2 de agosto de 2012

A Vida em Tons de Cinza - Ruta Sepetys

Lido em: Julho de 2012
Título: A Vida em Tons de Cinza
Autor: Ruta Sepetys
Editora: Arqueiro
Gênero: Literatura Estrangeira/Drama
Ano: 2011
Páginas: 240
Nota
Sinopse: 1941. A União Soviética anexa os países bálticos. Desde então, a história de horror vivida por aqueles povos raras vezes foi contada. Aos 15 anos, Lina Vilkas vê seu sonho de estudar artes e sua liberdade serem brutalmente ceifados. Filha de um professor universitário lituano, ela é deportada com a mãe e o irmão para um campo de trabalho forçado na Sibéria. Lá, passam fome, enfrentam doenças, são humilhados e violentados. Mas a família de Lina se mostra mais forte do que tudo isso. Sua mãe, que sabe falar russo, se revela uma grande líder, sempre demonstrando uma infinita compaixão por todos e conseguindo fazer com que as pessoas trabalhem em equipe. No entanto, aquele ainda não seria seu destino final. Mais tarde, Lina e sua família, assim como muitas outras pessoas com quem estabeleceram laços estreitos, são mandadas, literalmente, para o fim do mundo: um lugar perdido no Círculo Polar Ártico, onde o frio é implacável, a noite dura 180 dias e o amor e a esperança talvez não sejam suficientes para mantê-los vivos. A vida em tons de cinza conta, a partir da visão de poucos personagens, a dura realidade enfrentada por milhões de pessoas durante o domínio de Stalin. Ruta Sepetys revela a história de um povo que foi anulado e que, por 50 anos, teve que se manter em silêncio, sob a ameaça de terríveis represálias.

Resenha: Como a sinopse já destacou e resumiu, o tema abordado em "A Vida em Tons de Cinza" conta a história de Lina e sua família, que foram capturados pelo exército de Stalin, ou NKVD como são conhecidos, durante os tempos negros da 2ª Guerra Mundial e o Holocausto, e viveram dias de horror e sofrimento por conta disso nas mãos daqueles psicopatas.

É aquele tipo de história que você pensa que vai ser uma chatice completa, mas vai lendo, lendo, e quer continuar lendo cada vez mais, pra saber como Lina e sua família vão lidar com aquela situação horrível de terem sido levados a força, terem que trabalhar a troco de migalhas para tentarem sobreviver, passarem por humilhações e várias outras coisas terríveis. Juro que me senti como se estivesse sentada em uma roda, ouvindo a história da boca da própria Lina e sem vontade nenhuma de levantar e sair dalí.

Quando vi a capa pela primeira vez, já fiquei encantada, pois apesar de simples, tem todo um significado: Uma mudinha de planta nascendo num lugar sem vida...
Já dá pra imaginar o que esperar do livro só por ela, né? Não podia ter capa mais perfeita!

A autora fez uma pesquisa bem detalhada e se inspirou em casos verídicos de sobreviventes e locais onde foram mantidos para escrever a história, o que faz com que tudo fique ainda mais triste, pois só de imaginar os horrores que aquelas pessoas passaram já me dá vontade de chorar.
A história além de nos relembrar tudo o que o povo passou, nos dá uma imensa lição de vida, pois nos toca com o amor, a fé, força de vontade, amizade, união, coragem e a perseverança dos personagens, que foram todos muito bem construídos e super marcantes, mesmo os mais "pequenos".

Apesar do tema ser pesado, a forma como a história foi contada nos prende no início ao fim e nos emociona e nos comove a cada página. Me senti na pele dos personagens, me revoltei, fiquei agoniada, chorei... Enfim... O livro é ótimo e super recomendo!

Pra quem gosta de História (até pra quem não gosta) e/ou tem interesse em saber um pouco mais da vida dos prisioneiros de guerra nessa época pra ter ideia do que passaram, não pode dispensar esse livro. Já está nos meus favoritos. Um dos melhores livros que já li!

23 comentários

  1. Parabéns pela resenha Flavia! Estou ansiosa para ler A Vida em Tons de Cinza! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. O livro é ótimo mesmo! Nota 10!
    Ele é "pesado" com uma ternura tão grande... não sei como a autora conseguiu equilibrar isso, sério, é um dom!
    rsrss
    Beijos!
    www.idelmaria.com

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha!
    O livro parece ser realmente muito bom!
    Vou colocar ele na minha lista de livros para ler ;)

    O seu blog é muito legal e já estou te seguindo.
    Te convido a vir conhecer o meu blog e se gostar me seguir também ;)
    Beijinhos
    Renata
    http://escutaessa.blogspot.com.br
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus só de ler sua resenha já fiquei com o coração agoniado...
    Pelas suas intensas palavras sobre livro, ele deve ser MARAVILHOSo, me cativou :)

    Adoro vir aqui!
    Beijão
    Pri - Blogs: Baú de Histórias

    ResponderExcluir
  5. Oi flavia, sua resenha está ótima, me emociono toda vez que leio uma resenha deste livro, sempre tive vontade de ler ele..

