6 de outubro de 2017

A Soma de Todos os Beijos - Julia Quinn

Título: A Soma de Todos os Beijos - Quarteto Smythe-Smith #3
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de época
Ano: 2017
Páginas: 272
Nota:
Sinopse: Lorde Hugh Prentice é um gênio da matemática e teve sua perna (e sua vida) arruinada por causa de um duelo com seu amigo, Daniel Smythe-Smith.
Nesse livro, conheceremos um pouco da história de Hugh, antes e depois do acontecido. Sua família, o desespero de seu pai para conseguir que um de seus filhos lhe desse um herdeiro, visto que um não é chegado à mulheres e o outro, provavelmente terá dificuldades em encontrar uma esposa, e principalmente em ter filhos.
E, claro, sua relação de amor e ódio com Sarah Pleinsworth, prima mais velha de Daniel, que mesmo antes de conhecê-lo, já odiava Hugh por ter arruinado sua família através desse duelo.
Mas, as coisas começam a mudar quando Honoria, sua prima, pede para Hugh substituir seu padrinho no casamento e para Sarah ser sua acompanhante durante sua estadia, para que ele ficasse mais confortável diante dos familiares de Daniel. E esse tempo se prolonga, já que Daniel se casará duas semanas depois da irmã e resolve torná-los uma única festa...
É claro que eles não se dão no início, mas com o tempo, ainda mais depois do primeiro casamento, quando ela fica impossibilitada de andar, eles deixam as diferenças de lado e começam a se conhecer realmente, e, o que era ódio, acaba se tornando uma paixão avassaladora.
Mas as limitações de Hugh vão ser apenas um dos problemas que o casal enfrentará pelo caminho...

Resenha: A Soma de Todos os Beijos é o terceiro livro da série Quarteto Smythe-Smith, escrito por Julia Quinn e publicado pela Editora Arqueiro.

Hugh e Daniel Smythe-Smith eram amigos, bons amigos. Numa noite resolveram jogar cartas, e claro: onde há jogo, há bebida. Hugh é extremamente inteligente e por ter facilidade em contar e decorar as coisas, jamais perdeu um jogo na vida. Até que nessa fatídica noite, perde! Furioso, acusa Daniel de trapacear, mas como bons cavalheiros que são, para salvar a sua honra, marcam um duelo para o dia seguinte. O esperado é que eles atirem um contra o outro, mas mirem longe do alvo. Algo dá errado e Hugh acerta o ombro de Daniel, que se desequilibra e atira na perna do amigo, estraçalhando-lhe o osso.

A única esperança do pai de Hugh ter um herdeiro é através do filho, que supõe-se, com a perna arruinada, jamais poderá lhe dar um neto. Isso faz com que o pai do rapaz jure vingança, que promete matar Daniel, que foge para Londres sem alternativa. Depois de três longos anos, tempo que Hugh usa para convencer o pai a desistir da vingança, ele parte a procura do amigo para trazê-lo de volta para casa.

Sarah é prima de Daniel e nutre um ódio enorme por Hugh, tudo por que, na opinião dela, ele é o culpado por ela ainda não estar casada, já que por conta do duelo e do escândalo naquele ano, ela não pôde participar da temporada que rendeu ótimos casamentos para as jovens da sociedade, menos para ela.

Nos livros anteriores, vimos o desenrolar do romance de Marcus e Honoria, e depois de Daniel e Anne. Agora, neste terceiro livro, teremos os casamentos deles. Começando pelo casal do primeiro livro, Marcus e Honoria, logo todos vão para a casa de Marcus, e Honoria, com medo de que Hugh fique se sentindo sozinho pede para que Sarah faça companhia ao amigo, sem saber da antipatia mútua deles. Conversa vai conversa vem, eles acabam se aproximando, criando até uma certa amizade durante o período que antecede o casamento de Honoria.

O Casamento acontece e eles partem então para a residência de Daniel, onde haverá o casamento deste com Anne. A incumbência de Sarah não muda, ainda deve fazer companhia a Hugh, só que deixou de ser um sacrifício, agora ela está gostando, e ele também.

Então vemos o romance dos dois crescer bem aos poucos, é bem bonitinho e temos a certeza de que eles vão mesmo ficar juntos no final. Até que o pai de Hugh chega com toda a sua maldade e se mostra pior do que até o próprio filho poderia imaginar. Prepara uma armadilha que põe Sarah em risco, e se ela não se cuidar, vai acabar com a vida dela para sempre.

Está difícil para eu dizer de qual eu gostei mais até agora. Tudo bem que eu achei os romances dessa série mais morninhos, mas isso não é ruim, está mais para diferente do estilo da autora, mas os diálogos, como sempre são maravilhosos, o desenrolar de cada romance é apaixonante, os personagens são super bem construídos e a forma com que ela amarrou esse terceiro livro com os outros dois foi perfeita! Só posso dizer que nem imagino o que está por vir no próximo livro!

A parte física do livro é maravilhosa, com capítulos curtos e bem gostosos de ler e uma diagramação perfeita. A capa é linda e bem condizente com o contexto e como sempre a leitura flui com uma leveza sem igual. Só posso recomendar muito a leitura.

Nenhum comentário

Postar um comentário