23 de agosto de 2012

A Captura - Kathryn Lasky

Lido em: Junho de 2011
Título: A Captura - A Lenda dos Guardiões vol. 1
Autor: Kathryn Lasky
Editora: Fundamento
Gênero: Fantasia, Aventura, Infanto Juvenil
Ano: 2010
Páginas: 184
Nota
Sinopse: Soren, uma coruja jovem e inteligente, vive na pacífica Floresta de Tyto. Ele nem desconfia que uma grande e inimaginável ameaça vai transformar sua vida para sempre. Depois de cair do ninho onde mora, Soren é sequestrado e levado à sinistra Academia S. Aegolius para Corujas Órfãs. Lá, ele e outros filhotes são forçados a trabalhar e ficam expostos à Lua cheia, que os hipnotiza e transforma em seres vazios, sem lembranças de quem eram. Qualquer reação ou pergunta pode resultar em terríveis castigos ou até ser fatal! Enquanto luta para não perder a identidade, Soren faz uma amiga, Gylfie. Os dois logo descobrem que a única maneira de fugir dali é aprender a voar - voar até Ga Hoole, um reino de bravos guerreiros, os únicos que podem proteger as corujas de tamanho perigo. Será que eles vão descobrir a razão dos sequestros? Ga Hoole existe ou é só uma lenda? Junte-se a Soren e Gylfie e conheça um universo repleto de fantasia, surpresas e ação. A série A Lenda dos Guardiões ficou por diversas semanas na lista dos livros mais vendidos do New York Times e deu origem a um filme. A Captura é o início de uma história envolvente, diferente de tudo o que você já viu.

Resenha:  A Captura é o primeiro volume (de 15!!!) da série A Lenda dos Guardiões e conta a história de Soren, uma jovem corujinha que vivia feliz em seu ninho com os pais, seu irmão mais velho, Kludd, sua irmãzinha mais nova, Eglantine e com a Sra. Plithiver, uma cobra cega que serve como babá da família. Soren é muito curioso e sempre fica ansioso para aprender coisas novas e passar pelos rituais das corujas, como comer o primeiro pedacinho de carne, comer o primeiro rato, passar pela primeira muda de penas, aprender a voar e coisas assim (todas as cerimônias tem nomes específicos). Ele também adora ouvir as histórias que o pai conta sobre a Lenda dos Guardiões de Ga'Hoole. Um dia, porém, após ter "caído" do ninho (o que é algo muito perigoso para corujinhas, já que não sabem voar, não conseguem voltar pro ninho e podem acabar virando comida de um bicho maior), Soren foi sequestrado por corujonas horrendas e levado para a Academia S. Aegolius para Corujas Órfãs.

Chegando lá, Soren acaba descobrindo que a Academia é muito sinistra, sombria e cheia de mistérios, onde a principal regra é nunca fazer perguntas. É um lugar onde os jovens sequestrados recebem novos nomes (em forma de números como 10-B, 47-2, etc) e são forçados a trabalhar, cada um em um "departamento" diferente. Alguns vão para a Incubadora, outros vão para o Ovanário, etc. E para esquecer de quem são, de onde vieram, como chegaram lá e viverem submissos às regras absurdas da Academia, do contrário são punidos, devem ser "escaldados pela lua", ou seja, devem se submeter ao "glaucidium", ficando expostos olhando pra lua como se estivessem sendo hipnotizados por ela.

Mas Soren acaba conhecendo Gilfie, uma coruja duende que como todos os outros também havia sido sequestrada, e depois de se tornarem amigos, conseguem se "camuflar" e bolar um plano para fugirem da Escaldadura e da própria Academia.
Eles ainda conhecem Hortense, uma coruja que trabalha no Ovanário e tem muitos segredos, e que acaba por ajudando a duplinha. Depois conhecem Crepúsculo e Digger, que se juntam a eles e formam um grupo em busca da Grande Árvore Ga'Hoole.

Depois de ler A Captura, fiquei um bom tempo pensando sobre o que falar desse livro (que a primeira vista parece ser muito infantil, mas não é pra tanto). Como o primeiro livro é mais introdutório, acredito que a autora deu um jeito de fazer com que a leitura ficasse bem leve de forma a nos acostumarmos com corujas que falam e fazem coisas que nunca seriam capazes de fazer.
E talvez por ela ser uma grande admiradora dessas aves, percebi que ela pesquisou e se aprofundou muito em estudos sobre elas para inserir isso no livro para que quem lesse também tivesse um pouco desse conhecimento, e isso pra mim não foi legal porque senti muitas vezes que a história era deixada de lado para que nomes científicos, habitat, como as corujas aprendem a voar, fases de crescimento, alimentação e funcionamento do processo digestivo delas e etc fossem muito bem explicados como se fosse uma enciclopédia das corujas. Mas ao mesmo tempo, toda essa informação com nomes mirabolantes inventados pela autora, como a função da moela (que ainda dá um tipo de sexto sentido às corujas), o "poing", um tipo de piripaque que a coruja tem enquanto voa e começa a cair sem conseguir manter o controle, e até mesmo o "coxinim" (uma junção de cocô de guaxinim), como se a coruja estivesse usando o termo "que b*sta!" pra xingar.

