22 de agosto de 2013

Polêmica, eu? #6 - O que seria do azul se todos gostassem do amarelo?

Ei, gentem! Tempinho que não solto um post nessa coluna, né?
Então...
Alguns escrevem como forma de desabafo, outros escrevem pra emocionar ou entreter os outros, outros escrevem pra esvaziarem a cabeça... Não importa o motivo que seja, uma ideia pode originar várias páginas... e várias páginas podem dar origem a um livro, porém, devido as pessoas serem diferentes entre si, agirem diferente e pensarem diferente, essa ideia original não necessariamente vai agradar a todos... A preferência alheia só diz respeito ao seu dono e ponto, afinal, voltando ao título do post, eu faço a famosa pergunta: o que seria do azul se todos gostassem do amarelo?

Escrever é uma arte... um dom... Assim como quem desenha bem, como quem toca um instrumento com perfeição, como quem tem uma voz fodástica pra cantar e por aí vai... Partindo desse pressuposto, acredito piamente que uma simples ideia não basta pra qualquer um se autointitular escritor. Talvez essa ideia faça um baita sucesso nas mãos de quem tem o dom pra coisa e vai saber conduzi-la da melhor maneira de forma a agradar a maioria (veja bem: a "maioria", que é bem diferente de "todos"), mas nem sempre o dono da ideia é a pessoa em questão... E foi isso o que me levou a escrever hoje, pois nem sempre uma boa ideia está nas mãos certas. Talvez até uma ideia ruim pode ser transformada a ponto de acabar agradando... Depende de quem está por trás dela e de seu comportamento.

O problema, é que existem "escritores" que se consideram especialistas, acreditam que as ideias que têm são as mais geniais do mundo e não há nada melhor do que elas ou do que foi feito com elas ao serem passadas pro papel...
Acho que mais do que ninguém, devemos apostar e acreditar na nossa capacidade, mas com humildade, sempre. Alguém que não sabe ou não admite reconhecer os próprios erros e se acha dono da razão, é alguém destinado ao fracasso, pois ninguém nesse mundo é perfeito e por mais que o objetivo traçado seja chegar à perfeição, a caminhada certamente será interminável...
Podemos sempre desejar sucesso a quem consideramos merecedores, mas pra alguém merecer, no mínimo deve fazer por onde...

Vou entrar com a questão do comportamento de alguns desses "escritores" ao receberem uma crítica negativa sobre seu livro, principalmente quando o livro é cedido como cortesia.

Não são todos, claro, mas é óbvio que existem muitos blogueiros que criaram seus blogs por puro interesse em acumular livros, independente do gênero ou sem pensar se é uma leitura que vai agradar ou não, e a forma mais rápida pra isso são as famosas, desejáveis e incríveis parcerias... Seja com autores, seja com editoras, seja com empresas, enfim... O importante é entrar na corrida e conseguir a bendita pra ganhar alguma coisa. Mas, ao receber um livro, principalmente quando a parceria é proposta pelo blogueiro, ao mesmo tempo que ele pula de alegria por ganhar o que queria, rola uma ansiedade, um frio na barriga, e a preocupação de não gostar da obra e não saber como lidar com isso, pois é super chato e constrangedor magoar o autor e não querer que ele fique chateado por ter sabido que o livro não agradou, né? Então, falar bem do livro é mais fácil e libertador... E quem escreveu o livro vai acreditar que está no caminho certo, que não precisa melhorar em nada e vai achar que o sucesso está a um passo... E isso não é legal, né?

Outra situação, são os escritores que no fundo sabem que precisam melhorar (ou até mesmo os que acham que não precisam), principalmente os que não dominam o português e nem ao menos se preocupam com isso (imagino um cirurgião que não domina o próprio bisturi e se acha apto pra um transplante), mas não assumem pois querem alcançar o sucesso de forma urgente, e procuram divulgar o que escreveram justamente com esses blogueiros que publicam uma opinião falsa, para alimentarem o próprio ego, ou para mostrar pros outros que as pessoas "gostam" do tal livro, mas ao se depararem com uma opinião sincera que aponta todas as falhas que ninguém havia apontado antes, seja por falsidade, seja por pena, seja porque teve a opinião comprada ou o que for, acha que o melhor caminho é partir pro ataque, ofendendo o blogueiro, o acusando de incapacitado e difamador e outras barbaridades que só é possível acreditar vendo com os próprios olhos. E isso também não é legal, né?