    beijos
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi flor! Muito legal saber que esse livro é tão bom assim! Já entrou pra minha lista de desejados! Tem post falando sobre a nossa parceria! Passa lá! ^^
    Bjão!

    http://www.perdidasnabiblioteca.blogspot.com.br/2012/08/novos-blogs-parceiros.html

    ResponderExcluir
  7. Eu amei esse livro
    É lindo e bastante emocionante
    E amei o final, mas queria saber mais sobre o que conteceu com o pai dela

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Flavinha!
    Adorei a resenha. Estou muito curiosa pra ler esse livro, parece ser ótimo mesmo e eu simplesmente AMEI a capa :)

    beijo,
    Letícia -http://umceudeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha, ainda não li esse livro mas já li e ouvi bastante comentários.
    Um beijão.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Achei bastante interessante. Romances históricos, que misturam a realidade a pessoas ficticias, são geralmente muito bons: misturam a coisa maravilhosa que é a literatura com o saborzinho da realidade...

    ResponderExcluir
  11. Oi Flavia, já tinha ouvido falar e visto esse livro mas tenho que confessar que nunca me interessei por ele, até porque eu não gosto de nada que envolva guerra, não sei porquê rsrs. Enfim, mas a sua resenha ficou muito boa devido ao fato de a leitura ter realmente te envolvido e você conseguiu transmitir isso no texto que escreveu. Parabens.

    Acho que "conheço" você de algum lugar, mas não sei se é a mesma pessoa... do orkut, comunidades sobre the sims, é você? Se for, parabens por mais um trabalho incrivel! Eu adorava as dicas, tutoriais, downloads, etc. que você disponibilizava. Não sabia que era viciada em livros também :) mas que bom, esse é um vicio maravilhoso! rsrs

    beijos e desculpe a carta que escrevi aqui no comentário...rsrs

    Caso tenha interesse, passe no meu blog para conhecê-lo

    Dana
    www.feedyourhead.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi, primeira vez que visitei seu blog! É muito legal, adorei!

    Estou querendo esse livro há séculos, me parece um livro bem legal para aprender, não é mesmo? Principalmente por tratar de um acontecimento marcante na história.

    Adorei seu blog, estou seguindo! Olha que legal, sou a seguidora n° 800. :O rss

    Visita o meu blog? Vou ficar muito feliz ^^
    www.galeriadasideias.com

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá! O tema desse livro parece ser super interessante,aborda um assunto bem sério como a guerra,gosto de história,acho que com certeza vou gostar do livro...a resenha ficou ótima,interessei-me! ;D

    strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Flávia!

    Parabéns pela resenha, fiquei super afim de ler o livro.
    Foge do estilo que costumo ler, mas gosto de variar.


    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  15. oi,
    otima resenha!
    tenho esse livro, mas ainda não li, mas quero muito.
    http://lostgirlygirl.blogspot.com.br/

    bjos

    ResponderExcluir
  16. Amei sua resenha, apesar de evitar essa temática nos livros que leio vc me convenceu a ler esse livro. Esse tipo de livro nos faz ver que muitos sofreram mas conseguiram sobreviver para nos contar os horrores que passaram, na tentativa de nos alertar para que isso não aconteça mais.
    Essa capa me fez ter a idéia que apesar das adversidades ainda existe vida e esperança.

    ResponderExcluir
  17. Amei essa resenha, fiquei com uma vontade enorme de ler esse livro! vai entra na minha lista de leitura!
    beijos
    Céu de Letras

    ResponderExcluir
  18. Este realmente é um livro ma-ra-vi-lho-so! A história é comovente, diria que até "sufocante" em alguns instantes.. porque realmente colocamo-nos no lugar dos personagens; que passaram por momentos de agonia, humilhação, desespero, mas ainda assim... não deixaram de crer que tudo poderia mudar... que poderiam rever suas famílias (muitas mortas cruelmente), que poderiam voltar a viver (afinal, o que passaram na mão daqueles seres, não era vida). A lição de amor e esperança que a autora relata nas páginas, realmente é incrível. Tornou-se um de meus livros favoritos!

    ResponderExcluir
  19. Flavia, eu tenho esse livro. Comprei recentemente. Só tinha visto uma resenha dele até agora, mas a sua me instigou a ler ele mais ainda. Só não lerei ele agora porque não quero nada triste na minha vida. Ótima resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  20. Eu achei a capa do livro muito legal, más a sinopse não me agradou muito. Más assim como você, eu acho legal a parte que ela acaba dando informaçoes para as pessoas, e elas acabam "estudando" sem perceber.

    ResponderExcluir
  21. Eu adoro romances históricos! É meu gênero favorito. Então claro que irei ler esse. :) Se você gostou tanto assim, mais um motivo pra me dar vontade.
    A capa é uma gracinha mesmo. Adorei.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Vou tentar ler, mas esse tipo de tema quando leio me sinto sufocada. Sabe quando estamos assistindo um filme de suspense ou terror e depois que acaba acaba sentindo um alivio. Vai ser bem assim se eu ler este livro, mas pelo jeito é ótimo vou recomenda-lo para alguém menos covarde que eu...
    Valeu pela resenha.

    ResponderExcluir