7 de outubro de 2017

À Procura do Par Perfeito - Jennifer Probst

Título: À Procura do Par Perfeito - Searching For #2
Autora: Jennifer Probst
Editora: Paralela
Gênero: Romance
Ano: 2016
Páginas: 288
Nota:
Sinopse: Linda, talentosa e apaixonada por seu trabalho, Kennedy é sempre estilosa, e sua imagem transmite feminilidade, confiança e profissionalismo. Quem a vê nem imagina sua adolescência difícil e uma vida inteira de luta contra o peso. Coach e consultora da famosa agência de relacionamentos Kinnection, Kennedy cria dates incríveis, encoraja solteiros a brilharem, e nunca recusa um desafio – nem mesmo Nate Ellison Raymon Dunkle, cujas iniciais são N.E.R.D! Ele é engenheiro aeroespacial, um gênio, e o mais novo cliente de Kennedy, que vai trabalhar sua mágica para transformá-lo de desajeitado e mal vestido no mais desejado gato de Verily. Quando ela se dá conta de que ela e Nate são muito parecidos e podem ser perfeitos juntos, será que ela vai permitir que seu coração entre no caminho certo? Ou seus próprios medos e inseguranças vão condená-la a uma vida de solteira enquanto ajuda Nate a encontrar outra pessoa?

Resenha: Nate Ellison Raymon Dunkle é um completo nerd, até nas iniciais do próprio nome! Ele é um engenheiro aeroespacial genial, ou um cientista de foguetes pra facilitar, que tem trinta anos e decidiu que está pronto para encontrar uma esposa, só não sabe como já que ser desajeitado não é algo muito favorável ou atrativo. Depois de participar de um evento de encontros, Ned encontra Kennedy, uma das consultoras da Kinnections (a agência de relacionamentos fundada por Kate Seymor, do primeiro livro, junto com as amigas). Kennedy, constatando que Ned está em num estado desesperador, necessitando de uma reforma com urgência, decide ajudá-lo para garantir que a esposa perfeita será encontrada para ele, mesmo que pra isso ele precise se submeter a dias de spa, ser torturado com depilação e até adotando um nome mais estiloso, Nate. Mas trabalhar em Nate fez Kennedy perceber que os dois tem muita coisa em comum, e ela se deu conta de que eles podem ser perfeitos juntos, mas talvez suas inseguranças, que permanecem desde o passado, podem fazer com que ela não se permita tentar ser feliz por não acreditar que relacionamentos possam dar certo com ela... Será que Nate vai convencê-la do contrário?

Narrado em terceira pessoa, com pontos de vista que se alternam entre os protagonistas, e com uma escrita deliciosa e super cativante, vamos acompanhando uma aventura hilária de duas pessoas que, inicialmente, não tem nada a ver, mas que estão ali pra mostrar que as diferenças podem ser suas maiores virtudes.

Kennedy é uma mulher maravilhosa, forte e decidida, e seus problemas do passado fizeram dela quem ela é atualmente. Esses problemas, que envolvem autoestima e superação, acabam fazendo com que ela desperte a simpatia das leitoras e até se identifiquem com ela, seja por já terem enfrentado o que ela passou, ou por idealizarem ser alguém como ela se tornou, afinal, o que ela sofreu não é algo fácil de enfrentar e superar. Kennedy, mesmo tendo conseguido dar a volta por cima, ainda tem seus medos e inseguranças que a impedem de confiar em alguém, e isso interfere diretamente na duração e na intensidade de seus relacionamentos, que são sempre passageiros.

Nate é aquele nerd desajeitado e estranho, que, mesmo sem maldade, fala ou faz o que não deve por não ter recebido conselhos idiotas do irmão quando o assunto é mulher. Até que ele resolve ser quem é de verdade, mostrando o quão perfeito pode ser. Ao lado de Kennedy, ele consegue mostrar essa essência, sabendo o que fazer quando larga mãos das orientações malucas de Connor, o dito irmão, e seguindo os próprios instintos. E sua aparência não é nenhum problema, muito pelo contrário, só o deixou com um charme a mais que inclusive desconstrói estereótipos de que mocinhos devem ser sempre lindos, saradões e bad-boys... Ele é um dos personagens masculinos mais bem construídos do gênero!

Os demais personagens são ótimos, contamos com a presença ilustre de alguns que deram as caras no primeiro livro, mas não posso deixar de elogiar Connor. Por mais ridículo que ele possa parecer quando é apresentado, com o desenrolar da história vamos quebrando a cara e percebendo que nem sempre a primeira impressão é a que fica. Connor é maravilhoso e se não fosse pelos cuidados e dedicação dele com Nate, sabe-se lá o que seria da vida do irmão mais novo.

Enfim, o romance é muito bem trabalhado e, mesmo que haja alguns pontos meio batidos, como a resistência de Kennedy com o mocinho e seu excesso de drama, tem um final divino. A autora mostra com excelência as inseguranças e prazeres de quem está se aventurando num novo relacionamento, que é praticamente um território desconhecido. Os personagens são ótimos e seus sentimentos mais verdadeiros vêm à tona quando o assunto é amor, além de deixarem claro que, embora possamos ter defeitos, há quem nos aceite e nos ame do jeitinho que somos.

Nenhum comentário

Postar um comentário