4 de julho de 2014

Novidades de Julho - Rocco

Scarlet - Crônicas Lunares - Livro 02 - Marissa Meyer
Depois de Cinder, estreia de sucesso de Marissa Meyer e primeiro volume da série As Crônicas Lunares, que chegou ao concorrido ranking dos mais vendidos do The New York Times, a autora está de volta com mais um conto de fadas futurista. Scarlet, segundo livro da saga, é inspirado em Chapeuzinho Vermelho e mostra o encontro da heroína ciborgue que dá nome ao romance anterior com uma jovem ruiva que está em busca da avó desaparecida. Em uma trama recheada de ação e aventura, com um toque de sensualidade e ficção científica, Marissa Meyer prende a atenção dos leitores e os deixa ansiosos pelos próximos volumes da série. 





Meus 15 Anos - Luiza Trigo
Uma festa de cinema! Este era o sonho de Bia, prestes a se tornar realidade em Meus 15 anos. Ela só não esperava que sua grande noite daria um filme – com direito a drama, romance, comédia e ação de tirar o fôlego. Bia é a protagonista do segundo romance da escritora carioca Luiza Trigo, que vem conquistando seu espaço entre o público adolescente e pré-adolescente desde sua estreia com Carnaval. Da entrega dos convites ao surpreendente desfecho, a autora conta uma história movida a sonhos, paixões, ciúmes, alegrias, decepções e, principalmente, amadurecimento, amizade e amor.




Um Homem Morto a Pontapés - Coleção Otra língua - Pablo Palacios
Publicados originalmente em 1927, quando Pablo Palacios não ultrapassava os 21 anos, a coletânea de contos Um homem morto a pontapés e a novela Débora são verdadeiros marcos da vanguarda literária hispano-americana, tanto em seu aspecto formal quanto temático. Inédito no Brasil, o autor equatoriano que nasceu em 1906 e faleceu em 1947, tendo vivido seus últimos anos num hospital psiquiátrico, teve sua obra, durante um longo período, interpretada pela chave da loucura, ao abordar temas anteriormente intocados pela ficção no continente e por flertar com o absurdo, o irreverente e o grotesco, num período em que predominava uma abordagem realista da literatura.




Hotéis - Coleção Otra língua - Max Barrientos
A bordo de um Chrysler Imperial negro, que vai rodando por paisagens impessoais de cidades que não chegam a se caracterizar, um trio improvável protagoniza Hotéis, do boliviano Maximiliano Barrientos, mais um título da prestigiada coleção de literatura latino-americana Otra Língua, organizada por Joca Reiners Terron. O romance acompanha a inusitada aventura de Tero e Abigail, dois ex-atores pronô que se conheceram em cena, e Andrea, a filha de Abigail, numa fuga sem destino, cada qual levando seus sonhos e frustrações até que o dinheiro acabe e o frágil equilíbrio que se estabelece entre o trio se desfaça.





A Guardiã dos Segredos do Amor - Kate Morton
Contado em flashbacks, o livro começa com a adolescente Laurel Nicolson escapando, por um tempo, do piquenique da família. Ela escolhe a velha casa da árvore como refúgio para sonhar com o futuro, mas não imagina que iria presenciar um crime chocante, que mudaria tudo que sabia sobre a sua mãe e a sua família. Era o ano de 1961, e ela se prepara para voltar para o encontro de família quando percebe a chegada de um estranho.
Sem ser vista pelo misterioso desconhecido e por Dorothy, sua mãe, Laurel presencia um incomum diálogo e, para sua surpresa, a violenta reação da mãe, que esfaqueia e mata o visitante. Chocada e aturdida, a jovem só volta para casa quando a polícia já está presente, e vê sua mãe ser inocentada do crime.
A vida continuou para a família Nicolson. Até 2011, quando Dorothy está perto dos 90 anos e no fim dos seus dias. Laurel, já com seus 60 anos, se tornou uma famosa atriz, mas ainda é assombrada por aquela tarde. Quando uma fotografia antiga com sua mãe e outros dois jovens, achada em um velho livro de histórias com uma peculiar dedicatória desperta a sua curiosidade, Laurel resolve que é hora de investigar o que realmente aconteceu naquele dia.

