19 de março de 2016

O Desapego Rebelde do Coração - Bianca Briones

Título: O Desapego Rebelde do Coração - Batidas Perdidas #3
Autora: Bianca Briones
Editora: Verus
Gênero: Romance/Drama/Nacional/New Adult
Ano: 2016
Páginas: 406
Nota
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Quando um amor do passado ressurge e sentimentos mal resolvidos vêm à tona, é preciso decidir entre lutar pelo que se quer ou fugir - e pôr em risco a própria felicidade.
Branca sempre foi uma mulher independente, que não pensava em se casar tão cedo - até conhecer Lex. Entre idas e vindas, eles se casaram e se divorciaram menos de um ano depois. Ela levou um tempo para superar a perda e, sem esperar muito, começou com Rodrigo um perigoso jogo de gato e rato.
Rodrigo tinha uma queda por Branca quando mais novo, mas hoje a enxerga apenas como a razão de uma paixonite adolescente. O que ele esconde de todos - até de si mesmo - é quanto todas as perdas que sofreu o afetaram, e o único modo de lidar com isso é fingir não sentir nada.
Lex ficou muito tempo afastado de todos que amava, trabalhando em outra cidade e tentando seguir em frente, como sempre fez. Sua intenção era voltar apenas para o casamento de amigos, mas a vida tinha outros planos para ele.
Agora os três precisam lidar com o que está acontecendo - e mais, com o bebê que surge com Lex. Quanto a mágoa pode afastar duas pessoas que se amam? Como encarar uma situação em que pelo menos um deles certamente sairá ferido?
A série Batidas Perdidas está de volta, com um dos volumes mais aguardados e a pergunta que não quer calar: De quem será o coração de Branca?

Resenha: O Desapego Rebelde do Coração é o mais novo volume da série Batidas Perdidas, escrita por Bianca Briones e publicado pela Verus.

Branca sempre foi uma mulher independente e embora não pensasse em se casar tão cedo, mudou de ideia ao conhecer Lex. Eles se casaram mas as diversas brigas e desentendimentos que tinham resultaram num divórcio. Lex, então, se afastou para outra cidade para seguir com a vida. Não está sendo nada fácil para ela superar essa separação, mas seu espírito independente a faz fingir que sim. Solteira, Branca passa a praticar o desapego, curtindo baladas e aproveitando a vida como pode, mas ela não é a única a pensar que esse é o melhor meio de se livrar do que a machucou.
Rodrigo, o irmão de Viviane (protagonista do primeiro volume da série) era apaixonado por Branca na adolescência, mas desde que tudo passou ele acredita que deve aproveitar a vida ao máximo sem se apegar a ninguém. Agora ele já é um homem, e que homem! Até que eles decidem arriscar um relacionamento perigoso mas não dá pra esconder que o sentimento alí é forte.
Mas Lex volta do Rio de Janeiro com um bebê e cabe a todos resolverem como lidar com esse inevitável destino.
Branca, Lex e Rodrigo precisam seguir em frente e dar um rumo às suas vidas, mas como fazer isso se eles não conseguem se livrar do passado? Eles terão que lidar com suas emoções mais profundas a fim de conseguirem o que desejam.

