28 de junho de 2012

O Garoto da Casa ao Lado - Meg Cabot

Lido em: Abril de 2012
Título: O Garoto da Casa ao Lado - Garoto - Livro 1
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Gênero: Juvenil/Chick Lit/Romance
Ano: 2005
Páginas: 400
Nota
Sinopse: Escrito em forma de mensagens de e-mail, 'O garoto da casa ao lado' revela a história de Melissa Fuller, uma jornalista de celebridades que está prestes a perder o emprego. Numa certa manhã, Mel está 68 minutos atrasada para o trabalho, completando assim seu 37º atraso no ano. Um recorde. O departamento de Recursos Humanos já lhe mandou um memorando oficial sobre o assunto, seu chefe duvida seriamente do seu compromisso com o jornal e, além disso, até sua melhor amiga anda preocupada com seu bem-estar psicológico. Contudo, dessa vez, ela tem uma desculpa de verdade - estava socorrendo Helen Friedlander, sua vizinha de oitenta anos, que entrou em coma após levar um golpe na cabeça, em conseqüência de um misterioso atentado.

Resenha: Mel é uma jornalista de 27 anos, ruiva (pra variar) e super altruísta, que deixou a casa dos pais, que vivem no interior, para tentar se dar bem em Nova York. Ela trabalha no New York Journal, e, mesmo contra sua vontade, ficou responsável pela página 10, a coluna das fofocas!

Mel vive chegando atrasada no trabalho e já recebeu milhões de advertências pois simplesmente não consegue ser pontual, e tinha sido avisada que caso se atrasasse mais uma vez, correria o risco de perder o emprego. Como se esse "pequeno" problema já não fosse o bastante, Mel ainda está desesperada por estar encalhada e com quase 30 anos nas costas.

O que acontece, é que um belo dia, enquanto Mel saía pra trabalhar ainda no horário, encontra a Sra. Helen Friedlander, sua amiga e vizinha de 80 anos, caída no chão e desacordada. Ela tinha sido vítima de um ataque misterioso, cujo suspeito número 1 seria o "Travesti assassino", e devido a pancada que levou na cabeça, entrou em coma. Mel mais uma vez chega atrasada ao trabalho, mas pelo menos tinha uma justificativa plausível rsrsrs.

Depois do atentado que a Sra. Friedlander sofreu, Mel passa a tomar conta dos gatos e cachorros de estimação dela, mas começa a achar que de certa forma isso está atrapalhando sua vida social e, com a mão no coração, decide procurar algum parente da pobre coitada pra ficar responsável pelos bichos. Eis que surge Max, o sobrinho da velha.

Max é um fotógrafo que se acha o tal, um tanto antipático, pretensioso e oportunista. Como ele está pouco se lixando pros bichinhos da tia e não vai deixar de aproveitar suas férias em alguma praia paradisíaca com Vivica, sua namorada topmodel, acaba cobrando um favor de seu amigo John Trent, pedindo pra que ele vá cuidar dos bichos em seu lugar e ainda se passando por Max!

Então, é aí que o caminho de Mel e John se cruzam... E o que começou de forma "inocente" toma proporções gigantescas, pois os dois começam a se envolver e sempre que John tenta contar a verdade pra ela, alguma coisa acontece e o impede.

Claro que dentre esse caso complicado de amor, temos todos os personagens hilários e marcantes que se metem na vida um do outro, como Nadine, sua melhor amiga e confidente que também trabalha com Mel no Jornal como Crítica de Culinária; Tony, o chef de cozinha e marido de Nadine; Dolly, a pomposa, intrometida e fofoqueira Colunista de Moda no Jornal; Amy, a gerente intragável e mandona do RH, dentre outros personagens das famílias dos protagonistas que nos matam de rir. E no meio disso tudo, ainda há o mistério de quem apunhalou a velha e o que queria com isso!

Como o livro inteiro foi escrito na forma de emails, o leitor (pelo menos eu) acaba que se sente como parte do círculo de amigos das personagens, como se também tivesse acesso a essas conversas malucas por email. E a forma como Meg Cabot criou cada personagem, com sua própria personalidade inconfundível e marcante onde já sabemos quem é quem só pelo jeito como escreve, é fantástica! A história prende pois é muito bem escrita e gostosa de se ler. De início pode parecer estranho, mas depois que se acostuma com os emails, é muito divertido ler a história do ponto de vista de várias pessoas contando várias coisas ao mesmo tempo sem que vire bagunça! Queria uma caixa de entrada dessas! Hahahahaha! Super engraçado!

Só acho que o título "Garoto" não foi muito adequado, pois dá a impressão de que se trata de um lance entre "aborrecentes", quando na verdade não é. John é um Homem, com H maiúsculo, mesmo!

E claro que favoritei!

