22 de abril de 2014

O Lado Mais Sombrio - A.G. Howard

Título: O Lado Mais Sombrio - Splintered #1
Autora: A.G. Howard
Editora: Novo Conceito
Gênero: Fantasia/Releitura
Ano: 2014
Páginas: 368
Nota:
Sinopse: Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino: terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas.
Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer.
Para quebrar a maldição da loucura na família, Alyssa precisa entrar na toca do coelho e consertar alguns erros cometidos no País das Maravilhas, um lugar repleto de seres estranhos com intenções não reveladas. Alyssa leva consigo o seu amigo da vida real – o superprotetor Jeb –, mas, assim que a jornada começa, ela se vê dividida entre a sensatez deste e a magia perigosa e encantadora de Morfeu, o seu guia no País das Maravilhas.
Ninguém é o que parece no País das Maravilhas. Nem mesmo Alyssa...

Resenha: O Lado Mais Sombrio é o primeiro volume da série Splintered, escrita pela autora A.G. Howard e lançada pela Editora Novo Conceito. Nele conhecemos a protagonista Alyssa, tataraneta de Alice Liddell cuja história que vivia em sonhos inspirou Lewis Carroll a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas (oi?). O problema é que há um histórico de insanidade na família e todas as mulheres, desde Alice, tem o sanatório como destino devido as alucinações que têm. Até Alison, sua mãe, está numa clínica psiquiátrica. E, ao que tudo indica, Alyssa terá o mesmo destino já que a garota tem o dom de ouvir pensamentos e sussurros de plantas e animais. Pra tentar amenizar essa "loucura", ela monta quadros com os insetos que captura criando imagens incríveis, dessa forma ela consegue "silenciá-los" após prendê-los. Porém, talvez o que chamam de loucura possa ser uma terrível maldição, e agora cabe a Alyssa entrar no País das Maravilhas a fim de tentar reparar os erros que foram cometidos lá por Alice... Ela repete história entrando na "toca do coelho", e ainda leva Jeb consigo, descobrindo que o País das Maravilhas não é exatamente o mesmo descrito no adorável e famoso clássico e que nem ela mesma é quem pensou que fosse...

O início do livro descreve a vida de Alyssa, e mesmo que ela goste de skates, tenha interesse em artes e coisas desse estilo mais "emo", achei um tanto tediosa... Jeb é o melhor amigo dela, e Alyssa gosta dele, mas o cara já tem namorada de quem ela é inimiga, e ele ainda parece ver Alyssa como uma irmã a quem tomar conta. O que não me agradou muito, pois o cara estava ali só pra mandar e decidir coisas que não lhe cabiam sobre a vida dela, e quem é ele pra ter esse tipo de poder sobre ela? Fiquei me perguntando o que ele estava fazendo alí e o que acrescentou na história, além de despertar minha antipatia com sua personalidade e comportamento odiosos... Seria melhor se ele fosse um irmão mais velho, ou até mesmo seu próprio pai.
Ao chegar no País das Maravilhas, Alyssa conhece (ou reencontra?) Morfeu, um rapaz de cabelos azuis que fica incumbido de guiar a garota naquele mundo, que agora está sob comando de uma nova rainha, a ajudando a quebrar a maldição e consertar o que está errado. Porém Morfeu é muito misterioso, meio rebelde e ainda não tem escrúpulos (sim!), e por mais que a ideia de um triangulo amoroso possa surgir entre eles, e eu, por incrível que pareça, achar ótimo para que Alyssa largue mão de Jeb, é algo que não dá pra ter certeza pois não se sabe em quem se pode realmente confiar ali...