Diferente desse tipo de gente, há autores que assumem suas falhas, e procuram opiniões e críticas sinceras, mesmo que negativas, para poderem ver onde devem melhorar através de vários pontos de vista, e por mais que eles não atinjam a perfeição, vão conquistando blogueiros e leitores por sua simpatia e humildade. E vou ser sincera... esses sim farão sucesso, pois ganham o respeito e a moral alheia pela forma como se comportam, mesmo que fiquem chateados. Eles sabem que simplesmente não dá pra agradar todo mundo, que tirar satisfação ou brigar não vai mudar a opinião do outro com relação ao livro, mas com relação a ele mesmo, e isso é postura de gente inteligente e sensata! Muito legal, né? Mais do que legal! É digno de aplausos! Sou fã de pessoas de bom caráter, que tem classe e inteligência, que sabem medir as palavras, que assumem que não são perfeitas e continuam com um sorriso no rosto apesar dos obstáculos, batalhando pelo que acreditam.

Então, tudo pode variar, pois como disse anteriormente, cada um age e pensa de uma forma, mas é exatamente de acordo com sua maneira de agir, ela vai traçando seu caminho, indo em direção ao sol pra brilhar, ou regredindo a ponto de se tornar alguém completamente desprezível e detestável... Esses não chegam em lugar nenhum... e se chegam, logo caem... E o tombo é feio...

Receber críticas é algo incômodo, mas da mesma forma que existem blogueiros pilantras, há autores de mesmo nível... Acho que cabe ao autor por a mão na consciência e ter um pouco de senso ao escolher onde e quem fará esse papel, pois existem pessoas sérias que resenham por gostarem disso, mas existem os que levam tudo na brincadeira e não sabem que "cortesia" não é só uma palavra que denomina algo que veio "grátis", mas também um comportamento delicado, atencioso, gentil e humilde. Já disse e repito: é perfeitamente possível fazer uma critica negativa de forma cortês e com classe, da mesma forma que é possível conter a empolgação e elogiar sem passar a impressão de puxação de saco sem fim.

Não adianta achar que todos vão amar a obra partindo da opinião de quem não é sincero ou de quem partilha os mesmos gostos ou opiniões... E se uma pessoa sensata que leva a sério o que faz em seu blog teve a decência e o profissionalismo de criticar de forma negativa, nada mais justo do que o autor reconhecer que não é perfeito e que é impossível agradar a todos 100%.
Dá trabalho escrever um livro, claro que dá... mas manter um blog e construir credibilidade ao longo do tempo sendo reconhecido e tendo crédito justamente pela opinião sincera e imparcial, também não é fácil. Então não é justo um autor achar que está sendo prejudicado, e simplesmente se achar no direito de denegrir a imagem de um blog que muitas vezes serve como ponto de referência pra quem quer uma opinião verdadeira sobre um livro, e não uma opinião mentirosa, vaga, rasa e vazia... E como se isso não bastasse, ainda tenta passar uma imagem de pessoa altruísta e digna de admiração... Bitch, please... Poupe-nos...
Não dá pra confundir as coisas achando que receber um livro é sinônimo de opinião positiva... Tem blogueiro por aí que simplesmente não topa parceria mais, e nem recebem livro do autor que seja pra evitar a fadiga... Assim como tem autores que nem mandam seus livros pra evitar cair em mãos de blogueiros que não fazem a menor ideia do que estão fazendo. Barraco na blogosfera é uma coisa muito, muito feia... E partindo de alguém que, supostamente, é tão intelectual a ponto de escrever um livro, é muito pior... Santa vergonha, Batman!

Me desculpem pelo texto enorme... Inclusive, muito obrigada se você leu até aqui! Acabei me empolgando um pouco, ou muito...
Acho que depois de pensar bem, por ter visto ou ficado sabendo de algumas coisas chatas e vergonhosas que aconteceram, e que ainda continuam acontecendo, acho que dar minha opinião sobre o assunto é algo válido já que o blog é literário e isso é algo que infelizmente anda fazendo parte desse meio. São muitas pessoas atingidas, sejam os envolvidos ou a plateia... E eu torço pra isso acabar, torço pra essas cabecinhas pequenas se abrirem com intenção de crescerem como pessoas.