O livro é narrado em primeira pessoa, antes e depois do que se passa no segundo livro, e os capítulos se intercalam entre Branca, Lex e Rodrigo. Pensei em considerar um triângulo amoroso, mas o foco está sobre Branca e Rodrigo na maior parte do tempo, mostrando um lado envolvente e sexy de um relacionamento. Eles estão vivendo a própria história e embora Lex tenha sua importância ele fica praticamente à margem dos acontecimentos até um determinado ponto em que surge para que a história tenha um clímax.
A escrita da autora é perfeita, intensa e carregada de sensibilidade a ponto de tocar em nossos corações.
"A vida segue. Se há algo que aprendi observando ao redor é que ela segue para todos, sem exceção. Não importa se você acha que não vai superar ou que ama demais uma pessoa para esquecer, a vida segue."
- Pág. 29
Os personagens são cativantes e muito humanos e suas personalidades é o que os fazem tão autênticos e verdadeiros.
Apesar dos personagens terem ligações entre si, cada livro se destina a alguns deles e por isso os livros podem ser lidos fora de ordem sem que haja muita interferência na compreensão. Por ora acompanhamos outros personagens dos volumes anteriores e, por mais que já saibamos algum resultado, é possível compreendermos como as coisas aconteceram até tal ponto.
Branca é bonita e independente e gosta dos prazeres da vida. Ela continua divertida e desbocada mas aqui se mostrou um pouco insegura, talvez pela própria situação em que se encontra, que é mais delicada do que ela já havia passado. Ela não se parece muito com a Branca dos livros anteriores.
Rodrigo vive por aí se divertindo com a mulherada sem se apegar a nenhuma delas, mas no fundo ele faz isso para ocultar algo por que passou e o marcou de forma negativa. Ele esconde seus sentimentos usando de uma fachada de moleque inconsequente, tentando mostrar pra todos - e pra si mesmo - que esqueceu Branca, mas obviamente não iria perder a chance de ficar com ela caso aparecesse em seu caminho, e é exatamento o que acontece...
Lex é um cara sensato e inteligente e seu relacionamento com Branca era como um íma. Juntos eram repelidos, mas havia uma força que os atraía quando se distanciavam.
O título apesar de soar meio estranho tem tudo a ver com a história, pois mostra personagens tentando se desapegar de pessoas ou costumes de uma forma desinibida, como se tudo aquilo fosse só mais uma fase sem tanta importância a ponto de se apegar.
"Estamos assustados com a intensidade dos batimentos do nosso coração. Estamos inevitavelmente perdidos."
- Pág. 191
Os protagonistas evoluem, amadurecem, mudam conceitos e aprendem com os próprios erros.
Há cenas picantes bem dosadas e muito bem escritas o que evidencia a intensidade do envolvimento entre os personagens e foi um ponto que gostei bastante.
A playlist também é ótima e tem tudo a ver com os momentos pelos quais os personagens passam. Não sou adepta de ler enquanto ouço música, mas pra quem gosta é uma boa opção para intensificar as cenas.

A capa combina com os demais livros da série e ilustra bem os personagens. A diagramação é simples, os capítulos são apresentados com o nome do personagem com a voz narrativa da vez e são acompanhados por um trecho de música cuja tradução se encontra no rodapé da página. As páginas são amarelas e a revisão está impecável.

O livro reserva surpresas que vão além do romance. Repleto de frases marcantes e reflexivas, a história foge de clichês, é envolvente e é capaz de arrancar lágrimas até mesmo nos leitores mais resistentes. O enredo mostra que o que faz o futuro é a forma de se encarar o que ficou mal resolvido no passado, então conhecer mais a fundo as motivações de Branca, Rodrigo e Lex foi um fator que acabou superando a própria história, pois através deles é possível compreender que as pessoas se diferem e suas escolhas são o que as determinam.

Este, pra mim, foi o melhor livro da série até então e, pra quem quer uma história que emociona, arranca lágrimas e se torna memorável por mexer tantos com nossos sentimentos, é leitura mais do que indicada.


3 comentários

  1. Olá Flávia!

    Não conhecia essa série, mas achei a história interessante! Já vou procurar o livro para por no kindle, e adorei saber que tem trilha sonora. Ultimamente estou nessa vibe de livros com músicas.

    Parabéns pela resenha! ☺️

    www.booksimpressions.com.br

    ResponderExcluir
  2. Estou louca para ler esse livro mas confesso q estou com um pé atrás porq sou mega fã do Lex e saber que ainda não é a história dele me deixa pra baixo, porq sei q tem muito dele nesse livro... Quero o final feliz dele, é pedir d+??!😭😭😍❤

    ResponderExcluir
  3. Estou louca para ler esse livro mas confesso q estou com um pé atrás porq sou mega fã do Lex e saber que ainda não é a história dele me deixa pra baixo, porq sei q tem muito dele nesse livro... Quero o final feliz dele, é pedir d+??!😭😭😍❤

    ResponderExcluir