25 de março de 2015

Um Lugar no Coração - Amy Hatvany

Lido em: Março de 2015
Título: Um Lugar no Coração
Autora: Amy Hatvany
Editora: Verus
Gênero: NA/Romance/Drama
Ano: 2015
Páginas: 364
Nota
Sinopse: Grace nunca quis ser mãe. Mas, quando ela conhece Victor, um homem bonito, carismático, separado e pai dos adolescentes Max e Ava, decide que pode aprender a ser uma ótima madrasta. Afinal, as crianças moram com a mãe, Kelli. Não pode ser tão difícil assim, certo?
Aos treze anos, Ava é bastante madura para a idade. Desde o divórcio de seus pais, ela cuida da mãe emocionalmente instável e do irmão mais novo. E, apesar de não ter nada contra a namorada de seu pai, Ava ainda tem esperança de que os pais voltem a ficar juntos e sejam novamente uma família. Mas, poucos dias depois de Victor e Grace ficarem noivos, Kelli morre em circunstâncias misteriosas - e segredos assombrosos de sua vida são revelados.
Narrado por Grace e Ava no presente, com flashbacks do passado conturbado de Kelli, Um Lugar no Coração é um retrato comovente e apaixonante de feminilidade, amor e dos desafios e alegrias da vida em família. 

Resenha: Grace é uma mulher independente e dedicada ao trabalho numa ONG em prol de mulheres vítimas de violência doméstica. No passado, ela precisou ajudar nos cuidados de seu irmão mais novo e a partir dalí decidiu que por mais preocupada e altruísta que fosse, jamais queria se tornar mãe.
Então Grace conhece Victor, um homem dono de um restaurante que há pouco se separou da esposa com quem teve dois filhos, Ava e Max. Os dois se completavam em todos os quesitos e por apostarem no relacionamento, firmam um noivado. Porém, o noivado não foi bem recebido por Kelli, a ex mulher de Victor cujas emoções são completamente instáveis, e quem fica a par da reação e dos sentimentos da mãe é Ava, que tem apenas 13 anos e ainda tinha uma esperança dos dois reatarem o casamento, mesmo que não tivesse nada contra Grace. Mas, inesperadamente, Kelli morre de forma misteriosa e vários segredos acabam vindo a tona. Toda a situação acaba por mudar a vida dos envolvidos, pois Grace, por ter um coração enorme, não consegue deixar o noivo na mão com tal problema e se vê responsável por ajudá-lo com os filhos e fazendo um papel do qual ela nunca quis: ser mãe.

O livro é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de Grace e de Ava, onde mostram o que sentem com o que está acontecendo e como estão lidando com a situação, e também em terceira pessoa por um narrador onisciente apresentando a visão do passado problemático de Kelli a fim de fazer o leitor entender o que, de fato, aconteceu com ela. Ela só queria ser amada e a maternidade era tudo o que havia lhe restado.

Achei muito satisfatório poder acompanhar o ponto de vista de Ava e o que se passava em sua cabeça quando perdeu a mãe, a pessoa da qual ela era mais próxima e apegada, e como foi pra ela ter que ir morar com o pai e sua nova companheira. Ava foi forçada a crescer rápido demais e isso a tornou muito madura pra idade. Ela consegue passar com bastante emoção sua versão dos fatos e como enxergou a situação.
É uma história tocante, alguns pontos são de partir o coração, abordando problemas cotidianos e familiares, como o divórcio, a insegurança, a confiança perdida e o melhor de tudo é que é contada de forma simples.
A história é bem construída e fluída, mas senti falta de um pouco mais de aprofundamento sobre Victor.
Outra coisa que me incomodou um pouco foi o desfecho, pois não me agrada muito a ideia da história fluir naturalmente e num ritmo moderado pra no final tudo ser resolvido em poucas páginas. Senti falta de saber mais sobre a história de Kelli e senti que algumas perguntas ficaram sem respostas.
Fiquei bastante surpresa com a construção dos relacionamentos e dos personagens, de poder perceber como tudo é tão próximo à realidade. Ava ficou dividida em sua lealdade por ter perdido a mãe e agora precisa conviver com o pai, que tem certa dificuldade em equilibrar seus sentimentos com os próprios filhos. Grace, de certa forma, se sente culpada pela situação em que se encontra, pois talvez o motivo que tenha levado Kelli a morte foi a má recepção da notícia de que o ex marido estaria com outra pessoa. Como funciona o relacionamento entre Ava e Grace, visto que uma irá fazer o papel de madrastra e elas vão ter que conviver. São são amigas, mas também não são inimigas, só estão lutando pra se encaixarem na nova condição de vida que se encontram buscando a felicidade. E até mesmo Kelli, que fica curiosa sobre Grace e o papel que ela passaria a ter na vida de Victor.

A capa, apesar de simples, tem tudo a ver com a história. As páginas são amareladas e a fonte tem um tamanho que torna a leitura mais agradável. A revisão está ótima e não encontrei erros. É o tipo de livro que pode ser lido em poucas horas, tanto pela fluidez da leitura quanto pela trama que realmente prende o leitor. É uma história leve mas que carrega uma grande mensagem.

Acredito que a capacidade da autora em transmitir emoções difíceis de se enfrentar superou as expectativas, pois foge do estilo melodramático. Gostei bastante da leitura e me surpreendi por ter encontrado uma história que fala sobre pessoas comuns como eu ou você, com muitos problemas a serem enfrentados, mas, que estão lutando pra darem o melhor de si diante de uma situação complexa e arrasadora da qual não possuem experiência nem orientação...
Um Lugar no Coração vai deixar reflexões, vai surpreender e comover qualquer leitor, com certeza.


Nenhum comentário

Postar um comentário