Só posso dizer que independente de qualquer coisa, o que é bom pra um, necessariamente não será bom pra outro. Ninguém é obrigado a gostar das mesmas coisas que o outro, mas começar respeitando a opinião alheia e aceitando que todos estamos sujeitos a erros e muito longe da perfeição absoluta, já é um grande passo pro tão almejado sucesso...

Pra finalizar, eu amo chocolate, tenho nojo de Mc Donalds, tenho pavor de textos com milhões de erros de ortografia grotescos, sou fã de Harry Potter e dos Simpsons, odeio Crepúsculo e triângulos amorosos toscos de qualquer tipo, adoro musica eletrônica, prefiro gato do que cachorro, odeio gente que não tem personalidade nem sabe ser autêntica, morro de raiva e evito ao máximo entrar em fofoquinhas, confusões e barracos vergonhosos, e sou bem eclética com relação a quem ou ao que me faz feliz... Mas isso é um gosto meu, são algumas das pequenas coisas que me definem... Ninguém pode me condenar e se achar no direito de me atacar e me ofender por isso... É ou não é?

Beijo pra você que leu até o final! Ganhou minha admiração por ser paciente ahahahaha.
Comenta aí e me diga se concorda ou se tem uma opinião diferente ;)

33 comentários

  1. Bem, Flávia, acho que a minha humilde opinião pode-se resumir a um simples "parabéns". Poucos tem a coragem e o profissionalismo que você tem de expor suas ideias, e não estou falando apenas dos casos dos escritores, mas também em não gostar de um livro (crepúsculo, cinquenta tons e afins), as vezes, as pessoas brigam porque uma não respeita o gosto literário da outra. Eu não sei se crepúsculo é bom, nem se é ruim, mas é um livro que nunca me atraiu a leitura, muito menos o filme, mas, tenho o bom senso de não sair criticando a obra como se tivesse lido os quatro livros.
    A maneira como agimos ao receber uma critica, deve ser sempre pensando na melhora, eu me irrito muito quando as pessoas me enchem de elogio, não que não goste de elogios, mas tudo o que é demais, estraga...
    Adorei este Polêmica, foi um dos melhores que já li, e nem me importei com o tamanho, fui lendo e quando vi, já tinha acabado. Mais uma vez... Parabéns XD
    Bjss!

    ResponderExcluir
  2. Oi Flávia, tudo bem?
    Tu não tens ideia do quanto é bom poder ler este teu texto, ou eu diria desabafo? Pois ele se enquadra perfeitamente a mim, também. Infelizmente, existe muito problema nesse meio, e não sei se a tendência é melhorar. Além de tudo o que tu citou, ainda vou entrar em mais alguns méritos: blogueiro que faz milhões de parcerias mas as resenhas do blog são sempre sobre os best-seller, nunca sai resenha dos autores parceiros; e os falsos nacionalistas, que são aqueles que supostamente apoiam a literatura nacional mas não leem nada nacional além dos famosinhos, e também só lerão a história se for pro autor dar o livro, pagar por ele que é bom o fulano não quer.

    Mas acho que isso é em tudo, não é mesmo? Sempre terão os bons e os não tão bons assim, o que mais dói é ver que tem muito blogueiro bom que não consegue se desenvolver porque os blogueiros novos estão perdendo a credibilidade devido a esses acontecimentos. :(

