9 de outubro de 2017

Do Outro Lado - Carrie Hope Fletcher

Título: Do Outro Lado
Autora: Carrie Hope Fletcher
Editora: Fábrica231
Gênero: Romance/Fantasia/Juvenil
Ano: 2017
Páginas: 272
Nota
Sinopse: Evie Snow tem 82 anos quando parte calmamente desta vida durante o sono, cercada pelos filhos e netos. Esta é a forma como a maioria de nós deseja partir, mas quando ela chega ao seu céu particular, descobre que voltou aos 27 anos e não consegue abrir a porta para entrar.
A alma de Evie precisa estar leve o suficiente para que possa fazer a travessia, então ela deve se livrar de tudo que a esteja tornando pesada. Isto significa enfrentar seus três maiores segredos, carregados por mais de cinquenta anos feito um fardo, e buscar uma maneira de revelá-los antes que seja tarde demais. Ao dar início à jornada mais importante de sua vida, Evie aprende mais sobre a existência e o amor do que imaginava ser possível e, de alguma maneira, poderá também retomar sua verdadeira e secreta história de amor.

Resenha: Você já parou pra pensar como seria a vida após a morte caso tivesse uma segunda chance? Evie Snow é uma senhora que morreu aos oitenta e dois anos anos enquanto dormia. Agora que ela havia partido, seu espírito, enfim, poderia descansar. Porém, ao aguardar numa "sala de espera", um prédio antigo onde ela morou há mais de cinquenta anos, ela descobre que não consegue atravessar para chegar ao seu céu particular. Evie ainda tem pendências, segredos que ao longo dos anos se tornaram um verdadeiro fardo pra ela, que deixaram sua alma pesada demais, e isso acaba impedindo que ela passe.
Agora, de volta ao seu eu de vinte e sete anos, Evie não só tem uma segunda chance de reparar seus erros do passado, como de aprender mais sobre sua própria existência e de seus sentimentos mais intensos.

A história é, basicamente, dividida em três partes e vamos acompanhando uma jornada de vida após a morte envolvendo a exploração dos relacionamentos familiares e românticos da protagonista para que ela possa resolver suas pendências. Assim, ela deve revisitar momentos passados, encontrar as pessoas que fizeram parte de sua vida e, gradualmente, desbloquear as portas das quais ela precisa passar ao encarar os segredos que ela manteve a vida inteira. Para isso ela deve se libertar de problemas, amarguras, frustrações e demais sentimentos que ainda são responsáveis por prendê-la.

Além de eu ter ficado com a impressão de que a história tenha um toque de autoajuda na questão de levantar questões e trazer reflexões sobre a forma como levamos a vida, alguns pontos me incomodaram e foram eles os responsáveis por minhas humildes expectativas não terem sido superadas. O primeiro deles foi o fato da ambientação da história. A autora discorre os fatos e não percebi muita preocupação com os detalhes da época, e todos sabemos que a mais de cinquenta anos atrás as coisas não eram como atualmente.
Talvez por se tratar de um livro de estreia, ficou evidente pra mim o amadorismo da autora. Li que ela é famosa, tem canal no Youtube e não sei até onde a preocupação em agradar os fãs pode ter ido para limitar o desenvolvimento da história.
O excesso de adjetivos, repetidos várias vezes e utilizados para florear o texto, as metáforas sem muito sentido e fora do lugar, talvez usadas para causar impacto ou dar mais intensidade e "beleza" ao que está sendo contado, e até os nomes caricatos dos personagens (Snow, Summer, Winter, Autumn, e por aí vai) muitas vezes dispersaram minha atenção.

Embora a história trate de questões relacionadas a casamento, arrependimento, perda, culpa, abuso, álcool, sexualidade, relacionamentos de forma geral e afins, a maneira como são abordadas parece ter sido para atingir - e agradar de propósito - o público mais jovem a que se destina. A sexualidade tratada aqui foi um problema pra mim, pois há vários tipos de orientação sexual incluídas sem um propósito maior. Pra mim, isso é um artifício para forçar uma representatividade que acaba não soando muito natural, e o que piora ainda mais é não haver o mínimo de sutileza para inserir aspectos na construção dos personagens e retratar suas experiências. É tudo muito direto e sem maiores introduções.

Talvez o que tenha pegado mal foi a questão da abordagem para a causa e consequência. Do Outro Lado é um livro que passa uma mensagem que não consigo encarar como sendo tão boa, e muito menos útil, sobre as escolhas pessoais de cada um e o quão difícil é lidar com suas consequências. Pode haver alegria, mas também há perdas e danos no meio do caminho, porém, o que fica claro aqui é que a recompensa final só vem para os bons, e para os que não agem certo (mesmo que seus atos possam ser justificados) só resta o castigo, que muitas vezes vem de uma forma dolorosa demais pra se suportar. Não existe um meio termo, principalmente para aqueles que não fazem nada demais, e as experiências dos personagens ilustram isso muito bem. Enfim, foi uma pena que minha experiência com a leitura não tenha sido muito positiva, mas ainda assim reconheço que algumas pessoas podem, sim, encarar a proposta da autora de outra forma e gostarem. Então, leia e tire as próprias conclusões.

Nenhum comentário

Postar um comentário