15 de junho de 2016

Pela Lente do Amor - Megan Maxwell

Título: Pela Lente do Amor
Autora: Megan Maxwell
Editora: Essência/Planeta de Livros
Gênero: Romance
Ano: 2014
Páginas: 432
Nota
Onde comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Britânica, rica e radicada em Madri, a fotógrafa Ana Elizabeth é apaixonada pela vida e pelo seu trabalo. E é uma paixão instantânea, como os seus retratos, que a aproxima do bombeiro Rodrigo, quando ela, sem querer, fotografa o sarado profissional durante um princípio de incêndio no prédio onde ela mantém seu estúdio.
Fascinada pelo herói urbano, com quem logo se identifica, Ana resolve investir nessa divertida e despretensiosa relação, mesmo estando grávida de outro homem.
Mas, afinal, o que o destino reserva para essas duas pessoas tão iguais e, ao mesmo tempo, tão diferentes? Só a amizade, considerando que nem Ana e nem Rodrigo sonham com um final feliz à frente de um altar? Podem um homem e uma mulher serem apenas amigos?

Resenha: Quando a gente vê uma capa bonita só pode supor que o livro é tudo de bom, né?
Pela Lente do amor, escrito pela autora espanhola Megan Maxwell e publicado pelo selo Essência da Planeta de Livros é um romance que apresenta a história de Ana Elizabeth, uma mulher que nasceu em berço de ouro mas por se sentir meio deslocada em meio a tanto luxo sonhava em ser alguém bem diferente daquilo que seus pais desejavam. Após um rompimento repentino de seu relacionamento com alguém de quem ela não gostava nem um pouco, para desgosto da família, Ana decide dar uma guinada em sua vida e junto com Nekane, sua amiga, se muda para Madri para abrir o próprio estúdio de fotografia.
O que ela não esperava era seu prédio ser evacuado após um princípio de incêndio e nesse cenário maluco conhecer Rodrigo, o capitão do batalhão - lindo e muito mulherengo - que, com toda a sua beleza e gostosura, fez com que Ana se apaixonasse a primeira vista por ele. Mas Rodrigo não queria saber de nada, deixa Ana na friendzone e inclusive a empurra pra um turista que estava na balada para escapar de suas leves investidas. Apesar disso, as coisas estavam teoricamente indo bem, obrigada, mas algo tem que aparecer pra fazer com que tudo saia dos eixos e vire uma bagunça total: Ana descobre estar grávida de Orson, o turista com quem Ana passou uma noite. Com uma família aristocrata, tradicional e inquisidora, Ana resolve contar que Rodrigo, seu"namorado", é o pai da criança acreditando que isso iria amnizar sua situação, e a partir dessa premissa a história se desenrola girando sobre a farsa e as confusões que Ana decidiu levar adiante, assim como os sentimentos que eles recusam a aceitar que sentem um pelo outro.

Narrado em terceira pessoa, temos uma visão geral sobre os personagens e os acontecimentos do enredo. O livro é rápido de ser lido pelo escrita ser divertida, simples e direta, mas acaba sendo um pouco previsível, cansativo e até enrolado, pois quando uma mentira é resolvida, logo outra é inventada e isso vai se repetindo no decorrer da leitura. As características dos personagens não são lá muito originais e a sensação é de que já os conhecemos de outras histórias mas estão envolvidos em novas situações dessa vez. Mas embora possua alguns pontos não muito favoráveis, o livro é cheio de cenas muito engraçadas em meio ao romance e à tensão sexual frequente entre os protagonistas, além de algumas reviravoltas que ainda não decidi se gostei.
Pela Lente do Amor mostra um tipo de amor diferente do que os leitores estão acostumados... Aqui a paixão não é correspondida, a protagonista é muito menosprezada e ainda nos deparamos com vários momentos em que ficamos abismados com a falta de consideração que Ana tem que enfrentar quando o assunto é Rodrigo. A vontade é de estapeá-lo na cara ao mesmo tempo em que queria dar umas boas sacudidas em Ana, já que antes de conhecê-lo ela era bastante independente.

Os personagens são bem dinâmicos e conquistam a simpatia do leitor, mesmo que Rodrigo, às vezes, seja um completo imbecil. Ele é o típico pegador que não quer se prender a ninguém e acaba demonstrando ser muito egoísta e imaturo.
Ana é dedicada ao trabalho e tem o pé no chão quando o assunto se trata das decisões que precisa tomar para sua vida. Ela corre atrás do que quer e não hesita se tiver que deixar algo pra trás. Eu gostaria de ter um pouco dessa coragem hehehe. Ela sempre enxerga a vida buscando ver o melhor lado dela.
A relação de amizade entre Rodrigo e Ana tem seus altos e baixos, mas vai se tornando mais sólida a medid que o tempo passa e é impossível não torcer pelos dois.
Os demais personagens também são ótimos, desde a vizinha de Ana responsável por por fogo no apartamento que é hilária, até a minha preferida, Nekane, a amiga de Ana que está sempre ao lado dela pro que der e vier e sempre a alerta sobre o buraco que ela está se enfiando quando o assunto é Rodrigo.

A capa representa bem um pouco da história e como disse no começo da resenha, é bem bonita. As páginas são amarelas e a fonte tem um tamanho agradável. Durante a leitura é possível perceber algumas falhas na tradução que acabaram incomodando e me tirando a atenção, mas nada tão grosseiro que interfira na compreensão da história.

Em suma, eu gostei do que absorvi da história, pois além de mostrar que a verdade é a única coisa que realmente liberta as pessoas, mostra que os sentimentos, quando verdadeiros, vão além do que uma paixão a primeira vista causa em alguém, principalmente porque nem sempre as coisas dão certo e as pessoas podem se magoar e se machucar, mas, apesar de tudo, ainda tem o benefício da escolha, podendo decidir se querer continuar seguindo em frente e esquecer ou não.
Pra quem procura por um romance improvável cheio desencontros e toques de muito bom humor que vão te fazer rir bastante e aproveitar a diversão que proporciona, é leitura mais do que indicada.


Nenhum comentário

Postar um comentário