    Att.,
    Eduarda Henker
    http://www.blogsomaisum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Poxa Fláfia, concordo em gênero, número e grau. Quando li o título do texto pensei "Que diabos isso quer dizer?" Quando comecei a ler simplesmente não consegui parar, pensando quão verdadeira são suas palavras. Já presenciei muito isso e coisas piores (em outros blogs), como, por exemplo, um blogueiro não gostar muito de um livro de parceria, expor sua verdadeira opinião sobre ele (de uma forma super educada) e uma blogueira, super fã da autora em questão, comentar a resenha dele com ofensas inimagináveis. A partir do momento que decidimos ser blogueiros tomamos como compromisso ser sincero com nós mesmo e com os autores.
    Super Abraço, Victor Rosa
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Flavia!
    Seus textos são muito legais, e eu concordo com você. Durante todo esse tempo que sou blogueira presenciei poucos barracos desse tipo, eu acho que um autor de verdade precisa estar preparado para as críticas que com certeza encontrará pelo caminho, elas são essenciais para o crescimento, já que ninguém é perfeito. E o blogueiro também precisa ter a maturidade e consciência do papel importante que desempenha; ser honesto e verdadeiro é o mínimo que podemos fazer como blogueiros sérios, e manter sempre o respeito acima de tudo. ;)
    Parabéns pelo texto, admiro muito seus pontos de vista!

    Beijão!

    Rafa{Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  5. Acho que tão feito quanto escrever """""errado""""" é escrever "vc", "bjks" em um ambiente como esse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi o "ambiente como esse", mas obrigada pela dica, Ja corrigi o erro. ;)

      Excluir
  6. Bom, eu concordo muito com você... Eu tenho um blog por lazer, e por isso mesmo, não tenho parcerias, mas por muitas vezes acabo sendo platéia desses "barracos" e acho muito ridículo... Acho, sim, que cada um tem sua opinião e gosto, como você disse, o que seria do azul se todos gostassem do amarelo? Como todos tem gostos diferentes, é óbvio que uns vão gostar e outros odiar um livro, e isso não é motivo de discussão!
    Sobre o agradecimento a quem leu todo o texto: tem como não ser "engolida" pelo seu texto a ponto de querer ler até o fim? (Claro que tem, todo mundo tem opiniões diferente haha)
    E enfim, sobre seus gostos, muita coisa eu discordei e muito eu discordei (amo Crepúsculo e prefiro gatos a cachorros...), mas bem, cada um qual a sua opinião, que graça teria um bando de gente que gosta das mesmas coisas? (eu sou da opinião de que se todos os meus amigos gostassem do que eu gosto, eu não teria quem zoar kk)
    Beijinho

    eisaminhahistoria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Flávia eu sinceramente te dou muitos aplausos em pé aqui do meu quarto para você, porque tudo que você disse eu concordo plenamente.
    Eu tenho visto umas coisas bem absurdas nos Blogs. Uma delas, vou até citar para você....É que tipo, tem gente que dá sua opinião sobre o livro, beleza, mas tipo, ofende o autor...se não gosta do livro e tudo mais, usa palavras delicadas...explicando do porque e tudo mais. Só que tem gente que já mete pau e eu acho isso uma sakanagem e eu defendo O AUTOR quando leio esses tipos de coisa.
    Outra coisa, eu tenho achado que tem alguns ''AUTORES'' se sentindo muito ESTRELINHAS...achando que o livro deles é o melhor que de todos e eu sinceramente acho que todos são iguais e se não fosse por nós leitores, eu acho que o livro deles nem saia do lugar, até porque é nós que compramos e lemos certo ?!
    Enfim...Não sei, eu estou dando minha opinião.
    Mas tudo que você disse acima eu concordo, até porque eu acho um absurdo esses problemas. E acho que temos que ser sinceros, independente se for bom ou ruim para o autor ou para ambas as pessoas.
    Agora atacar o blog por causa dessas coisas ?? Ai eu acho uma barbaridade mesmo. Mas seilá.
    Espero que as pessoas tenham consciência disso que você escreveu, e se vc me permitir, vou compartilhar na minha fanpage o link do seu blog pro pessoal vim ler, porque eu acho muito importante o pessoal dar uma olhadinha.

    beijinhos amiga e fica com Deus
    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Nossa que lindo post! afinal amei o seu blog é muito fofo *--*
    este é o meu
    http://www.lorisentimentos.blogspot.com.br/
    BJOS DE SUA NOVA SEGUIDORA :)

    ResponderExcluir
  9. Parceria é algo delicado e essa é uma das razões que me faz ficar pé atrás em relação a fazer esse tipo de parceria. Eu spu sincera demais e sei que isso as vezes é ruim porque as pessoas não sabem como reagir.

