, com o texto confuso e, às vezes, fora do contexto dos livros anteriores, deixa as coisas a desejar e é horrível!
    Estou lendo uma série, mas espero não me decepcionar depois (o que pode ser meio impossível).
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Eita eu nunca li esta série e estou louco para ler. Essa resenha foi até boa para mim, pois como eu não li os outrs livros eu ja tenho uma ideia de que os primeiros livros são ótimos. Espero poder ler e gostar deste livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  4. Ahh que pena..era tão gostoso ver seu entusiasmo em falar dessa série :(
    Ainda vou dar uma chance a série..mas uma pena que o final não tenha sido tão satisfatório.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Acho super legal o nome dessa série rsrsrsrs
    Ainda quero muito ler ! Todos!
    Pelo menos as capas são perfeitas né? Bem ficção!
    Adorei a resenha beijos!
    Espero não me decepcionar com o primeiro livro :3

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nenhum livro dessa série,mas vontade não me falta viu.
    Quando eu li a sinopse do primeiro já fiquei morrendo de vontade de ler,mas só tenho em ebook :/.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li a série mas quero muito ler!
    Já aconteceu comigo de ler uma série ficar super empolgada e no ultimo livro o escritor simplesmente surtar e fazer uma coisa completamente fora do normal, que nem sequer havia sido mencionada nos outros livros!

    Mas apesar de saber que te desapontou eu darei uma chance, já que você mesma disse que até o 5º livro era tudo muito bom! rs Vamos a leitura!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Flávia-chan :)
    Bom, eu ainda não tive a oportunidade de ler essa série. Confesso que não sei se gosto ou não de piratas, então não sei dizer se gostaria dessa forma de "navegação" dos personagens.
    A capa do livro é muito interessante, não tem como negar.
    Pena que o desfecho terminou assim tão sem cabimento.
    Eu estou sentindo na pele isso de ver uma série começar boa, mas decair apartir do 5 livro (Diários do Vampiro) e você sabe como estou "p" da vida com a autora por continuar com a série, né? Ela só está enchendo linguiça numa série que já tinha desfecho no quarto livro.
    Bom, espero ter a oportunidade de ler essa série que você tanto recomendava, Flávia-chan. Bjs :*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie, bem... conheço a série, pois meu primo adora, e já pensei em ler, porém me falta tempo D;, tantos na minha lista, aiaii, sempre imaginei uma temática bem bacana nessa série. Bem... como não li os demais livros, preferi não me aprofundar na resenha, pois realmente não tenho muito o que dizer, além de que eu gostaria de ler. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Creio que li essa série até o livro 3, se não me engano. Amei e havia tantas questões que eu formulava. Vou termina-la, essa série é maravilhosa, com piratas e vampiros e todo o mistério em volta do capitão e os irmãos.

    ResponderExcluir
  11. Nunca li nenhum livro dessa serie..tenho até vontade pois já vi várias pessoas falarem maravilhas dele..só o preço que não ajuda muito =S

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Nossa Flavinha!
    Estou acompanhando a série pelo seu blog e agora fiquei com medo de me decepcionar quando for ler tudo!

    Beijinhos

    ResponderExcluir