8 de fevereiro de 2014

A Prisão Mal-Assombrada - Joseph Delaney

Lido em: Fevereiro de 2014
Título: A Prisão Mal-Assombrada
Autor: Joseph Delaney
Ilustrações: Scott M. Fisher
Editora: Bertrand Brasil
Gênero: Infantojuvenil/Terror
Ano: 2014
Páginas: 112
Nota:
Sinopse: A história começa com a primeira noite do órfão Billy, de quinze anos, como guarda de uma sinistra prisão. Mas essa não é uma cadeia qualquer com prisioneiros comuns. Nela há celas mal-assombradas que não podem ser usadas, sussurros e gritos durante a noite. E o temido Poço da Bruxa. Billy é alertado a manter distância do prisioneiro que fica lá no fundo do poço. Mas quem poderia ser? O que poderia ser tão assustador?

Resenha: Escrito por Joseph Delaney (autor conhecido pela série As Aventuras do Caça-Feitiço), A Prisão Mal-Assombrada, lançado no Brasil pela Bertrand, conta a história de Billy Calder, um garoto órfão de quinze anos que consegue um emprego como guarda numa prisão misteriosa e bem sinistra onde teria que vigiar criminosos de todos os tipos. Mas a prisão, localizada num castelo afastado da aldeia e cercado pela floresta, carrega rumores estranhos sobre bruxas condenadas, assombrações e ataques misteriosos e inexplicáveis... Billy ouve falar sobre Netty Pescoçuda, uma antiga prisioneira que costuma aparecer na Praça da Execução por ter sido o local onde foi enforcada... Quando Billy descobre que Netty é um fantasma mal humorado, que tem costume de fazer barulho e causar pesadelos nos prisioneiros, e o emprego que conseguiu na prisão foi por ordem dela, o garoto, ao mesmo tempo que fica curioso para saber o motivo, fica apreensivo por não saber o real propósito de ter ido parar alí e ser o responsável pela ronda noturna...

A Prisão Mal-Assombrada possui uma narrativa bastante fácil e fluída, e mesmo sendo uma leitura voltada ao público infantojuvenil, tem um toque de terror e suspense bem intrigantes e que prendem o leitor, seja ele de qualquer idade. Por ser uma história curta contada de forma rápida e direta, lembra mais um conto (daqueles de terror contados em roda num acampamento), mas ainda assim os detalhes acerca do cenário sombrio, que foi inspirado no Castelo Lancaster, e dos personagens são descritos com bastante perfeição. O Poço da Bruxa, local existente na Prisão, era onde as mulheres acusadas de bruxaria eram mantidas até o julgamento ser feito, e, claro, o posterior enforcamento. E todo o suspense e mistério presentes na história envolvem esse Poço macabro...
Como o foco da história é o suspense em cima do novo emprego de Billy e o medo que ele tem de andar pelo castelo devido aos barulhos e coisas estranhas que se depara, a personalidade dos poucos personagens presentes na história não foi muito trabalhada. Emoções e demais atitudes são melhores visualizadas através das ilustrações, todas de encher os olhos, e algumas bastante perturbadoras!
Gostei da história no geral e me surpreendi com o final! Para quem curte histórias com um toque de terror contadas de forma rápida, vai curtir A Prisão Mal-Assombrada!


10 comentários

  1. Confesso que não tinha me interessado pelo livro ao ler a sinopse, mas depois da sua resenha, acho que até leria o livro se tivesse oportunidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Gostei da capa desse livro e no começo não me anmei mto com ele, mas agora que li essa resenha me animei, axei que fosse um livro beeem infantil mas vi quew não é tanto! E tem esse suspense e terror que adoooro! rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. já achei esse fantasma da capa bem zudinha!
    o livro apesar de ser o estio que eu curto ler a sinopse nao me deu vontade de ler, e como terror não é mt meu forte acho que estou dispensando a leitura no momento, apesar de que vc disse q ela prende o leitor e tals.

    ResponderExcluir
  4. Netty Pescoçuda... Hahahaha, amei esse nome e ri muito quando comecei a ler o nome dela. Bem criativo, bem criativo.
    Livros assim são muito engraçados e um com um pouco de terror e suspense deve ser melhor ainda. Mas, olhando apenas pra capa, não parece ser muito para o público infanto-juvenil. E acho que leria, talvez..
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  5. Oii Flavinha, fazia tempinho que eu estava sumida, começou as aulas e as coisas ficaram corridas.
    Bem, não é meu gênero favorito de livro, não me interessou, ainda mais por ser terror ):
    Mas enfim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Flavia.
    Gosto do gosto do gênero Infanto-juvenil, mas não me interessei por esse.

    ResponderExcluir
  7. Fantasmas, terror, sobrenatural *-* isso me agrada o bastante e é um infanto-juvenil sempre são bons e a capa bastante criativa e bonita, gostei muito da resenha, parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Achei a capa desse bem bonitinha. Não é um dos meus livros preferidos mas até darei a oportunidade se o encontrar por aqui. Sua resenha me convenceu ;)

    ResponderExcluir
  9. Olá amiga!
    Mesmos endo uma história bem contada e com narrativa fácil, eu não me interessei por essa leitura.
    Quem sabe mais lá na frente possa mudar de ideia?
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Este é um dos lançamentos da editora que me chamaram a atenção.
    Achei a história bem interessante e parece envolvente... enfim, apesar dos pontos negativos, ainda tenho bastante vontade em ler a obra =)

    ResponderExcluir