27 de julho de 2016

Circo Mirandus - Cassie Beasley

Título: Circo Mirandus
Autora: Cassie Beasley
Editora: Agir Now
Gênero: Fantasia/Infantojuvenil
Ano: 2016
Páginas: 288
Nota:
Onde Comprar: Saraiva
Sinopse: Você acredita em mágica? Micah Tuttle, sim. Embora a malvada tia-avó Gertrude não aprove, Micah acredita nas histórias que o avô, em seu leito de morte, conta sobre o Circo Mirandus: o tigre invisível que toma conta dos portões, a belíssima mulher-pássaro que voa de verdade, e o mágico mais poderoso de todo o mundo o Homem que Dobra a Luz. Finalmente, o vovô Ephraim oferece provas. O Circo é real. E o Dobra-Luz lhe deve um milagre. Com a decidida e racional amiga Jenny Mendonza ao seu lado, Micah decide encontrar o Circo e o homem que talvez possa salvar seu querido avô. O problema é que o Dobra-Luz não quer manter sua palavra, e agora depende de Micah conseguir o milagre de que tanto precisa.
Resenha: Circo Mirandus é o livro de estreia da autora americana Cassie Beasley que chegou ao Brasil pela Agir Now/Harper Collins.

Micah Tuttle foi criado por seu avô, Ephraim, depois que perdeu os pais. Ele sempre ouvia histórias incríveis sobre um circo mágico que o avô visitou quando ainda era criança e Micah realmente acreditava no que ouvia e que o Circo Mirandus, de fato, existiu. Mas um dia seu avô ficou doente, e sua tia-avó Gertrudis veio para tomar conta dele e de seu avô. O problema é que ela não acreditava em nenhuma daquelas histórias, dizia que o Circo não existia e além de afastar Micah de Ephraim por achar que ele deveria repousar para melhorar, fazia de tudo para que o garoto esquecesse as histórias que o empolgavam tanto, o desencorajando. Mas tudo mudou quando uma carta provou a existência do Circo. No passado, quando ainda era muito jovem, Ephraim conheceu um mágico muito poderoso que havia lhe prometido um milagre, o Homem que Dobra Luz. E agora que está doente, ele enfim enviou a carta pedindo a ajuda dele pois descobriu qual é o milagre que precisa, e sua carta foi respondida... Micah acredita que o pedido do avô seria ficar saudável outra vez, e que a magia iria resolver todos os problemas...

O livro é narrado em terceira pessoa e intercala duas linhas de tempo onde temos Micah no presente e o jovem Ephraim do passado contando como ter descoberto o Circo mudou sua vida. A escrita da autora envolve pela simplicidade e pela delicadeza ao descrever detalhes.
A forma como a autora aborda assuntos como a família, perda, amizade e a crença na magia que jamais deve ser perdida é simplesmente admirável.
Os personagens são bem construídos e cada um possui sua própria caracteristica incomum que os tornam especiais e únicos dentro do universo do Circo.
Gostei muito de vovô Ephraim. Seu amor fraternal é incondicional. Ele é bondoso, dedicado e muito sábio, e acompanhar esse tipo de relacionamento tão bonito entre avô e neto é inspirador.

A história tem uma carga dramática que emociona já que aborda a ideia da morte e que Micah não teria ninguém a altura do avô para ser seu responsável e amá-lo tanto. Mas mesmo que haja esse toque de tristeza e a sensação do coração estar apertado, há muitos momentos alegres e divertidos devido à magia e aos personagens peculiares com quem Micah se depara.

A capa é linda de viver! Tem detalhes dourados e aplicações de verniz local que fazem do livro a coisa mais adorável da estante. A fonte tem um tamanho agradável e as páginas são amarelas. Cada capítulo é numerado, possui título e é sempre iniciado com uma pequena ilustração. Alguns capítulos ainda terminam com uma maior que ocupa toda a página. As ilustrações são simples mas sempre muito expressivas, o que colabora para a visualização dos elementos, cenários e personagens criados pela autora.

Circo Mirandus é um livro com uma história bonita e inesquecível, que pode ser lido por leitores de todas as idades. Com certeza ele irá proporcionar uma viagem incrível pelo mundo da fantasia e quem gosta de histórias mágicas com um toque de misério intrigante e protagonizadas por crianças vai encontrar nesse livro uma dose agridoce de otimismo e esperança de que coisas boas virão.
A história é uma das mais fofas que já li e a única coisa que penso agora é em repassá-la aos meus filhos para eles também viverem essa magia.


Nenhum comentário

Postar um comentário