Alice - Nao mais que de repente - B. Kucinski
B. Kucinski é assinatura literária do jornalista e cientista político Bernardo Kucinski, finalista dos prêmios Portugal Telecom, São Paulo de Literatura e Machado de Assis com o romance K., e autor de vários livros premiados de não ficção. Estreia do autor na Rocco, Alice: não mais que de repente é um romance policial ambientado na mais prestigiada universidade brasileira. Entre os muros da USP, um crime inconfessável é o ponto de partida para uma trama labiríntica em que um bem construído elenco de personagens – da vítima à mente criminosa, do delegado investigador ao professor chocado, todos com suas fragilidades, vaidades, medos, erros e acertos – forma um conjunto extremamente humano e simbólico da sociedade.




De repente, uma batida na porta - Etgar Keret
Ao nos dar relatos como “Terra de mentira” – talvez o mais bem idealizado entre todos da coletânea –, Keret é antes de tudo Keret, com marca e estilo próprios, sem maiores influências do passado ou da política, um escritor que, com linguagem concisa e coloquial, cativou público e crítica, foi classificado como gênio pelo The New York Times e é apontado como um dos mais extraordinários escritores de sua geração.








Duas Verdades e Uma Mentira - Sara Shepard
Dois meses após a morte de Sutton Mercer, sua irmã gêmea, Emma, ainda tenta solucionar o crime, que envolve segredos, mentiras e muito mistério. No terceiro volume da série The Lying Game, da bestseller Sara Shepard, Emma parece encontrar um aliado, mas tem que conviver com um novo suspeito da morte da irmã: Thayer Vega.
Depois de passar algumas semanas na pele de Sutton, Emma pôde entender melhor porque a irmã gêmea colecionou tantos inimigos no curto período de vida. Além de uma personalidade dominadora e difícil, Sutton passava, com a ajuda das amigas, trotes cruéis chamados de Jogo da Mentira. A relação ambivalente das melhores amigas de Sutton – que vai da admiração à desconfiança – faz com que a tarefa de solucionar o crime se torne ainda mais difícil.
Em Duas verdades e uma mentira, no entanto, Emma não está mais sozinha. Ethan, seu novo namorado, ajuda a órfã a tentar compreender o passado da irmã. Mas, quando o misterioso Thayer retorna à cidade, Emma tem que juntar as peças de um intrincado quebra-cabeça para descobrir se ele está de volta para se vingar ou se esse foi o motivo que o fez partir. Para complicar, Thayer é irmão da melhor amiga de Sutton e, ao que tudo indica, tinha um caso com ela.

Luva Vermelha - Mestres da Maldição - Livro 2 - Holly Black
Após descobrir que é um mestre da transformação, capaz de fazer uma pessoa virar um animal ou objeto, o adolescente Cassel Sharpe está de volta para desvendar mais um mistério envolvendo sua família. Em Luva vermelha, segundo livro da trilogia Mestres da Maldição, iniciada com Gata branca, Holly Black mostra o protagonista às voltas com a máfia e o FBI, enquanto tenta cuidar da própria vida e se manter longe de problemas.
Nascido em uma família de mestres da maldição, Cassel Sharpe sempre pensou que fosse um ser humano comum, sem habilidades especiais, até perceber que suas memórias estavam sendo manipuladas por seus irmãos. Na verdade, ele é um mestre de um tipo raro e bastante poderoso, que consegue transformar objetos ou seres vivos em algo completamente diferente. Para isso, basta se concentrar e tocar o alvo escolhido.
Gata Branca - Livro 1

Sabendo de seus poderes, Cassel prefere não usá-los, ao menos de forma consciente. Afinal, ele ainda não se recuperou do trauma de ter sido levado a acreditar que havia matado Lila, a amiga de infância por quem é apaixonado. A adolescente, filha de Zacharov, o chefe da temida máfia russa, acabou transformada em uma gata branca, recuperou a forma humana e foi enfeitiçada pela mãe de Cassel para corresponder aos sentimentos do filho. Mas o jovem decide se afastar de Lila por não querer um amor que não seja espontâneo.Paralelamente, os agentes do FBI pretendem forçar Cassel a trabalhar para eles. A isca é o assassinato de Philip, integrante da máfia russa e irmão mais velho do rapaz: a única pista do crime é uma mulher de luvas vermelhas. Só que Zacharov também deseja ter o mestre da transformação a seu serviço e fará de tudo para conseguir isso. Sem a menor vontade de colaborar com os federais ou o crime organizado, o jovem se arrisca para estar sempre um passo a frente de ambos, tendo a ajuda do casal Sam e Daneca, seus colegas de colégio.
Conseguirá Cassel escapar das garras da lei e da máfia, terminando o ano letivo na exclusiva escola
Wallingford como a maioria dos outros alunos, cujas grandes preocupações são a formatura e a matrícula na faculdade? A amizade com Sam e Daneca resistirá aos segredos que envolvem o jovem mestre da transformação? Em uma narrativa recheada de ação e mistério, Holly Black prende a atenção dos leitores e mostra que o amor pode ser uma maldição e a confiança o único caminho em um universo onde nem sempre as coisas são o que parecem.

