24 de outubro de 2017

Lembra Aquela Vez - Adam Silvera

Título: Lembra Aquela Vez
Autor: Adam Silvera
Editora: Rocco Jovens Leitores
Gênero: Romance
Ano: 2017
Páginas: 336
Nota
Sinopse: Lembra aquela vez conta a história de um garoto do Bronx (re)descobrindo sua sexualidade. Aos 16 anos, Aaron carrega no pulso uma cicatriz que registra a dor pelo suicídio do pai, mas, com o apoio da mãe e da namorada, Genevieve, está determinado a seguir em frente. Quando a garota viaja para um acampamento, porém, Aaron se aproxima de Thomas, e acaba encontrando nele mais do que um melhor amigo. Confuso, Aaron considera recorrer ao LETEO, um instituto que realiza procedimentos científicos para apagar memórias indesejáveis, na tentativa de esquecer lembranças ruins e, principalmente, quem ele é. Mas será possível encontrar a felicidade fugindo de si mesmo? Com uma narrativa pungente e sincera, Adam Silvera fala sobre bullying, homofobia, medo, incertezas, ética, amizade, amor, aceitação e a procura pela felicidade.

Resenha: Aaron é um adolescente que não só já tentou se matar, como passou pelo trauma de ter encontrado o próprio pai morto por suicídio. Ele e a namorada, Genevieve, tem um relacionamento muito bacana, e ele encontra nela um porto seguro. Quando Genevieve é aceita num acampamento de arte e precisa ficar fora por um período de tempo, Aaron se junta ao amigo Thomas, e essa amizade só tende a crescer. Mas quando sua namorada retorna, ele se encontra num enorme dilema com relação aos seus sentimentos, pois a amizade com Thomas é algo muito mais forte e que despertou alguns sentimentos maiores do que ele poderia imaginar. Com receio de que os conflitos em sua cabeça sejam algo sério, Aaron recorre ao LETEO, um instituto que apaga más lembranças, com intuito de esquecer suas memórias indesejáveis e esquecer quem ele é... E a partir dessa premissa, a história começa a se desenrolar...

Lembra Aquela Vez é um livro pesado e triste, que trata de homofobia e as consequências daqueles que sofrem com ela, principalmente com relação a depressão e ao suicídio. Os acontecimentos e os diálogos de forma geral são quase uma facada no leitor. As referências do universo das HQ's e Star Wars são ótimas e acabam fazendo um contraste feliz com as demais abordagens que não são muito agradáveis.
O início da história é um pouco difícil e a narrativa é lenta, mas talvez seja uma característica utilizada de forma proposital para ilustrar os sentimentos do protagonista.
Os personagens são bem desenvolvidos, muitas vezes divertidos e engraçados, mas também confusos e melancólicos.
O lado emocional e psicológico de Aaron foi abalado pela perda do pai de forma praticamente irreversível, e outras coisas que começam a ser desvendadas ao longo da trama são surpreendentes. O protagonista é alguém quebrado, mas que ao mesmo tempo está em fase de descoberta. O problema maior é que as descobertas dele sobre si mesmo não são aceitas com a naturalidade que deveria, logo há uma enorme reflexão acerca de ciência verus natureza humana.

Lembra Aquela Vez é o tipo de livro que todo mundo deveria ler, principalmente devido a relevância do tema e das questões LGBT levantadas no país e no mundo. É uma sobreposição de várias histórias e temas, cada uma tão poderosa quanto a outra. O livro consegue chegar num consenso entre sexualidade, amizade, e da ideia que o protagonista tem de tornar a vida mais fácil, mesmo que pra isso queira esquecer de tudo que guarda na memória, inclusive quem ele é. É uma história de amor e da vontade de querer ser feliz, mesmo que pra isso seja necessário passar por momentos difíceis e vencer a tristeza.
Não se deixe enganar acreditando que a história traz mais um romance adolescente superficial e que nada acrescenta, muito pelo contrário. O romance aqui é construído gradualmente, a partir de uma amizade sincera, sólida e bonita, e que, de fato, tem algo pra se contar e que pode mudar muito da percepção dos leitores no que diz respeito a homossexualidade.

Em suma, o livro é uma mistura das coisas que trazem felicidade e tristeza, luz e escuridão, e os temas abordados além de importantes para um maior entendimento de vários dos problemas que aqueles os LGBTs enfrentam dia após dia, são tratados de uma forma muito eficaz, mesmo que dolorosa. Lembra Aquele Vez é um livro duro, mas necessário.

Nenhum comentário

Postar um comentário