    sabe o que dá a entender? que essas pessoas tentam comprar os críticos. sério, é ridículo!!! qual é o problema de dizer o que pensa? eu sei que é mega trabalhoso escrever um livro e, é muito ruim receber uma crítica negativa mas puxa, a vida é assim. tem gente que adora e tem gente que não. tipo a jk rowling; ela recebeu milhares de nãos para hp e disseram que isso nunca ia dar certo e então, alguém acreditou e investiu. e mesmo tendo uma legião de fãs gigantesca existem pessoas que detestam as obras dela. simples assim.

    então você nem esquente com isso porque você ainda foi muito legal em não dizer quem foi essa pessoa crápula que quis comprar a sua opinião. e continue dizendo o que pensa.

    ResponderExcluir
  10. Oi Flávia!!
    Primeiramente parabéns pelo seu post. Acho incrível como ele foi escrito. Sempre estou presente em alguns blos que como o seu eu olho diariamente, não para concorrer a alguma promoção, mas por admirar o trabalho, os textos e sua opiniões. E opinião ser ser respeitada, mas devemos respeitar a todos os que concordam e os que não.
    Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  11. Adoro sua sinceridade, profissionalismo e principalmente sua personalidade. E é por tudo isso e muito mais que adoooooro ler seu blog!*--*
    Acho que o verdadeiro e bom escritor deve sempre estar preparado para as críticas, afinal, ele não vai conseguir agradar a todos. E não só os escritores, mas qualquer um tem que estar preparado para isso, as criticas fazem parte da nossa vida e é através delas que buscamos sempre melhorar, agora cabe a cada um aceita-las ou não, mas independente disso o respeito é algo fundamental, sempre!
    E como você disse, ninguém é obrigado a gostar das mesmas coisas..e que chatice seria se gostássemos né?..eu mesma amo Mc Donalds e sou fã da saga Crepúsculo, opiniões e gostos diferentes dos seus, mas nem por isso vamos fazer barraco..rsrs.
    Simplesmente adorei esse Polêmica, eu?!! o MELHOR até agora.
    Parabéns mais uma vez. :*

    ResponderExcluir
  12. É Flavia esse é um assunto muito delicado tanto para blogueiros, autores e leitores, ninguém é obrigado a gostar das mesmas coisas que você, pois cada um tem suas preferências por mais estranhas que seja, quando criei o blog fiz na intenção de me distrair, e ele foi crescendo, crescendo e hoje tenho grandes amigos na blogsfera. Tem livros que eu amo e não tenho vergonha de dizer, tem livros que não gosto e também digo o por que da forma mais válida e construtiva possível, eu faço parceria e busco parceria não pelo livro, por que muitas vezes sou eu quem compro e adoro isso, mas eu leio muito sobre ele antes de tomar qualquer iniciativa, e seja para uma resenha boa ou ruim, já passei por isso com um autor que escreveu um livro infantil para crianças de 5 anos e escreveu no meio da estória a palavra "Rutilar", e na minha resenha descrevi que minha filha teve dificuldade em entender e compreender que estava lendo, o autor devolveu dizendo que eu tinha que procurar um dicionário e ver o significado e dizer a minha filha, e como se não bastasse tal ignorância, me bloqueou no face e vivia postando comentários na MINHA fanpage me corrigindo e tudo mais. O que dizer dessa situação, desculpe eu não sou perfeita, as vezes escrevo errado mas corrijo e estou aqui para aprender, mas para uma pessoa com tanta idade fazer isso chega a ser deprimente, se ela fosse mais integra e adulta tinha conversado comigo e tinha falado que a resenha tinha a ofendido, Eu como mãe sei que ensino muda muito não existe mais B com A BA B com E BE, isso já era e o autor além de ser preso a palavras poucos usais não tinha filhos... Enfim eu disse isso por que é complicado agradar a todos, se fosse assim o mundo seria perfeito, adorei sua iniciativa desse alerta a todos nós! Você ganhou minha admiração.
    bjkas
    Dani Casquet - livrosajaneladaimaginacao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Flávia, não podia concordar mais e é por isso que não faço mais parceria com escrito nacional. Aí vem aqueles "Nossa, mas você tem que apoiar a literatura nacional!!: 1- Eu não tenho que fazer nada senão em virtude de Lei; 2- O blog é meu e nele eu escrevo sobre o que eu quero escrever e faço parceria com quem eu quero fazer. Não tenho paciência para pseudo-autor que acha que o livro dele (muitas vezes mal escrito e com ideias rasas) é a última coca-cola gelada do deserto. Aos que sabem receber criticas e tem consciência de que sua obra não somente não irá agradar a todos, como também não é perfeita - a menos que você seja a J.k. Rowling, aí é perfeição d+ - sinceramente, MEUS PARABÉNS. Agora, se você acha que só porque escreveu um livro que nunca na sua vida vai receber uma critica e que vai ser o Rei da Bala Chita, conselho: PARA!