O dia em que troquei meu pai por dois peixinhos dourados - Neil Gaiman
Seu melhor amigo tem dois peixinhos dourados que você deseja muito! Mas ele não quer seu bonequinho, suas figurinhas ou sua velha marionete. Que tal então o seu pai? Em O dia em que troquei meu pai por dois peixinhos dourados, o aclamado Neil Gaiman, junto com o ilustrador Dave McKean – parceiro de longa data em sucessos como Coraline e Os lobos dentro das paredes – constrói mais uma história repleta de ironia, humor e doses de nonsense. A inusitada permuta que dá título ao livro é apenas o começo de uma incrível série de troca-troca que leva a um desfecho surpreendente.
Escrito a partir de uma proposta feita pelo filho de Gaiman que, revoltado ao receber uma ordem do pai, sugeriu trocá-lo por um peixinho, O dia em que troquei meu pai por dois peixinhos dourados narra uma aventura infantil com direito a divertidas reviravoltas, sem qualquer traço de moralismo.
Depois de oferecer o boneco transformer, as figurinhas de beisebol e todos os outros brinquedos que possui em casa, só resta ao protagonista da história trocar o pai, que vive a ler jornais. À revelia da vontade da irmãzinha, que vislumbra problemas com a mãe, o garoto não hesita ao propor a troca ao amigo Nathan, dono dos peixinhos que dão título ao livro.
Depois de uma longa e tensa negociação, Nathan sai feliz da vida com o pai do amigo. Mas a mãe do garoto não se mostra satisfeita com o trato, e pede para o jovem desfazer o negócio. Começam aí os problemas. Nathan já havia trocado o pai do amigo por uma guitarra com outra amiga, que por sua vez já tinha trocado o pai por uma máscara de gorila, e por aí vai…

Como Treinar seu trem - Jason Carter Eaton
E se, em vez de um cachorrinho, um gatinho ou mesmo um filhote de coelho, uma criança deseja ter um trem de estimação? Partindo do fascínio dos pequenos por essas máquinas incríveis, o escritor e roteirista Jason Carter Eaton escreveu Como treinar o seu trem. Com adoráveis ilustrações de John Rocco, o livro ganhou elogios da imprensa e alcançou o disputado ranking infantil do The New York Times.
Com efeito, o diálogo perfeito entre texto e imagem faz de Como treinar o seu trem um convite irresistível à leitura. O traço inimitável de Rocco, responsável pelo design de capa da série Percy Jackson e os Olimpianos, de Rick Riordan, empresta asas à fértil imaginação do autor, numa dobradinha capaz de divertir as crianças e enternecer os adultos.
A bordo dos vagões, ou melhor, das páginas, os pequenos leitores vão aprender como fazer para encontrar, escolher e capturar o perfeito trem de estimação! E, depois, claro, como treiná-lo, para ele não pular nas pessoas e não sujar o tapete de óleo, por exemplo... Outra dica importante do autor para os futuros proprietários de trens de estimação é que não será possível ir a todos os lugares com ele. Mas em compensação, ao ar livre, um trem de estimação pode ajudar seu dono a fazer novos amigos, afinal, eles certamente vão cruzar com outras crianças por aí com seus trens, aviões, caminhões e submarinos...
Da escolha do nome aos cuidados diários – que incluem doses de carinho e brincadeiras –, Como treinar o seu trem lida, com muito bom humor, com a paixão e a curiosidade das crianças por esse fantástico meio de transporte que carrega pessoas, sonhos e riquezas, e com a vontade de ter um bichinho de estimação. Moderno e veloz ou antigo como uma peça de museu, não importa. Como treinar o seu trem mostra que toda criança pode ter um trem de estimação. Basta escolher o seu e lembrar de seguir as dicas contidas nesse inusitado e divertido manual.

2 comentários

  1. Oi Flávia :)

    Não me interessei por nenhum lançamento. Acredita? Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa como é possível ter tanto lançamento bom ? Amei.
    Beijos.
    seforasilva.blogspot. com

    ResponderExcluir