Acho que O Lado Mais Sombrio pode até ser considerado uma extensão modificada para o clássico Alice no País das Maravilhas em vez de uma releitura, pois Alyssa é uma personagem com personalidade única, que ganha uma história só dela, e que de certa forma se supera se comparada a Alice.
A capa tem todo um mistério e apesar de a primeira vista ser bonita, mesmo que a editora tenha mantido a arte da capa original, ao analisar de perto fiquei com a impressão de que o tratamento dado a ela não foi tão bacana assim, pois o efeito foi exagerado a ponto de eu me perguntar se a garota da capa sofre de icterícia ou coisa do tipo... A cor do título também não tem destaque em meio a tanto contraste e cores fortes por trás... Já a diagramação é de encher os olhos, pois há ornamentos de plantas ilustrando as páginas.
A narrativa se alterna entre lucidez e loucura, e às vezes achei que alguns personagens foram descritos de forma estranha e alguns acontecimentos se desenrolaram de forma muito confusa, o que não permitiu que a leitura fluísse muito fácil pra mim, por isso demorei mais do que pensei pra finalizar o livro.
No mais, é uma história que faz um misto de aventura, mistério e romance, tudo com um lado mágico e ao mesmo tempo sombrio, de forma ricamente detalhada. Os cenários são incríveis, exóticos e é possível se imaginar explorando tudo aquilo, maravilhada e ao mesmo tempo assombrada devido as bizarrices que existem por lá. A autora usou e abusou da criatividade aproveitando um mundo criado anteriormente, incluindo personagens já conhecidos em Alice no País das Maravilhas, dando um toque inovador, mudando características físicas e psicológicas para que todo aquele ar sombrio tivesse um destaque.
Pra quem quiser se aventurar em uma viagem a um mundo novo, é uma boa pedida.


8 comentários

  1. Oi, Flávia!

    Concordo com suas palavras. Li o livro e gostei bastante da ideia central, dessa ar mais sombrio e beirando a loucura, no entanto, os personagens foram os pontos mais fracos, e entre eles, Jeb! Acho que este era o personagem mais sem sentido durante todo o livro, alguém que se não tivesse durante a trama, seria ótimo! O modo sufocante e protetor dele, me deixou cansada, e confesso, li para saber mais sobre Morfeu e a loucura da família da Alyssa.

    Algo que também não curti, é o fato de ser uma série, não vi cabimento nisso, mas tudo bem, afinal, se tem história para contar né? Enfim, ótima resenha!

    Beijos,

    Sammy.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Flávia!
    Eu quero muito ler esse livro e é a sua resenha é a segunda que eu li sobre ele. A primeira não tinha tantos pontos negativos pra falar, melhor, nenhum ponto negativo... Mas, mesmo assim, quero muito lê-lo. A história parece ser interessante, bem interessante.
    E a respeito de ser uma série, será que vão ser vários clássicos com um olhar diferente sobre ele? Estamos na era das "releituras" dos contos e histórias clássicas, mas fico me perguntando se será isso mesmo.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Oi Flávia :)

    Não gosto muito de literatura fantástica, mas me interessei por esse, apesar das três estrelinhas. Confesso que a primeira vista a capa foi o que me encantou, mas me deu um medinho de me decepcionar com ela hahaha

    Boa resenha!

    Beijos!
    http://poesiadestilada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Flávia.
    Adoro literatura fantástica e me interessei por este livro. Estava em duvida se lia ou não , agora irei ler .
    obrigada, beijos :*

    ResponderExcluir
  5. Olá! Por Favor, aceita afiliação?
    http://fronteiracosmica.blogspot.com.br

    Responda lá no meu blog!

    Beijoooosss

    ResponderExcluir
  6. Oi,

    li esse livro recentemente e amei! Achei a trama super criativa e cativante e os personagens ótimos, apesar de também ter achado o Jeb um mandão! Sério que você achou a Alyssa tediosa? Eu gostei dela, achei uma protagonista bem única. A capa do livro é realmente linda, mas concordo com você que ela poderia ter tido um tratamento melhor. A diagramação não é mesmo divina?! Adorei os desenhos de plantas e afins, eles combinaram muito com o livro! Ótima resenha!

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Quero tanto let essr livro !!! Já li varias resenhas sobre ele e a vontade só aumenta! Ja estou criando antipatia antecipada por Jeb, por que né...
    Enfim , de todas as resenhas que eu li a sua foi a melhor para que eu possa ter um panorama do livro e mesmo que ele possua partes confusas eu quero muito lê-lo !
    Beijos e abraços, Uma vida nos livros

    ResponderExcluir
  8. Aah eu to lendo ele e estou gostando bastante da história em si , ate o momento não tenho nada contra o Jeb ;)

    ResponderExcluir