    Beijos e pensamentos malignos, menina do PPP!! HAHAHA
    Matheus Braga,
    http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Post bem sincero, gostei mesmo. Essa situação é bem delicada mesmo, mas acho que a atitude certa é ser sincera, porque além disso ajudar o autor do livro, quem é sincero numa crítica pode ganhar vários admiradores.
    Cada um tem uma opinião diferente, não é porque o autor da crítica não gostou do livro, que um outro leitor não ia gostar.Eu, por exemplo,sigo muito as críticas e avaliações de blogs, sites e de conhecidos. E muitas vezes alguém faz uma avaliação super diferente da minha.

    ResponderExcluir
  15. Você só falou TUDO, parabéns pela coragem e pela dedicação tá! é por isso que nós leitores somos tão felizes, porque temos pessoas verdadeiras na blogosfera como você!
    Adorei mesmo o post :D

    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Fiquei lendo seu texto e dando nome aos bois mentalmente, haha, talvez não seja os mesmos que você pensou ao escrever o texto, mas acredito que sejam tão "donos da verdade" quanto os meus, uahuahhaua.
    Já deixei de fazer algumas parcerias por causa desses detalhes, acaba se tornando uma situação chata, é bem complicado isso.
    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Oi flor, gostei muito do texto, concordo com o que disse. Sempre procuro blogs em que as blogueiras escrevam de verdade, e não somente por status ou querendo ser melhor que outras. Admiro seu jeito de escrever.

    ótimo final de semana, bjos :*

    Blog Fashion e Bella
    www.fashionebella.com.br

    ResponderExcluir
  18. Nossa Flavinha que texto enormeeeeeeeeeeeee, mas li tudo hehehehehe

    Você disse tudo, tem autor que não sabe receber uma crítica negativa, se eu não gostei de algo que vi no livro eu com certeza direi na minha resenha. Como tem um livro que estou lendo e já conversei com a autora que vou apontar algumas falhas que vi, e ela levou numa boa e está pensando até em reformular algumas partes desse livro. Fiquei super feliz em poder ajudar de alguma forma o autor a ver que existem falhas sim, mas que podem ser corrigidas.
    Eu sou aquele tipo de pessoa que sei dar uma crítica sem ofender, pois isso fica feio para quem faz e para quem ler!
    Concordo com você que tem muito blogueiro que não dá opinião sincera e isso você vê nas resenhas, mas se tiver que perder uma parceria por dar minha opinião sincera e sem ofenças eu perco.

    Bom é isso! Adorei o post!

    Beijinhos
    www.estilogeek.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Hahaha .. tudo que faz parte da vida de um blogueiro...

    Ócios mesmo... Nojo de MC? Ta massa, não curto muito tb.. oakdoas

    Mas é isso, eu larguei mão de fazer parceria com autores. Uns querem divulgação gratuita, outros que falem sempre bem..,
    Gostei do Bruno Godoi, que me forneceu o Grito Vermelho, que logo quero ler pois é um tema que me agrada.

    Eu te mencionei sua polêmica, no meu post ontem. aoskdoas

    Beijos Flavinha.. você como sempre arrasa.. beijos

    Guilherme Kunz
    www.tematoa.com

    ResponderExcluir
  20. Oi flor!

