4 de março de 2016

Hotelles: Quarto 2 - Emma Mars

Título: Hotelles: Quarto 2 - Hotelles #2
Autora: Emma Mars
Editora: Rocco
Tradutora: Rejane Janowitzer
Gênero: Ficção Francesa/Romance/Hot
Ano: 2016
Páginas: 352
Nota +18
Sinopse: Um ano depois de Elle ter abandonado a vida de acompanhante de luxo e ter feito a sua escolha, seu corpo e seu coração apontam numa única e inevitável direção: Louis, o irmão do seu ex-noivo David e o único homem que conseguiu ser seu mestre, na vida e na cama. Nas hábeis mãos de Louis, Elle aprendeu a ouvir e libertar o seu próprio desejo e, acima de tudo, descobriu não poder lutar contra a paixão que os une. Depois de alguns meses como amantes clandestinos no Hôtel des Charmes, Elle sente-se finalmente pronta para o próximo passo e pede a Louis que case com ela. Ele alega, porém, que ela ainda não está preparada e que a sua “formação” deverá continuar.
Quando Louis começa a agir de forma estranha, Elle decide assumir o comando do seu próprio destino para descobrir o que seu amante realmente esconde e esclarecer de uma vez a relação misteriosa entre ele e o irmão David, que não desistiu da vingança contra o casal. No meio de tudo isto, qual será o papel de Aurore, a mulher do passado dos dois irmãos e que se assemelha tanto a ela? E conseguirá Elle levar Louis a fazer o que realmente quer?
Uma história de amor ardente e irresistível, plena de erotismo, mistério, segredos e mentiras.

Resenha: Hotelles: Quarto 2 é o segundo volume da trilogia homônima escrita pela autora francesa Emma Mars e publicado no Brasil pela Rocco.
Como os acontecimentos deste volume estão diretamente ligados com o que a protagonista viveu, é obrigatório que a leitura seja feita na sequência, caso contrário várias coisas se perderão e não será possível entender o que levou Elle a chegar onde está. Caso ainda não tenha lido o primeiro livro, Hotelles: Quarto 1, leia, e só então parta para este.
E por esse motivo, a resenha a seguir poderá ter spoilers do livro anterior.

Um ano se passou desde que Elle abandonou David Barlet, seu ex-noivo, para ceder à paixão por seu irmão mais velho, Louis Barlet. Desde então ela passou a viver com ele no Hôtel des Charnes, mais especificamente no Quarto 1, o Joséphine e seus dias se resumiam a momentos intensos e regados a muito sexo. Elle foi iniciada a um estilo que envolvia submissão e obediência, e ela cedeu a todas as fantasias que Louis desejou e a ensinou a praticar. Ela aprendeu a libertar suas sensações e reconheceu que a paixão a une ao seu amante.
Quando a restauração do Hôtel é finalizada, Elle percebe que tudo o que veio praticando com Louis era apenas o início do que estaria por vir... Louis se revelou um verdadeiro mestre quando o assunto é sedução e prazer, e quando ela lhe propõe casamento, acaba descobrindo que ainda não está pronta, e que suas "aulas" devem continuar até que esteja para que Louis aceite seu pedido...

Mas Elle acredita que Louis ainda lhe esconde algo, e resolve investigar para saber o que está acontecendo e como funciona a relação misteriosa entre ele e o irmão. David, amargurado por ter sido abandonado, não desistiu de se vingar dos casal e a volta inesperada dele faz com que Elle se sinta ameaçada. Ao descobrir os segredos dos irmãos, ela passa a se questionar seu papel nessa história quando percebe que está envolvida numa rede de segredos... Se o que ela vivencia é um jogo sórdido em que ela é o prêmio para divertir os dois, ou se existe algo de real alí.

O livro é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de Elle e a autora usa e abusa de detalhes e descrições sobre locais e períodos em que a história se passa que acabam por tornar a leitura um pouco cansativa, como se quebrassem o ritmo de leitura.
O estilo da escrita continua o mesmo do livro anterior, seguindo um padrão de refinamento que a torna bastante rebuscada, com um vocabulário rico e cheio de charme, dando um toque ainda mais delicado e elegante.
Apesar de muitas, as descrições são feitas com perfeição e, embora seja possível perceber uma certa frieza na narrativa que não conecta o leitor ao romance ou aos personagens de forma imediata, com o passar das páginas vamos nos acostumando ao estilo e podemos captar sentimentos e emoções que acabam tornando a trama bastante realista.
A história é ambientada em Paris, e a autora conseguiu levar o leitor a uma viagem até lá através das descrições que faz. A cidade já evoca sensualidade e requinte, logo, não poderia haver cenário mais apropriado para o desenrolar da trama. O passado dos irmãos é abordado, e se mostra obscuro e cheio de segredos, onde a verdade é muito mais complexa do que aparenta ser...
O Hotel, e principalmente os quartos, parecem ter uma história própria e a sensação é que eles fazem parte da história como sendo um dos personagens principais.
A trama como um todo nos envolve no mistério fazendo com que, juntamente com a protagonista, fiquemos curiosos acerca do passado secreto dos irmãos. E, claro, há muito para se descobrir...
Os irmãos Barlet têm uma rivalidade que perdura por toda a trama, e vários acontecimentos partem do comportamento destrutivo de um para com o outro.
A situação de Elle não a favorece muito, pois ela ainda fica insegura no relacionamento que tem com Louis visto que ela já teve vários amantes antes dele, inclusive amigos dele.
Sobre a parte erótica, posso afirmar que é uma das melhores já construídas em tramas do gênero. O poder que Louis passa a ter sobre Elle vai além do natural, mas a questão não é a submissão propriamente dita, mas sim as sensações que afloram no corpo dela descritas com tanta realidade e perfeição. Não nos tornamos apenas espectadores da vida íntima do casal, como conhecemos seus desejos mais a fundo.

Sobre a parte gráfica, a capa é fosca com detalhes em dourado no título e nos ornamentos, assim como a do primeiro livro, e por ter tecidos vermelhos expondo parte do quadril de uma mulher já remete a algo provocativo e bastante sensual, o que faz juz ao seu conteúdo.
As páginas são amarelas e a diagramação é simples, com capítulos devidamente datados para que possamos nos situar melhor acerca do tempo em que a história se passa. A revisão ficou impecável e sem erros.

O ponto principal do livro, ao meu ver, é levar o questionamento sobre o relacionamento de Elle e Louis, que começou a partir da luxúria sem solidez alguma... É possível que o que começou nessas circunstâncias ganhe forças e se torne firme? E apesar de toda a entrega, até que ponto Elle conhece seu homem?

O final fica em aberto e o mistério que ronda os personagens continua, logo a ansiedade para o terceito livro é imensa.
Com uma trama imprevisível, cheia de sensualidade e bastante inovadora, Hotelles: Quarto 2 é ideal pra quem gosta de acompanhar romances eróticos que fogem do "mais-do-mesmo", com toques de intrigas e mistério. É leitura mais do que recomendada!


Um comentário

  1. Olha não conhecia a trilogia, mas apesar de não ser bem meu tipo de leitura parece interessante. Amo livros cheios de surpresa *-*

    ❥Blog:Gordices Literárias

    ResponderExcluir