15 de julho de 2014

Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz

Lido em: Junho de 2014
Título: Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo
Autor: Benjamin Alire Sáenz
Editora: Seguinte
Gênero: Ficção juvenil
Ano: 2014
Páginas: 390
Nota
Sinopse: Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.

Resenha:
Aristóteles é um jovem de 15 anos; retraído, isolado em seu próprio mundo. Isso muda, não drasticamente, quando ele conhece Dante. De amizade sincera , Dante e Ari vão fazer descobertas sobre o universo, e além desse infinito irão desvendar os mistérios que existem dentro dos próprios corações.

Se você, leitor, se depara com a proposta de dois livros para se ler, como decidiria? A primeira opção seria um em que dois homens se apaixonam, enfrentam dificuldades para viver isso e protagonizam uma trama cheia de intensidade e dificuldades. A segunda seria um romance entre dois garotos, regado a muito "fru fru" e sem essa pitada de realidade que a primeira tem.Qual você escolheria?

A história de Dante e Ari é sobre amizade e descobertas. A princípio é possível pensar: mas no que essa amizade vai dar? Pois bem... Se muitos já imaginavam, essa relação evolui para o amor entre os garotos. A partir desse ponto a história começa a se desenvolver e o enredo começa a tomar forma. No começo até me interessei para ver no que isso ia dar, mas o autor deslizou em vários pontos ao desenvolver a trama.

O tema homossexualidade é um leque para diversas discussões e, além disso, rende boas histórias. O Segredo de Brokekback Mountain, Queda Livre e outros filmes são exemplos de quão intensas podem ser a trajetória de um amor entre dois homens. Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo não chega a ter a mesma densidade que esses filmes, parecendo para mim até meio forçado e sem sentido.
O começo do livro não mostra o intuito dele, e fiquei surpreso pelo enredo se tornar o que eu menos esperava. Aristóteles, ou Ari, se mostrou bem inseguro, problemático e depressivo no inicio. O surgimento de Dante na vida do garoto transforma seu universo de preto e branco para algo mais vivo. Gostei de acompanhar a amizade dos dois, que se mostrou verdadeira. O jeito que ambos se cuidavam foi muito belo.

A narrativa empobreceu a história também. Por ser juvenil, até entendo esse tipo de narração mais simples e sem dificuldades, mas faltou certa profundidade. Junto com esse ponto negativo vi algumas situações que me deixaram perplexo. Diálogos sem sentido e situações tão embaraçosas que não consegui assimilar e transportar isso para a realidade de um casal gay.

Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo não é um livro ruim. Meu lado realista me diz que a história em si é fraca, enquanto o emocional grita para que eu entenda que às vezes é preciso ler livros assim para relaxar e enxergar a vida de outra maneira.

2 comentários

  1. Oi Lucas!

    Acho capa desse livro linda, adoro o trabalho que a Editora Seguinte. Capas lindas e a diagramação também é show. Quanto ao livro acho que é o tipo que tinha tudo pra ser bom e no final não atinge o esperado.
    Uma pena!

    Beijos

    Cintia

    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É bom ouvir o lado emocional, o livro é perfeito...

    ResponderExcluir