    Sempre que vejo a coluna "Polêmica, eu" venho cá... Adoro ver sua opinião, às vezes meio ácida, mas sempre verdadeira. :D

    Concordo com você sobre a dificuldade dos autores em aceitar uma crítica, como concordo também que existem maneiras e maneiras de salientar os pontos negativos da obra. em tudo, sempre, na minha opinião, há que se ter bom senso. Falar bem sem gostar é tão feio quanto falar mal como se o trabalho do outro fosse um lixo. Com as palavras certas, ditas da forma correta, o blogueiro ajuda o autor, com suas opiniões e pensamentos sobre a obra. A diferença daquilo que eu falo e o que o outro aceita muitas vezes passa mais pela 'forma' que eu falo do que pelo 'conteúdo' única e exclusivamente.

    Eu sempre falo o que de fato achei da obra. Com o maior respeito pelo trabalho do autor, mas com toda sinceridade... Sempre vejo os autores comentarem minhas resenhas com um "você falou a opinião de uma "leitora" e era mesmo isso que eu queria. Legal... atingi o objetivo de ter escolhido gastar algumas horas na atividade de blogueira.

    Caraca... acho que me empolguei, tal qual você, e escrevi demais. hahahaha

    Beijos, Flá!

    Escrev'Arte - Nadja Moreno

    ResponderExcluir
  21. Olá Flavia

    Tem um presente pra você lá no Blog, aproveito para agradecer-te pela atenção e carinho...
    Muito, muito Obrigada Amei!!!

    ResponderExcluir
  22. Eu não vi nada direto, só comentários de autores que não aceitavam resenhas negativas ou que não tivessem 5 estrelinhas(pulando pra 6). Acredito que cada um tem o seu gosto e as pessoas devem aceitar isso. Seja ganhando o livro, roupa, doce, a p*** toda de "graça" ou não.

    Ooook, respeito seus gostos digo que adoro MC, prefiro cachorros(estou doando uma vira lata de 40 dias+- se souber de alguém do RJ que quiser :p) e sou uma pessoa mega paciente, só falta achar os dias que eu encontro ela. HSUASHAUSH HOJE foi um desses dias.

    www.nyasmim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Flávia, seu texto disse praticamente tudo que venho pensando a muito tempo, receber um livro de parceria como cortesia passou a ter o significado "você tem que falar que meu livro é bom", mesmo que ele não seja, eu fiz duas resenhas de livros recebidos como cortesia, que na realidade eu não gostei, nas duas fui bem assertiva, ressaltei o que o livro tinha de bom, e não deixei passar em branco o que não tinha me agradado, os livros possuíam erros de português e histórias confusas e sabe o que eu percebi nos comentários, os próprios blogueiros falaram que eu devia dar um desconto, e deram várias justificativas para os livros. Desde essa época, procuro não fazer mais parcerias com autores, tenho ainda alguns livros pra ler que recebi como parceria, que claro irei ler e resenhar, mas pra mim não dá certo, se não for pra ser sincera, prefiro não omitir opinião.
    Adorei seu texto, ele está perfeito!

    Bjks

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://www.coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Falou tudo Flávia! Humildade e autenticidade são características fundamentais pra qualquer ser humano. Também AMO Harry Potter e ODEIO Mc Donalds e tenho raiva de quem não me respeita por isso ou me julga sem me conhecer direito.
    Acho extremamente chato blogs que só falam bem dos livros... impossível alguém gostar de tudo sempre! Temos que parar de ter medo de dar nossa opinião. Cada um tem a sua, porque esconder?

    ResponderExcluir
  25. Flávia, eu lembro que vinha muito visitar seu blog e lia as suas resenhas com atenção.
    Percebi que, alguns livros super elogiados na blogosfera, não eram aqui! Porém, você apontava aquilo que deveria ter sido melhor.E como eu já estava organizando minha vinda para Cusco, pensei que precisava de alguém assim para ler meu livro. Que pudesse dizer o que não está bem, antes de eu começar a escrever o segundo, ou antes de terminá-lo. Então, entrei em contato contigo e mais algumas blogueiras que trabalham assim, e ofereci parceria. Lembro que pensei: " se ela for elogiar- ótimo, e se ela for criticar- ótimo! O importante é que vai apontar o que não está legal no livro e com isso eu aprendo" Eu gosto muito de oferecer parceria, infelizmente, no momento não tenho tempo de viajar pela blogosfera para conhecer novos resenhistas. Beijocas.

