25 de outubro de 2014

Cidade dos Ossos - Cassandra Clare

Lido em: Setembro de 2014
Título: Cidade dos Ossos - Os Instrumentos Mortais - Livro 1
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia/Juvenil
Ano: 2013
Páginas: 459
Nota
Sinopse: Um mundo oculto está prestes a ser revelado... Quando a jovem Clary decide ir para Nova York se divertir numa discoteca, ela nuca poderia imaginar que testemunharia um assassinato - muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece no ar e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer... Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria.

Resenha: Cidade dos Ossos é o primeiro volume da série Os Instrumentos Mortais, escrita pela autora Cassandra Clare e publicada no Brasil pela Editora Galera Record.
Clary é uma garota ruiva de 15 anos que tem a vida virada de cabeça pra baixo quando testemunha um assassinato numa boate. Mas não se trata de um assassinato qualquer: Os três assassinos adolescentes com várias tatuagens estranhas usaram armas bizarras e a vítima simplesmente evaporou no ar, sem deixar Clary saber o que fazer diante da tal situação, principalmente porque ninguém ao seu redor viu os jovens por eles serem "invisíveis". Ela é a única que consegue vê-los e resolve aceitar uma explicação para o fato. Eles são os denominados Caçadores das Sombras, que tem como missão derrotar os demônios para que a Terra seja libertada desse mal. Jace é um dos caçadores, mas seu envolvimento com ele a partir desse momento só está começando...

Cidade dos Ossos entrou para minha lista de leituras pelo meu favoritismo pelo gênero fantasia envolvendo um mundo contemporâneo com toque sobrenatural.
Clarissa Fray, ou Clary, é a típica adolescente cheia de birras, com falta de amor próprio e avoada, não consegue enxergar o que está diante do próprio nariz. Tudo bem que o fato é explicado posteriormente, mas ainda assim não foi uma personagem que me agradou.
Jace está constantemente emburrado e sempre está fazendo alguma coisa idiota que irrita o leitor, mas mesmo sentindo um pouco de raiva do moço, há alguns poucos momentos em que é possível admirá-lo um pouco. É o típico cara convencido cheio de charme que contrasta com a mocinha na questão da personalidade.
Achei o início da história bem arrastada, pois a autora queria explicar a vivência de Clary, seu cotidiano com amigo e família e a sensação é de que nada ia sair do lugar, mas vale a pena insistir pois a segunda parte se torna bastante surpreendente.
O livro é narrado em terceira pessoa e ambientado em Nova York, com cenas muito bem descritas e detalhadas deixando o leitor com bastante expectativas. Achei muito bacana a autora separar os humanos, os chamados mundanos, dos outros seres e somente quem tem sangue de nephilins pode ver os caçadores de sombras, ou melhor: Caçadores de Demônios.
Os demais personagens também tem importância na história, mas acredito que serão melhores desenvolvidos nos próximos livros. Os irmãos Isabelle e Alec são ótimos, possuem personalidade forte e fazem a maior diferença na trama.
Simon, o melhor amigo de Claire, parece que está alí somente para infernizar a vida dos protagonistas, se tornando uma imensa pedra no sapato. Mais insuportável, não há.

Acredito que a autora soube criar um mundo dentro do outro totalmente novo e bastante envolvente, que prende o leitor até o fim. A parte que mais gostei desta historia foi em função dos Caçadores de Sombra, mantendo a historia totalmente agitada, o que provoca ansiedade para saber o que vai acontecer na próxima página.
Romance? Sim, vai ter. Mas não se prenda nesse ponto, pois o foco desta historia, a princípio, não é bem o romance, mas sim sobre a sociedade e o drama que acompanha.  O romance, ao meu ver, surgiu para dar leveza e encanto.
Criaturas como lobisomens e vampiros são inimigos, mas ainda assim frequentam eventos noturnos, assim como bruxos, fadas e outros.
Para quem gosta do gênero e esta a procura de um livro fantástico cuja história se passa no tempo presente, esta leitura é mais do que indicada. Uma aventura sem limites e proporções, que levará o leitor a uma viajem inesquecível. Uma mistura de vários elementos que deram bastante certo com um final bem surpreendente e inesperado. Recomendo muito a leitura.

Um ponto bacana a ser levantado é que a autora escrevia fanfics baseada no universo de Harry Potter, onde havia um romance entre Draco e Gina, então as características físicas dos protagonistas, assim como outros detalhes que lembrem o bruxinho, não são meras coincidências.


Um comentário

  1. *----* Amo a Cassandra Clare, o jeito que ela escreve, o personagens incríveis e quase reias que ela cria, o enredo surpreendente em cada linha... Mas o que mais gosto nela é que suas histórias só melhoram. Não importa se o lançamento anterior foi incrível, o próximo é ainda melhor!

    Ah, indiquei o seu blog em uma tag, ficaria muito feliz se respondesse, ou se pelo menos desse uma olhadinha:

    http://alaricroberts.blogspot.com/

    ResponderExcluir