2 de junho de 2012

Flavia de Luce e o Mistério da Torta - Alan Bradley

Lido em: Junho de 2011
Título: Flavia de Luce e o Mistério da Torta - As Crônicas de Flavia de Luce #1
Autor: Alan Bradley
Editora: Arx
Gênero: Mistério/Policial
Ano: 2010
Páginas: 352
Nota:
Sinopse: Flavia de Luce é uma garota de 11 anos, que vive numa belíssima mansão em estilo vitoriano, na Inglaterra da década de 50, com sua excêntrica família. Após a morte misteriosa de sua mãe, ela encontra diversão em um antigo laboratório de química construído por seus antepassados. Logo, ela se torna uma especialista em venenos e uma investigadora dos estranhos crimes que acontecem ao seu redor.

Resenha: O Mistério da Torta é o primeiro volume da coleção As Crônicas de Flavia de Luce.
Flavia, é a caçula da família de Luce, que vive na mansão Buckshaw na cidadezinha de Bishop's Lacey. A menina é super inteligente, nerd e observadora, tem um senso crítico além do normal, não desgruda de Gladys, a bicicleta que herdou da mãe, é determinada, do tipo que não descansa enquanto não alcança seus objetivos, e é apaixonada por química e venenos!

Pude observar que talvez por Flavia ter crescido sem a a mãe, que faleceu enquanto ela ainda era um bebê; não ter tanta atenção do pai, que é um colecionador de selos fanático e se tornou uma pessoa extremante fechada e reclusa após a morte da esposa; e viver sendo perseguida pelas irmãs mais velhas, Daphne e Felinha, a menina desenvolveu uma frieza e calculismo que ao meu ver é um pouco assustadora, já que ela só tem 11 anos de idade, principalmente por sempre se referir à mãe pelo nome (Harriet) alegando que não a conheceu e assim sendo, não pode chamá-la de mãe. Mas se não fosse por essas características, talvez ela não seria tão cativante e única. Ela me lembra a Vandinha, da Família Adams, tanto na frieza e sarcasmo, quanto no jeito gótico de se vestir.

A vida de Flavia se resume a estudar química e bolar planos mirabolantes para se vingar das irmãs (do tipo que envolve colocar compostos químicos em um batom só para ver o que vai acontecer com a boca da irmã, dentre outras coisas pavorosas) além de viver fugindo dos pratos feito pela pior cozinheira do mundo, a Sra Mullet.
Até que um belo dia, um pássaro morto aparece na soleira da porta com um selo raríssimo espetado no bico, um pedaço da torta intragável e nem um pouco comestível da Sra Mullet desaparece (o que nos leva a pensar "quem foi o maluco que se arriscou a comer esse troço nojento?"), e no dia seguinte, um homem desconhecido, a beira da morte, é encontrado por Flavia. O problema maior, é que tudo indica que o assassino é o pai da menina!
Diante da distância entre pai e filha e por não conhecê-lo tão bem, Flavia fica intrigada, em cima do muro, sem saber se o pai realmente seria capaz de tal atrocidade, e por ele ter sido acusado de assassinato pela polícia, a menina decide investigar o caso por conta própria, seguindo pistas e desvendando os mistérios que acercam esse caso. Quem e por que mataram esse estranho?

Acredito que o autor tenha usado uma narrativa (que a propósito é em 1ª pessoa) que lembrasse a época em que a história se passa, e confesso que achei floreada e um pouco difícil. E quando a leitura não flui de forma fácil, ela se torna arrastada pra mim. O livro e cheio de referências históricas e geográficas, além das várias informações sobre compostos químicos.
Mas a forma como Flavia se comporta a fim de tentar provar a inocência do pai, é completamente fora do comum e incrível.
Só tirei uma estrela por causa do estilo da narrativa, que não é minha favorita e foi um pouco cansativa pra mim, mas é um livro que recomendo, principalmente aos fãs do gênero. Não se enganem com a capa "fofa" e o título "infantil". O livro é voltado para o público adulto e vale muito a pena ser lido!

8 comentários

  1. Ei Fla!!
    Adorei essa "enganação" da capa com relação a ser uma história infantil!
    Mesmo assim, não me interessei!
    Prefiro coisas ainda mais obtusas...
    Mas valeu a dica.
    Nunca tinha ouvido falar do livro ou da autora. :D
    Bjos!
    http://www.jovemtolofeliz.com

    ResponderExcluir
  2. Flavinha, e eu achando que comprava livros demais, fiquei feliz, você passou minha frente.
    Não conhecia este da sua resenha, achei legal.

    E seu layuot ficou demais, também vou trocar o meu.

    Bjos.

    Cida

    Selinho para você

    http://www.moonlightbooks.net/2012/06/sou-diva-sou-blogueira-sou-muito-mais.html

    ResponderExcluir
  3. Nunca ouvi falar desse livro,achei a capa linda e a história parece ser bem legal. Apesar de não gostar de livros com linguagm dificil me interessei por esse... quem sabe eu leia.

    beijos,
    Camila Márcia
    @camila_marcia
    http://delivroemlivro.blogspot.com/
    http://devaneiosfugazes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Acho a capa desse livro uma gracinha e sempre que vou na livraria fico paquerando ele, quem sabe agora após sua resenha eu o compre!!! Legal!!! Pena que as vezes nem tudo agrade né!!! mas faz parte!!

    ResponderExcluir
  5. Eu já estou namorando esse livro hum .... 3 anos rs . Agora com essa resenha maravilhosa quem sabe dou uma chance ? Mais me surpreendi quando você disse que a narrativa e arrastada a capa sugeri que é um livro sei lá infantil rs. Beijos !

    euvivolendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Gostei da sinopse, livros meio que investigativos me empolgam!!!! *-*

    ResponderExcluir
  7. Realmente quando eu vi a capa pensei logo na Vandinha. Acho que é por causa do jeito meio gótico e o penteado dela.
    Gostei da personagem, ser uma criança fria e inteligente...
    Vou colocar na minha lista!

    ResponderExcluir
  8. Eu achei a capa do livro muito legal. A história também parece boa, eu gosto desse tipo de coisa, investigaçoes, etc.

    ResponderExcluir