    ResponderExcluir
  26. Adorei o seu texto e, apesar de longo não está nem um pouco cansativo de ler! Concordo plenamente com sua opinião. Como escritora(não publicada) e blogueira acho que as críticas, tanto positivas como negativas, são essenciais. Esse "autores" que parte para a briga quando veem uma critica negativa, será que não percebem que o que desagradou a pessoa que leu pode agradar a outra? Eu por exemplo detesto livros melosos, e se tem romance demais eu vou ressaltar isso na minha resenha, mas e se outra pessoa adora esse tipo de texto? É negativo pra mim, mas positivo pro outro. Já em relação à erros ortográficos, se o autor não quer corrigi-los, vai escrever em outro idioma!

    O que eu acho mais engraçado nessa questão de gosto é as pessoas se revoltarem por você gostar (ou não) de alguma coisa. Eu sinto, pelo menos aqui no Brasil (nunca saí do território nacional pra saber como é em outros lugares), é que você é livre para gostar do que quiser! >> Desde que goste da mesma coisa que a maioria gosta! Essa "liberdade" que temos aqui é muito falsa! Acho que o RESPEITO é imprescindível! E nisso está incluído aceitar e não tentar converter uma pessoa que tem gostos diferentes dos seus!

    Também AMO Harry Potter e Chocolate!

    Beijusss;
    http://tinyurl.com/mentehipercriativa

    ResponderExcluir
  27. Não vejo problema nenhum em não gostar de um livro, seja ele presente, cortesia, emprestado ou comprado mesmo. Só acho que para dizer que não gostei e o porquê de não ter gostado, não preciso destratar ninguém. Afinal respeito é sempre bom...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  28. Eu já fiz críticas "negativas" para vários autores. Comigo não tem essa: se o livro tem erros eu vou dizer! E eu ainda provo os erros com fotos pra que ninguém diga que eu estou mentindo...rsrsrs
    Já fiz isso com 3 autores que cederam livros ao blog, e os três aceitaram as críticas, informaram que já estavam revisando os textos, a fim de acabar com os erros de português/digitação e agradeceram a sinceridade.
    Mas...tem sempre um que surta, né?
    Na faculdade (sou formada em jornalismo), os professores já avisam que em algum momento da vida seremos atacados, e que o melhor nessa situação é ignorar. Se as críticas forem de baixo nível ou ofenderem a sua integridade como profissional ou pessoa, o que deveríamos fazer é entrar na justiça e mover uma ação criminal.
    Quando isso aconteceu comigo, eu segui as sábias palavras do meu professor, e ignorei.
    O pior é que existem autores que se utilizam das suas fãs para atacar os blogueiros, incitando que elas persigam o blogueiro. Isso é mais lamentável ainda...

    ResponderExcluir
  29. Muito chato isso..se é autor tem que entender que sempre receberão criticas sejam elas positivas ou negativas conheço um blog em q a menina na frente da autora e no blog é só amores e por trás mete o pau a falar mal..aos pcs fui me afastando e raramente entro no blog dela..

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Adorei o seu texto e concordo com o que você disse. Não tenho blog então não sei a dificuldade de lidar com parceiros, mas acho um absurdo um autor querer cobrar uma resenha positiva só pq concedeu o livro. O pior ainda é que tem blogueiro que se submete a isso, alimentando essa ideia errada.

    ResponderExcluir
  31. Olá, Flávia, interessante o que vc escreveu. Pena que são poucas as pessoas que tem coragem de expressar assim.Trabalho numa biblioteca escolar e temos critérios rigorosos na escolha dos livros. Parece pecado mortal rejeitar livros e que numa biblioteca escolar onde trabalhamos com crianças em desenvolvimento, vale qualquer tipo de porcaria.Tem escritores que pensam que porque é criança vale qualquer coisa, e não é assim.Livros com palavrões é um dos exemplos, não aceitamos aqui. A nossa clientela de pais jamais comprariam esses
    tipos de livros, então porque teríamos? Só temos alguns do Jorge Amado, porque são indicados pra vestibular.O mundo está tão cheio de violência, indelicadezas, etc. temos que fazer a diferença, andar contra a correnteza.

    ResponderExcluir