26 de março de 2015

Put Some Farofa - Gregorio Duvivier

Lido em: Março de 2015
Título: Put Some Farofa
Autor: Gregorio Duvivier
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Crônicas/Literatura Nacional
Ano: 2014
Páginas: 206
Nota
Sinopse: Dont repair the mess. The house is yours. I make question. Pardon anything. Go with god. Come back always. Publicada em Julho de 2014, a crônica que dá título a este volume, que cria uma conversa imaginária de um brasileiro com um gringo visitando o Brasil durante a copa, rapidamente se tornou um viral de internet, até ser comentada em artigo do Washington Post.
Trata-se de uma amostra da verve humorística embebida de zeitgeist, crítica ferina e muito afeto de Gregorio Duvivier, um dos autores mais promissores do Brasil na atualidade. Reunindo o melhor de sua produção ficcional, Put some farofa traz textos publicados na Folha de S.Paulo e esquetes escritos para o canal Porta dos Fundos, além de alguns inéditos.
Se Gregorio traz o raro dom da multiplicidade, tendo se destacado no cenário cultural brasileiro ao mesmo tempo como ator, roteirista, comediante, cronista e poeta, também múltiplo é este volume, que transita entre ficções, memórias de infância, ensaios sobre artistas que o influenciaram, artigos panfletários, exercícios de linguagem e outras experimentações. Os textos vão da pauta que está sendo debatida naquele dia no jornal ao completo nonsense; do amor ao ódio, do íntimo ao universal.
No conjunto, o que espanta no autor é o frescor, a coragem, a visão transformadora e, sobretudo, a capacidade inesgotável de se renovar a cada semana, contando sempre com a inteligência e a sensibilidade do leitor.

Resenha: Put Some Farofa reúne crônicas e roteiros de Gregorio Duvivier e o leitor irá se deparar com fatos que retratam o cotidiano em geral com uma boa dose de humor. Nesta obra em especial, tais fatos são bastante recentes, mas nem todos inéditos, principalmente pra quem acompanha o Porta dos Fundos.

A escrita é fluída, inteligente, memorável e, com certeza, causa impacto. A linguagem utilizada varia de acordo com o teor da crônica em questão, mas o estilo único do autor de convidar o leitor a aproveitar seus textos permanece intacto.
Gregorio é sarcástico e usa de um humor ácido em piadas muito descaradas, mas ele também tem a capacidade peculiar de deixar mensagens nas entrelinhas, e, em diversos textos, o que fica subentendido é o que dá graça à coisa.
O livro é dividido em 4 partes contendo assuntos diversos como família, amor, dinheiro, trabalho, casamento, filhos, drogas, política e etc. Alguns são completamente sem noção enquanto outros são bastante reflexivos. Cada crônica tem um tema característico, e mesmo que a maioria venha em forma de piada ou crítica, existe um toque único de sensibilidade.

Pelo fato de o autor usar o humor em qualquer tema, levando em consideração que ele é um humorista com a mente afiada e criativa e sabe usar as palavras com total maestria, o livro é politicamente incorreto, ironiza política, religião, cultura, mas é exatamente isso o que torna suas críticas tão verdadeiras. O leitor irá se ver diante das visões que ele tem acerca de diversos assuntos e é muito interessante acompanhar sua noção do que está ao seu redor, e aquele que tiver a mente mais afiada com certeza irá identificar a si próprio em alguns dos pensamentos que estão em Put Some Farofa. É perfeitamente possível usar a comédia para atingir leitores e conquistar fãs, mas o que mais me agrada em obras desse tipo é que o humor é usado para ir muito além do que apenas fazer rir...

Acho que para que o livro seja aproveitado em sua totalidade, o leitor deve lê-lo com a mente aberta e o trecho na sinopse que diz "...o que espanta no autor é o frescor, a coragem, a visão transformadora e, sobretudo, a capacidade inesgotável de se renovar a cada semana, contando sempre com a inteligência e a sensibilidade do leitor" é o que condiz com a realidade. Um leitor mais "fechado" talvez não capte a essência da leitura, ou pode se sentir incomodado ou ofendido em alguns casos em que suas crenças são alvo da ironia e do humor de Gregorio.
Leitura super indicada, que pode ser lida aos poucos como forma de aproveitar e absorver melhor, ou numa sentada só, deixando um gostinho de satisfação e quero mais ao chegar no fim.



Um comentário

  1. Amei a sua resenha sobre livro Put Some Farofa de Gregorio Duvivier!
    Terminei de ler agora e fiz a resenha venha conferir no meu blog!
    Beijos,Flor!

    booksmagiclove.blogspot.com.br

    ResponderExcluir