17 comentários

  1. Eu me apaixonei por esse livro, principalmente pela personagem principal ser ruiva (eu também sou). A história dela foi muito bem escrita! Também concordo com o que você disse sobre o nome "Garoto". Realmente acaba enganando!

    Adorei a resenha.

    http://chicklitobsession.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá!!

    Nossa!!

    Quando se trata de Meg Cabot é tiro certeiro, mas esse livro parece ainda mais encantador!

    Fiquei super curiosa para ler! Ainda mais por ser um livro epistolar!

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://wordinmybag.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amei sua resenha! Já estava com vontade de ler esse livro, agora tô com muito mais!
    Preciso urgentemente desse livro! Rsrsrss
    Ah, dá uma passadinha:
    http://bloglivrosecha.blogspot.com.br/
    Beijos,
    Tai :)

    ResponderExcluir
  4. Aaaai que legal, adoro Meg Cabot, e realmente achava que esse livro era bem "aborrecente" e não é, uau, adorei saber isso uahsa
    Voce escreve tão bem suas resenhas, adoro ><
    Mudasse o blog? ficou bem legal -será que sou notei agora? -
    Um beeeijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha e assumo que ainda não li nada da Meg mas em breve isso muda. Concordo com vc sobre o título, cheguei a ter essa impressão tbém.
    Tbém adoro livros com email, a Paula Pimenta usa essa recurso em todos os seus livros fazendo um mix com o texto normal e acho o máximo.

    ResponderExcluir
  6. Bom, adoro Meg Cabot e já li de tudo um pouco dela. Gosto muito dessa série, mas não é a minha preferida dela. Ler Meg é sempre tão divertido e gostoso, né? É o tipo de leitura infalível, recomendo a todos os públicos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Também tive essa imprenssão antes de ler o livro, pensei que fosse uma história adolescente, mais não, como você disse o John é homem com H maiúsculo.
    Eu me diverti demais com esse livro, na verdade a série toda é muito engraçada. O segundo é ainda mais divertido, e o terceiro, ainda não li, mais ouvi maravilhas sobre ele.
    Adorei o fato deles dois adorarem desastres naturais, e o Max, oh sujeitinho nojento.
    Eu não gosto muito dessa capa, a outra apesar de passar uma idéia errada da história, é muito mais fofa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Flavinha!
    Vi este livro por 9,90 e não comprei por causa do "Garoto", vou amanhã buscar.
    Ainda bem que tem você com ótimas resenha para nos salvar, afinal não dá tempo de ler tudo para conhecer.

    Bjos!
    Cida
    http://www.moonlightbooks.net/

    ResponderExcluir
  9. Oi,

    já li esse livro e também amei!! Concordo quando diz que o título "Garoto" não foi muito adequado... Amo muito a Meg e todos os livros dela!

    Adorei a resenha!

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Flávia!
    Já conhecia esse livro só pela capa, mas não sabia nadinha sobre ele. Não sabia que ele era narrado através de e-mails, super legal essa ideia da Meg. E eu realmente preciso ler mais livros dela. *-*

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  11. Oie...
    Flávia q resenha maravilhosa!
    Gostei tanto q a partir de agora "O Garoto da Casa ao Lado" está na lista dos livros que quero comprar.

    Já o conhecia, mas nunca parei para ler nenhuma resenha, pois o julguei pela capa (não sei exatamente porque, mas não gostei mto da capa).

    Sua resenha me cativou, realmente gostei mto.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Flávia!
    Nossa! Sua resenha foi bem detalhada e gostei muito... Fiquei curiosa em poder ler mais esse livro da Meg.

    Faço parte dos Blogs Parceiros e vim conhecer e seguir seu blog, muito fofo!
    E mais um final de semana está próximo. Vim desejar tranqüilidade e muito amor no coração.
    “Crer, é tornar possível o impossível.”
    Carinho não tem preço, doe-se.
    Blogueiras Unidas 1275!
    Luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá

    Acabei de começar a ler esse livro e estou adorandooo =D

    ResponderExcluir
  14. Já ouvi falar muito neste livro. Estou pensando em ler rs

    ResponderExcluir
  15. ainda não li (como sempre) ¬¬
    Na verdade eu comecei pelo segundo livro Garoto encontra Garota, que eu ganhei de presente e li depois que eu descobri este livro, mas ainda assim vou ler ele...

    ResponderExcluir
  16. Olá...
    Sou uma grande fã da Meg Cabot, e já estava querendo ler esse livro, mas agora, estou louca pra ler! Você me convenceu. Parabéns pela resenha, a propósito.

    meu-mundo-hm.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Eu to maluca por esse livro ! gente eu ja li um sobre emails e ria demais. kk
    Esse livro ta parecendo meio maluco. kkk
    Beijoca, boa leitura galera.

    ResponderExcluir