A Rebelde do Deserto - Alwyn Hamilton

22 de setembro de 2019

Título: A Rebelde do Deserto - A Rebelde do Deserto #1
Autora: Alwyn Hamilton
Editora: Seguinte
Gênero: YA/Aventura/Romance
Ano: 2016
Páginas: 288
Nota: ★★★★★
Sinopse: O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo - é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por revelar a ela o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir. 

Resenha: Amani Al'Hiza é uma jovem que vive na Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada e esquecida pelos deuses que fica no impiedoso Deserto de Miraji. Desde criança, Amani presenciava a mãe sendo agredida pelo pai, que vivia alcoolizado, e seu sonho era sair daquele lugar e ir embora pra capital, a cidade de Izman. Com a morte dos pais, ela passou a viver com seus odiosos tios, que não hesitaram em lhe arranjar um casamento forçado para que vivesse submissa a um marido que ela jamais deveria suportar. Mas, aproveitando de suas habilidades como atiradora e sua excelente pontaria, Amani decide participar de um campeonato de tiro disfarçada de homem numa cidade vizinha, assim poderia juntar dinheiro para fugir. Porém, nada sai como planejado. Quando ela conhece Jin, um forasteiro procurado pelo exército do sultão, ela acaba tendo a oportunidade de escapar, e assim, foge com ele galopando num cavalo mágico enquanto são perseguidos pelo exército. E isso iria mudar a vida dela para sempre...

O livro é narrado em primeira pessoa e traz o deserto como pano de fundo, onde a pobreza é extrema, a água é um bem precioso e a guerra por poder parece não ter fim. Amani embarca numa aventura envolvendo magia, sultões, guerras, cultura do oriente e crenças. A leitura é fluída, rápida, fácil e muito direta, e isso ajuda bastante a aproveitar o tempo para que a trama sempre esteja movimentada.

A autora toca num tema bastante delicado envolvendo as mulheres e a forma como são tratadas como objetos, enquanto os homens são os soberanos que tudo podem. Em meio a esse cenário, Amani demonstra ser forte, inteligente, e disposta e não se submeter aos caprichos de ninguém. Assim ela já cativa o leitor desde o início, e é impossível não torcer pelo sucesso dela durante o desenrolar da trama.

Jin, o parceiro de Amani em sua jornada pelo deserto, acaba sendo um companheiro muito leal, e a cumplicidade que surge desse relacionamento é muito legal de se acompanhar, principalmente pela pitada de romance. As questões envolvendo o relacionamento amoroso da dupla têm seu espaço, sim, mas sem tomar todo o livro, deixando espaço para momentos de tensão, pequenas batalhas e muita aventura. Tudo flui de uma maneira gostosa de se acompanhar e é impossível não ficar curioso pelo que vem a seguir.

A capa é muito linda com os detalhes em dourado e combina perfeitamente bem com a essência da história de Amani. Cada início de capítulo também tem um detalhe na lateral superior, enriquecendo ainda mais o projeto gráfico da obra.

Pra quem procura por um livro leve que nos permite viajar para um universo novo, com tramas políticas intrigantes e muita fantasia, é leitura muito indicada!
0 Comentários pelo Blogger
Comentários pelo Facebook

Nenhum comentário

Postar um comentário