Enfim, a história tem toda uma mensagem bonita sobre amizade, fé, confiança, coragem e perseverança, e a forma como a autora descreve os sentimentos e emoções dos personagens é bem intensa. A diagramação do livro é maravilhosa, as folhas são amareladas e cheia de detalhes floreados nos títulos e nos cantos de todas as páginas. No começo e no final tem ilustrações das corujas e dos mapas dos locais para termos noção de onde passam, da distância que vão percorrer e para conhecermos sobre o mundo criado pela autora.

Confesso que a história é bem original, Soren e Gilfie são uns fofildos, mas o que não me agradou foi os termos inventados pela autora e todas as explicações científicas que ela dá. Quando começava eu já pensava: "lá vem..." Mas é um livro legal pra passar o tempo, principalmente por ser bem fininho. :)

17 comentários

  1. Nossa, eu nunca li nada assim!! Fico imaginando como ela conseguiu transformar uma história de corujas em 15 livros...rsrs...Parabéns pela resenha Fla!!

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha. Tem muita coisa pela frente... Eu já li até o vol 7, mas como são livros finos, rapidinho a gente acaba.
      Acho que todos os livros não deve dar a quantidade de páginas que HP tem. rsrsrs
      Bjokas

      Excluir
  2. Eu gostei! (até dos termos bobinhos rsrss)
    O meu livro ainda está na estante, bem atrás na fila, e espero gostar tanto quanto tenho expectativas sobre ele rsrs
    bjs!
    Idelmária
    www.idelmaria.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Idel, esses termos pra mim foram bem irritantes. E a medida que avançamos pelos volumes, vão surgindo novos, e mais irritantes ainda kkkkkkkkk
      Mas no geral é legal.
      Bjitos

      Excluir
  3. Nossa, que original! nunca imaginei um livro assim! kkk e 15 então? kkk
    adorei a resenha Flavinha!

    beijos,
    Letícia - umceudeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Hehe, minha filha tem o filme e eu já assisti com ela, adoro essa corujinha, gostaria de ler o livro também, deve ser uma graça.

    Vanessa - Blog do Balaio

    ResponderExcluir
  5. Já assisti o filme e achei bem legalzinho, eu amo desenho animado. Fiquei curioso pra ler os livros depois disso e agora com a sua resenha fiquei mais ainda. Não sabia que tinha 15 livros, omg! kkkkkkk
    Algum dia eu encaro essa leitura...

    Beijos Flávia - www.pcliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá ..

    Não li essa série ainda e posso ser sincero? Não acho que um dia irei lê-la. Parece ser legal e bem divertida, mas acho que não faz muito o meu estilo. Não curto séries muito grandes também =/

    Enfim, ótima resenha! Parabéns :)

    João Victor - Amigo do Livro
    http://amigodolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Flávia, esse livro passa longe do meu gênero de leitura..não é por mal não é que tem tanta coisa pra ler que a gente sempre opta pelo mesmo gênero. Ahh uma série de 15? Tô tentando me sair de séries longas..rsrs
    Beijos
    Amanda
    leiturahot.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Flavia, ótima resenha... o livro parece bom né.
    A série é enorme. rs Não gosto taaanto disso.
    Mas a sua resenha ficou maravilhosa.

    Beijoos

    Meus livros, meu mundo.

    ResponderExcluir
  9. Eu desisti no momento em que li "(de 15)", rs. Mas continuei a ler para ver se você tinha gostado, rs. Bom, apesar de ter gostado da resenha e acho que talvez pudesse ser interessante já por ser diferente de tudo como você disse, também pensaria "Lá vem.." quando ela viesse novamente com explicações cientificas, rs.
    Beeijo Flá :*

    ResponderExcluir
  10. Flor, nunca me interessei por esta série, nem mesmo pelo filme, acredita?
    Não sei se eu chegarei a lê-la! :D
    Beijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Estou ensaiando pra comprar essa série faz um bom tempo, mas sempre aparece alguma outra que quero mais. Eu também acharia essa parte técnica chata, mas parece ser uma história legal... parabéns pela resenha... bjinhos

    http://delirios-lucidos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ainda não consegui ver o filme, apesar de querer!!!!! O livro eu até que leria se alguém me emprestasse, estou evitando series grandes como essa. Mas adirei sua resenha viu, parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  13. Eu gostei muito da capa do livro, a sinopse também é boa. Ele não parece ser apenas para crianças, isso é coisa do passado, os adutos estão lendo livros infantis

    ResponderExcluir
  14. Nossa já tinha ouvido falar desse livro mas não sabia que eram 15 volumes, fiquei curioso agora em saber como a autora criou 15 livros baseados em uma corujinha!!

    ResponderExcluir
  15. Eu tenho o livro, mas ainda tá parado na estante ^^
    O filme até que é legal e os efeitos são muito bons e amei cada coruja!!!
    Amo corujas e achei a história bem criativa...
    Ainda vou ler o livro algum dia...

    ResponderExcluir